História Os pensamentos proibidos de América - Capítulo 5


Escrita por: e MarySwanMills

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Maxon Calix Schreave, May Singer, Personagens Originais
Tags A Seleção, América, Amor, Aspen, Complexos?, Drama, Escola, Maxon, Romance, Timidez
Visualizações 8
Palavras 296
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Primeiro dia - Parte final


          - Assim acabou às aulas, fui embora direto. Nem sequer me despedir da senhora, que por acaso se chamava Maria.

Quando eu entrei no ônibus, fiquei pensando no garoto que eu não tirava da minha cabeça. Assim como não parava de martelar na minha cabeça: como vai ser ? Também não parava de martelar na minha cabeça às seguintes perguntas: Qual será o nome dele ? A idade ? Onde mora ? E o seu time ? Será que ele é gente boa ? Essas entre outras perguntas. Infelizmente ou felizmente não sei, eu não consegui responder nenhuma dessas perguntas. Porque ? Bom eu fiquei com vergonha de olhar para ele, não conseguia encarar ele. Nem sequer na hora da chamada eu consegui prestar a atenção nele para saber seu nome.

A única coisa que eu sabia dele era a sua aparência física. Ele era loiro, aparentemente tinha 1.70, era um magro encorpado e tinha um lindo par de olhos verdes. Porém não isso que me chamou atenção, pelo menos não completamente. O que me chamou atenção de fato foi o seu sorriso. Seu lindo sorriso, eu ficava torcendo mentalmente para alguém fazer ele ri, eu precisava ver seu sorriso.

E assim com esses pensamentos cheguei no meu ponto, quando desci do ônibus fiquei me perguntando como seria o dia seguinte. Será que ele iria falar comigo ? Será que eu iria fazer amizade com alguém da minha idade ? Mas acima de tudo eu me perguntava: será que eu vou conseguir andar sem olhar para o chão ou então gritar presente ao invés de levantar só a mão ? Eu não sabia a resposta mas torcia para que a resposta fosse sim. E que ao invés de fingir ser feliz, que eu realmente fosse feliz.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...