História Our crazy obsession - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias IKON, WINNER
Personagens Bobby, Junhoe, Lee Seunghoon, Mino
Tags Bobby, Ikon, Junhoe, Our Crazy Obsession
Visualizações 15
Palavras 1.636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas!
Gente, me desculpem por sumir. Mas o tempo ta apertado pra mim.
Estou fazendo o melhor que posso para continuar.
Espero que continuem acompanhando e curtam a leitura.

~Luna

Capítulo 42 - Estamos sempre de olho em vocês.


Fanfic / Fanfiction Our crazy obsession - Capítulo 42 - Estamos sempre de olho em vocês.

HANNAH ON~

Entramos a passos fortes e de braços cruzados na casa que já não nos era estranha.
Passei o caminho todo em silencio e pela cara da Megan, ela também.
Nos jogamos no sofá. Bobby e Junhoe vieram logo atrás. Pareciam nervosos. E pior, ainda estavam chapados.
Pararam na nossa frente. Junhoe começou a falar.
- Vocês tem o que na cabeça?
Megan revirou os olhos. Junhoe a encarava.
Permanecemos em silencio. Megan olhando suas unhas e eu arrumando o cabelo.
- Olhem pra gente! – Bobby gritou.
Levei um susto, mas tentei não demonstrar. Levantei o olhar para eles com a melhor cara de desdém que consegui. Dei de ombros e disse.
- Nós estamos só seguindo com as nossas vidas depois de termos sido iludidas e levado um belo de um pé na bunda.
Bobby relaxou. Junhoe não tira os olhos de Megan. Olhei para ela que fazia o mesmo. Sua cara era de deboche. Mas sei como ela esta por dentro, eu também estou assim.
Junhoe se pronunciou.
- Vocês não fazem idéia pelo o que estamos passando. Então, acho melhor você tomar cuidado com o que fala.
Bobby ainda esta em silencio. Mas não por muito tempo. Vou provocar até ver ele explodir. E ele vai.
-  É a mais pura verdade. – meu olhar passou de Junhoe para Bobby.
Olhei bem dentro do seus olhos, para ele ver a dor e raiva que eu estou sentindo e disse
 - Vocês só queriam saber como era transar com estrangeiras, e como se não bastasse roubaram nosso coração.
Senti o olhar surpreso de Megan em mim. Olhei pelo canto do olho e vi que ela abaixou a cabeça logo em seguida. Força amiga, não chora agora.
A sala ficou em silencio. Nenhum dos dois falou nada.
Bobby respirou fundo e falou.
- Nunca mais... fale uma coisa dessas! – saiu baixo, porém firme.
- A verdade?! – ergo as mãos em rendição. – Tudo bem! Esqueci que vocês não estão familiarizados com a verdade.
Bobby veio para cima de mim. Junhoe o segurou.
- Calma cara!
- Olha o que elas estão falando, Hyung – Bobby gritava. Junhoe o segurava pelos ombros.
- Bobby, se acalma.
No meio disso  Megan começou a falar. Finalmente. Arrasa amiga. Deixe eles loucos.
- Eu te dei tudo. – Ela encarava Junhoe, que olhou para ela surpreso. – Porque eu sabia que eu queria passar todos os dias na minha vida com você.
QUE? AMIGA NÃO. FICA QUIETA! Respira fundo Hannah, se acalma. Plena. Lembra.
Junhoe soltou Bobby e chegou mais perto dela. Encarando Megan assustado. Seu olhar era forte, porém triste ao mesmo tempo.
- Megan, eu posso explicar, eu... – Junhoe começou a falar e logo ela o interrompeu.
- Então explica. Porque passamos meses de pura agonia.
Olhei para Bobby. Ele já estava me encarando.
Megan levantou para olhar melhor para Junhoe.
- Por que tentaria me fazer de boba? Por que falou todas aquelas coisas se não pretendia ficar?
Junhoe tentou tocar nela, mas ela se afastou.
- Não toca em mim. – seus olhos estão lagrimejando, os meus também. – Nunca deveria ter confiado em você.
Já que é para ser sincera, então, lá vamos nós.
Levantei e fiquei frente a frente com Bobby.
- Eu te dei tudo. Meu sangue, suor, coração e lagrimas. Eu estava com você, quando deveria ter ido embora.
- Hannah, me perdoa... – Bobby começou a falar, estava mais calmo agora. – Mas depois de ver vocês com aqueles filhos da mãe. Eu não aguentei. Nunca imaginei que você...
- Aqueles filhos da mãe estiveram com a gente e nos ajudaram quando a gente mais precisou. –disse.
Megan falou logo em seguida.
- Nós deram um ombro para chorar, e em quem se apoiar quando nosso chão desabou sob nossos pés. E vocês? O que estavam fazendo? Ah.. claro.. – Megan passou as mãos nos cabelos. – Estavam se divertindo com um bando de prostitutas.
Bobby pegou um vaso que estava na mesa de centro e jogou na parede. O vaso quebrou em cacos, fazendo um barulho enorme.
Estou assustada, mas não vou demonstrar.
- Achou que a gente não sabia? – Ri fanho e Megan fez o mesmo.
- O tadinhos, Hannah. Acharam mesmo que a gente não sabia.
Junhoe esta com um olhar surpreso.
- Como vocês ficaram sabendo? – ele perguntou.
- Vimos um belo vídeo de vocês dois. – Megan franziu a testa em desdém.  – Alias, quanto mau gosto. Vocês tem capacidade de algo melhor.
Dei risada.
- Desde de quando se contentam com tão pouco? – perguntei.
- Bobby vem aqui comigo um pouquinho.
Eles saíram da sala a passos largos. Sentamos no sofá de novo. Finalmente voltei a respirar normalmente.
Comecei a falar em português, caso eles tivessem ouvindo.
- Meu Deus! – disse.
- Não sei se aguento ficar mais um minuto na frente dele. Isso tem que acabar. – Megan jogou a cabeça para trás. Também falando em português.
- Acho que preciso de água. – disse me abanando.
Não muito tempo depois os dois voltam para sala com dois copos de água. Obrigada Deus.
- Aqui. - Bobby me entregou a água. – Vai precisar.
 Junhoe, entregou o copo de água para Megan.
Puxaram duas poltronas. Sentaram bem na nossa frente.
- Vamos contar tudo para vocês. – Bobby falou.
Ri fanho.
- Não me interessa saber de mais nada que esteja vinculado a você. – encostei no sofá.
Eles ficaram tensos.
- Mas vão escutar mesmo assim. – Junhoe falou.
Megan respirou fundo.
- Tá bom. Tentem!
Junhoe e Bobby trocaram olhares. Bobby começou a falar.
- Lembram um tempo atrás quando dissemos que estavam na duvida se vocês eram ou não importantes para gente?
Assentimos com cabeça.
- Então... – Bobby continuou. – Logo que deixamos vocês recebemos uma mensagem.
Estava preste a perguntar o que estava escrito, mas não foi preciso.
Foi a vez de Junhoe.
- Na mensagem ameaçavam vocês de morte.
Arregalei os olhos, virando a cabeça para olhar pra Megan.
- Tivemos que mostrar que não estávamos nem ai para vocês. Se ficássemos por perto iam ver que vocês eram importantes. – Bobby falou.
Junhoe voltou a dizer.
- Estavam seguindo vocês duas. Mandando fotos. E dizendo que a hora de vocês estava chegando.
Meu coração começou a disparar. Não, não posso acreditar nisso.
- Já descobriram quem esta fazendo isso? – Megan perguntou.
Minha raiva e impaciência aumentou.
- Megan, esta mesmo acreditando no que eles estão dizendo?
- Hannah, no momento a única coisa que eu quero é uma explicação para tudo isso. Agora se vou ou não acreditar já é um problema meu.
Respirei fundo e fechei os olhos, tentando manter a calma. Ela esta certa.
- Continuem. – falei por fim.
Junhoe falou.
- Por isso que demos os medalhões que vocês fizeram o favor de quebrar.  – Junhoe bateu as mãos nas pernas.
- Só que ai vocês fizeram o favor de quebrar eles na boate do Mino. – Bobby ficou bravo por essa parte. – Estamos sempre de olho em vocês. – Bobby me encarava. – Eu. Estava sempre de olho em você.
Ai meu Senhor. Eu não posso acreditar nele. Não depois de tudo.
- Tiveram que nos trair também pra isso? – Megan perguntou.
Nessa hora uma raiva enorme se apossou de mim. Peguei uma almofada, coloquei no rosto e gritei alto. Respirei fundo e voltei ao normal.
- Sobre isso... – Bobby falou. – Nós não tivemos muita escolha.
- COMO É QUE É?
Joguei o copo de água em Bobby e fui para cima dele. Comecei a dar tapas nele. Megan veio até mim e me puxou.
- Amiga! Se acalma. Senta aqui!
- OLHA O QUE ELE TA DIZENDO. QUE NÃO TEVE ESCOLHA PARA ENFIAR O PAU NAQUELA VAGABUNDA. – Eu gritava.
- Estou ouvindo tudo. Mas não tem muito que a gente possa fazer.
Megan ainda me segurava no sofá.
- Ah.. tem sim. Eu vou matar ele.
Bobby estava enxugando o rosto com a manga do moletom e rindo.
- Por acaso tem alguma palhaça aqui? – perguntei.
- Essa é meu anjo.
- Eu não sou nada sua. NADA!
Meu coração não aguentava mais isso. 
- Deixem a gente terminar. – Junhoe disse.
Pouco tempo depois me acalmei.
- Continua. – falei.
- Assim que nos viram com outras e que vocês já não nos importavam mais, largaram do nosso pé. – Junhoe falou. – As mensagens pararam de vir.
- Mas mesmo assim, mandamos caras para vigiar cada passo de vocês. – Bobby disse. – Eu quis muito aparecer quando fiquei sabendo de você com o Mino. – ele passou as mãos no cabelo. – Mas isso só te deixava mais segura. Então, eu tive que me conter.
Junhoe começou a falar.
- Bobby teve que me trancar no galpão. Deu ordens para ninguém me deixar sair. Mesmo eu falando que ia matar todo mundo. – ele riu.
Quase rimos também. Tipico do Junhoe.
- Mas daí eu me acalmei e vi que era melhor assim.
Megan esta tensa.
- Isso é mentira. – ela disse.
Tá. Até eu me impressionei agora.
Ela continuou.
- Faziamos parte da vida de vocês. Nas horas boas e ruins era para estarmos juntos. – ela deu de ombros.  – Deveriam ter mandado alguma coisa. Não simplesmente terem desaparecidos como se tudo o que tivemos não significasse nada.
Junhoe franziu a testa e abaixou a cabeça.
- Não é tão simples assim, prin... Megan. – ele disse.
- Se alguma coisa acontecesse com vocês, nunca iríamos nos perdoar. – Bobby declarou sem tirar os olhos dos meus.
O silencio pairou. Até que eu tive uma idéia. Precisava ficar a sós com Bobby, tanto quanto a Megan precisava com o Junhoe.
Olhei para ela que entendeu o que ia fazer. Assentiu com a cabeça.
- Quero conversar a sós com você. – falei para o Bobby.
- Eu também. – Megan falou para o Junhoe.
Eles se assustaram com o pedido. Mas obvio que aceitaram.

HANNAH OFF~


Notas Finais


Já vão vir dois capitulos de uma vez. Espero que tenham gostado na leitura.
Comentem aqui o que estão achando,
Me desculpem mas uma vez por sumir assim.
Se a vida não ta fácil nem para Megan e Hannah, imagina pra mim. haha'
Até mais!
Beijos!

~Luna White~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...