História Os Sete Seres. - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Tags Aventura, Ecchi, Romance
Visualizações 8
Palavras 3.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O Reencontro entre Lizzie e Veros.

Capítulo 24 - O Reencontro.


Fanfic / Fanfiction Os Sete Seres. - Capítulo 24 - O Reencontro.

Lizzie se aproximava de uma pequena ilha ao norte da ilha da criação.

A feiticeira aportou com o navio próximo a praia e começou a procurar por alguma coisa pela areia.

Depois de um tempo de procura, Lizzie encontrou duas conchas negras parecidas com a que Nero entregou a ela!

Então enquanto ela admirava a escuridão da concha em sua mão, uma voz sombria falou por trás dela! O_O

Você demorou! — Falou a voz que era extremamente familiar para Lizzie. O.o

LIZZIE:— Eu sabia que você estava aqui... Veros! O_O

É claro que você sabia! Foi por isso que eu mandei aquela garota entregar essa concha para o namorado dela entregar a você! Já que essas conchas negras só podem ser encontradas em um único lugar do mundo! A ilha em que você e eu nos conhecemos! O_o

Você ainda se lembra daquele dia?!!! O_o — Perguntou Lizzie furiosa.

Claro que sim! Foi um dos dias mais importantes da minha estúpida vida! — Respondeu Veros, enquanto o seu chacal Naco se aproximava dele por trás.

Então você tem boa memória né? Será que você esqueceu que nós dois somos inimigos agora?! O_O Então porque você me mandou a concha?! Porque você me atraiu até aqui?! Foi para me trair? Ou para me matar? Porque trair você já me traiu! — Gritou Lizzie com os olhos cheios de raiva e lagrimas.

VEROS:— Você fala de traição, mas daqui mesmo eu posso sentir o cheiro que está impregnado no seu corpo! Cheiro de mestiço e de garota humana! O_O Você já se cansou de dormir com homens e agora também dorme com crianças e mestiços nojentos?!

O Nero não é um mestiço nojento! Ele é muito mais do que você já foi ou será algum dia! Então se eu dormi com ele, não importa nada para você! O_O E se você quer saber, ele é muito habilidoso para alguém com a idade dele! U.u — Respondeu Lizzie.

Veros engoliu a raiva e falou — Certo! O garoto realmente parece ser alguém bom! Mas isso não significa que ele possa salvar o mundo da destruição.

Lizzie perdeu a paciência e cruzando os braços e batendo o pé direito na areia perguntou — Ok! Mas você ainda não me respondeu! Porque você me fez vir até aqui?

Porque eu queria falar com você! Mas você demorou mais do que eu esperava! — Respondeu Veros.

LIZZIE:— Então porque você não foi embora? Ou porque não foi até o meu castelo? Por acaso esqueceu o caminho? O_O

Não! Mas eu não queria ter que me encontrar com aquelas crianças que você chama de amigos! E também porque eu queria falar apenas com você! — Respondeu Veros.

Lizzie ficou um pouco mais tranquila e perguntou calmamente — Quanto tempo você esperou aqui?

VEROS:— Algumas semanas! Eu acho...

LIZZIE:— Você ficou me esperando por semanas aqui e não foi embora? O_o O motivo dessa sua conversa comigo deve ser muito bom, para fazer você esperar este tempo todo. O_O

VEROS:— Eu não me preocupo com o tempo que eu passei aqui! Afinal, antes de conhecer você, eu fiquei morando por alguns dias aqui! Então eu só tive que esperar você vir!

LIZZIE:— E como você sabia que eu viria? E se eu apesar de receber a concha não viesse? O que você iria fazer?

Então eu teria que ir até o seu castelo! O_O Mas eu tinha certeza que você viria! Então eu dei um prazo de dois meses até você vir! — Respondeu Veros enquanto olhava nos olhos da feiticeira.

O que você quer falar comigo? Fale logo! — Gritou a feiticeira.

Eu vim lhe pedir uma coisa! — Falou Veros enquanto se aproximava de Lizzie.

O que é? E pode parar ai mesmo! O_O Não quero você perto demais de mim! O_O — Gritou Lizzie enquanto levantava a mão na direção de Veros.

Veros então parou em frente a feiticeira e se ajoelhou no chão, e ao abaixar a cabeça aos pés de Lizzie falou — Eu quero que você desista de tentar salvar o mundo! Por favor! Eu imploro!

Lizzie ficou espantada com a reação de Veros! O_O Mas manteve a calma e pensou racionalmente.

E porque eu faria isso?! Porque eu aceitaria um pedido desses?! — Gritou Lizzie revoltada!

Veros então levantou a cabeça na direção da feiticeira, e ao segurar as mãos dela, enquanto olhava profundamente nos lindos olhos de Lizzie, ele falou — Porque essa é a única maneira de eu poder ter você ao meu lado novamente!

Lizzie ficou paralisada com as palavras que Veros havia falado para ela! O_O

Lizzie não acreditava que algum dia o Veros fosse falar aquelas palavras novamente.

Isso é algum plano seu não é? Você realmente acha que eu vou acreditar nessas suas palavras mentirosas?! O_o — Gritou Lizzie cheia de fúria.

Eu sei que você acha que eu estou mentindo! Mas não estou! Eu serei o próximo líder dos demônios! Eu posso levar você para viver comigo no castelo negro! Mas apenas se você largar essa ideia estúpida de impedir o inevitável e vir comigo! — Falou Veros desesperado.

E por que eu faria isso? Por que eu aceitaria viver ao seu lado? — Falava Lizzie com uma voz seria e sem sentimentos.

Porque eu te amo! — Respondeu Veros com um olhar serio e frio.

Você me ama?! Hahahahahaha... Você me ama?! Kkkkkkkk... Você nunca me amou de verdade! Você apenas me usou! Seu demônio maldito! — Gritou Lizzie esbofetear o rosto do demônio.

Naco começou a rosnar para Lizzie, mas Veros levantou a mão esquerda ordenando que ele não atacasse!

Veros respirou profundamente e falou — Eu imagino que você ainda deve me achar a pior pessoa do mundo não é?

LIZZIE:— Não! Eu não acho que você seja a pior pessoa do mundo! Mas eu acho que você é sem duvidas... A que eu mais odeio!

VEROS:— Eu também me odiaria, se eu fosse você! Mas você sabe que eu sempre gostei de você! Apesar de todo esse tempo tentando esquecer você... Eu infelizmente nunca consegui! Ao contrario de você eu nunca consegui me deitar com outra mulher por todo esse tempo.

Você acha que eu consegui esquecer você?! Não importa com quantos homens ou mulheres eu durma! Não importa quantos homens ou mulheres eu tento amar! Eu nunca consegui esquecer você! Seu maldito! — Falou Lizzie perdendo o controle da raiva.

Veros abaixou a cabeça arrependido, ao ouvir as palavras de Lizzie, e ficou em silencio.

Lizzie então continuou a falar — Quando você me deixou... Sem falar o motivo, ou me dar uma explicação... Eu... Eu nunca chorei tanto em toda a minha vida! Eu sonhava que você voltaria um dia, e que nós poderíamos viver juntos novamente! Mas quando descobri que você havia retornado ao lado dos demônios... Eu... Eu fiquei...

Lizzie parou de falar e começou a chorar!

Veros apenas observava com os olhos enchendo de lagrimas, o sofrimento de sua amada.

Veros então retirou lentamente uma adaga de seu casaco negro, e a entregou nas mãos de Lizzie. O_O

Depois, Veros levantou a cabeça e ficou de joelhos, e falou — Já que eu sei que não importa o que eu fale, você não vai voltar para mim... Então por favor... Ponha um fim no meu maldito sofrimento! Eu lhe imploro!

Lizzie ficou surpresa ao ouvir as palavras de Veros. O_O E descontrolada e confusa, falou — Esse é o seu plano?! Se não conseguir me convencer com palavras; Vai me convencer com sentimentos?!

Eu não tenho um plano! Apenas quero ver se você realmente não me quer novamente! Se não quiser... Por favor me mate!!! — Gritou Veros.

Lizzie tremia cheia de raiva e fúria, mas ao mesmo tempo tristeza e lembranças sobrecarregavam o coração da pobre feiticeira.

Você sabe que eu não consigo te matar! Você sabe que eu nunca conseguiria! Mas isso não vai me fazer acreditar em você! Ou me fazer voltar para você! — Falou Lizzie ao jogar a adaga no chão.

Veros que ainda estava de joelhos na areia, e com os olhos cheios de lagrimas, falou — Uma vez, depois de nós jantarmos durante a noite no seu castelo, eu fiquei pensando se um dia eu poderia realmente ter uma vida como aquela! Viver ao lado de alguém que eu amasse! Poder dormir ao lado dessa pessoa e ser feliz! Eu realmente acreditei que talvez eu pudesse continuar a viver com você! Que eu pudesse ficar para sempre ao seu lado...

E por que você não ficou? — Perguntou Lizzie chorando!

Porque eu não queria fazer você sofrer! — Respondeu Veros.

Me fazer sofrer foi a única coisa que você conseguiu! Quando você me abandonou sozinha naquela ilha! — Respondeu Lizzie amargurada.

VEROS:— Você fala isso porque não conhece a verdade!

Então me conte! Me conte a verdade de uma vez por todas! E me deixe saber qual foi o motivo que fez você me deixar! — Gritou Lizzie.

VEROS:— Se um dia você voltar a confiar em mim! Ou voltar para mim! Eu lhe contarei tudo! Como eu lhe contava antes de eu lhe deixar.

LIZZIE:— Como você quer que eu volte para você se você nem me conta o motivo por você ter me deixado?! O que aconteceu? Por favor! Me diga!

Veros perdeu a paciência e gritou — Eu não posso!!! Eu não tive escolha! Se eu continuasse ao seu lado, você seria morta pelos outros demônios!

Lizzie ficou espantada com a verdade e perguntou — Isso é verdade?

Veros estava muito aflito e furioso, mas concordou respondendo — Sim! Naquela época o meu pai me mandou uma carta que dizia que se eu não voltasse para casa e ocupasse o meu lugar como líder dos demônios, ele viria até mim e mataria você na minha frente!

LIZZIE:— E porque você não me contou?

VEROS:— Ao contrario do que você pensa, o meu pai era muito mais poderoso do que eu e você juntos! Sem falar que ele tinha um exercito de demônios ao lado dele! Você acha que nós teríamos alguma chance? Eu tive que deixar você sem falar o motivo de nosso rompimento, para proteger você!

E porque é seguro me falar isso agora? — Perguntou Lizzie.

Porque agora o meu pai está velho e fraco! Logo eu serei o líder dos demônios! — Respondeu Veros.

Lizzie não queria acreditar nas palavras de Veros e falou — Mas isso não explica você estar tentando impedir a mim e aos meus amigos de salvar o mundo!

O motivo disso é porque eu não quero salvar o mundo dos humanos! O_O — Gritou Veros.

Por que não? Você não odiava tanto os humanos quando eu te conheci! O que aconteceu? — Perguntou Lizzie confusa.

Veros respirou profundamente e falou — Você se lembra do nome do meu melhor amigo naquela época?

Lizzie pensou um pouco e falou — Eu acho que era Nicolau! Ou algo do tipo!

Nicolas! — Corrigiu Veros.

Nicolas! Ok! Mas o que tem ele? — Perguntou Lizzie extremamente confusa.

Nicolas era um demônio de bom coração! Eu realmente o admirava e queria ser bondoso e gentil como ele era! Mas eu nunca fui muito gentil ou simpático com as pessoas. — Falou Veros enquanto se levantava.

LIZZIE:— Você também é gentil Veros! Você apenas não quer aceitar isso!

Veros sorriu um pouco envergonhado e falou — Ok! Mas o que eu estou tentando dizer, é que apesar de ele ser muito mais forte e com uma aparência mais intimidadora que a minha! Ele conseguiu se apaixonar por uma humana! E por causa dela... Eu acabei perdendo o meu melhor amigo!

O que aconteceu com ele? — Perguntou Lizzie preocupada.

Ele foi queimado vivo pelos humanos! Nicolas morreu tentando proteger aquela humana imunda e o maldito filho mestiço deles!!! Aquele maldito garoto! A quem você chama de Nero!!! — Respondeu Veros tomado pela raiva.

Lizzie ficou sem palavras ao descobrir que o motivo de Veros odiar tanto os humanos, era por causa da morte de um amigo!

Veros estava tomado pelo ódio, e os seu olhos começaram a ficar vermelhos! Mas mesmo assim ele continuou a falar — Depois que o Nicolas morreu, eu passei a odiar os humanos! Mesmo que eu não consiga odiar todos eles! Eu nunca me arriscaria para salvar essa maldita raça!

Lizzie acariciou delicadamente o rosto do demônio e falou — Então é por isso que você odeia o Nero? Mas você não se vingou na mulher e no filho do seu amigo! Não foi?

Eu não pude! Nicolas me ligou minutos antes dele se entregar aos humanos, e pediu que eu protegesse e levasse a família dele para um local seguro! O vilarejo de White Sand! Eu fiz o que ele pediu e dei alguns presentes para a humana! Uma casa e um carro! Mas eu só fiz isso porque o Nicolas me pediu! — Falou o Veros antes de cair de joelhos e começar a chorar.

Lizzie pensou em abraçar o seu amado, mas era a primeira vez que ela via o Veros chorando! O que fez com que ela ficasse imóvel.

Veros enxugou as lagrimas e se levantou tentando recuperar o orgulho.

Então, ele se aproximou da feiticeira e falou — Depois que deixei a esposa e o filho deles em segurança, eu fui até a vila de quatro setas, e a única coisa que eu encontrei do meu amigo... Foram as cinzas e o anel dele!

Lizzie não conseguiu mais se controlar e abraçou Veros com muita força!

Os dois ficaram abraçados apoiando a cabeça no ombro um do outro, até que Lizzie resolveu falar — Você não precisa odiar os humanos! Eu quero que você aprenda a conviver com eles novamente! Existem pessoas boas e ruins neste mundo! Você só precisa dar uma chance as pessoas! E acabará fazendo ótimas amizades!

Veros rompeu o abraço e tentando manter a calma falou — No passado eu abandonei o meu povo por não concordar com eles! Eu não queria que o mundo em que vivíamos chegasse ao fim! Mas o meu pai e os meus amigos queriam o mundo de trevas que Chaos prometeu a todos na lenda. Então eu discuti com o meu pai e abandonei a ilha negra! Eu voei por dias até chegar na ilha que nós estamos agora. Eu fiquei dias pensando se o que eu fiz era certo ou errado! Até que eu conheci você e.... Bem! As coisas mudaram!

LIZZIE:— Então foi por isso que você parecia triste quando eu encontrei você pela primeira vez?

VEROS:— Sim! Foi por isso! Mas você entendeu o problema? Eu já fui contra ao fim desse mundo! Mas a única coisa que os humanos fizeram em agradecimento; foi queimar o meu amigo vivo!

LIZZIE:— Nem todos os humanos são iguais! Assim como os demônios também são diferentes um do outro!

Veros deu uma risadinha leve e falou — Não importe o que eu fale, você não vai mudar de ideia não é?

Não! — Respondeu Lizzie.

Por que? O que existe nesse mundo para você? Os seus pais morreram! A sua família toda morreu! O que você tem para querer preservar esse maldito mundo?! — Perguntou Veros indignado.

Eu tenho você! E amigos preciosos para mim! — Respondeu Lizzie.

Veros ficou surpreso com a resposta! E ficou calado escutando as palavras da feiticeira.

Lizzie acariciou o rosto de Veros e falou — Todos os dias eu sonhei com você vivendo ao meu lado! No mundo que nós conhecemos! Eu queria poder viajar junto com você novamente! Eu queria poder fazer novos amigos ao seu lado! Eu também queria muito construir uma família com você... Meu amado Veros.

Você queria ter um filho comigo? O_O — Perguntou Veros surpreso.

Sim! ^_^ Um filho ou uma filha! ^_^ Mas você me deixou antes que eu pudesse me tornar a sua esposa oficialmente! Ç.ç — Respondeu Lizzie com tristeza no olhar.

Veros sorriu e falou ironicamente — Eu não acho que eu seria um bom pai! Rsrsrsss...

Pois eu acho que você seria um pai muito bom! ^_^ — Falou Lizzie contente.

Veros coçou a cabeça e olhou para Naco que estava ao seu lado esquerdo, depois olhou para Lizzie e falou — Mas como vamos fazer isso? Mesmo que você por algum milagre consiga reunir todos os sete seres antes do fim; Chaos ainda assim despertará! E Chaos pode com certeza destruir o mundo sozinho!

Lizzie se aproximou de Veros e segurando o queixo do demônio falou — O Nárzil conseguiu selar ele com a ajuda dos espíritos! Eu também posso tentar! u.u

Veros acariciou o rosto da feiticeira e perguntou — E se você falhar? E se você morrer? O que eu vou fazer sem você?

Lizzie colocou o dedo sobre a boca de Veros, e ordenou que ele ficasse calado. E então, com um sorriso reconfortante, ela falou — Eu não vou falhar! Eu não vou morrer! Eu vou sobreviver! Eu vou conseguir! E depois que eu cumprir o meu objetivo, eu vou voltar para o meu castelo e vou viver com você pelo resto de nossas vidas! ^_^

Lizzie então beijou o Veros profundamente! *-* Em um beijo cheio de sentimentos e saudades. *-*

Depois do nostálgico beijo, os dois ficaram de olhos fechados, e tocaram as testas e os narizes, enquanto escutavam e sentiam a respiração um do outro.

Veros então resolveu quebrar o silencio e perguntou — O que você vai fazer agora que sabe a verdade?

O que eu vou fazer? O_O Você é quem tem que me dizer o que você vai fazer! O_O — Respondeu Lizzie.

VEROS:— Eu não sei! O que você quer que eu faça?

Lizzie aproximou os lábios ao ouvido de Veros, e falou — Eu quero que você me permita cumprir o meu objetivo em paz!

Como assim? — Perguntou Veros confuso.

LIZZIE:— Você foi o único demônio a tentar nos impedir! Onde estão os outros? E por que eles nunca nos atacaram? Apenas você perseguiu a mim e aos meus amigos.

VEROS:— O meu povo me escolheu para impedir os setes seres! Porque eles sabem que eu sou o único que conhece você direito.

Lizzie sorriu contente com a descoberta e perguntou — Então eles não conhecem nada sobre mim? Ou sobre o Nero e a Clara?

Sim! Eles também não sabem nada sobre o cão! — Respondeu Veros.

Lizzie pensou rapidamente e falou — Então eu tenho uma proposta para você!

Qual? — Perguntou Veros.

Você vai continuar nesta ilha enquanto eu procuro pelos outros seres! E quando nós salvarmos o mundo, eu quero voltar a viver com você no castelo, e também quero viajar pelo mundo ao seu lado novamente! ^_^ — Falou Lizzie com um sorriso sincero e verdadeiro no rosto.

E se os outros demônios desconfiarem de minha traição? O que faço? Eu não teria como convencer todos eles! — Falou Veros.

Você não confia em mim? — Perguntou Lizzie com um sorriso malicioso.

Não! — Respondeu o Veros friamente.

Lizzie aproximou a mão direita ao rosto do demônio, e ao acariciar a sua face, falou — Pois você devia! Afinal, para um relacionamento dá certo... É preciso ter confiança um no outro. ^_^

Veros sorriu meio sem jeito, mas sabia que não iria conseguir convencer a feiticeira a fazer o contrario.

Então depois de um profundo suspiro, Veros segurou a mão de Lizzie e falou — Certo! Eu confiarei em você! Mas se eu me prejudicar por sua culpa! Eu matarei o garoto e todos os outros que você chama de amigos. Entendeu?

Lizzie sorriu e respondeu ironicamente — Esse é o Veros que eu conheço! Rsrsrsrsss... Mas não se preocupe! Eu serei rápida com os meus objetivos!

Lizzie então se virou e foi andando na direção do Loveship. Mas antes que se afastasse demais, Veros gritou — Eiii!

LIZZIE:— O que foi?

Veros sorriu e falou um pouco sem jeito — Manda um oi meu para a garota de cabelo curto!

Lizzie sorriu contente e respondeu — Mando sim! ^_^

Mas antes que Lizzie fosse embora, ela decidiu perguntar mais uma coisa!

Veros! — Gritou Lizzie.

O que foi? — Perguntou Veros.

Como você veio até esta ilha? E como você nos perseguia até os outros continentes? Você não consegue voar por tanto tempo assim, usando apenas as suas próprias asas! Então... Como você conseguiu voar tão longe de um lugar para outro? — Perguntou Lizzie confusa e curiosa.

Veros sorriu sarcasticamente e respondeu — Um amigo meu é muito bom em voar longas distancias! U.u

Veros então assobiou e uma enorme criatura negra voou de dentro da frondosa vegetação da ilha! *-*

Era um enorme dragão negro! *-* O_O

O dragão posou ao lado de Veros. Os olhos da criatura eram vermelhos e ele era um pouco maior que o tamanho de um elefante.

Um dragão negro! *-* — Exclamou Lizzie encantada com a criatura.

O nome dele é Melg! Ele é um dos últimos dragões negros da ilha negra. O ser mais magnífico e admirado pelo meu povo! — Falou Veros enquanto acariciava orgulhosamente a cabeça do dragão.

Lizzie sorriu feliz e falou — Um dia eu espero poder montar nele ao seu lado! ^_^ Mas agora eu tenho que ir! Ç.ç Beijinhos!

Beijinhos! — Falou Veros com ironia.

Lizzie então subiu no Loveship, e enquanto a feiticeira subia o navio até o céu, Veros gritou — Não esqueça de vir me visitar quando estiver carente! ( ͡° ͜ʖ ͡°) Hehehehehe...

Lizzie começou a rir e respondeu — Eu vou tentar me lembrar! ( ͡° ͜ʖ ͡°) Rsrsrsrsss... ^_^

E enquanto o Loveship se afastava, Veros e Lizzie se olhavam de longe. Até Lizzie gritar a sua ultima frase — Ah! Eu quase me esqueci! Eu te amo Veros!!!

Eu também te amo! Sua trapaceira! Rsrsrsrsss... — Gritou Veros em resposta.

Lizzie então sentiu uma lagrima escorrer involuntariamente pelo rosto dela.

A feiticeira sabia que ela só teria uma única chance de recuperar o amor de sua vida! E ela não poderia falhar...

 


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...