1. Spirit Fanfics >
  2. Os novos Power rangers - interativa >
  3. A resposta

História Os novos Power rangers - interativa - Capítulo 10


Escrita por: Doomguy

Notas do Autor


Oi pessoal, eu sei eu demorei de novo, mas escutem, a partir desse capítulo vai se arrepender iniciar o arco do Ranger verde, ou como dizia a série clássica "Verde de raiva", eu prometo que vou tentar ser mais presente, e antes que digam que eu demorei muito, tem gente que nem volta, então, antes tarde do que nunca ;)

Capítulo 10 - A resposta


P.O.V: AUTOR 

Enquanto os heróis na terra treinavam e estudavam em sua escola, Rita iniciou uma missão pessoal, ela estava atrás de um objeto, um objeto presente em seu antigo planeta natal, que atualmente estava em ruínas, ela procurava entre os destroços atrás de seu objetivo, e ela conseguiu encontrar.

O objeto em questão era identificável até para pessoas que saberiam o,que séria este objeto, de tão corroído com o tempo, o objeto era circular como uma bússola, tinha dentro dele alguns nanochips expostos e uma tela na parte da frente, independente do que seria este objeto sua funcionalidade (que no momento não existe) era irrelevante, pois o valor afetivo que Rita tinha pelo obje, era o'que importava.

De volta a sua nave, Rita coloca o objeto em um pedestal e começa a dizer palavras mágicas desconhecidas enquanto balançava seu cajado sobre ele, e de repente, uma mulher feita de luz se manifesta de dentro do objeto, essa mulher utilizava roupas longas e brancas, junto com muitas jóias e uma coroa dourada,  a mulher então abriu seus olhos e começou a falar.

Onde eu...Onde eu estou? - Diz a mulher esperando uma resposta.

Então Rita se aproxima e balbucia - Mãe...É mesmo você? - ela pergunta com uma expressão de espanto e felicidade.

- Rita? - diz a mulher - Rita minha filha, é mesmo você?! - Pergunta a mulher com uma voz alegre, mas o um soluço de começo de choro

- Sim mãe - Diz Rita com a mesma expressão na voz, com direito a uma pequena lágrima.

- Rita meu amor, eu não consigo te ver, mas mesmo com sua voz ter envelhecido, eu consigo reconhece lá - diz a mulher com um alívio na voz - É bom te ver Rita. - Ela diz.

É bom te ver também - Diz Rita

Onde está Zordon? - Pergunta a mãe de Rita - O Ninjor? - ela continua - O'que aconteceu?

Rita não sabia como dizer a sua mãe falecida a séculos que ela tinha traído as melhores pessoas que ela é sua mãe tinham conhecido, então ela fez o'que fazia de melhor: mentir - Eles estão bem, mas nós estamos presos em uma caverna e a minha morda do poder parou de funcionar, eu preciso reativa lá para encontra los - ela diz.

Se tem noção do seu redor, a mãe de Rita utiliza da sua mais noa intenção ajudar a filha - Rita, as moedas do poder se conectam aos corações puros de seus portadores, você tem que se abdicar de qualquer pensamento agressivo que sua mente lhe enviei, eu sugiro meditar minha filha, esvazie sua mente e ouça seu coração - 

Rita não poderia fazer isso, seu coração e alma já estavam corrompidos de mais para se alinhar com a moeda do poder, mas agora ela já sabia o'que fazer - Obrigada mãe, você sempre sabe o'que dizer - diz Rita, embora suas intenções sejam mentirosas, sua gratidão e felicidade em ver sua mãe era verdadeira, junto de suas lágrimas. 

Não tem de quer, minha constelação - diz a mãe de Rita, a clamando por um apelido que a mesma não ouvi a anos, repente a imagem de sua mãe começou a se desfazer na frente de Rita - Rita, o'que está acontecendo? - ela pergunta

Rita se desespera - o tempo do feitiço está acabando - ela diz - mas não se preocupe, eu vou refazer ele, quando eu conseguir recuperar minha magia - ela diz, enquanto via sua mãe se dissolvendo em sua frente.

Eu sei que vai conseguir minha filha - diz a mãe de Rita - mas não se preocupe, eu estarei sempre com você - ela diz então desaparecendo de vez. 

MÃE!! - Rita então grita vendo sua mãe, a pessoa que ela viu morrer quando era apenas uma criança, desaparecendo em sua frente.

Rita então se ajoelhou no chão e se deu aos prantos, chorando como nunca havia chorado em toda sua vida.

Depois de muito tempo de dor, Rita caminha até o laboratório, onde todos seus capangas estavam reunidos, ela percebeu que não adiantava mais chorar, ela já não era mais a filha de uma rainha que foi um dia, ela agora era uma rainha, e as rainhas de verdade, cartão cabeças. 

Com Rita na sala Baboo a comprimenta - Dona Rita, temos então novas ordens? - ele pergunta.

Sim, nós temos - Diz Rita com uma postura agressiva - preparem um novo exército de bonecos de massa, um pequeno desta vez - ela diz e se vira de frente para uma janela que dava vista para a terra - Vamos atacar os onde eles menos esperam - ela diz - Escorpina, Baboo, preparem as malas, nos vamos para a escola - ela completa com um sorriso sádico no rosto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...