História Os Últimos Prodígios... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Guerra, Mutantes, Prodígios
Visualizações 0
Palavras 593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá MARINHEIROS e MARINHEIRAS, estão gostando da História?
Bom, mergulhem em mais um capítulo de Os Últimos Prodígios ♡

Capítulo 3 - Capítulo 3 - " Enfermaria e Guerra! "



- Gabriel, Gabriel, volte já aqui. - Tentei chamá-lo de volta, mas foi á toa, ele acabará de atravessar o corredor indo em direção aos quartos. - Droga, como ele consegue ser tão irritante ás vezes. - Bufei; Acho que á partir daqui eu teria de levar o Garoto para a Enfermaria e depois para o Quarto reservado para ele, mas isso seria cansativo. - Pensei.

- Okay, vamos lá campeão. - Falei mais para mim, pois o Garoto estava desacordado. - Será que não seria melhor se eu chamasse o Doutor Louis? - Pensei em ir chamá-lo, mas logo eu tinha avistado a enfermeira Lydia, andando pelo corredor com sua prancheta. - Gritei, chamando ela, que parecia distraída; Ela logo veio ao meu encontro, perguntando oque havia acontecido.

- Lúcia, aí meu Deus, o quê você está fazendo aqui uma hora dessas? E com este Garoto Desmaiado? - Eu tentei me explicar, mas a Enfermeira Lydia parecia uma matraca, na verdade ela me ajudou a carregar o menino até a sua Enfermaria, mas ficou o caminho inteiro me dando sermão e contando algumas fofocas alheias sobre as pessoas da acadêmia, mas, por Deus como essa mulher fala!

Não demorou muito para que chegássemos á enfermaria, Lydia me explicou algumas coisas sobre analgésicos, soros e febre, ela parecia preocupada com o Garoto me falando várias possibilidades de tragédias, mas depois de um tempo, ela terminou de verificar se o Garoto estava "normalmente" bem, ele apenas ficaria inconsciente, mas Lydia não soube me informar quanto tempo, enfim, eu a agradeci e coloquei o Garoto em uma cadeira de rodas, levando ele para o seu quarto, que já estava pronto para uso.

Chegando lá, com um pouco de dificuldade eu o deitei sobre a cama e o cobri com todo carinho possível, a respiração dele estava normal, e mesmo tendo sido acertado por um pedaço de madeira, ele parecia dormir tranquilamente como se nada tivesse acontecido.

Após terem passado dois dias, eu resolvi ir visitar o Garoto, para checar se ele já havia acordado, as únicas pessoas que sabiam que ele já tinham chegado era Eu, Lydia e Gabriel, pois o diretor tinha nos dado 3 dias para Que pudessemos achá-lo e trazê-lo até a acadêmia.

Chegando ao quarto que o Garoto estava, ví Gabriel encostado em uma das paredes da entrada do quarto, olhando para o Garoto, parecia até que ele queria sufocá-lo com o travesseiro; Cheguei um pouco mais perto e o chamei:

- Olá, Gabriel. - Falei o mais seco possível, ao lembrar de noites anteriores, onde ele havia me deixado sozinha com o Garoto desacordado, ele então respondeu:

- Olá, Lúcia, o quê você veio fazer aqui? Porque você não some! - Ele falou em um tom de provocação e raiva.

- O quê? Eu ir embora daqui? - Falei indignada. - Quem deveria sumir daqui é você, olhe oque você fez com o Garoto! - Apontei para o Garoto que parecia, mesmo assim, dormir tranquilamente.

Foi nessa hora que começamos a discutir num tom de voz alta, e então vimos o Garoto resmungar algumas coisas e nos fitarmos, com um olhar de quem não estava entendendo nada, Gabriel falou algumas baboseiras como sempre e se retirou do quarto, então fui falar logo com o Garoto que agora não estava tão "Desmaiado".

Me apresentei, e falei para que ele fosse tomar um banho e se trocasse; Então sai do quarto e fiquei o esperando no corredor.

- Tomara que o Diretor saiba oque está fazendo, essa Guerra tem de acabar, e o momento Oportuno é o Agora.


Notas Finais


Olá De Novo... Gostaram desse Capítulo? Algumas revelações acontecerão em breve... hehehe!!
AMO VCS ♡
E obrigado por tudo !! '^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...