História Os Saiyajins - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bulma
Tags Bulma, Drama, Kakaroto, Vegeta
Visualizações 37
Palavras 1.928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Enfin em casa


Fanfic / Fanfiction Os Saiyajins - Capítulo 18 - Enfin em casa

PLANETA VEGETA;

Bulma estava quase explodindo de ansiedade ela estava no laboratorio quando Vegeta entra

-Bulma como voce pode explicar isso??-fala vegeta

-Eu nao sei vegeta mais, aquele garoto era o nosso filho do futuro-fala Bulma

-Como voce tem tenta certeza?pode ser uma farsa 

-Por qual motivo?? ele veio nos avisar sobre os androides, ele veio nos falar que podemos trazer o Trunks bebe de volta, aquela maquina foi criada por mim tinha o brazao da minha familia

-Eu nao consigo compreende como isso e possivel?

-eu nao sei, mais vejo uma possibilidade de trazer o Trunks para casa e vou usala-fala bulma

-Eu ja mandei que meus homens vao para o planeta de freeza conferi que de fato ele esta morto, e ja me comuniquei Com o tarble trunks ira chegar pela  noite de amanha-fala vegeta

-Nossa obrigado, eu vou fazer as pulseiras para os humanos -fala bulma

-Ok-fala vegeta

Vegeta nao sabia em como se sentir em relaçao aos androides ainda estava desconfiado

-Voce ouviu vegeta ?androides e parece que sao bem fortes por que matou agente nao e?-fala kakarotto

-E -fala vegeta seco

-Vegeta parece que nao gostou que vamos lutar com androides fortes-fala kakarotto

-Nao e isso deixa pra la.........Kakarotto mande seus irmaos voltarem preciso deles-fala vegeta

-OK irei me comunicar com eles agora mesmo-fala Raditz

Vegeta estava com a cabeça doendo as coisas estavam acontecendo muito rapido e isso o estava o irritando, Vegeta foi para sua sala de gravidade treinar para esvaziar a mente,Bulma estava explodindo de felicidade Bulma tomou um banho e foi para o Closet ela estava olhando aquele  monte de roupa que nunca tinha usado,Bulma abriu uma gaveta e viu muitas lingerie bem sedutoras e provocantes Bulma morde os labios ela estava indecisa antes nao transava com vegeta por causa da barriga depois que ganhou Trunks nao transava por que estava triste e agora?o filho dela ja estava voltando ela estava com tesao o que estava a impedindo.

Bulma escolheu uma lingerie transparente preta, Bulma se olhava no espelho e olhar para seus seios que estavam maiores que o normal,  Bulma penteava os cabelos enquanto pensava em coisas que queria fazer com vegeta.

Vegeta treinava pesadamente na sala de gravidade, seu corpo pedia por um descanço Vegeta decidi ir para seu quarto dormi, Vegeta entrou no quarto e se jogou na Cama Bulma viu uma oportunidade ela vai ate vegeta e senta em cima dele, Que se assusta no começo vegeta olhou para bulma de cima para baixo e sorriu

-Posso saber o motivo?-fala vegeta apertando a bunda da bulma fortemente

-ah..nao sei me deu vontade-fala bulma num gemido

Vegeta sorri em reposta e a beija ferozmente , o Rabo de vegeta estava enrolado a cintura de bulma que estava segurando nos cabelos de vegeta fortemente enquanto rebolava no colo de vegeta, Vegeta deslizava sua maos pelo corpo de bulma, Vegeta tinha que se controla pos Bulma era muito fragiu, Vegeta deu um tapa na bunda de Bulma que dar um gemido e da um sorriso safado para vegeta que desceu seus beijos para o pescoço de bulma onde os chupou fortemente e deu leves mordidas, Bulma suspirava de prazer vegeta num movimento rapido, ja estava por cima de bulma, o rabo de vegeta se enrolou na coxa de bulma apertando levemente, Vegeta começou deslizar seus beijos  ate os seios de bulma que num movimento rasgou o tecido fino do sutia de bulma, Vegeta os chupou levemente, Bulma gemia enquanto deslizava seu deods pelos cabelos de vegeta que jogou a calcinha de bulma para o lado e começou movimentos circulares de vai e vem no clitorios de bulma a fazendo geme e se contorce de prazer vegeta enquanto isso chupava os peitos de bulma, Bulma chegando em seu orgamos abraça fortemente a cintura de vegeta enquanto seu corpo tremia, Vegeta se separou ve bulma e tirou sua roupa de treino que usava, Vegeta depois de fica nu volta para sua amada eles se beijavam apaixonadamente, Bulma levou uma de suas maos ate o Pau de vegeta e começou movimentos freneticos vegeta soltava gemidos baixos e roucos, Vegeta se levantou e segurou em seu membro e estocava bulma e saia, Vegeta fazia aquilo para ver a cara de Bulma vegeta dava pinceladas em Bulma que cada toque se contorcia, Vegeta quando estava estocando em bulma lentamente bulma o puxa e o prente com as pernas.

-Ta fazendo isso para me tortura?-fala bulma num tom baixo no ouvido de vegeta

Vegeta sorri em respostas e começa a penetrar bulma fortemente a fazendo grita de prazer, vegeta fazia movimentos freneticos em bulma, Vegeta sonhava com aquele momento e agora estava acontecendo e ele queria que durasse, a cada penetraçao era um gemido grosso que saia dos labios de vegeta, o Corpo de bulma balançava de acordo com a velocidade de vegeta, os peitos da bulma saltitavam com os movimentos rapidos de vegeta, Bulma sente seu orgasmo chegando e abraça as costas de vegeta fortemente, Vegeta num movimento sai de dentro de Bulma e a coloca de quatro sobre a cama Vegeta a penetra fortemente a fazendo ir para a frente,os mivimentos começaram suaves mais logo se tornaram intensos e fortes, o som da constantes investidas  e o estalo da pele com pele e coa pelo quarto sendo acompanhado com os gemidos altos de Bulma.vegeta sentiu o orgasmo chegando e penetra bulma fortemente se mantendo dentro dela enquanto gozava,Bulma sente o jato forte dentro dela e suas pernas fraquejam Bulma estava tremula,Bulma se afasta de vegeta que fecha a cara

-Calma rei vegeta-fala bulma sentando no colo de vegeta

Bulma sentou devagar no pau de vegeta que logo começa movimentos fortes, bulma estava sentada no membro que a penetrava vigorosamente, bulma e vegeta se olhavam profundamente enquanto fudia, Bulma começou a rebola em cima de vegeta que gemia baixo Bulma vendo o rosto de prazer de  vegeta começa a se movimenta mais forte e rapido, Vegeta segurava fortemente na bunda de bulma enquanto ela se movimentava vegeta sente seu gozo vindo ele abraça bulma fortemente

-Porra bulma hmmm.-fala vegeta num gemido

Bulma sorri vitoriosa e sai de cima de vegeta e cai do lado de vegeta que tentava normaliza a respiraçao

-Voce me sujou todo-fala vegeta olhando para o membro sujo de gozo

-Isso nao e problema-fala bulma

Bulma se abaixou e começou chupar vegeta fortemente, bulma deslizava sua lingua pelo pau de vegeta que segurava os cabelos de bulma, Vegeta olhava bulma chupa seu pau fortemente e sorria tinha perdido a conta de tanto sonhos que teve desse jeito,Bulma fazia movimentos para cima e para baixo com sua boca, Vegeta estava conduzindo bulma que fazia garganta profunda em vegeta bulma sentiu o pau de vegeta em sua goela vegeta goza na boca de Bulma que se levanta com a boca cheia se Semen e solta nos seu peitos

-Resolveu o problema Rei vegeta?-fala bulma

-Podemos isso no banheiro-fala vegeta

Depois de um bom sexo selvagem no banheiro eles dormem, Bulma levantou com dores pelo seu corpo ela foi ate o espelho seu pescoço estava todo roxo e marcado, seus seios estavam cheios de chupoes, sua coxa estava com a marca da cauda de vegeta, a dor debaixo de seu veentre estava grande

-Nao esta doendo muito?-fala vegeta abraçando bulma por tras

-So debaixo do meu ventre-fala bulma

-Vou manda uma das curandeiras cuidar de voce, eu tenho que resolver alguns assuntos ok?-fala vegeta

-ok-fala bulma dando um beijo no rosto de vegeta

Bulma ver vegeta saindo do quarto e vai tomar um banho e se vestir nao demorou muito para a curandeira chegar

-Alteza?-fala um senhora

-sim-bulma 

-O rei mandou eu vim aqui cuidar de voce, esse e para a dor no corpo e esse para a dor debaixo do ventre,e esse e para evita gravidez

Bulma pensa que vegeta nao queri mais ter filhos e ela tambem, Bulma olha aqueles estranho frasco e beber o gosto era pessimo

-Voce se acostuma agora tenho que ir alteza-fala a curandeira

Bulma sente seu corpo se curar como se fosse magica os roxos e marcas tinha saido, Bulma veste seu jaleco e sair para o laboratorio ela acaba de fazer as pulseiras e encontra vegeta no jardim do castelo

-Pronta?-fala vegeta 

-bem, vamos ne?-fala bulma

Bulma e vegeta vao em direçao a nave de freeza e entram

-Bulma briefs??-fala uma garota

-sim sou eu-fala bulma

-Voce aqui eu nao intendo-fala a garota

-E dificil de explicar mais para sairem la fora tem que usar essas pulseiras se nao seu corpo serao esmagados pela gravidade-fala bulma

Bulma entregava as pulseiras para os humanos

-Mestre kame voce sobreviveu??-fala bulma surpresa

-Bulma que felicidade te ver, vejo que seu seios estao maiores-fala mestre

-E voce continua o mesmo safado de sempre-fala bulma

-Tem como voce me conta onde estamos?-fala mestre kame

BUlma explica tudo a mestre kame

-Voce vai ser de muita ajuda, voce bem que poderia ensina suas tecnicas para esses saiyajins-fala bulma

-Ficarei honrado bulma-fala mestre

Todos os terraqueos  foram tratados e hospedados ja estava a noite em Vegetacei, bulma e vegeta esperavam ansiosos onde as naves pousavam e quando bulma ve a nave de Tarble seu coraçao começa a acelerar, Bulma ve a porta se abrindo e Tarble bulma corre em direçao a eles, Bulma ve trunks brincando com um urso de pelucia nos braços de Tarble, Bulma sente um alivio em ver o filho bem ela nao espera mais ela vai ate Tarble e tira Trunks nos braços de Tarble bulma quando abraça o filho sente um alivio sair do peito

-Eu disse ele esta bem bulma-fala Tarble

Bulma começou a balança trunks levemente, trunks sorria e fazia barulhos de beber bulma leva trunks ate vegeta que o pega sem jeito no começo mais depois se acostuma vegeta se sentiu muito feliz naquele momento, Bulma leva seu filho para o quarto nei ligando pra mais nada bulma entra no quarto do pequeno que alguns dias atras estava destruido por ela mesma, Bulma se senta no sofa com trunks

-Voce nao tem noçao do quanto a mamae ficou preocupada-fala bulma

Trunks começou a chora e se mexer agitado, Bulma tira seu peito para fora e amamenta o pequeno que sugava  fortemente fazendo bulma sentir dor, Bulma sentia muito desconforto mais nao ligava depois de uma hora trunks continuava mamando

-Ele ainda nao dormiu?-fala vegeta entrando no quarto

-Ele nao pára de mama to aqui ja faz um hora, estou trocando ele de peitos toda hora-fala bulma

-Vou tenta tira ele-fala vegeta

Vegeta vai ate bulma e tenta tira trunks que continuava mamando dormindo

-Que moleque guloso-fala vegeta

Vegeta vai ate o seio de bulma e tira da boca de trunks que nao gostou mas tambem nao acordou vegeta deitou trunks em seu berço

-E tarble?-fala bulma

-Ele ficara por hoje e amanha ira parti-fala vegeta

-Vegeta...o lugar dele e aqui e voce sabe disso, nao deixe seu orgulho falar mais alto faça o certo deixe ele ficar aqui ele tras o povo dele para ca, e tudo se resolver vegeta por favor pense a respeito-fala Bulma

-Vou pensar em respeito mai nao prometo nada

Bulma foi para seu quarto deixando vegeta sozinho com trunks, Vegeta foi ate o berço de trunks que dormia vegeta beijou a testa do filho

-Nao importa o ser que queira seu mal eu sempre vou te proteger -fala vegeta

Vegeta nao intendia esse amor que ja sentia pelo pequeno mais sabia que precisava ficar mais forte para a chegada dos androides e ele estava disposto a ultrapassar seus limites



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...