História Os novos heróis da cidade (Reescrevendo) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Barry Allen (Flash), Cisco Ramon (Vibro), Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Felicity Smoak, Iris West, Kara Zor-El (Supergirl), Laurel Lance, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais
Tags Barry^^, Caitlin, Família, Felicity, Filhos, Interativa, Kara, Karamel, Mon-el, Olicity, Oliver, Revelaçoes, Romance, Snowbarry, Supergirl, Supervalor
Visualizações 128
Palavras 2.355
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Espero que gostem do capítulo de hoje!

Capítulo 21 - Os livros, namoro, encontro?


Fanfic / Fanfiction Os novos heróis da cidade (Reescrevendo) - Capítulo 21 - Os livros, namoro, encontro?

Ponto de Vista Ricardo Smoak

-Rick obrigada mesmo por me deixar ficar aqui, e também por me ajudar nessa pesquisa. -Emma disse com um largo sorriso no rosto.

-É um prazer te ajudar Emma…, mas você poderia me dizer sobre o que é essa pesquisa? -Eu pergunto.

-Eu vou te explicar Rick. -Emma diz. Ela me olha por um tempo. -Se senta aqui do meu lado Rick. -Emma diz. Fiz o que ela me pediu.

              Emma me contou tudo o que a Maddie, a prima dela, contou para ela. Fiquei surpreso ao saber que minha mãe foi traída, e pelo o Oliver Queen, que além de ser muito famoso, é pai do William.

-Rick, você não pode contar para ninguém que a Maddie nos contou isso, porque se não vai sobrar para ela. -Emma me avisou.

-Ok Emma, agora me conta o porquê dos livros. -Eu peço.

-Maddie me contou que na biblioteca da cidade, tem livros que contam tudo sobre as famílias da cidade. Então assim que eu saí de onde eu estava com a Maddie, eu fui até a biblioteca. Eu peguei o livro dos Queen, dos Allen, dos Matthew, e também dos Danvers e dos West. -Emma me contou. Ela contou com tanta alegria que foi algo tão contagiante. Mas calma aí, ela pegou o livro dos Danvers e dos West para quê?

-Porque você pegou o livro dos Danvers e dos West? -Eu perguntei curioso.

-A bibliotecária me contou que se eu quisesse saber algo sobre os Allen, mais especificamente sobre o Barry Allen, eu deveria pesquisar sobre os West, pois ele foi adotado por eles. Então eu decidi pegar o livro deles. E o da minha família eu peguei porque eu ia procurando um, e achei o deles, então eu decidi pegar, quero saber mais sobre a minha família. -Emma me explicou.

-Entendi. -Eu digo a fazendo rir. -Por qual livro nós começamos? -Eu pergunto.

-Pelo o que está me deixando mais curiosa. Pelo o dos Matthew. -Emma me disse. Eu acabei não entendo o porquê dela estar mais curiosa com o livro dos Matthew então decidi perguntar.

-Porque o dos Matthew? -Eu perguntei.

-Tem uma coisa que eu não te contei. -Emma disse.

-Sou todo ouvidos. -Eu digo.

-Sabe o Ed? -Emma me perguntou e eu assenti. Infelizmente eu conheço ele. Edward Heywood Jiwe fez a Emma sofrer há alguns anos, e por isso eu não perdoo ele. -Então ele estava na biblioteca, e ele ia pegar esse livro, mas eu peguei antes. Por isso eu estou curiosa. -Emma me disse.

-E foi só isso o que aconteceu? -Eu pergunto enciumado. Sim, enciumado.

-Nada. -Emma disse. Percebi que ela estava mentindo quando ela não me olhou nos olhos.

-Mesmo Emma? -Eu pergunto.

-Tá aconteceu. -Emma disse.

-Me conta. -Eu peço.

-Acho melhor não Rick. -Emma disse me deixando ainda mais curioso.

-Emmanuelle Alura Danvers me conta agora mesmo mocinha. -Eu quase que ordenei a ela.

-Ele me chamou para sair…, quer dizer… Sendo mais exata…, ele me chamou para tomar um sorvete. -Emma disse com uma carinha nada boa.

-Emma não me diga que você aceitou. -Eu já digo. Sério se ela fez isso, eu vou ficar muito bravo.

-Eu aceitei sim Rick. -Emma me disse e eu a olhei magoado. -Não me olha desse jeito Ricardo Smoak. Eu só aceitei porque ele me falou que vai pagar meu sorvete. -Emma me disse. Não tem como ficar bravo com ela.

-Você me convenceu Emanuelle. Agora vamos começar as pesquisas. -Eu digo. Nós dois nos sentamos mais próximos um do outro, e pegamos o livro dos Matthew. Abrimos ele e começamos a ler atentamente o que estava escrito ali.

Ponto de Vista Mon-el Mike Matthew

-Amor? -Eu perguntei para ela com um olhar decepcionado. É pelo visto ela já me esqueceu.
-Mon-el eu preciso mesmo ir. Nos vemos depois. -Kara me disse. Ela pegou sua bolsa que estava em cima do sofá, ela me deu um beijo na bochecha e saiu da minha casa. Ah Kara Danvers você não me conhece mesmo. Peguei a chave do meu carro, e a segui.

                Vi que a Kara havia entrado na antiga casa dela, fiquei esperando por um tempo até que eu decidi criar coragem e bati na porta. Logo um menino que eu já tinha visto antes, veio me atender.

-Mon-el? O que você tá fazendo aqui? -O menino me perguntou. O que esse menino tá fazendo na casa da Kara. -Ah, onde está minha educação? Oi Mon-el. Tudo bom? -O menino me perguntou gentilmente.

-Oi…, me desculpa esqueci seu nome. -Digo um pouco envergonhado.

-Heitor, meu nome é Heitor. -O menino me refrescou a memória.

-Oi Heitor. Posso entrar? -Eu perguntei.

-Claro. Entre! -O menino me disse dando espaço para que eu entrasse na residência dos Danvers. Entrei e fiquei olhando a casa atentamente. Muitas coisas mudaram nessa casa desde que eu e Kara namoramos.

-Quem é querido? -Ouvi uma voz feminina muito familiar gritar lá de dentro. A voz se parecia muito com a da Kara, isso se não era a da Kara.

-Mãe, temos visitas. -O menino gritou como resposta a mãe.

-Já vou. -A mesma voz feminina gritou lá de dentro. Comecei a ouvir seus passos, e aos poucos descobri quem era a mãe do Heitor. -Você? -Ela me perguntou surpresa assim que seus olhos encontraram os meus.

-Oi Kara. -Eu digo. Ela corou no mesmo momento.

-Oi Mon-el. O que você tá fazendo aqui? -Ela me perguntou. Ela me parecia estar bem irritada comigo. Olhei para o menino que havia chamado a Kara de mãe, e vi que ele estava surpreso, e sem entender nada o que estava acontecendo aqui.

-Eu fiquei preocupado, e decidi vir ver o que estava acontecendo. -Eu tentei me justificar. Vi que ela não ficou feliz com a minha resposta. -Mas se você quiser eu vou embora. -Eu digo.

-Pode ficar. -Heitor disse. -Estamos precisando de ajuda. -Heitor me informou.

-Ajuda com o que Heitor? -Eu perguntei.

-Minha filha, irmã gêmea do Heitor, sumiu. -Kara disse. Dessa vez ela não me olhou com raiva, ela me olhou com medo. Fiquei com pena dela. Eu ia abraçá-la mas desisti quando eu me lembrei que o filho dela estava ali

-E qual foi a última vez que vocês se viram? -Eu perguntei olhando para Heitor.

-É segredo. -Heitor disse.

-Heitor Danvers foda-se se é segredo! Eu preciso saber. Sua irmã sumiu. -Kara disse alterando um pouco o tom de voz. Ela acabou assustando a mim e ao Heitor.

-A única coisa que eu sei foi que a Emma ia encontrar a Maddie. Depois disso eu não vi mais ela. -Heitor disse tentando acalmar a mãe, o que foi em vão.

-Vou ligar para a Maddie. -Kara disse pegando seu celular.

Ponta de Vista Narradora

Ligação on:

-Oi tia Ka, tudo bem? -Madeleine perguntou.

-Oi Maddie. É na verdade eu estou ligando para saber se a Emma está aí com você? -Kara perguntou com medo da resposta.

-Não tia Ka. Eu não vejo ela desde umas três horas mais ou menos. Porquê? -Madeleine perguntou. Neste mesmo momento Kara desligou, mas não por estar com medo, e sim porque Emmanuelle tinha acabado de entrar em casa acompanhada por Ricardo.

Ligação off:

Ponto de Vista Emmanuelle Alura Danvers Zor-El

                Eu e o Rick vimos todos os livros que eu tinha pego. Lemos cada página e vimos cada foto atentamente. Tinha muita coisa interessante. E descobrimos coisas diferentes em cada livro.

             No livro dos Matthew eu descobri que Mon-el é adotada, e é filho único, os nomes de seus pais adotivos são Raissa e Felipe Matthew. Descobri também que Mon-el desde cedo foi um rapaz humilde, com muitas amizades, e teve poucas namoradas, e uma delas, a que mais o marcou foi minha mãe.

            No livro dos West eu descobri que Joe West e sua filha foram abandonados, e que anos depois Francine, a mulher que os abandonou retornou, e ainda disse que teve mais um filho, dessa vez um menino, chamado Wallace, Wally, também li que o Barry, foi adorado por Joe quando ele tinha nove anos, pois sua mãe foi assassinada e seu pai foi preso, acusado de ter matado sua mãe, entre muitas outras coisas.

          No livro dos Queen eu descobri que a mãe do Oliver morreu há alguns anos, assassinada por Slade Wilson. Li também que Oliver e seu pai foram viajar de barco, nessa viagem Robert, o pai do Oliver se matou, e Oliver ficou na ilha por cinco anos. Li também que Oliver tem uma irmã mais nova chamada Thea, atualmente casada com Roy Harper.

          No livro dos Allen eu descobri que Barry é filho único e que a família dele era normal até que sua mãe foi misteriosamente assassinada, e seu pai foi considerado culpado e preso por isso. Quando isso aconteceu Barry ficou desolado, e acabou indo morar com Joe West. O pai de Barry foi assassinado há alguns anos, e o culpado nunca foi preso, nem encontrado pela polícia.

              E para finalizar o livro dos Danvers, da minha família, falava coisas muito interessantes, e até mesmo coisas que eu nunca fiquei sabendo em toda a minha vida. Descobri que meu avô adotivo Jeremiah foi integrante do Cadmus, mas na batalha final, a batalha em que os mocinhos ganharam, ele os ajudou, e acabou morrendo como um herói. Descobri também que o namorado mais marcante da minha mãe, foi o Mon-el. Descobri mais algumas coisas que não são tão importantes assim.

                Bem, no final de tudo eu e o Rick começamos a pensar, e decidimos que nós dois juntos faremos uma investigação paralela sem que a Ally e o Thor saibam. Essa investigação será focada no Mon-el, e no Oliver. Ah, mas porque nesses dois? Bem, depois de lermos os livros concluímos que o Mon-el pode ser meu pai e do Thor, e que o Oliver pode ser o pai do Rick. Decidimos que a nossa investigação começará sábado, daqui há dois dias.

              Assim que acabamos as pesquisas e decidimos que começaremos uma nova investigação, eu me despedi do Rick e da tia Fe que já havia chegado em casa, e fui para a minha casa, onde eu encontrei minha mãe doida, meu irmão preocupado, e para a minha maior surpresa Mon-el bem, bem, BEM próximo da minha mãe.

-Emmanuelle Alura Danvers onde você estava? -Minha mãe me perguntou vindo até mim. Heitor a acompanhou. Os dois me abraçaram como se não houvesse o amanhã. Quando eu ia abrir minha boca para responder sua pergunta, eu fui interrompida, por ela mesma. -Porque não me avisou que ia chegar tarde? -Minha mãe me perguntou de novo. Dessa vez ela me olhou dos pés a cabeça para garantir que eu não havia me ferido.

-Primeiro, mãe eu estou bem. Segundo, eu estava na casa da tia Fe, eu e o Rick estávamos lendo. Terceiro, meu celular descarregou e por isso eu não tive como avisar. E por fim, amanhã eu tenho uma espécie de “encontro”. -Eu disse. Quando eu disse que tinha uma espécie de um encontro, meu irmão arregalou os olhos e ficou vermelho.

-Porque não pegou o carregador do Ricardo? -Minha mãe me perguntou.

-O carregador dele, estava carregando o celular dele. -Eu respondi. -Ah, oi Mon-el. É um prazer te rever. -Eu digo e lhe dou um sorriso. Me segurei para não ir até ele, perguntar se ele era meu pai e o abraçar.

-O prazer é todo meu, Emmanuelle. -Ele disse e sorriu para mim. -Bem, eu acho que já está tarde, e eu vou deixá-los a sós. -Ele disse indo em direção a porta.

-Obrigada por ter vindo Mon-el. -Eu o agradeci.

-Não foi nada Emmanuelle. Tenham uma boa noite. -Ele disse ao abrir a porta, e antes que ele pudesse sair da nossa casa, minha mãe foi até ele, e pegou em sua mão. Eu e meu irmão apenas ficamos em choque.

-Preciso falar com você. -Minha mãe disse. -Vem comigo. -Minha mãe disse, e antes que Mon-el pudesse falar qualquer coisa ela o levou dali, provavelmente para o quarto dela.

-Será que vamos ganhar um padrasto maninha? -Heitor me perguntou sorridente. Ah, se ele soubesse que o Mon-el pode ser o nosso pai.

Ponto de Vista Kara Danvers Zor-El

               Emmanuelle entrou em casa me deixando mais aliviada. Ela me contou o que havia acontecido. Quando Mon-el ia embora, eu decidi que precisava dizer algo muito importante para ele. Então peguei a mão dele e o guiei até o meu quarto. Ao entrarmos no meu quarto, eu tranquei a porta para que os nossos filhos não entrassem no quarto. Mon-el se sentou na minha cama, me sentei ao lado dele, coloquei minha mão em cima da dele, e criei coragem.

-Mon-el, eu acredito que aquilo que você me contou é verdade, e por isso, eu quero te pedir desculpas por ter acreditado na Imra, e por não ter lutado por nós dois. -Eu começo, vejo que ele ia abrir a boca para me falar algo, então eu o interrompi. -E antes que você me diga que a culpa não foi minha ou qualquer coisa do tipo, eu preciso que saiba que em todos esses anos eu nunca te esqueci, e que eu te ainda amo, e provavelmente nunca vou deixar te amar, afinal você foi o primeiro homem da minha vida, você foi o meu primeiro beijo, você foi o meu primeiro namorado. -Eu digo um pouco emocionada. Me lembrei das melhores coisas que eu…, que nós vivemos juntos. -E eu sei que isso é um absurdo, mas eu quero saber se… Se você aceita voltar a ser meu namorado? -Eu perguntei. Ao invés de me responder com palavras, ele se aproximou de mim e me beijou.

-É claro que sim. -Ele disse assim que terminamos de nos beijar. -Mas e seus filhos? -Ele me perguntou.

-Eles não vão se importar. Eles gostam de você. -Eu disse e sorri para ele, que me deu um selinho.

-Eu te amo Kara Danvers. -Ele disse.

-Eu também te amo Mon-el Mike Matthew. -Eu disse.

-Vamos esquecer o Mike, por favor. -Ele me pede.

-Se você deseja assim. -Eu disse.

 



Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo.

Gente eu decidi que no próximo capítulo eu focarei na Felicity e no Oliver, e que no próximo será focado na Caitlin e no Barry. Ok?

*Comecei uma nova fanfic sobre Karamel, ela é a segunda temporada de Karamel um amor mais que verdadeiro, aqui está o link, dêem uma olhadinha:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/karamel-novos-desafios-14619382


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...