História Os quatro cavaleiros do apocalipse - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gilthunder, Gowther, Hawk, King, Margaret, Meliodas, Merlin, Personagens Originais
Tags Nanatsu No Taizai
Visualizações 15
Palavras 1.145
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Suspense, Violência
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 7 - Separados


Os Cavaleiros do Apocalipse andavam pelas ruas desertas da cidade subterrânea, eles iam em direção a torre fortificada no centro da cidade, Wari estava bastante incomodado com o fato de não ter ninguém.

Wari: Que droga! Não tem ninguém nesse maldito lugar, pra gente enfrentar?!

Erne: Calma Wari, eu sei que gosta de lutar, mas vai ter que esperar. Você sente também não sente? Quatro fortes presenças vindo do alto daquela torre, e provavelmente são eles que estão por trás disso, o que significa que teremos que enfrenta-los.

Wari: Mas a torre está muito longe! Por que nós não vamos rápido até lá? 

Espell: Não podemos. Nós não sabemos nada sobre esse lugar, então temos que ir com cautela, para não sermos pegos em uma armadilha.

Nesse momento eles sentem inúmeras presenças se aproximando, e os quatro rapidamente se preparam.

Fami: Parece que conseguiu o que queria, Wari.

Wari: Finalmente! PODEM VIR!!!

Centenas de vampiros começam a sair dos becos e a ir em direção a eles, e pelas roupas que alguns usavam, logo os quatro perceberam que dentre os vampiros que os atacavam, estavam as pessoas desaparecidas.

Espell: Agora sabemos o que aconteceu com as pessoas desaparecidas.

Erne: Infelizmente não poderemos salva-los, eles foram completamente transformados em vampiros.

 

Os vampiros atacavam sem parar, mas os quatro estavam conseguindo derrota-los, Espell voava por cima dos vampiros, usando o Scarlet Fragment, a mesma magia que usou contra os Águias das Trevas, e vários tiros de energia vermelha eram disparados de suas mãos contra os vampiros, destruindo dezenas deles, Wari despedaçava os vampiros com socos incrivelmente fortes e desviava dos ataques instintivamente, ele lutava como se fosse uma fera, Fami eliminava os vampiros com golpes ágeis, ela era extremamente flexível, parecia que não tinha uma estrutura óssea, e por fim, Erne cortava os vampiros em pedaços com suas duas espadas, ele não desviava dos ataques, simplesmente não se importava com os ferimentos, que não sangravam. Depois de muito tempo lutando, os Cavaleiros do Apocalipse finalmente conseguiram derrotar todos os vampiros, eles agora estavam rodeados por corpos ensanguentados e pareciam bem contentes, principalmente o Wari.

Wari: É ISSO AI!!! QUEM MAIS VAI ENCARAR, HEIN?!! PODEM VIR QUE EU ACABO COM TODOS VOCÊS!!! -- gritava animado, ansiando por mais luta.

Erne: Wari, cala a boca e vamos logo. -- ele dizia sério, mas meio feliz também.

Fami: Pena que não pudemos ajudar os cidadãos. -- falou meio triste, se ajoelhando perante os corpos de alguns vampiros que um dia já foram cidadões de Ustradas, e juntando as mãos -- Descansem em paz. 

Erne: É nós não pudemos ajuda-los, mas podemos impedir que isso continue acontecendo. -- falou sorrindo e pondo a mão na cabeça da Fami, o que levantou o astral da garota -- Quem quer que esteja por trás disso, irá pagar. Nós iremos encontra-lo e lhe dar a maior surra que já levou. -- falou muito animado, assim como os outros.

Wari: E o que estamos esperando? Vamos logo?!

Os quatro então partem em direção a torre novamente, só que agora estavam indo mais rápido, e enquanto iam para lá, os quatro vampiros que ficavam no ultimo andar da torre, haviam percebido a derrota dos soldados que enviaram.

Mike: Parece que nossas tropas foram derrotadas.

Spiker: Aqueles fracotes inúteis! -- falou irritado.

Sofia: Nossos intrusos são mais fortes do que pensávamos. Hehe! Interessante. -- falou maliciosamente.

Vlad: Verdade, eles são bem habilidosos, mas isso em quanto estão juntos. Vamos ver como eles se saem separadamente.

Ouvindo isso, Sofia novamente envia mais um morcego pela janela. Algum tempo depois, voltando as ruas da cidade, os Quatro Cavaleiros do Apocalipse iam rapidamente até a torre, mas de repente o chão se abre em baixo de seus pés, e três deles caem em três buracos diferentes, por onde vão escorregando até algum lugar desconhecido, Espell foi o único que não caiu, pois estava voando e apenas observa pensativo o chão se fechar novamente.

Espell: Ora, nós nos empolgamos tanto, que eu esqueci de lembra-los que era para andarmos com cautela, para não cairmos em uma armadilha. -- falou despreocupado -- Eles irão ficar bem.

???: Você não parece preocupado com seus amigos. -- falou uma vampira no alto de uma casa, ela tinha cabelo laranja e usava um vestido e sapatos pretos. -- Que pena, eu achei que seria divertido velo desesperado pelos seus companheiros. -- falou meio desapontada.

Espell: Não tenho razão para me preocupar, conhecendo aqueles três, irão ficar bem. E... quem seria você?

Dalia: Ora, já ia me esquecendo. Eu sou o braço direito de Sofia-sama! Dalia!

Espell: Sofia-sama? Pelo jeito que fala ela deve ser importante.

Dalia: Sim! A mais importante, depois do Vlad-sama, e infelizmente para você, nunca irá conhece-los, pois... VOCÊ MORRE AGORA! SERVOS, ATAQUEM!!!

Nesse momento, mais vampiros surgem, mas como ele estava voando alto, alguns vampiros então resolvem pular em sua direção e outros jogam coisas nele, porém ele cria uma barreira esférica ao redor de si, que repele os vampiros que pularam e as coisas jogadas, fazendo com que voassem longe, os vampiros ficam perplexos tentando pensar em uma forma de ataca-lo.

Espell: Como estou sozinho, acho que vou precisar daquilo. -- Espell estica seu braço esquerdo com a mão aberta, como se fosse pegar algo. -- Apareça! Cajado negro, Viron! -- um cajado negro com um cristal vermelho na ponta aparece na mão de Espell, que o pega, e então aponta a parte com o cristal para os vampiros a sua direita. -- Fire Incinerator! -- uma enorme labareda de fogo sai da ponta do cajado, queimando todos os vampiros a sua direita, e após isso ele aponta o cajado para os vampiros a sua esquerda. -- Cold Merciless! -- um raio de energia é disparado nos vampiros, congelando a todos, e com isso a maioria dos vampiros foi eliminada, sobrando só uns poucos e também a senhorita Dalia, que estava em pânico com a demonstração de poder do Espell. -- E então? Quer continuar? -- perguntou alegre para a Dalia.

Dalia: Nã... não pode ser. Ele derrotou tantos, com apenas dois ataques. -- ela então assovia, chamando mais vampiros. -- O mantenham ocupado enquanto eu fujo! -- após isso ela foi embora o mais rápido que pode, e enquanto fugia ela pensava.

Dalia( pensamento ): Ele é mais forte do que eu esperava, mas se eu conseguir atrai-lo até aquele lugar, eu poderei derrota-lo. Ai a Sofia-sama ficara contente comigo.

Enquanto corria ela ouve um enorme barulho, ao se virar para olhar, ela vê uma grande explosão no local onde deixou Espell. No local da explosão só havia corpos de vampiros mortos, fogo, destroços das casas e o Espell que voava tranquilamente, procurando a Dalia.

Espell: Ei, onde você foi senhorita vampira? Por acaso estamos brincando de pega-pega? Então tá ... eu que pego! -- falou alegre e malicioso.

 


Notas Finais


Agora sim, teve ação! E onde será que foram parar os outros cavaleiros do apocalipse? Coloquem suas hipóteses nos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...