História Os opostos se atraem - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Alzack, Angel, Anna Heartfilia, Aquarius, Aries, Azuma, Bacchus Groh, Bickslow, Bisca Connell, Brandish μ, Briar, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Carla (Charle), Charlie, Chelia Blendy, Coco, Crux (Kurukkusu), Dan Straight, Doranbolt, Droy, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Knightwalker, Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Flare Corona, Freed Justine, Frosch, Gajeel Redfox, Gemini, Gildartz, Grandeeney, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Hibiki Lates, Horologium, Hughes, Ichiya Vandalay Kotobuki, Igneel, Irene Belserion, Ivan Dreyar, Jackal, Jellal Fernandes, Jenny Realight, Jet, Jude Heartfilia, Jura Neekis, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Karen Lilica, Kinana, Kyouka, Laki Olietta, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lector, Leon, Levy McGarden, Libra, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Ashley, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Lyra, Macao Conbolt, Makarov Dreyar, Mary Hughes, Mavis Vermilion, Meredy, Mest, Metalicana, Metallicana, Michelle Lobster, Mickey Chickentiger, Midnight, Mikuni Shin, Millianna, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Mystogan, Nab Lasaro, Nashi Dragneel, Natsu Dragion, Natsu Dragneel, Nikora "Plue", Ophiuchus, Orga Nanagear, Pantherlily, Personagens Originais, Pisces, Ren Akatsuki, Risley Law, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Ruby Strum, Rufus Lore, Sayla, Scorpio, Sherry Blendy, Silver Fullbuster, Skiadrum, Sting Eucliffe, Tauros, Taurus, Ultear Milkovich, Ur, Virgo, Wanaba, Warren (Edolas), Warren Rocko, Weisslogia, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Visualizações 17
Palavras 1.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey Minna-san, desculpa a demora para postar o capítulo. Minhas aulas voltaram e eu estou meia enrrolada com algumas coisas pessoais.. gommene.. ,_,'

Capítulo 13 - Brigas e Encontros.


Fanfic / Fanfiction Os opostos se atraem - Capítulo 13 - Brigas e Encontros.

Gajeel encarava o mural, não sabia qual missão decidir, está tarefa normalmente ficaria encarregada para Lily, mas, o Exceed estava muito ocupado pensando em qual doce comeria e se comeria também o seu delicioso Kiwi antes ou depois do almoço, ele ela apaixonado pelo gosto cítrico da fruta. Lily conseguira escolher missões interessantes, ao contrário de Gajeel, que estava na mesma posição há 20 aproximadamente minutos.

Mirajane: Gajeel-kun? Está conseguindo encontrar alguma missão ao seu gosto?

Gajeel: Se eu ainda estou aqui é óbvio que não. 

Mirajane: Ora, ora, se acalme. Logo você achará uma missão a seu favor e que particularmente goste. 

Gajeel pega 3 missões simples, de acordo com os cálculos mal feitos em sua cabeça ele poderia voltar a noite. 

Mirajane: Ora, vai fazer 3 missões? 

Gajeel: Volto a noite.

Mirajane: Tome cuidado. 

Gajeel: Tsc. 

Ao estar aproximadamente perto da porta é surpreendido por Romeo e Wendy, um novo time, assim podemos dizer, o mesmo sabia que iria sobrar para ele, então queria acabar com o que quer que seja que os pequenos magos poderiam estar pensando. 

Gajeel: Saia da frente pirralho, não estou de bom humor hoje. 

Romeo: Nunca está de bom humor Gajeel. Então vou direito ao assunto.

Wendy: R-romeo-kun..

Romeo: Nos leve em uma missão. 

Gajeel: O que? E quem disse que devo? 

Alguém caminhará perto da-li e resolveu ir até eles. 

Wendy: Por favor Gajeel-san. 

Gajeel: saiam da frente pirralhos. 

Levy: Romeo? Wendy? Gajeel? O que está acontecendo? 

Romeo: Queremos ir em uma missão mas Gajeel não quer nos acompanhar, precisamos levar um mago experiente, o mestre pediu para que fossemos acompanhados.

Wendy: Romeo quis chamar Natsu-san mas ele saiu com a Lucy-san. 

Charles: Wendy. Você já está acompanhanda. Diferente de Romeo que precisa de supervisão a cada missão que vai. 

Wendy: Charles!! Não fale assim de Romeo-kun, ele apenas não sabe controlar seu poder totalmente. 

Romeo: Ôe Ôe. 

Levy: Bom, por que Gajeel não quer ir com vocês? Ele pode ser um bom tutor apesar desta cara feia e fechada.

Levy dá algumas cutucadas na bochecha de Gajeel que faz o mesmo ficar irritado, ele já estava sem paciência e aquela criatura feita de carne e ossos que para ele era um anjo em forma humana, ainda o estava irritando. Ele odiava. 

Gajeel: Eu não sou obrigado a cuidar de pirralhos que não sabem controlar a sua magia. 

Levy: Gajeel! não fale assim de Romeo, ele está aprendendo, e nos como magos de Classe S deveríamos guia-los em sua jornada. 

Gajeel: Levy, eu não ligo a mínima para a classe de magos, apenas quero fazer minha missão em paz.

Levy: Então quer dizer que quando estou em uma missão com você eu sou um encomôdo? 

Gajeel: E-eu não disse isso. 

Levy: Mas soou como. 

Wendy: Pessoal, não briguem por nossa causa, por favor. 

Levy: Tem razão Wendy. 

A menor da as costas ao seu amado, cabeça dura, e caminha até a porta. 

Levy: Eu vou com vocês. Vamos. Vocês me contam os detalhes no caminho. 

Gajeel: Ô-oe Levy! 

A menor sai às pressas com os pequenos 'estágiarios' da magia, que caminham em direção ao centro ferroviário de Magnólia, escutando atentamente aos detalhes da missão que sao contadas por Charles. 

Charles: Essa missão vai ser fácil, se Romeo não se desajeitar. E estragar tudo como sempre.

Wendy: Charles!!! 

Romeo: Deixa ela, eu vou provar o meu valor e fazê-la engolir suas palavras. 

Charles: Quero ver, criança. 

Wendy é surpreendida, ao olhar a sua frente percebe que Gajeel e Lily estavam ali. 

Wendy: Aquele não é o Gajeel-kun? Junto com Lily-san? 

Levy: Aquele idiota?! O que pensa que está fazendo? 

Os três chegam perto da dupla, Levy sabia exatamente o que ele estava fazendo ali, ela sabia que ele nunca a deixaria andar sozinha, ou ir em uma missão sozinha. Era como se ele fosse seu anjo da guarda,bem  grudendo, aliás. 

Levy: O que estão fazendo aqui? 

Lily: Viemos con vocês, mirajane estava preocupada. 

Charles. 

Visão. 

Os céus choraram aquela tarde, um casal? Jovens? Velhos? Adultos? Crianças? Não sei. Mas este poder... Um Dragon Slayer irritado.  Levy? Gajeel? Levy estava desacordada, com pulso fraco, poderia estar a beira da morte? Estaria?! Wendy? Sua magia não a consegue curar. Talvez Levy morra em sua visão?! Como posso impedir? Os céus choram... Choram a perda de uma fada...

Wendy: Charles? você teve uma visão? 

Charles: Não, não foi, foi apenas um sentimento. Não sei o que é, ainda. 

Longe dali. 

Lucy: Natsu!!! Natsu!!! Ei!! Me solta, me deixa ver o que está acontecendo!! 

Happy: Se você ver vai estragar a surpresa e esse lugar não vai ser mais secreto. Natsu? Tudo bem levar ela lá? 

Natsu: Já está na hora de mostrar a ela não acha? 

Happy: Não sei se ela vai gostar.

Natsu: Eu aposto que vai. 

Lucy: Ôe, não falem como se eu não estivesse aqui. 

Lucy se debatia no colo de Natsu que a estava carregando desde que saíram da guilda. Ele nunca havia feito algo como aquele a ela. 

Natsu: Chegamos. Happy, poderia fazer as honras? 

Lucy: Aaaaaaah!!! O que está acontecendo??? Me deixa ver!!! 

Natsu: Ainda não. 

Lucy: Aaaah. 

Happy estava fazendo muito barulho para um gato tão pequeno. 

Lucy: Aaah, chega. Eu vou desamarrar está fita. 

Ao tentar tirar a venda de seus olhos, é surpreendida com o rosto de Natsu colado ao seu. 

Natsu: Eu disse ainda não, impaciente. 

Lucy: N-natsu!! GYAAAAH

Lucy da seu ataque que faz o ruivo cair longe. 

Happy: acabei. 

A loira olha para trás e percebe uma enorme colina, que em sua vista até onde alcançava eram lindas flores, brancas, amarelas, vermelhas, azuis. Natsu nunca tinha feito algo como aquilo, quando abaixou seu olhar ela percebe muitos petiscos deliciosos, salgados, sucos, refrigerante e um bolo de morango que chamou sua atenção. 

Lucy: Natsu? Por que? 

Natsu: hoje é o dia em que você entrou pra guilda, faz 2 anos, então quis preparar uma surpresa a você 

Com olhos em lágrimas ela se senta no chão e começa a chorar. 

Happy: Lucy..? O que foi? 

Lucy: Nada.. eu só estou feliz. 

Natsu se abaixa e encosta sua testa na testa da sua parceira e sorri. 

Natsu: Eu nunca vou esquecer esta data. 

Ele dá um enorme sorriso e da um beijo na bochecha da loira que a faz corar um pouco.

Happy: Ele goxxxxxxta de você. 

Lucy: Não enrole a língua Neko. 

Natsu: Vamos comer, estou com fome.

Lucy: Hm.

Assim o trio comem e se alegram aquela tarde maravilhosa, a mesma percebera que Natsu estava diferente, um pouco mais carinhoso? Talvez? Atencioso? Talvez. Ela iria descobrir o que estava acontecendo com ele. Mas não agora, iria apenas curtir o momento. 




Notas Finais


Hey Minna-san, desculpe o pequeno texto e também o tempo demorado a postar, voltou escola, estou apertada com os prazos... Mas espero que tenham gostado..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...