1. Spirit Fanfics >
  2. Os Kim's - Taekook- Vkook >
  3. Capitulo 1

História Os Kim's - Taekook- Vkook - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capitulo 1


O ensino médio é um dos locais mais loucos da vida de uma pessoa, você pode ser lembrado como a pessoa mais pegadora do colégio, o nerd, a pessoa que sofre bullying. Pode ser um dos atletas, um dos invisíveis e, claro, você pode ser lembrado como um Kim.

O porquê? A família Kim é composta por gênios e lindos — se é que posso descrever assim —, donos de uma beleza esmagadora e uma inteligência assustadora. Kim's são estremamente poderosos, ricos, com bom nome e claro, 3 estudantes do ensino médio carregavam esse nome.

Kim Nam-joon, capitão do time de basquete, fala 7 línguas fluentemente e ficou com a nota integral na prova do Pin — a prova mais difícil de cálculo —, marcando a história da escola.

Kim Seokjin, presidente do conselho estudantil, nota 10 em qualquer matéria, fluente em 5 línguas, ganhou um prêmio da NASA pela melhor simulação de lançamento de foguete. Dono de uma beleza estonteante.

Kim Taehyung; esse é difícil de se falar. Por que é difícil? Taehyung se destaca em qualquer lugar que chega. Primeiro, sua beleza; segundo, a sua inteligência e terceiro, a sua voz. O mais novo dos Kim faz parte do teatro da escola, já ganhou prêmios de dança, concursos de voz e toca saxofone. É difícil achar uma língua na qual ele não é fluente, gosta de felinos e tem medo de altura. Sua cor favorita é o dourado, possui uma tatuagem nas costelas e uma no tornozelo. Ele é bom em todas as matérias e ganhou em primeiro lugar o concurso nacional de logística, o CNL.

Como eu sei de tudo isso? Taehyung é frequentemente o alvo do jornal da escola junto com os seus irmãos, apesar de tentar se esconder nas sombras dos irmãos mais velhos, o mais novo nunca sai despercebido.

E eu? Eu sou Jeon Jungkook, um aluno comum que teve a vida toda mudada por causa de uma troca de lugares. Eu jogo no time onde Nam-joon é o capitão, mas eu nunca troquei muitas palavras com ele. Sou mais íntimo com Jimin, o baixinho do grupo de teatro, mas isso é só porque nós somos vizinhos.

Como todo ano, antes das aulas começarem, é feito um sorteio onde os alunos descobrem pela a sorte quem será a sua dupla pelo o resto do ano. Estava tudo bem, eu já tinha passado pelo sorteio várias vezes e já tive todo o tipo de aluno como minha dupla, mas aquele 2° ano do ensino médio foi diferente. Eu havia chegado no horário e fui direto para o quadro onde tinha o nome dos lugares dos alunos, para eu descobrir a minha sala deste ano. Sala 4B, e até aí tudo bem. Eu subi até a sala e fui até o quadro olhar que seria a minha dupla, quase caí para trás.

Kim Taehyung — Jeon Jungkook.

Eu percorri a sala, mas vi que ele ainda não havia chegado, o que me fez suspirar e caminhar lentamente até o meu lugar. Eu estava ferrado, sabia muito bem quantas pessoas iam vir me procurar para trocar de lugar, suspirei alto, coloquei os meus fones e me afundei na cadeira. Fiquei encarando o teto até que os meus olhos se fecharam devagar, em algum momento eu senti a presença de alguém sentando do meu lado e um enorme cheiro doce afetou as minhas narinas me fazendo olhar para o lado, encontrando Taehyung em sua famosa bulsa larga que deixa a sua clavícula severamente exposta.

Eu vi que seus lábios se mexeram, mas devido aos meus fones eu não ouvi nenhuma de suas palavras, então eu puxei os fones para baixo.

— O que disse? — ele sorriu docilmente.

— Perguntei se você é o Jeon Jungkook?

— Sim...

— Prazer! — os seus olhos me prenderam e nós dois ficamos lá, um olhando para o outro por não sei quanto tempo. — Você joga no time do meu irmão, não é? — eu afirmei com a cabeça. — Ah! Então é por isso que você me parece familiar.

Ele sorriu e eu acho que me perdi no meio de um sorriso seu. O resto da aula se seguiu sem nenhuma palavra entre nós dois, bom, até a hora dos exercícios, onde eu me matava para responder as perguntas e Taehyung fazia elas de forma rápida. Quando ele terminou sua atenção veio direto para mim.

— Você já terminou? — cochichou.

— Eu não entendo essa matéria... — Taehyung sorriu e se aproximou para ver as minhas questões, o cheiro do seu perfume ficou mais forte e ele olhou para mim, estávamos muito próximos.

— São questões simples. — o meu olhar desceu até os seus lábios, que meu Deus! Eram tão convidativos naquele momento.

— É, mas eu não sou um Kim, para mim é muito difícil. — o sorriso dele morreu na hora e eu tive certeza que falei algo que não devia

— Claro... É... Eu sou um Kim. — sorriu amarelo.

Depois disso um clima tenso se instalou entre nós, até que ele trocou as nossas folhas e começou a responder as minhas questões

— O que você está fazendo?

— Só temos cinco minutos para o intervalo e você ainda está na segunda questão, eu estou com fome!

Ele respondeu todas em quatro minutos, todas as dez questões. Eu fiquei olhando para ele quando o mesmo me devolveu a folha, vi as suas bochechas ganharem um tom rosado que eu constatei ser muito fofo.

— Eu prometo lhe explicar elas depois.

— Ok, obrigado... Matemática não é o meu forte.

— E qual é? — ele me olhou com os olhos questionadores.

— Basquete! — Taehyung sorriu e afirmou com a cabeça.

— Deveria ter imaginado.

(...)

No intervalo eu sentei com o Jimin, Yoon-gi e Hoseok, nós comíamos e fazíamos algumas brincadeiras. O refeitório estava barulhento até os Kim's entrarem, então um silêncio tomou conta, todos paravam para olhar, Taehyung estava do lado esquerdo de Nam-joon e o primo deles, Seokjin, do lado direito. As mesas estavam cheias e todos se perguntavam com quem os Kim's pediriam para sentar, isso mesmo: pedir.

Era normal quando o refeitório estava lotado, os Kim's chegarem na mesa de alguém e falarem: "Oi, com licença, mas poderíamos sentar aqui com vocês?". E depois disso essas pessoas ficavam famosas por um tempo. Quando a companhia era agradável era normal ver eles voltarem para a mesa em outros dias, quando não eles nem chegavam perto outra vez.

Os meus olhos e os de Taehyung se encontraram e eu vi quando ele começou a dar passos em direção a mesa em que eu estava, naquele momento o meu corpo travou e eu quase me levantei para puxar a cadeira para ele. Um sorriso tímido estava nos seus lábios até que Nam-joon segurou em seu ombro.

— TaeTae, vamos sentar alí. — ele apontou para a mesa de Max, onde Seokjin estava se sentando, então Taehyung deu uma última olhada para mim e seguiu o seu irmão.

— Nossa, eu pensei que ele ia sentar aqui. — Jimin falou.

— Acho impossível ele vir sentar aqui se os irmãos não vierem também...e é normal Nam-joon escolher os lugares. — Yoon-gi se pronunciou.

— Jungkook, o Taehyung é a sua dupla deste ano, não é?

— Como você sabe?

— As notícias sobre os Kim's voam. — Hoseok responde.

Eu torci o nariz e quando o sinal bateu voltei para a sala, Taehyung chegou minutos depois com uns papéis, até que a uma garota do jornal chegou.

— Olá Kim Taehyung, eu sou do jornal da escola. Se importa em responder algumas perguntas?

— Oh... Não. — ele sorriu. Ele sempre sorria assim para todo mundo. — Do que precisa?

— Bom, as pessoas mandaram algumas perguntas.

— Vou adorar respondê-las! — a garota sorriu e tirou o gravador do bolso da saia.

— Bom, Kim Taehyung, como foram as suas férias?

— Foram boas, sabe... Muita televisão e chocolate, acho até que ganhei peso! — ele brincou e a menina sorriu.

— Eu não acho que você ganhou peso. — as bochechas dela coraram, eu havia colocado os meus fones, mas eles estavam desligados, então eu estava ouvindo a conversa toda por pura curiosidade. — E as festas?

— Ah, eu fui em algumas com o meu irmão e meu primo... Você sabe, nós sempre vamos juntos em todas as festas, é nosso lema de irmandade. — ele sorriu, mas eu notei na sua voz que ele se sentiu incomodado com a pergunta.

— Você está namorando? — ela perguntou, ficando igual ao um tomate.

— Não.

— E-eu sei que essa pergunta pode lhe o-ofender um pouco, mas não leve a m-mal... — ela gaguejava. — Qual é a sua... Sexualidade?

O que?! Como assim?

Taehyung ficou em silêncio durante um tempo, seus olhos estavam perdidos e eu o espiava pelo canto dos olhos.

— Acho que você já sabe a fama dos Kim's...

— Obrigada pelas respostas.

— De nada.

Ela foi embora e eu fiquei pensando em sua resposta. Ele disse "você conhece a fama dos Kim's", não disse "eu gosto de...", ele simplesmente fugiu da pergunta. Taehyung abaixou a cabeça, notei que as perguntas lhe incomodavam um pouco. Quando o professor entrou na sala, eu o cutuquei com a caneta e ele levantou a cabeça e prestou atenção na aula.

(...)

No outro dia eu entrei na sala e Taehyung ainda não havia chegado, eu me sentei jogando a minha bolsa na mesa e de repente uma garota chegou. Ela tinha aberto quatro botões da sua blusa mostrando os seus seios grandes e usava uma saia minúscula.

— Oi... — se inclinou na cadeira para mostrar ainda mais os seus seios.

mais havia uma questão que me afastava deles. eu sou gay.

— Oi.

— Olha, eu ouvi dizer que você é a dupla do Taehyung, eu queria saber se você não gostaria de trocar comigo, a minha amiga iria adorar fazer dupla com você. — ela dedilhou a minha gravata, mas eu agarrei o seu pulso e joguei a sua mão para longe sem usar força.

— Eu não estou interessado em trocar de dupla e outra coisa; as do seu tipo eu quero longe. — ela me olhou indignada e quando se virou, Taehyung estava bem atrás, ele sorriu.

— Oi... Jungkook, bom dia! — ele ignorou a garota e se sentou ao meu lado.

A menina notou que ele havia a desprezado e saiu batendo o pé. Eu olhei para Taehyung que tinha um sorriso no rosto.

— Oi! — eu disse por fim.

Ele ficou em silêncio e lambeu os lábios, o que me fez olhar para eles e notar a sua língua os umedecendo. Acabei por morder os meus.

— Obrigado... — falou e eu o olhei sem entender. — Por não trocar de dupla sabe, normalmente eu acabo tendo muitas duplas no decorrer do ano. — ele deu de ombros.

— Eu não estou interessado em trocar de dupla, ao menos que você esteja.

— Não, não! Eu gosto de você, Kook. — nessa hora o meu corpo travou.

— Kook? — foi a única coisa que saiu da minha boca, as suas palavras mexeram muito comigo.

— Sim, você não gostou? — perguntou preocupado.

— Eu gostei... — sorri e vi as suas bochechas ganharem um tom rosa e ele sorrir envergonhado.

(...)

No intervalo, eu cheguei na minha mesa e Jimin estava mais animado que o normal. Me sentei, estava muito cansado. Havia passado por uma aula de história horrível.

— Jungkook, você já ficou sabendo o que o Jimin fez? — Hoseok perguntou.

— Não, o que aconteceu?

— Ele convidou os Kim's para sentarem com a gente.

— O que?! — eu falei, quase gritando, desacreditado.

— Bom, o meu armário e ao lado do armário de Seokjin, eu estava pegando o meu material quando Nam-joon e Taehyung chegaram lá. Até o Taehyung me cumprimentou, já que fazemos parte do mesmo clube. Eu ouvi eles comentando em que mesa eles sentariam hoje, aí eu disse "se quiserem podem se sentar comigo e os meus amigos", eles falaram "ok, obrigado". — Jimin explicou.

O meu queixo caiu, o Park estava todo saltitante enquanto Yoon-gi parecia incomodado com a ideia. A verdade é que eles nunca sentaram na nossa mesa, eles nem chegavam perto! E isso me assustou de início. Eles viriam? Ou eles falaram da boca para fora? Se eles não gostassem da nossa companhia o que iria acontecer?

Eu não consegui pensar em mais nada porque o refeitório ficou em silêncio, alertando que eles haviam chegado. Jimin sorria de orelha a orelha, enquanto os meus olhos se prenderam com os do Taehyung. Era sempre assim, mesmo antes de nós sentarmos juntos. Os nossos olhos semprem se prendiam, e mesmo que nunca tivéssemos trocado uma palavra antes, eu conhecia o seu olhar como ninguém. Os três caminharam até a nossa mesa e Jimin se levantou sorrindo, eu desviei o meu olhar e voltei a comer.

— Oi! — Park falou animado.

— Oi! — os três responderam no mesmo tom.

— Obrigado pelo o convite mais cedo, foi a primeira vez que nos convidaram para sentar em uma mesa. — Namjoon disse.

— Sério?!

— Sim, é por isso que sempre pedimos para sentar em alguma mesa.

Eu achei engraçado, o momento em que toda a escola esperava ansiosamente acontecia porque ninguém tinha coragem de os convidar para sentar. Eu admiro Jimin por ter toda essa coragem.

— Deixe eu apresentar os meus amigos. Esse é Min Yoon-gi, esse Jung Hoseok, e esse é o Jeon Jungkook.

— Ah, você é a dupla do Taehy, 'né?

Eu afirmei com a cabeça e olhei para Taehyung, que tinha os pensamentos perdidos enquanto olhava para um canto específico da mesa. O Kim mais novo ficou em silêncio o intervalo todo enquanto eu interagia junto com os meus amigos e os outros Kim's. Eles eram gentis, pareciam ser gente como a gente, sabe. Nos adaptamos rápido.

— Parece que o humor do Taehyung é parecido com o do Yoon-gi. — o Min tinha a cabeça apoiada na mesa e estava praticamente dormindo.

— Ele apenas está em um dia ruim, nos desculpe por isso.

Dia ruim? Ele não parecia está com esse humor quando chegou na sala, pelo o contrário, ele sorriu a aula inteira.

— Não precisa se desculpar, todo mundo tem problemas. — Jimin falou simples enquanto mexia nos cabelos de Yoon-gi, este que fechou os olhos em resposta.

Assim que o sinal tocou os Kim's se levantaram e agradeceram pelo o convite, eu notei que Jin era muito educado e Nam-joon não era diferente, apenas Taehyung se mantinha quieto e com um olhar baixo.

— Nós vamos dar uma festa no final de semana, por favor compareçam.

Jimin e Hoseok sorriram de forma estúpida e concordaram, eu apenas disse que "ok". O humor de Taehyung estava me intrigrando e aquilo não era normal da minha parte, eu não costumo me importar com as pessoas tão rápido.

(...)

Eu estava caminhando pelo os corredores quando eu ouvi Jin e Taehyung conversando.

— Você não devia ter agido daquela forma na hora do intervalo. — Seokjin repreendia.

— Desculpa hyung, eu só não queria conversar.

— Taehyung, olha eu sei que você não gosta, mas você sabe que-

— Eu sei, eu sou um Kim. Devo me comportar como tal... Mas hyung, eu estou cansado disso, eles nos tratam como se fôssemos ídolos, quando na verdade somos tão comuns. Você viu depois que saímos? As pessoas caíram em cima dos meninos da mesa, já foram procurar até o Jungkook para trocarem de lugar. — reclamou.

— E você chegou todo feliz porque ele não trocou.

— Ele disse que não tinha a intenção de mudar de dupla, ele me trata como alguém normal, não me chamou de Kim como se eu fosse um Deus... Ele me tratou como um colega de classe normal.

— Taehy, somos os Kim's, não somos normais... Você sabe, não à ninguém que se aproxima da gente por nada... Não se iluda, ok? — explicou.

— Sim, hyung.

Como assim ele acha que eu estou interessado em algo? Claro que não! Eu não sou esse tipo de pessoa... Eu só... Ah!

Eu fiquei tão indignado que fiz barulho para que eles me ouvissem chegar. Taehyung olhou para mim e Jin se despediu dele, então nós entramos na sala. Sentamos em silêncio, um que estava me incomodando muito. Eu olhei para o Kim na cara de pau mesmo para ele saber que eu estava o olhando, Tae franziu a testa e inclinou a cabeça, adorável!

Não espera, eu estou com raiva!

— O que você tem? — perguntei simples e direto.

— N-nada... — falou desviando o olhar do meu, péssimo mentiroso.

Eu ia responder a sua tentativa de mentira até que uma garota chegou, e ficou parada na minha frente, ela tinha as bochechas coradas e usava óculos.

— Jungkook... — ela falou baixinho e me estendeu uma carta. Ela era tímida, mas eu não podia aceitar, eu não gosto de garotas.

— Sinto muito, não posso aceitar... — ela olhou para mim totalmente desapontada.

— Você tem namorada?

— Não. Eu não gosto de garotas. — ela olhou para mim e se desculpou enquanto saía correndo da sala, algumas pessoas olhavam, mas eu não me importei. Minha sexualidade não é segredo e a minha preferência muito menos.

Taehyung me olhava de uma forma estranha, eu não sabia se ele estava aterrorizado ou me secando. Coloquei um chiclete na boca e agi normalmente até o seu olhar me incomodar.

— Diz. — eu falei ainda mexendo nas minhas coisas

— O que?

— Você está me olhando tem uns cinco minutos. — o encarei.

— Ah, desculpa. — eu apoiei um cotovelo na mesa e me virei para ficar totalmente de frente a ele, arqueando uma sobrancelha.

— Taehy, o que aconteceu? — as suas bochechas coraram quando eu o chamei pelo o apelido e ele olhou para baixo. Tímido? Um Kim tímido? Eu sorri de ladinho. — Te incomoda?

— Hã?

— A minha sexualidade, se lhe incomodar eu posso trocar de dupla e...

— Não! É... — ele praticamente gritou e depois mordeu os lábios, aflito, e desviou o olhar. — Eu não quero trocar de dupla. — mordia os lábios nervosamente e eu afirmei com a cabeça.

— Eu não escondo. — ele olhou para mim, confuso, e eu virei para frente porque o professor havia chegado. — Minha sexualidade, eu não a escondo.

Taehyung ficou me olhando por alguns segundos, antes de desviar a sua atenção e sorrir um pouco. Eu não entendi aquele sorriso naquele momento, mas não deixei de sorrir também.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...