1. Spirit Fanfics >
  2. Os mistérios de Beacon Hills >
  3. "Finalmente acabou"

História Os mistérios de Beacon Hills - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Cap de hj glr, espero que gostem e desculpa os erros ortográfico, falta de pontuação e a falta de detalhes. Boa leitura e até sábado!!❤ desculpem se ficou travado e desculpem se ficou grandinho rsrs...

Capítulo 9 - "Finalmente acabou"


Fanfic / Fanfiction Os mistérios de Beacon Hills - Capítulo 9 - "Finalmente acabou"

Enquanto estava indo a delegacia, notei que um carro me seguia mais nem me importei muito pois poderia ser alguém indo para o mesmo lugar que eu, Scott havia me ligado avisando que o Liam e ele estava indo para clínica veterinária se encontrar com o seu chefe e Stiles pois havia o último Médico do Medo lá. Chegando a delegacia, fui até o Tio Stilinski mais havia um homem quando passei pela recepção, nem olhei quem era fui direto falar com o tio mais antes de chegar a sua sala ele apareceu na porta e pediu para eu esperar e então olhou para o tal homem e disse:
     - Você disse Argent? - disse meu tio olhando para o cara que eu não pude ver o rosto, eu não sabia o que estava acontecendo pois meu tio não havia me falado nada apenas pediu para que eu esperasse, meu tio convidou o homem para entrar na sua sala, eu me concentrei para escutar sua conversa com ele.
     - Me desculpe, é que meu filho adora me mandar mensagens longas e confusas. Espera aí que eu vou desligar essa porcaria. - disse meu tio e eu pude ouvir o celular batendo na mesa - então você tá procurando por um dos Argent. - eu pude ouvir o coração do meu tio acelerar, ele parecia temer aquele homem, ele estava com medo conclui comigo mesma.
    - Pelo visto sabe quem eu sou.  - disse o cara, notei que a voz dele era familiar - então então sabe do que eu sou capaz.
      - Eu faço uma ideia. 
    - Suas armas podem ser mais sofisticada do que as lanças e bala da minha época, mesmo assim não podem me matar. - pude ouvir meu tio colocar algo na mesa. 

Aposto que uma beretta 9 milímetros faz mais estrago do que uma bousquet do século 18.
       - Tem certeza? Eu posso sair daqui com as mãos limpas ou com elas totalmente encharcadas de sangue, você que sabe.
Então pude ver ambos levantarem, e meu tio caminhar com ele até a porta da sua sala, eu vi quem era e não era nada mais nada menos que o homem que é a Besta, Sebastien Valet. Meu tio veio caminhando com uma de suas mão no seu coldre, uma das funcionárias viu aquilo e se  levantou colocando a mão no seu coldre e tirando a arma e apontando para Sebastien e disse:
       - Senhor? - disse a mulher.
      - Clarke não. - disse meu tio fazendo um sinal com a mão para que ela abaixasse a arma.
    - Nem pense em se mexer. - disse olhando para o homem que logo deixou os seus castanhos serem dominado pelos seus olhos azuis brilhantes e mostrou seus dentes afiados.
  - Deixa ele ir. - falei me levantando imediatamente mais não adiantou, a mulher pegou sua arma e então a Besta partiu para cima dela, meu tio e ela começaram a atirar, eu me abaixei para não ser atingida, a Besta atacou meu tio e a mulher, logo pude ouvir alguém entrando, e vi a Lydia parada ao meu lado, eu sabia que tinha que fazer algo logo me levantei e fiquei ao lado dela, o Sebastien olhou para gente e partiu para cima pegando Lydia pela garganta, eu tentei entrar na frente para ele não atingir a Lydia mais ela gritou o que fez meus ouvidos sangrar e fazer eu perder a concentração e deixa-ló a acertar mais junto com o grito dela eu empurrei o homem para parede. Eu virei de imediatamente e vi Lydia cair de joelhos no chão com a mão a sua garganta cheia de sangue, eu não sabia o que fazer, olhei para o lado e vi a Hayden e o homem se levantando e falar o nome da Hayden, ela estava assustada e então o homem partiu para cima dela, pegando ela e levando embora eu corri até ele para fora e o segui, eu sabia que não deveria ter deixado Lydia lá sozinha mas eu precisavam fazer algo e sabia que meu tio cuidaria dela. Eles chegaram até um lugar onde tinha uma imagem de dois lobisomens na parede, eu não estava conseguindo ouvir muito bem o que ele falava mais ouvi ele falar sobre o Parrish, logo vi a Hayden tentar o atacar mais ele a segurou pelo pulso e cravou suas garras enormes em sua barriga, no momento que eu iria ajudar ouvi um barulho muito forte que incomodou o Sebastien e então ele seguiu até entrar no local cheio de canos, eu corri até a Hayden que estava no chão.
     - Ei, está tudo bem? - corri até ela que estava no chão.
     - Como conseguiu chegar aqui? - perguntou me olhando desconfiada e surpresa.
      - Não é hora, fique aqui depois eu volto para te buscar. - digo levantando e indo para o mesmo lugar onde o homem estava indo. Enquanto eu andava devagar pelos "túneis" Stiles havia me ligado avisando que a Lydia já estava no hospital. Eu estava seguindo o Sebastien mais me perdi e perdi ele até dar de frente com o Parrish e o tal Argent, eles se assustaram comigo e até se puseram em posição de defesa, quase levei um tiro do Argent se não fosse pelo Parrish o ter segurado.
      - O que você faz aqui? - perguntou Parrish enquanto eu caminhava até eles.
    - Estava seguindo o Sebastien  mais perdi ele. - digo chegando até ele.
    - Isso é perigoso demais pra você, Ana, eu já avisei a você para ficar fora disso. - disse brigando comigo - a Lydia esta ferida e muito. - disse aflito olhando para o celular.
     - É, eu sei... - digo o olhando triste - A culpa é toda minha. Eu não consegui protegê-lá.
    - Você estava lá quando a Besta a atacou? - perguntou me olhando perplexo.
   - Sim, eu entrei na frente para que a Besta não a acertasse... - fiz uma pausa abaixando a cabeça - mais foi tarde demais e o grito dela me confundiu e eu não pude fazer nada, me desculpa. - digo ainda cabisbaixa.
    - Ei... - disse o Parrish colocando a mão no meu queixo e levantando minha a cabeça depois levou sua mão até minha bochecha - você fez tudo que podia, poucos tem essa coragem.
    - Está bravo comigo? - pergunto o olhando nos olhos que me fitava com carinho e preocupação.
    - Por você tem vindo sim, mais por ter tentando salvar a vida dela não. - e então depositou um beijo em minha testa e me deu um abraço bem carinhoso - Você se machucou? - perguntou quando nos separamos.
     - Não. Estou bem. - respondi simplista, e então ouvimos um rugido e olhamos para direção dos canos onde havia uma passagem.
    - Não muda nada. - disse o tal Argent se referindo a Lydia.
   - E se ela estiver morrendo? - perguntou Parrish aflito.
   - Se não impedimos o Sebastien, ela vai morrer. Ele só não vai vir atrás da lança mais de tudo que estiver na frente dele e agora somos todos nós. - disse o Argent e o Parrish o olhou, pudemos ouvir o rugido se aproximando, o Argent pegou sua arma e foi para um lado e deixou sua arma no chão e voltou-se ao Parrish.
      - O que está fazendo? - perguntou Parrish o olhando como se aquilo não fosse o plano.
      - Você salvou minha vida uma vez, agora eu vou salvar a sua. - disse o Argent o olhando enquanto a Besta se aproximava.
     - Eu não estou entendendo a estratégia. - disse Parrish o olhando.
     - Você é a estratégia, é você quem está na pintura. Mostra lá como lembrete que a Besta não é invencível. A pessoa que a pintou não viu um cara armado enfrentando a Besta, ele viu você, viu um Cão do Inferno. - disse o Argent para motiva-ló. Então Parrish se posicionou a nossa frente e começou a pegar fogo se tornando o Cão do Inferno. Stiles me ligou informando que iria vir até nois com a Lydia, pois precisaríamos dela. Eu voltei até a Hayden sem que a Besta me visse e sem que ninguém me visse, pois creio eu que Parrish não iria me querer naquela briga.
      - Preciso te levar até o hospital. - digo me aproximando dela e abaixando ao lado dela e colocando seu braço em volta do meu pescoço como apoio.
      - Me leva para clínica veterinária. - disse ela se levantando com o meu apoio.
- Okay, mais você não pode contar isso para ninguém tá legal? - digo a olhando.
     - Isso o que? - perguntou me olhando sem entender nada, e então de repente já estávamos na clínica, um homem moreno apareceu na porta.
      - Hayden? - disse o homem caminhando até nois.
       - Falaram que você pode ajudar ela... - digo o olhando - ela precisa muito de ajuda. Então o homem a pegou e levou para dentro, eu saí da clínica e me teletransportei de volta para os túneis, onde ouvi tiros, corri imediatamente até os tiros e encontrei o Argent atirando na Besta que estava segurando o Cão do Inferno contra a parede, eu me posicionei atrás do Argent pois ele havia pedido, povo acha que eu sou fraca mais não sabem nada sobre mim e nem sobre meu potencial pensei vendo a atitude do Argent. O Cão do Inferno e a Besta foram para outro lugar, eu havia me teletransportado para entrada novamente sem que o Argent me visse, corri rapidamente até me esbarrar com o Scott, que estava com o Liam e a Lydia.
- O que você faz aqui? - perguntou Scott me segurando pela cintura bem coladinho com ele, pude sentir sua respiração sobre meus lábios. 

- Vim ajudar. - fui até a Lydia e a abracei. - Desculpa por não ter te ajudado o bastante.
         - Tá tudo bem. - disse ela sorrindo.
        - Scott, você ouviu isso? - perguntou Liam, e então nois ouvimos um som de energia.
         - Eu ouvi. - disse Lydia me olhando.
       - Lydia não fala muito. - digo ao lado dela pois ela teria que poupar sua voz.
      - Lydia e Ana saiam da água!  - disse Liam e empurrou a gente, a água deu choque neles, eu puxei a Lydia pelo braço e quando eu ia correr o Theo apareceu na minha frente.
      - Foi mal. - e então me empurrou e pegou a Lydia e a jogou em um buraco mais eu a segurei pela mão, então o Theo se aproximou de mim e disse:
     - Muito corajosa...- disse no meu ouvido enquanto eu segurava a Lydia - mais vamos ver se aguenta isso. - ele pegou uma de suas mão com garra e cravou na minha cintura o que me fez gritar mais eu não soltei a Lydia, logo senti meu corpo parasilar, ele pegou a outra garra e perfurou a outra parte da minha cintura, me virou de lado e começou a perfurar minha barriga mais essa garra estava sem veneno. 

- Isso é veneno de Kanima, vai paralisar o seu corpo. - antes que ele dissesse algo o Scott o pegou pelas costas e o jogou para longe, mais eu não aguentei e deixei a Lydia e eu cairmos juntas, só ouvi ela gritar e o Scott estender sua mão para que uma de nois pudesse segurar mais for tarde demais. Ela me ajudou a levantar, mais eu não conseguia ficar de pé, então ela tentou sair mais não tinha saída, Lydia começou a entrar em desespero caminhava de um lado para o outro, ela caminhou até a porta e pareceu ouvir algo mais no mesmo momento uma espada cravou na porta e derrubou a mesma. 
      - Desculpa o atraso. - ouvi a garota dizer e então reconheci a voz, Kira. As duas vieram até mim e me ajudaram a levantar, caminhamos até onde estavam os garotos, Lydia tomou a frente e a Kira me ajudou.
     - Mason! - ouvi Lydia gritar baixinho, e então o homem a olhou e começou a caminhar até nois se transformando na Besta.
      - Acho que tem que ser mais alto. - falei tentando ficar em pé, então ela usou o seu grito poderoso chamando o Mason, a Besta começou a se encolher, e logo virou fumaça até o Mason pular de dentro dela e cair na direção do chão até o tal Corey ficar visível e pegar o Mason. A fumaça que restará da Besta foi saindo pelo corredor do túnel até o Parrish a pegar.
     - Scott! - gritou ele, então o Scott se levantou rapidamente e jogou uma espécie de bengala com lança na direção da Besta que logo evaporou, todos sorriram aliviado.
        - Tá todo mundo bem? - perguntou Scott.
      - Nem todo mundo - disse Theo surgindo. Então Kira me deixou com a Lydia que me segurou atrás dos meninos, Theo fez uma fonte de energia que iria atingir o Scott mais Kira entrou na frente e usou sua espada para segurar a energia e disse:                                - As Skinwalkres tem um recado pra você, sua irmã quer te ver. - e então ela cravou a espada no chão fazendo surgir um buraco e jogar Theo dentro, ele implorou pela ajuda do Scott mais não adiantou em nada.
       - Finalmente acabou. - disse Kira aliviada.
     - Liam... - falei com dificuldade e o Scott e ele olharam para mim - a Hayden... - digo caindo ao chão pois estava muito fraca.
    - Ei, o que aconteceu? - disse Scott e Liam de imediato se abaixando e me levantando.
    - Enquanto vocês estavam caídos depois do choque que o Theo deu, ela me segurou para que eu não caísse e então o Theo a machucou gravemente. - disse Lydia me olhando com uma cara de tristeza.
      -  Me desculpa, eu não pude te proteger. - se lamentou Scott quase entre lágrimas.
      - Tá tudo bem... - digo o olhando e sorrindo - vocês precisam ir para clínica veterinária se encontrar com a Hayden, pois ela foi gravemente ferida.
  - Vamos logo Scott. - disse Liam se levantando sem ao menos se preocupar comigo.
     - E você? Como faço com você? - disse o Scott me olhando e então com uma de suas mãos segurou a minha para tirar um pouco da dor, um dos dons dele e tirar a dor das pessoas.
      - Eu vou ficar bem, vai logo. - e então ele se levantou mais ainda sim me deu um beijo na testa, eu sentia que ele não queria ir mais foi pelo amigo. Eu vi o Parrish correr até mim super preocupado e aflito antes mesmo dele chegar até mim, minhas vista escureceu e eu desmaiei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...