História Os Oito Ás - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 12
Palavras 838
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Heheheh

Capítulo 1 - O reencontro dos amigos


Diego estava entrando na sala, era seu primeiro dia na nova escola. O que o surpreendeu foi avistar seus antigos colegas de turma, de quando era pequeno.
-Meu Deus! Nem fodendo, mano. - Edward exclamou sem perceber que estava falando em voz alta. - Dizão!!!
Diego olhou para o velho amigo e quase não o reconheceu. Quando finalmente lembrou quem estava o cumprimentando abraçou o.
-Eae Duzão. Como vai rapá?
-Bem. Quanto tempo mano. Nem ferrando que tá a turma toda aqui. - Dizia Edward eufórico.
Diego deu uma olhada no restante da sala e logo reconheceu seus antigos amigos. Todos estavam lá: Nathaly, Edward, Matias, Alana, Gabriel, Kenzo e até Maria. Esses dentre muitos outros, como Leon e Bito.
Após virar-se novamente para Edward, Diego sente um abraço por trás.
-Que que é isso?
Diego se acalma após ver o rosto feliz de sua velha amiga Alana.
-Quanto tempo. Saudades de você. - Ela disse ao mesmo tempo em que ele devolvia o abraço. 
-Saudades de vocês também. - Ele sorriu.
Antes do professor se apresentar chegaram outros dois alunos, também ex-colegas de Diego. Philipe e Pedro João chegaram fazendo barulho. Os dois baixinhos como sempre.
O professor finalmente se apresentou. Era um homem alto, moreno, com uma barba típica de playboy. Não devia ser muito mais velho que os alunos. Diversas vezes teve de interromper sua apresentação para chamar atenção dos velhos amigos que emocionados se cumprimentavam.
Acabando o primeiro horário, Edward aproveitou para rever sua amiga Nathaly.
-Eae, comunista. - Provocou.
Nathaly riu. Lembrou que havia tido uma queda por ele quando eram mais jovens. Lembrou -se de Kenzo também, que estava ao seu lado, fingindo não ficar bravo com Edward, que visivelmente estava dando em cima da amiga.
Matias se aproximou do grupo, se queixando de a namorada ter caído na outra sala.
No outro canto da sala Diego aproveitava para ler suas mensagens do Whats. Havia apenas uma, de sua mãe pedindo que ele levasse pão para casa.
-Como vai a vida? - Alana o aborda, quase assustando o rapaz.
-Bem... Quanto tempo... Você está diferente... - Diego responde de forma tímida.
-Você também está diferente... Parece mais bonito... - Ela cora ao dizer isso.
-Eu sou lindo! - Diz ele ao se recompor, ambos começam a rir.
-Narcisista. - Ela ri ainda corada.
Maria interrompe os dois, sem intenção. Ela passa dentre os dois e Diego recorda que gostava dela quando pequenos.
-Fala corna!!! Vamos fingir que não nos vimos semana passada na casa da Nathaly. Quanto tempo! - Maria brinca.
Diego sai lentamente para ir ao encontro de Bito, seu amigão de infância. 
-Fala, piá! - Diego o cumprimenta, passando os dedos pelos fios loiros e encaracolados de seu cabelo.
-Oi... - Bito não sabe ao certo o que dizer, porém o abraça. 
Alana e Maria conversam. Maria chega a convidar Alana para irem juntas em uma boate ali perto depois da aula, mas Alana recusa o convite.
Chegando no intervalo Matias encontra sua namorada, Julia, que já havia estudado com ele anos atrás. Eles não se cumprimentam normalmente. Matias abraça a de forma rápida enquanto a beija, desliza a mão pela sua cintura e volta a sua postura normal antes que algum inspetor os vejam.
Durante o intervalo Edward continua cantando Nathaly, que o responde o flerte, deixando Kenzo, seu ex-ficante, furioso. 
Diego teria ficado sozinho se Maria não chegasse perto dele.
-Pega antes que vejam. - A moça mostra a ele um maço de maconha enrolada. 
-Sai pra lá! - Diego se assusta ao ver a menina com drogas. Ela sempre foi um menina religiosa e santinha.
Diego sai correndo ao encontro dos outros e espalha o ocorrido. Ele estava realmente surpreso. Maria no entanto não deu bola para a situação.
Gabriel, com seus cabelos ruivos e olhos verdes se dirije até Kenzo. Kenzo era um rapaz robusto, mas não gordo, tinha uma face que lembrava do apresentador Yudi. Para provocar os colegas falavam repetidamente: "PlayStation, PlayStation".
-Ala o gado! - Gabriel provocou.
-Vai tomar no cú. - Ele respondeu de forma engraçada.
Após alguns minutos Diego reencontra outro amigo de muitos anos. Peter, que agora estudava em outra sala.
-Eae mano! - Diego chegou imitando um gângster.
Peter ignorou para mostrar que era uma má hora, ele estava conversando com a namorada, Miriã. Diego saiu de fininho e sentou em um banco perto de sua sala, ao lado da escada de emergência. 
O intervalo acabou depois de vinte e cinco minutos. Matias se decepcionou ao descobrir que a namorada queria terminar com ele.
Já na sala, Alana sentou perto de Diego e ambos ficaram a conversar:
-Não fazia ideia que a Maria estava usando drogas. - Diego olhou surpreso para Alana, que encostou seus pés nos dele.
-Eu e Nathaly tentamos impedir ela, mas o ex dela a levou para p mundo das drogas. - Ela o respondeu com tom de aflição. 
Após os demais professores se apresentarem a aula acabou e cada um foi para sua casa.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...