História Our crazy obsession - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias IKON
Personagens Bobby, Junhoe
Tags Bobby, Ikon, Junhoe, Our Crazy Obsession
Visualizações 33
Palavras 1.778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aqui vai mais um cap. Hot pra vocês!
Este teve uma participação de uma amiga.
Espero que gostem.

~Luna White

Capítulo 28 - Más Intenções


Fanfic / Fanfiction Our crazy obsession - Capítulo 28 - Más Intenções

*****Bad Intentions - Niykee Heaton Feat. Migos.*****

#### H.I.M - Impatient   &   Jhené Aiko - Living room flow.####

 

HANNAH ON~

Estamos sobrevoando Tokio, estamos indo de encontro ao horizonte onde tem algo brilhando muito no mar. Vamos chegando mais perto e vejo que é um iate. Olho para o Bobby não acreditando que isso esta mesmo acontecendo.
- Ele é mais bonito de perto. – ele falou segurando a risada. – Você vai ver.
Poucos minutos depois, pousamos. Bobby me olha e eu não consigo nem piscar. Ele falou algo para o piloto que não entendi muito bem, meus pensamentos estão longe no momento.
- Minha loira, vem! – ele me estendeu a mão e eu desci.
Fomos pra frente do iate e o helicóptero foi embora. Fiquei pensando como íamos embora amanhã, mas depois me preocupo com isso. Agora só quero ficar com ele, aproveitar o máximo. Só eu e ele.
Ficamos na ponta do iate, abraçados, sem dizer nada, apenas curtindo o momento.
- Quero fazer uma coisa. – ele esta sorrindo.
- O que?
Olhei pra ele curiosa.
- Espera aqui. Já volto.
Ele saiu e eu fiquei encarando o mar, o céu, a lua. Como minha vida ficou assim? Olha onde eu estou. Com quem eu estou. Nunca achei que alguém fosse sentir algo por mim além de atração física, mas Bobby me trouxe aqui e fez tudo o que fez por minha causa. Ouvi passos e sequei as lagrimas que estão escorrendo pelo meu rosto.
Bobby esta com duas taças, champagne, e uma garrafa de tequila num balde com gelo.
- Eu tenho o melhor homem. – o puxei pelo moletom e dei um beijo nele.
Sentamos e ele estourou o champagne. Enchemos as taças.
- A nós. – ele disse.
- E as coisas boas que ainda estão por vir. – falei
Brindamos.
Ele pegou as duas taças e as colocou de lado. E começou a me beijar, eu deitei e ele me seguiu ficando por cima de mim, e continuamos nos beijamos, cada vez mais rápido, cada vez intensificando mais, e nossos corpos pedindo por mais.
De repente, ele parou e se afastou. Eu me sentei de novo sem entender nada, será que tinha feito alguma coisa?
Ele me lançou um olhar tão safado que eu to até assustada. Pegou o celular e colocou uma música.
*****Eu dei um pulo quando a musica começou a tocar por todo lado.
Ele começou a tirar o moletom com uma cara fechada. Foi ai que eu entendi e sorri.
Então, ele virou de costa, tirou a camisa e jogou em mim, a peguei e a cheirei sem tirar os olhos dele. Eu estou começando a me babar lá embaixo. Ele se virou e começou a dançar pra mim. Eu estou paralisada, e de boca aberta. Se qualquer garota pudesse me ver agora, eu não vou mentir, aposto que elas iriam querer ser eu. Meu corpo está tomando conta, eu peguei a garrafa de tequila e comecei a beber, enquanto estou tendo a melhor visão do mundo tendo um deus grego desse dançando bem na minha frente. Só pra mim.
Finalmente ele esta indo pra parte de baixo, abriu a calça, passou as mãos em seus cabelos, a tirou e jogou na minha direção. Estou bebendo a garrafa de tequila freneticamente tentando dar uma controlada nesse fogo que esta tomando conta de todo meu corpo, mas eu só estou ficando mais excitada, só querendo ele cada vez mais.
Levantei com a garrafa de tequila na mão e fui até ele. Ele pegou a garrafa da minha mão, e deu um gole, estamos dançando bem perto um do outro. Ele deu mais um gole e me entregou de volta. Dei mais um gole. Estamos dançando bem lentamente, excitados e aproveitando a vibe da música. Ele me encarou com a cara fechada e um olhar sexy, como se fosse me comer viva, ali mesmo. E é o que eu mais quero.
Ele abaixou a alça do meu vestido, depois a outra, me puxou pra mais perto dele e foi descendo lentamente o zíper atrás do meu vestido, enquanto ele faz isso, deposito beijos e chupo seu pescoço. Abaixei os braços e meu vestindo caiu no chão. Olhei para baixo e me vi só de calcinha, subi lentamente meu olhar. Ele seguiu meu olhar e agora esta com os olhos semi cerrados e me puxou pra ele.
- Eu estou tendo algumas más intenções com você. – ele disse me encarando.
- Eu estou tendo algumas más intenções com você – Repeti, e a sensação de estar seminua com ele, poder sentir meus seios em seu peitoral é com certeza uma das coisas que eu mais gosto.
Então ele começou a cantar a parte do rap pra mim.
- "Descolar. Tenho algumas intenções ruins. Tenho alguns segredos que esqueci de mencionar. Baby, escute. Passamos pela dor, mas passamos por mais sucesso. Mas nós prometemos sempre dizer como nos sentimos. Quando fica quente, ficamos mais frios. Coloque o passado atrás de nós, avance para o futuro. Ouvimos rumores inventados por computadores. Você me mostra o melhor do seu cérebro como um tutor. No fundo, eu realmente quero te contar. Quando rezo por mim, rezo para que permanecemos juntos. Mostre-me as suas emoções, conte-me todos os seus sentimentos. Não tenha medo de me dizer o que for. Eu faço erros, você cometeu erros. Você sabe que não podemos ficar loucos para sempre. E não gostei do pequeno jogo que jogamos. Eu sei que vamos melhorar. Da primeira vez que te conheci, soube que você era especial. Disse-lhe que me abrace e nunca deixe. Quando eu tive que me sentar, você estava escrevendo cartas. Você me disse para pensar sobre nós, não seja egoísta. Deixa de costas, dá-me, preciso disso. Eu não tive más intenções quando trapaceei. Coloque a cabeça no meu ombro como se fosse Tempur-Pedic. Sem dúvida, você sabe que a devolvi, não a deixarei."
Suas mãos estão segurando forte meu cabelo, e apertando minha cintura. E eu estou praticamente me esfregando nele.
- Me beija! - Pedi, então, ele me puxou e começamos a nos beijar. Era tão rápido e ao mesmo tempo tão lento e intenso.*****

HANNAH OFF~

BOBBY ON~

 #### Parei de beijá-la.
- Vem.
- Pra onde esta me levando?
Me virei com tudo, Hannah se assustou e quase caiu, mas a segurei a tempo.
- Você deve ter o que merece. E isso é ter um pouco desse pau.
Peguei a mão dela e coloquei nele. Ela sorriu quando sentiu que ele esta duro, pronto e louco por ela.
 A levei para a parte de dentro do iate e a joguei na cama enorme que estava só esperando por nós, louca pra ser usada.
Tirei a cueca e ela tirou sua calcinha, jogamos em algum lugar. Fiquei por cima dela e sussurrei no seu ouvido, com a voz lenta e rouca.
- Não pretendo ter pressa, mas estou ficando impaciente. – A peguei e a virei. Agora eu estou por baixo. Deu pra ver que estou conseguindo deixar ela perdidinha. Peguei em seu pescoço e o chupei, ela emeu.
A segurei pela cintura enquanto ela rebola no meu colo, até que senti sua amiguinha tocando meu pau.
Ela desceu beijando lentamente todo o meu pescoço até minha barriga. Estou cada vez mais louco de tesão. Ela parou e me olhou.
– Eu to com vontade, você ta com vontade também que eu sei muito bem. - Ela deu uma lambida rápida no pau e eu soltei um leve gemido.
- Eu quero que você faça isso olhando nos meus olhos! - peguei seus cabelos, passei como um laço em volta da minha mão e os segurei.
Ela começou a chupar meu pau, cada vez mais rápido. Naquele momento eu deixei que ela fazer o que quisesse enquanto eu dou curtos gemidos.
- Como você pode ser tão incrível? – Mas não ia deixar ela terminar. Antes que desistisse da idéia a puxei pra cima de novo e a joguei na cama.
Não fiquei enrolando e fui direto onde eu queria. A cada lambida e a cada chupada ela solta gemidos involuntários, esta difícil de controlar. Aquele corpo, aquela boca. Cada movimento dela só me fazia querer mais. Ela cruzou as pernas entre a minha cabeça e já não respondia mais por ela.
Então, eu introduzi  um dedo, estou brincando com ela. Logo em seguida colocou mais um e depois outro. Ela esta passando as mãos entre os meus cabelos enquanto olha profundamente pra mim, e enquanto grita pedindo por mais entre gemidos altos.
- Geme, Hannah! Mais e mais alto. Ninguém pode te escutar!
Parei de brincar e subi beijando sua barriga lentamente até encontrar nos seus seios, onde eu estou dando leves mordidinhas, passando a minha língua por eles.
-  Bobby... Me fode logo! - Ela esta muita vermelha e ofegante.
Meu corpo inteiro esta quente e excitado.
-Você me deixa maluco - disse olhando fixamente pra ela.
Ela já esta muito molhada e pronta pra que eu entre ela.
- Você quer que eu vá devagar?
- Não.– ela sussurrou.
Eu entrei nela com força, e ela geme de prazer. Começo lentamente, provocando fazendo ela querer mais e mais. 
- Mais rápido, amor.. – ela implorava.
Eu a puxei com força e comecei a foder rápido e urgente.
-  Você vai montar em mim. Minha sela esperando por você. - Inverti ás posições.
Ela começou a sentar com força e a gritar meu nome. Nossos corpos agora se batendo.
- Fica de quatro. – Ela saiu de mim e ficou de quatro. – E se certifique de mexer essa bunda. – dei um tapa de leve e ela soltou um gemido.
- Hoje, faço qualquer coisa que você quiser.
Passei a meter com força dentro dela. Naquele momento nós estamos gemendo muito alto. E eu a fodia com uma vontade extrema. Foi ai que chegamos ao ápice juntos.
Me jogo no espaço ao lado dela na cama, e ficamos um bom tempo deitados olhando um para o outro, e nesse momento enquanto acaricio seu rosto eu lhe pedi uma coisa. 
- Promete que vai ser só minha?
- Só sua - ela soltou um sorrisinho tímido. – Sabe, eu amo o fato de que você faz amor comigo de forma única. Você faz como ninguém.
Sorri. E sim, eu fazia como ninguém, mas só conseguia intensificar isso quando era com ela. Não me agüentei e soltei.
- E eu amo o fato de amar você
Ela sorriu e chegou mais perto.
- Eu também amo amar você.
Me beijou e ficamos ali por um tempo, encarando um ao outro.
E caralho que eu amo a minha loira.####

BOBBY OFF~


Notas Finais


E ai? O que acharam?
Logo Logo tem mais!
Beijos
~Luna


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...