História Os Lobos de Gravity Falls (ABO) - Capítulo 3


Postado
Categorias Gravity Falls, Mitologia Grega
Personagens Bill Cipher, Dipper Pines, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Waddles
Tags Abo, Alpha, Alpha Beta Omega, Beta, Billdip, Bipper, Lemon, Mabcifica, M-preg, Ômega, Romance, Smut, Yaoi
Visualizações 144
Palavras 708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não sei o que escrever, bora pro capítulo.

Capítulo 3 - A Beta machucada


Fanfic / Fanfiction Os Lobos de Gravity Falls (ABO) - Capítulo 3 - A Beta machucada

   

 

Todos foram teletransportado para lugares aleatórios da floresta e seus colares brilharam, esses colares não serviam apenas para teletransporte mas também para trocar a roupa (estilo Pantera Negra)

Dipper ON.

Fui para um lugar estranho e a merda  do colar trocou minha roupa por uma capa com capuz da cor Azul Real,ao menos a cor é bonita.Que maravilha estou nu, rapidamente olho e sinto cheiro ao meu redor, "não tem ninguém, ótimo" , tiro a capa e me transformo em um lobo de 1, 50 de altura, pelo castanho e branco, olhos azuis , características de todo o ômega.

Depois de transformado, começo a farejar o ar, percebo que tem outros lobos por perto, e o pior, são todos os alfas, acho que chocolate não é um cheiro que se encontra em uma floresta. Assustado, começo a correr a medida que os sinto aproximar enquanto corro, um cheiro de doce de leite invade minhas narinas, parece doce demais para o alfa, ou um  beta, mas a Pacífica tem cheiro de leite condensado, e o Gideon de algodão doce, e ambos são alfas.

Sou tirado de meus pensamentos quando escuto um choro, mudo de direção, sendo seguido pelos alfas, "droga" , aumento a velocidade ao sentir o cheiro de sangue,isso não está certo.Chego em uma clareira com lago e vejo uma loba branca e cinza, olhos amarelos. Pelos feromônios, percebo que é uma beta.Ela está toda machucada, e é bem pequena, deve ter 10 anos então deve sua primeira vez.A vejo abrir os olhos.

- Está viva!

Ouço os alfas chegarem perto.Tive uma ideia!Me aproximo da beta e me esfrego em seu corpo ensanguentado escutando-a resmungar de dor:

- Desculpe, peço que aguente um pouco, vou te ajudar mas antes, preciso fazer isso. 

Depois que me cobri com seu sangue, reprimi meus feromônios e aproximei meu rosto de seu fucinho:

- Colabore ok, tem alfas vindo ai.

Ela pareceu entender, logo eles chegaram, ele parecem confusos, um deles tomou a frente e perguntou:  

- Viu algum ômega passar por aqui?

-  Não sei— Respondi  de costas para não verem meus olhos— segui o cheiro de minha amiga, não prestei atenção ao redor estava preocupado, talvez tenha passado por algum, agora, podem ir?Eu quero cuidar dela.

- Humpf— eles passarão e saíram correndo talvez não quisesse perder tempo com uma beta machucada, quase desmaiada, e ao que parece, um beta macho. Suspirei aliviado, e me transformei em humano, nesse exato momento minha capa saio de meu colar. Me cubro e a digo para se transformar em humana, sua capa naturalmente aparece,eu a coloco em meus ombros, e levo a garota até a beira do lago.

Rasgo um pedaço de minha capa e começa a limpar seus ferimentos, ela desmaiou então não sente dor, que bom para ela, analiso os seus machucados e percebo que pela gravidade foi uma alfa, um muito violento.Olho ao redor e vejo algumas ervas.O bom de ser ômega é que você recebe um treinamento para fazer remédios naturais.Claro é uma faca de dois gumes, pois esse treinamento também te diz para ser submisso ao alfas.

Pego as ervas certas e vou até uma árvore depois fico em forma híbrida, a mudança me dá um par de orelhas e uma cauda, assim como guarras e meus caninos, do mesmo jeito com meus cabelos, que ficaram na altura de meus ombros.Uso minhas garras e arranco um pedaço de casca de árvore, volto para perto dela, para preparar a medição,colocando as plantas na casca com um pouco de água.Começo a moê-las criando uma pasta, depois de feita, passo por seu corpo.

 Espero que não fique brava por ter a tocado, a cubro com sua capa, e desfaço minha transformação, entro no lago não só para me limpar do sangue da menina, mas também para pegar peixes, quando ela acordar deverá estar faminta, depois de pegá-los, vou atrás de materiais para a fogueira mas não me afasto muito.A noite cai,eu estou assando os peixes na fogueira recém acesa, até que ela acorda.

- O q-quê ... O que está havendo,o-onde estou?— perguntou ela.

- Calma, aqui coma.—dei-lhe um peixe pronto, ela logo pegou e começou a devorá-lo— Pode me dizer como ficou daquele jeito?

- Bom, foi assim ...

 

 


Notas Finais


Capítulo pequeno eu sei, me desculpem🙇‍♀️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...