História Os sete pecados de Konoha - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto, The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Chouji Akimichi, Hinata Hyuuga, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Naruhina Sasusaku
Visualizações 38
Palavras 3.546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, novamente desculpem pelo atraso 🙇

Capítulo 5 - Cap. 5


Fanfic / Fanfiction Os sete pecados de Konoha - Capítulo 5 - Cap. 5

Pov Autora

Vila do arroz. A vila do arroz nunca foi considerada uma vila especial, esta era só mais uma, tal e qual as outras, não era  uma grande nação e não tinha muitos festivais ou atividades divertidas. No entanto esta era uma vila muito conhecida, principalmente no submundo, o porquê? Bem, essa é uma pergunta simples. Este vilageiro era conhecido também como toca da cobra, a zona com mais gente "podre" no mundo. Aqui havia os melhores e maiores leilões de todas as nações elementares, lutas de escravos, e várias outras atividades desumanas, pra não falar das lutas que haviam por prémios raros e ilegais, um exemplo disso foi que uma vez conseguiram, sem que alguém soubesse como, um par de Sharingans. Não é nem preciso dizer que esse "produto" desapareceu misteriosamente antes mesmo do Senin das Cobras Orochimaru ter conhecimento deles. Outra "qualidade" da vila era a sua localização, a mesma que dificultava a entrada e saída de "convidados" inesperados, sendo que essa foi uma das razões para que o velho Senin de Konoha, a ter escolhido com covil, isto e o "agradável" som do nome 'Toca da Cobra', ele achou que combinava com ele.

       Neste momento, na fronteira entre esta vila e a vila do som, encontravam-se três indivíduos, que eram nem mais nem menos três dos sete pecados de Konoha, mais precisamente o pecado da gula, o pecado da preguiça e o pecado da luxúria, a despedirem-se uns dos outros.

Pov Shikamaru

Sikamaru - "Não te esqueças Konohamaru, o teu trabalho não é elimina-los ok? Todo o que tu tens que fazer é passar a mensagem à boa e velha moda 'Namikaze Naruto' ok? -  perguntei calmamente

Konohamaru - " Tsc, está bem, eu já percebi"- resmungou

Chouji -" HAHAHAHAHA, Boa sorte com isso aí, a julgar pelo teu temperamento ainda destróis uma ilha, HAHAHAHAHA"- Ria Chouji, isto é, até eu e Konohamaru lhe mandar-mos um olhar mortal -" Hahaha, heeeeee, porque é que me estão a olhar assim"- perguntou, mas logo de seguida apercebeu-se o porquê -" Ata" respondeu começando a olhar para o céu como se estivesse a apreciar a paisagem causando-nos certa irritação que decidimos ignorar por questões de segurança e sanidade mental

Shikamaru-" Afff, como eu estava a falar, até ter sido interrompido..."- disse olhando de esguelha para a encarnação da gula que desviou o olhar como se nada tivesse a ver com ele -" konohamaru, não os mates... ok?" - disse olhando-o nos olhos com uma seriedade anormal para mim

Konohamaru - " Tá tá eu já entendi, é só passar a mensagem e ir embora, não é tão complicado assim por isso não me trates como uma criança, vou fazer o pedido do Naruto-nii-sama a todo o custo e vai ser bem sucedido, tu vai ver, eu não desapontarei o Oni-sama"- disse o pecado da luxúria como uma criança sonhadora antes do seu corpo se começar a desintegrar em fumaça amarelada, mas isso era de se esperar, afinal konohamaru é o protegido do capitão. Afinal o mais forte dos pecados considera o mais novo um irmãozinho que deve ser protegido, tanto que ele acha que o único motivo para termos fugido de konoha foi aquela noite, pobre inocência... Estes foram os meus últimos pensamentos enquanto o via desvanecer no ar. Saindo dos meus desaveneos virei-me para o Akimichi suspirando

Shikamaru -" Chouji, tens a certeza que consegues chegar ao ponto de encontro sozinho? "- perguntei cansado, aff, ser responsável é um saco... Prefiro deixar essa carga para o Naruto-taichou ( capitão Naruto )

Chouji -" Claro, sem problemas aibo [ (parceiro)   PS: Não sei se é assim que se escreve]" - respondeu com um sorriso ao estilo Minato

Shikamaru -" hummmmm, não tenho tanta certeza assim" - resmunguei enquanto uma ruga aparecia entre as minhas sobrancelhas -" Aff, tá bom então vai logo mas é, e não me estresses mais, ainda tenho que ir buscar aquilo para o capitão"- resmunguei

Chouji -" shishishi, Yes Shadows King ( Sim Rei das Sombras ) "- disse animadamente enquanto batia continência e criava asas de borboleta feitas de puro chakra, estas que o envolveram em uma grande esfera que foi diminuindo de tamanho até só sobrar á minha frente o cálido e refrescante vento do anoitecer.

.....................................................................

Pov Autora

Já era noite, e neste preciso momento dez vultos saltavam rapidamente entre grandes rochas e rochedos. Sabendo que a existência destas denunciava a chegada ao centro do País Da Terra. Um dos vultos fez sinal com o braço fazendo todos os outros pararem revelando-se como ninguém mais nem menos que dez dos mais fortes e famosos ninjas da maior nação elemental, Konoha.

   Kakashi, revelando-se o líder e quem tinha feito o sinal viro-se para os restantes e disse:

Kakashi - " Passaremos a noite aqui e continuaremos com as buscas amanhã"- acabando de dizer isto ele viro-se novamente e sento-se numa pedra próxima desdobrando um mapa e metendo-o numa pedra à sua frente vendo os seus companheiros sentarem-se ao seu redor- " muito bem pessoal, como podem ver falta pouco para chegarmos ao esconderijo do Akimich-san segundo a orientação do Inoichi-san, no entanto o restante do caminho está rodeado de uma floresta em que só é autorizada a entrada apartir do nível de Jonins de elite/ ANBU, e mesmo assim a maioria dos que lá entram nem sempre saem, o que torna este lugar perfeito para um esconderijo, principalmente tendo em conta que quem se quer esconder é um dos sete pecados capitais, por tanto o melhor é descontrairmosnos para amanhã, entendido?" - contatou

Todos menos Kakashi -" Hai "- disseram batendo continência

.....................................................................

  A Noite era aterradora no país mais podre das nações elementares. Como já era costume em todas as noites de Sábado, o entretenimento favorito do submundo estava para decorrer, afinal o que é que seria melhor do que uma luta de ninjas super poderosos de clãs famosos, aniquilados ou esquecidos para riquinhos metidos que não tem nada mais interessante para fazer senão gastar todo o seu dinheiro? Mas, hoje era um dia especial, não era só mais um Sábado qualquer com lutas de ninjas e escravos, hoje, o mais forte ou mais rico teria a sorte de ganhar o maior prémio alguma vez apresentado naquele local, a lendária Katana Neysune. A katana Neysune foi forjada pelos ansestrais do clã Kitsune e do clã Sarney, clã este que foi eliminado por ser considerado muito perigoso por ser praticamente impossível sequer arranha-los, sendo eles descendentes diretos do Deus Sarn, Deus da proteção Divina e dos Samurais. Sendo assim, esta katana continha não só o chakra e o ódio assassino e quase incontrolável das Kitsunes, mas também as abilidades do clã Sarney e garantia tudo isto ao seu usuário, no entanto, esta só podia ser usada pela realeza de ambos os clã, e era nestes poucos momentos que o Capitão dos sete pecados agradecia ao seu pai por ter selado metade do Chakra Kyuubi dentro dele, pois, estando este Chakra sem a sua consciência original, este entranho-se de tal maneira no seu corpo que sempre que entrava no modo Kyuubi o sangue que corria nas suas veias podia ser considerado da realeza do clã kitsune.
Mas... Será que esta noite seria motivo de alegria para o submundo...? Poderiam eles estar tão descansados e ansiosos...?

Pov Shikamaru

Era de noite e estava escuro, no entanto isso não era o suficiente para que as pessoas não se aperceberem de que o submundo estava mais movimentado do que o costume, especialmente para aquelas que já conviviam com toda a podridão desta Vila à anos, e um deles era eu.

Adentro um pequeno bar rústico feito de madeira e sentei-me em frente ao Bartender, este que limpava descontraídamente um copo.

Shikamaru - " *Eu desejo uma limonada, três limões e uma folha de menta*"- disse. Por um momento o Bartender pareceu ficar surpreso, mas logo me respondeu sorrindo

Bartender -" *Com ou sem açúcar* "- perguntou

Shikamaru -" *Ácido como limão*"- disse vendo o sorriso do Barman alargar-se

Bartender -" Siga-me por favor" - disse virando-se e começando a andar para um canto do bar ficando parado à frente de uma esquina. Para qualquer pessoa não informada, ele não passava de um estúpido, afinal quem é que simplesmente fica parado à frente de um canto de um bar como se nada fosse, mas, felizmente, como nunca ninguém prestava atenção no pequeno Bartender de um metro e cinquenta, tendo uma grande diferença comigo que media um metro e setenta e cinco, sendo assim perfeito para o seu trabalho, ninguém estava a olhar quando um genjutsu rank S foi misteriosamente desfeito revelando uma porta preta com algumas detalhes talhados a ouro e grandes rubis que a adornavam. Esta que não continha maçaneta, sendo assim impossível abrir por meios convencionais. Pouco depois, o pequeno Bartender de peculiares cabelos e olhos lilases, fez uma rápida sequência de selos, tão rápido que para olhos pouco treinados tudo não passava de um borrão, levando segundos a colocar em prática o que jounins demorariam horas para fazer, e colocou uma de suas mãos no rubi central e mais brilhante da porta fazendo a mesma desaparecer misteriosamente em fumaça preta, feito isto, começamos a caminhar por um estreito corredor semelhante à porta, preto com adornos dourado, no entanto, em vez de rubis, a única coisa vermelha naquele local era o liso e escorregadio piso escarlate. Enquanto isso a glóriosa porta voltava a erguer-se e o genjutsu retornou novamente à parede do bar. De observações feitas, pôs a minha mão em seu ombro e disse

Shikamaru -" Obrigada Sr. Anfitrião Curtis Sarney( imagem do capítulo)" - disse sorrindo vendo o sorrir de volta

Curtis -"Não tem de quê Sr. Shikamaru, realmente fiquei surpreso por vê-lo aqui, e ainda mais por se lembrar do código "- disse animado -" já não nos visitava à um ano desde que leiloaram aquela jóia, por falar nisso, vai querer levanta-la ? - perguntou

Shikamaru -" Iap, essa foi uma das três razões que me trouceram cá" - afirmei

Curtis - " hohooo, então devo esperar que tenha vindo aqui pela espada do meu clã" - disse semiserrando os olhos

Shikamaru -" Obviamente o Capitão quer a  espada lendária, mas esse não foi o principal motivo pelo qual eu vim" - disse devolvendo o olhar

Curtis - " hooooo, e eu deveria perguntar o principal motivo da sua ilustre presença?" - esclamou com um olhar desafiador

Shikamaru -" Hup, o senhor fala demasiado para quem viveu o trauma de ter todo o clã assassinado e decidiu leiloar a sua relíquia mais preciosa" - rebati

Curtis -" Traumas ultrapassão-se, e eu não sou conhecido por ser uma pessoa nostálgica, no entanto essa não foi a minha pergunta"- rebateu de volta fazendo-me dar um sorriso de lado, às vezes penso que se este tipo de pessoas não existissem a vida seria ainda mais um saco

Shikamaru - " hmp, tá então, como queiras, apesar de que eu desconfio que tu já o saibas, Naruto-sama requer a tua presença para o seu aniversário deste ano. Na minha opinião tens sorte, acho que ele vai com a tua cara... E o imperador dos céus não vai com a cara de muita gente diga-se de passagem " - disse eu com um sorriso de lado

Curtis -" haha, acho que se pode dizer que sim"- disse rindo - " E eu já desconfiava, acho que Naruto-sama tem uma grande afeição por mim" - disse com um grande sorriso na cara

Shikamaru -" hup, não tanto como tu com certeza que matarias e morrerias por ele"- disse olhando-o pelo canto do olho e vendo-o sorrir ainda mais, mas de uma maneira assassina, no entanto, a sua experção logo se tornou melancólica

Curtis - " eu devo a minha vida a ele depois de tudo, como se isso não bastasse vocês deram-me o controle total do submundo da villa do Arroz para que eu me conseguisse vingar..."- disse melancolicamente

Shikamaru -" Bom, mas mudando de assunto, tu leiloas-te a katana pelo capitão não foi? "- perguntei divertidamente vendo-o sorrir de uma maneira indecifrável, entretanto, ele não teve tempo de responder pois por fim o interminável corredor acabara e nós acabaramos de entrar pela porta principal da varanda VIP do anfitrião com vista privilegiada para uma luta que estava a decorrer entre dois escravos de rank A de dois prestigiados clãs, estando ambos bem equilibrados em poder, estes que competiam por uma bela jade verde brilhante, que valia bilhões, requerida pelos seu "donos" ricos, era assim que se resolviam os empates dos leilões no submundo. No entanto esta luta especialmente não me interessava, foi o que pensei enquanto me sentava numa luxuosa poltrona totalmente talhada a ouro, retirando somente a pequena almofada de seda vermelha que se encontrava debaixo do meu traseiro e nas minhas costas tornando-a confortável o suficiente para quase me fazer adormecer nos poucos segundos que em que estive sentado, sendo que de seguida Curtis apareceu á minha frente com uma bela jóia repousada numa luxuosa almofada de veludo azul escura. A jóia branca azulada reluzente em forma de gota tinha sido uma das três encomendas requeridas pelo capitão, um presente para a sua amada princesa, esta jóia era conhecida como jóia lunar sendo que criava sempre uma barreira invisível e impenetrável à volta de quem a usava, básicamente para evitar ataque surpresa, e que estava agarrada a um fio de prata pura formando assim um belo colar que poderia comprar uma nação inteira com o seu valor. Estendi a minha mão por onde saíram sombras tão obescuras como uma noite sem estrelas, estas que rodearam a pequena jóia e desapareceram juntamente com ela. Com o primeiro objetivo concluido, já só faltavam mais dois, e como se tivesse ouvido as minhas preces Curtis decidiu apresentar o melhor item da noite desaparecendo da minha frente

Anfitrião (  Curtis )- " Olá Meus bons amigos!"-  exclamou aparecendo de rompante no meio da arena, que, agora já livre de lutadores, fez com que  todos prestacem atenção no pequeno ser que usava uma máscara totalmente preta com dois pequenos buracos no lugar dos olhos e que tinha todos os holofotes multiculores apontados na para a sua direção.  Aquele era o Anfitrião do Submundo, o famoso Garry, era assim que ele era conhecido tanto por entre aquelas pessoas podres como pelo Bingo Book, um ninja de classe SS que ninguém ousaria desrespeitar - " É com gosto que apresento a todos vós o mais valioso item desta noite" - disse como se fosse uma pequena criança animada - " No entanto, "- disse assumindo um tom sério assustador e diabólico fazem do com que os seus olhos púrpura se tornacem dourados e soltando uma intensa IA por uma milésima de segundo que ninguém se atreverieu a contestar mudando a sua voz para uma tonalidade mais grave e sem margem para dúvidas-" este pequeno item é uma relíquia perciada para mim, por isso, o desafio de hoje vai ser um pouco diferente, pois hoje, eu, o Anfitrião, é que vou escolher tanto o desafio como o vencedor"- disse com um sorriso diabólico escondido por debaixo da sua máscara - " E que o desafio..... COMECE!!"- disse novamente como uma criança animada

Cá estava uma coisa anormal no submundo, era muito raro ouvir uma opinião pessoal do anfitrião, ainda mais dizer que tinha algo importante para si, especialmente do inigmático Garry , este que era um dos maiores e mais ricos manipuladores no mundo negro, e assim sendo, originou-se um grande tumulto, era sempre assim quando algo anormal acontecia, os mais ricos, podres e poderosos apostavam tudo, até a sua própria vida, visto que estas coisas anormais traziam ao vencedor tudo o que uma pessoa mais podia desejar.
  Olhei pelo canto do olho para Curtis, tinha a certeza absoluta de que ele o tinha feito de propósito para complicar a minha tediosa vida. Sospirei, agora já não à mais nada a fazer certo?
No entanto, depois de tudo comecei a ouvir estranhas esclamações de surpresa vindas do publico, e foi aí que reparei, ainda sentado na maravilhosa cadeira, que o todo poderoso Garry ( Curtis ) ainda se encontrava no "ringue", e foi quando ele falou que eu caí na realidade

Shikamaru - " houuuu nãaaooooo"- esclamei baixo para mim mesmo, às vezes gostaria de não ser tão inteligente

Curtis -" ORA NÃO SE ALARMEM MEUS ESTIMADOS "- Disse aumentando a sua voz parecendo cada vez mais com uma criança feliz, quase como uma criança que tinha acabado de receber um doce, chamando a atenção de todos para si novamente, que esperavam fervosamente o que ele iria dizer - " EU TENHO UMA SURPRESA PARA TODOS VOCÊS! NÃO SE ESQUEÇAM QUE EU DISSE QUE ESTE ERA UM ITEM PRECIADO POR MIM, DE TAL FORMA QUE  CONVIDEI UMA PESSOAS MUITO ESPECIAL PARA LUTAR POR ELE HOJE... CHAMO À ARENA O TEMIDO, AQUELE QUE MANIPULA A ESCURIDÃO, O QUINTO DOS SETE GRANDES, NAAARA SHIKAMARU!!!" - Eu já sabia, tudo eu, que saco, ele sabe que eu não o posso deixar ficar mal. Enquanto pensava isto para mim reparei no estado em que o normalmente barulhento submundo se encontrava, era o mais absoluto silêncio, resultado de um bando de pessoas chocadas. Sem perder tempo, obviamente enquanto suspirava, fiz um simples sinal de mão fazendo com que as minhas sombras me cobricem por completo fazendo-me desaparecer e reaparecer na arena bem ao lado de Curtis que ainda se encontra com os braços no ar como uma criança alegre

Shikamaru - " Tsc não deveria ter confiado em ti" - disse fazendo a minha voz ressoar na arena silênciosa

Garry ( Curtis ) - " só agora é que reparaste nisso"- respondeu risonho fazendo o resto da população presente acordar para a vida e começar a gritar de emoção

............... Quebra de tempo ........................

Shikamaru - " Então..."- parei para bocejar enquanto estrangulava um membro do quase extinto clã Hyuki, manipuladores naturais de gelo, com um pé - " ...quem é o próximo!? Não tenho o dia todo para estar a tratar de sacos como vocês"- continuei com um sorriso diabólico, acho que estou a andar tempo demais com o capitão, com esse pensamento refiz a minha abitual cara de tédio enquanto ouvia o som da morte do Hyuki, por sofocamento, que se encontrava abaixo dos meus pés

Garry ( Curtis ) - HOHOHOOOU, PARECE SER MAIS UMA VITÓRIA PARA O REI DAS SOMBRAS "- Curtis estava a divertir-se ver todos aqueles seres desprezíveis a apostarem os seus melhores lutadores mesmo sendo impossível vencer, e mesmo que por alguma razão desconhecida me conseguissem ganhar nunca conseguiriam usar a lendária katana, bom isso não era algo que eles soubessem- " QUEM SE OFERECE PARA SER O PRÓXIMO?" - nesse momento encontráveis pessoas começaram a gritar, mas que saco...

...........…........................................................

Pov Autora

Algures na floresta da Pedra...

"HAAAAAA"

  A protagonista deste grito era Namikaze Naruko esta que via o seu pior pesadelo passar diante dos seus olhos

Naruko pov on

Estava desiludida comigo mesma, tinha sido apanhada de repente e cometi um "pecado" ninja, entreguei a nossa localização, algo que normalmente nunca faria, afinal já tinha feito coisas muito piores, mas o pior de tudo foi só ter reparado que era uma armadilha precisamente para encontrar a nossa localização quando Itachi-san me tocou no ombro e alerto-me que era um genjutsu que estava espalhado por toda a floresta

Naruko -" Obrigada Itachi-san"- agradeci

Itachi - " tudo bem Naruko só eu é que não caí no genjutsu, este era um genjutsu rank SS, existem poucas pessoas que conseguem fazê-lo, e ainda menos pessoas que conseguem detetalos, além disso foi um pouco difícil até para mim e olha que a minha especialidade é genjutsu, para não falar que foi um genjutsu muito bem feito para a entensão, acredita não foste a única que gritou"- disse mostrando-me os meus colegas, a maior parte recostado a uma árvore, todos soavam muito exeto pelo pródigo Uchiha

" Muito inteligente como sempre"- disse uma voz que vinha de todos os lugares e de nenhum ao mesmo tempo pelo meio da floresta escura, húmida e completamente fechada- " Sr Uchiha "- esta parte especialmente pareceu vir detrás de nós, no entanto não estava lá nada - " O que vocês procuram já não está aqui " - continuou a voz, novamente já não era identificável a sua origem -" portanto saiam, desapareçam e deixem de nos procurar, procurar os grandes sete não vos trará nada de bom"- acabou, espera ele disse "nós" aparentemente não fui a única a reparara pois Asuma adiantou-se

Asuma - " K-ko-konohamaru ? " - perguntou esitante

"..."

Asuma -" és tu não és meu sobrinho, não sabes as saudades que sentimos de ti "- disse expressando todo o seu sofrimento na sua voz

" Isso quer dizer que a vossa decisão é ficar ? " - disse a voz que agora suponhamos ser de Konohamaru, estava um ambiente tenso e ninguém conseguia falar, bom ninguém exeto a voz -" tudo bem então "- disse com desprezo, no entanto a sua voz continuava grave e assustadora - " vão ao cais do pais das flores, nós prepararmos uma surpresinha para vocês lá hihihihihih... "- disse enquanto a sua voz se ia desvanecendo e nós libertavamos o ar preso nos nossos pulmões

Naruko - " ES-ESPERA " - tentei, mas foi em vão já que a sua presença já tinha desaparecido...

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!
( Ranks ninja - E ; D ; C ; B ; A ; S ; SS ; SSS ; TT ) - do mais pequeno para o maior


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...