História Os Sete Pecados Capitais - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Eu estou muito ansiosa então, decidi postar o primeiro capítulo hoje. Eu também irei postar no domingo, hoje só foi uma exceção.
Não esqueçam de ler o recadinho que vai estar no final.

Capítulo 2 - Chapitre un.


Coréia do Sul, 03:45 a.m.

Acordei mais uma vez na madrugada sem conseguir mexer o meu corpo, isso acontecia quase todas as noites. Devido a paralisia do sono, respiro fundo e tento mexer o meu dedo do pé ou qualquer outra parte do meu corpo, mas não obtenho sucesso.

Quando ia tentar dormir ouço um barulho no canto do quarto, rapidamente direciono o meu olhar para o lugar de onde veio o barulho. E lá estava a mesma silhueta de sempre me encarando, em todas as vezes que tenho paralisia do sono ela está lá.

Ignorei como em todas as outra vezes e voltei a tentar mexer o meu corpo, olho em sua direção novamente e percebo que a silhueta está vindo para perto de mim. O quarto não estava tão escuro devido à luz da lua que entrava pela janela, então dava para ver perfeitamente que era um homem.

Ele trajava um terno vermelho, tinha o corpo bem másculo, ombros largos e uma postura de dar inveja. Não dava para ver seu rosto, porque a luz só ia até o seu pescoço e um detalhe bem perceptivo era que seus olhos brilhavam na cor violeta.

Meu corpo começou a tremer e a suar frio, sua presença era forte na qual me causava arrepios. Logo comecei a sentir meus olhos ficarem pesados, mas antes que eu caísse no sono, ouço uma risada baixa e logo durmo.

Dia seguinte, 06:00 a.m.

Acordo com o despertador tocando, desligo ele e em seguida vou para o banheiro. Depois de tomar café da manhã saio da minha casa e vou para a igreja, no meio do caminho encontro Chen e Chanyeol, que também estudam para ser padre.

- Ansiosos para a aula de hoje? – Diz Chanyeol.

- Qual vai ser o tema? – Pergunto.

- Tem que prestar mais atenção nas aulas Jungkook. Você sempre dorme nelas – Chen fala enquanto lê algum versículo da bíblia.

- Eu sei, não tenho tido boas noites...

- Você está bem? – Pergunta Chanyeol meio preocupado.

- Sim! – Digo olhando em seus olhos.

Nossa conversa acaba quando chegamos em frente à igreja, entramos nela e fomos para a parte de trás onde se encontra as salas de aula. Entrando na sala, sentamos em nossos lugares e esperamos o padre chegar.

- Bom dia alunos!!

- Bom dia padre Park. – Dizemos em uníssono.

- Bem, hoje o assunto será sobre Os Sete Pecados Capitais. Como avia falado na aula passada. – Diz ele olhando para cada um de nós. – Alguém sabe me dizer quem são eles? – Levanto a minha mão e o mesmo me olha. – Pode falar Jungkook.

- Luxúria, gula, avareza, preguiça, ira, inveja e soberba.

-  Me diga qual a origem deles, o que significa o termo capital e o pecado mais grave. – Respiro fundo e o respondo.

- Eles foram formalizados no século 6, quando o papa Gregório Magno, tomando por base as Epístolas de Paulo, definiu como sendo sete os principais vícios de conduta.

A lista só se tornou “oficial” na Igreja Católica no século 13, com a Suma Teológica, documento publicado pelo teólogo Tomás de Aquino. No documento, ele explica o que os tais sete pecados têm que os outros não têm.

O termo “capital” deriva do latim caput, que significa cabeça, líder ou chefe, o que quer dizer que as sete infrações são as “líderes” de todas as outras.

E, do ponto de vista teológico, o pecado mais grave é a soberba, afinal é nesta categoria que se enquadra o pecado original: Adão e Eva aceitaram o fruto proibido da árvore do conhecimento, querendo igualar-se a Deus.

- Muito bem Jungkook. – Diz ele batendo palma, fazendo com que os alunos repitam o seu ato. – Bom, tudo o que o Jungkook disse, está no livro de vocês. Eu quero um trabalho com todos os detalhes possíveis para segunda feira que vem, ok? – Todos nós respondemos sim. – Ótimo, agora vamos continuar a aula.

Depois que a aula acabou eu e os meninos fomos almoçar, o padre Park nos deu o resto do dia para estudarmos. Quando terminamos de almoçar e de bater papo, nos despedimos e eu fui embora.

Decidi que iria para a biblioteca para estudar lá. Quando vi que estava ficando tarde peguei minhas coisas e fui direto para casa. Cheguei no prédio cumprimentei o porteiro, e subi pelas escadas devido ao elevador estar quebrado.

Entrei dentro do meu apartamento e fui direto para a cozinha para fazer comida, quando acabei de comer lavei a louça e fui para o banheiro.  Eu estava tão cansado que nem mexi no meu celular, fui direto para a cama e logo dormi.

Paris, 21:30 p.m.

- Qual é o motivo dessa reunião Taehyung? – Ele me pergunta enquanto se senta na cadeira.

- Eu não sei Jimin. – Respondo já impaciente.

- Eles estão atrasados. – Dou uma risada sarcástica antes de lhe responder.

- Quando eles não estão atrasados? – Antes de Jimin me responder, um sommelier vem em nossa mesa.

- Bonsoir messieurs. – Diz ele nos entregando o cardápio de vinhos.

- Bonne nuit. – Dizemos um uníssono.

- Une sorte de vin en tête?

- Romanée-Conti. – Digo fechando o cardápio e o entregando de volta.

- Bon choix messieurs, excusez-moi.

- Se eles não chegarem em dez minutos, eu vou embora. – Jimin fala enquanto mexe no celular.

- Creio que não terá que esperar mais. – Me viro para trás e vejo Namjoon junto com Jin.

- Estão atrasados. – Comento enquanto dou um gole d’água.

- Desculpe pelo atraso. – Diz Jin.

- Temos um assunto para tratar. – Comenta Namjoon sério.

- Qual assunto? – Pergunto entediado. Mas antes que Namjoon começasse a falar, o sommelier nos serve o vinho e em seguida sai de perto da nossa mesa.

- Tem dois arcanjos na terra. – Eu e Jimin direcionamos o olhar para ele. – Miguel e Raguel.

- Por que? – Pergunto.

- Devido as suas brincadeirinhas com aquele humano. – Agora eu entendo o porquê de ter sentido aquele frio na espinha, a dois meses atrás.

- Só por causa disso? Sério? – Rio em escárnio.

- Você não tem jeito Tae. – Jimin fala enquanto nega com a cabeça e ri.

- Eu só quero que você tome cuidado Taehyung.

- Ok Nam hyung. Eu já posso ir embora?

- Não quer ficar? – Pergunta Namjoon.

- Não, eu tenho algumas coisas para fazer.

Levanto da mesa e vou direto para o meu carro, sigo em direção a minha casa e quando chego na mesma, percebo que não estou sozinho. Saio de dentro do meu carro e abro a porta de casa, vendo Baekhyun sentado em minha poltrona tomando whisky.

- Caralho, será que eu não posso ter um pouco de paz? – O mesmo olha para mim e solta uma gargalhada.

- Você não muda Taetae. – Ando em direção ao sofá que tem em sua frente e me sento. – Qual foi o assunto da sua reuniãozinha com o Namjoon?

- Primeiro, se o Jimin ouvir você me chamando de Taetae ele vai te matar. E segundo, por que você quer saber?

- Primeiro, eu não ligo. E respondendo a sua pergunta, eu só estou curioso.

- Tem dois arcanjos na terra.

- Em qual lugar da terra? – Pergunta ele enquanto olha para mim.

- Na Coréia do Sul.

- Não dúvido nada que o motivo para eles terem vindo foi você. – Ele se levanta, senta em meu colo e começa a fazer carinho em minha bochecha. – Você vive fazendo merda por aí. – Ele iria me beijar, mas eu coloco minha mão em sua boca.

- Hoje não Baek.

- Por que?

- Eu tenho que voltar para a Coréia, terá um desfile da minha empresa e eu tenho que chegar lá amanhã bem cedo. – Explico para ele.

- Ok. – Baekhyun se levanta e vai até a porta. – Só espero que meu nome esteja na lista. – Diz ele antes de ir embora.

Sigo em direção ao meu quarto, termino de fazer minhas malas e vou tomar banho para trocar de roupa. Quando acabo de me trocar, pego minhas malas e as levo para o carro. Sigo para o aeroporto, chegando lá despacho minhas malas e embarco no avião.

 


Notas Finais


O primeiro capítulo foi muito leve, vai demorar para que o Tae e o Kook se encontrem em carne e osso. No início é como se o Tae tivesse, mas ao mesmo tempo não estivesse, entende?
É minha primeira vez escrevendo esse tipo de fanfic, caso tenha algum erro me desculpem. Não esqueçam de escrever o que acham dela, ok?
Bjs e até domingo.

Obs: O sommelier é o responsável pela escolha e compra dos vinhos e demais bebidas, pelo armazenamento, pela elaboração das cartas, pelo serviço, pela recomendação de harmonizações e outros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...