História Os opostos se atraem - Namjin. - Capítulo 55


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Namjin, Taekookmin, Yoonseok
Visualizações 71
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Que tal um coraçãozinho?💜
Um comentário?💕
Vamos compartilhar?✨
O que estão achando?

Boa leitura

Capítulo 55 - 55


S E O K J I N

Ja se passaram dois dias. Agora é mais ou menos 14h da tarde. Eu fiquei aqui com Namjoon nesses dias, ele melhorou bastante nesse curto periodo, e isso é bom. Consegui conversar com minha mâãe, ela vira para a Coreia novamente, provavelmente ela chegará hoje ou amanhā, mas vai vir só ela. Minha mãe deu a desculpa que iria ver minha avó, e meu pai, bobo como é, acreditou. Eu acho que meu pai já deve ter esquecido de minha existência, o que é bom, eu acho.

- ah Jin, fique comigo... - disse Namjoon com um bico nos lábios.

Eu estou indo para casa, não posso ficar para sempre na casa de Namjoon. E faz tempo que não dou as caras na minha casa que divido com Jimin. Minha sorte é que Jimin é um garoto muito organizado, mas mesmo assim eu deveria estar la para ajudá-lo.

- meu bem eu tenho que ir - coloquei minhas mãos na nuca do maior e ele colocou suas mãos em minha cintura - e além do mais, eu tenho que estar em casa para receber a minha Omma.

- tudo bem - ele me puxou para ficarmos mais próximos um do outro - mais você vai voltar para cuidar de mim, certo?

- eu te acostumei muito mal... - eu disse e ele riu.

Namjoon começoua me beijar ferozmente, ele apalpou meu bumbum me fazendo arfar, eu puxei seus cabelos da nuca - não tão forte - tornando o beijo mais excitante, Nam adentrou sua mãos em minha calça e apertou meu bumbum.

Quando voltei a realidade, parei o beijo sabia no que aquilo iria terminar. Não que eu não quisesse, mais agora não da.

- mais agora sério Nam, eu tenho que ir - o alfa desceu os beijos para meu pescoço.

- Mas eu quero tanto Ihe tocar... - sussurrou ele em meu ouvido e mordeu o lóbulo da minha orelha, me fazendo estremecer.

- desculpa Nam, mas agora eu preciso ir - eu disse e ele tirou suas mãos de dentro da minha calça - eu mando mensagem para voce.

Eu me abaixei para pegar minha mochila e ouvi um barulho de tapa e em seguida uma ardência em meu bumbum.

- ai! Por que fez isso?1 - eu perguntei incrédulo.

- você que empinou essa raba gostosa, daí eu não resisti - ele deu de ombros.

- que isso Namjoon?! - eu o repreendi e ele riu riu - te vejo mais tarde, ou amanhā. Enfim, te mando mensagem. Até logo.

- até.

[>>>]

Pedi para o motorista do Namjoon me levar para a casa, e o mesmo me levou. O nome do motorista era.. bom eu não sei bem o nome dele, mas todos o chamado de Sr Lee, ele é um senhor muito gentil, ele abriu a porta do carro para mim, ele tem ótimas histórias.

Ao chegar em casa, agradeço ao Sr Lee e entro no sobrado. Pego a chave e destranco a porta. A casa está um silêncio, parece que não tem ninguém, eu adentro na casa e subo as escadas em direção ao meu quarto. O quarto do Jimin está aberto, mas nem sinal dele. Vou para o meu quarto, ele está do jeitinho que eu deixei quando fui até a casa do Nam, coloco minha mochila no criado mudo e tiro minha roupa, vou até o banheiro e tomo um banho quente.

Eu adorei cuidar de Nam esses dias, ele fica tão manhoso quando está doente, o que deixa o mais novo tão fofinho.

Após terminar meu banho e coloco uma roupa confortável, para ser mais específico, uma blusa que peguei do Namjoon, ela tem o cheirinho dele, o que me deixa mais confortável.

Eu deito na minha cama e pego meu óculos e meu livro que comprei não tem muito tempo. Eu li até a metade já. O nome do livro é " Jardim de borboletas'. E uma coleção de preciosas 'borboletas': jovens mulheres, sequestradas e mantidas em cativeiro por um homem brutal e obsessivo, conhecido apenas como Jardineiro. Cadavuma delas passa a ser identificada pelo nome de uma eppécie de borboleta, tendo, então, a pele marcada com um complexo desenho correspondente. Quando o jardim é das sobreviventes é levada às autoridades, a fim de prestar seu depoimento. A Tarefa de juntar as peças desse complexo quebra-cabeca cabe aos adentes do fbi Victor e finalmente descoberto, uma Brandon, nesse que se tornará o mais chocante e perturbador caso de suas vidas. Mas Maya, a enigmática garota responsável por contar essa história, não parece disposta a esclarecer todos os sórdidos detalhes de sua experiência. Em meio a velhos ressentimentos, novos traumas e o terrivel relato sobre um homem obcecado pela beleza, os agentes ficam com a sensação de que ela esconde algum grande segredo.

Eu leio o livro, mas sou interrompido por um barulho no andar de baixo, provavelmente Jimin que chegou.

- Jin ta em casa?? - o mais novo gritou no andar de baixo.

- estou em meu quarto - grito de volta.

Logo escuto o mesmo andar apressado, ele abre a porta do meu quarto e corre até minha cama e pula na mesma.

- o que aconteceu menino? colocou meu óculos e meu Ilivro encima do criado mudo.

- estava com saudades hyung - ele se jogou em meus braços sentando em minha barriga - hyung você não vai acreditar - ele disse todo animado.

- o que foi que você fez para toda essa animação?- perguntei curioso, passei minhas mãos em seu cabelo tirando o mesmo do olho do menor -precisamos ir ao cabeleireiro cortar essa sua franja.

- depois conversamos disso - ele disse eufórico - Hyung, rolou - ele me olhou mordendo os lábios, e eu entendi o que ele quis dizer.

- Jimin isso é sério? - eu o encarei.

- uhm - ele concordou.

- com quem? onde? Quando?? Quero saber tudo! - eu perguntava eufórico.

- calma Hyung - ele riu - foi com o Tae e o Jungkook. Foi na casa do kookie e foi ontem - ele sorriu docemente - a hyung foi tão bom. eles foram tão carinhosos comigo ele disse fechando os olhos, provavelmente se lembrando do momento.

- estou tão feliz por vocė, Minnie - sorri - que bom que sua primeira vez foi boa, se não eu iria jogar minha chinela na cara dos dois o menor caiu na gargalhada e eu o acompanhei.

- só você mesmo Hyung ele deitou em meu peito.

- ii que isso? Tenho cara de colchão agora?- eu perguntei incrédulo.

- não, mais eu quero carinho do meu hyung preferido.

- la vem você com essas chantagens - eu disse e ele riu sapeca, eu o abracei e com uma mão livre fiz carinho em seus cabelos sedosos - porque todo mundo tá tão manhoso esses dias?

Eu esperei um tempo, e nada do omega me responder, quando reparei o menor dormia encima de mim, ele tinha a respiração calma, ele estava sereno, um verdadeiro bebê dormindo.

- seu ponto fraco é o cabelo - eu disse - anotado -ri baixinho para não acorda-lo baixinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...