1. Spirit Fanfics >
  2. Os sentimentos do garoto errado. >
  3. Pra valer

História Os sentimentos do garoto errado. - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo gente,espero que gostem ❤ Beijos a Elly.

Capítulo 23 - Pra valer


Fanfic / Fanfiction Os sentimentos do garoto errado. - Capítulo 23 - Pra valer


Elizabeth on

Chego com uma bandeja no quarto dele com uma bandeja e já o vejo sentado na cama.

Finalmemte você acordou....de verdade.

-Me diz que a comida daqui não é ruim,se for terminou de fuder comigo.-Diz Meliodas cruzando os braços. 

Dou uma risadinha e coloco a bandela em cima da cama.

-Hmmm.-Diz ele pegando a colher e começando a comer.

-Quer?-Pergunta ele com cara de rançoso.

-Não.-Digo o olhando. 

Pego a bandeja e dou a enfermeira que entrou com o médico pra ver como Meliodas está. 

-Em alguns dias ele recebe a alta,dependendo e como o corpo dele vê reagindo,vou tirar os remédios aos poucos então é normal que você sinta dor.-Diz Arthur.

Ele e a enfermeira saem e ficamos apenas eu e Meliodas e novo.

-Ele é meio que o boy da Merlin.-Digo me sentindo uma fofoqueira.

-Não brinca.-Diz Meliodas surpresa. 

-É sim,sabe quem mais tá quase namorando? A Diane e o King,já ficaram 4 vezes. -Digo o olhando. 

-Puta merda,quanto tempo eu dormi hein?-Diz ele cruzando os braços. 

-A gente é fofoqueiro pra caramba.-Digo rindo.

-Todo mundo é.-Diz Meliodas risonho.

Elizabeth off

Merlin on

-Vim assim que você me ligou,como está ele?-Pergunto caminhando ao lado de Arthur em direção ao quarto do Meliodas.

-Ele está se recuperando bem,que tal fazermos um jogo,se ele melhorar até o fim da semana você me chama pra sair e se ele não melhorar eu te chamo.-Diz e rindo.

-Isso é sério?-Digo risonha.

Ele me olha com uma expressão que diz "claro".

-Fechado então. -Digo abrindo a porta do quarto.

-Olha só a bela adormecida.-Digo me aproximando  cama do Meliodas. 

-Ainda bem que você entende o que é beleza e estilo,tudo que eu tenho.-Diz ele convencido. 

-Ha ha ha.-Digo debochada. 

-Sentimos sua falta em casa.-Digo por fim.

-Eu volto logo.-Diz ele olhando pra mim.

Meu celular toca e é do trabalho,me despeço dele e de Elizabeth enquanto Arthur me acompanha até a saída do hospital.

Entro no carro ele fecha a porta pra mim.

-Hmm cavalheiro.-Digo brincando.

-Você se surpreenderia.-Diz ele dando uma piscadela com o olho direito.

-Até mais.-Digo me despedindo e dando partida no carro.

Merlin off.

Meliodas on

A noite já caiu e tudo fica escuro no hospital,um silêncio se esvai no lugar e mais uma vez somos só nós dois.

Me levanto da cama e me sento numa poltrona que fica de frente pra uma mesa de centro feia pra caramba. 

-Tive medo que você morresse.-Diz Elizabeth se sentando na cadeira e frente pra mim.

-Vaso ruim não quebra e eu sou péssimo.-Digo pensativo.

-Você apanhou de propósito,poderia ter batido neles todos ali e me levado embora.-Diz ela me olhando fixadamente.

Seu rosto é iluminado pelas luzes da cidade que se mantém meio opacas,mas mesmo assim posso a ver nitidamente embora esteja escuro.

-Se eu revidasse,poderiam te machucar ai eu iria perder de verdade.-Digo movendo uma peça do jogo de damas que estava na mesa de centro.

-Eu nem tava mais falando com você nem nada...e você apanhou tanto e...-Diz ela limpando algumas lágrimas no seu rosto.

Elizabeth sempre foi chorona.

-Ei,mesmo que você me odeie eu vou te proteger,não faria sentido viver sem ver você e esse seu corpo lindo pra caramba.-Digo olhando pra ela.

-Queria que você falasse sério. -Diz ela.

-É bem sério.-Digo voltando o olhar pro jogo de damas.

-Você levou um tiro por minha causa Meliodas!-Exclama ela.

Respiro fundo e a olho soltando um arfar.

-Não foi sua culpa,eles só te pegaram pra me atrair,a questão é que esse é mais um dos meus problemas,me preocupou o fato de ter envolvido você neles.-Digo falando sério. 

-Me promete que não vai fazer uma coisa desse tipo mais nunca.-Diz ela cerrando o punho.

-Não posso prometer isso,apenas preciso te proteger.-Digo por fim.

-Eu não quero que você me proteja eu quero você. -Diz ela segurando minha mão em cima da mesa de centro e afastando o jogo de damas que cai no chão. 

Essas palavras dela me fazem gelar.

-Já que estamos mesmo abrindo o jogo eu vou te dizer,eu fico excitado toda vez que você coloca meu braço entre seus seios ou que você senta no meu colo ou quando meu rosto vai parar ai,coisas simples que você faz me deixam assim Elizabeth e o tempo todo eu sempre aceito ser só seu amigo,mas quer saber? Não consigo mais...-Digo desabafando.

-Aquele dia na floresta,penso naquilo direto e isso me deixa louco porque tenho a ideia de que me aproveitei de você.-Falo a olhando.

-Então o que eu teria feito se eu quem comecei?-Indaga ela.

-A gente tem que conversar mesmo sobre isso?-Pergunto a olhando.

-Tem razão,a gente já conversou demais.-Diz ela deitando o corpo em cima da mesa de centro.

-Porque eu também não quero ser só sua amiga.-Diz ela aproximando o rosto o meu.

-Eu deveria te pedir em namoro ou algo assim agora?-Pergunto brincando.

-Talvez.-Diz ela risonha.

Coloco a mão no rosto dela e me aproximo mais do rosto dela.

Semicerro meus olhos e me aproximo nossos lábios os tocando e separando apenas dando um selinho a fim de a provocar. Passo a ponta da minha língua nos lábios dela que estão meio secos a fim de os umedecer e puxo seu lábio inferior com o gente assim adentrando a língua em sua cavidade bucal e selando nossos lábios em um beijo o qual ela retribui.

Dessa vez vai ser pra valer Elizabeth,até porque te falei dos meus sentimentos por você,os sentimentos do garoto errado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...