História Our Detroit - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Detroit: Become Human
Personagens Connor, Kara, Markus
Visualizações 96
Palavras 1.191
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu acho que tô começando a me empolgar com essa fic :>

Connor e o Colin são muito bipolar porque eu sou bipolar, e eu não consigo fazer eles menos bipolar :'v

Enfim, boa leitura :D


(Imagem de capa by @takuyasaeki_ )

Capítulo 4 - New Partners


Fanfic / Fanfiction Our Detroit - Capítulo 4 - New Partners

Narradora On:


Os raios de sol da manhã atravessavam as frestas da cortina, indo de encontro ao rosto do jovem tenente. Ele reclama e abre os olhos, se sentando na cama.


- Que horas... – Ele se vira e olha para o relógio que estava ao lado da cama.


Estava marcando 8 hrs, o moreno levanta da cama em um pulo e começa a se arrumar. Estava atrasado para ir ao departamento e provavelmente iria levar uma bronca de Amanda. As vezes ela agia como se fosse a sua mãe, o que irritava Connor, ele não era tão jovem assim, já podia fazer o que quisesse. O moreno vai na frente do espelho para arrumar seus cabelos, olhando para o pequeno corte que havia feito em seu rosto por acidente.

Logo ele estava pronto e sai do quarto, indo até a sala. Para sua surpresa, Colin estava sentado no sofá, o olhando com um sorriso sarcástico.


- Olha quem finalmente decidiu acordar. Tava bom o sono, Bela Adormecida? – O mais novo fala e da uma risada.

- Ugh... O que tu veio fazer aqui? – Connor resmunga e anda até a cozinha.

- A Amanda me pediu para te procurar. Já que não apareceu no departamento no horário de sempre. – Colin se levanta, andando até a cozinha. – Eu falei que você provavelmente ainda estava dormindo... E não é que eu estava certo?


Connor o olha e termina de encher uma caneca de café forte.


- Vai querer, café?

- Pode ser.


O mais velho enche uma outra caneca e a entrega para o irmão. Os dois bebem alguns goles da bebida e se olham. Era tão estranho o clima ali. Ambos costumavam brigar o tempo inteiro, mas simplesmente não estavam.


- Você veio só para me procurar? Ou tem alguma outra razão em especial? – O mais velho pergunta e da mais um gole no café...


Colin termina de beber seu café e solta a caneca sobre a bancada.


- Na verdade eu já estava te procurando para avisar que vai ter um encontro de família na mansão da Chloe. Ela tentou te avisar, mas você nunca atende as ligações dela. – O mais novo arruma a gola de sua blusa e chama seu androide.

 

Gavin anda até ele e lhe entrega um cigarro, logo o acendendo com um isqueiro. Colin da uma tragada no cigarro e solta a fumaça para fora da janela.


- Hum... Você viu o Hank por aí? – Connor já havia percebido o sumiço de seu androide.

- Ele me falou que iria te esperar no departamento. Eu não o parei, porque... Foda-se. – Colin da de ombros e termina de tragar seu cigarro.


Connor olha a hora novamente, termina de beber seu café e larga a caneca na pia. O moreno enche o pote de Sally com ração e vai para seu quarto. Ele veste seu casaco e pega as chaves do carro.


- Eu ‘tô indo para o departamento... Vocês vão também? – Connor pergunta olhando para o irmão.

- As coisas tão meio paradas lá no FBI... Acho que vou ficar um tempo ajudando vocês lá no departamento de polícia. – Colin fala e segura uma das mãos de Gavin, o puxando para fora.


Connor logo sai também e tranca a porta, guardando as chaves do imóvel no bolso do casaco. Colin joga o resto de seu cigarro no chão e pisa nele.


- Deveria usar roupas mais apresentáveis, Connor. – O mais novo fala enquanto o irmão abre a porta de seu carro.

- Eu caguei pra isso. – Connor levanta o dedo do meio pro mais novo e entra no carro.


Ele da a partida no carro e segue em direção do departamento, deixando Colin para trás.


- Ele realmente nunca aprende... – Colin suspira e entra no carro, Gavin faz o mesmo.


Ele dirige em direção do departamento de polícia. Gavin o pergunta várias vezes o por que dele e do irmão se odiarem tanto. Colin apenas suspira e lhe responde que era uma coisa pessoal. Gavin analisa seu parceiro, vendo que os níveis de estresse do mesmo estavam um pouco altos. Logo que o moreno estacionou o carro no departamento, Gavin se soltou do cinto de segurança e puxou o detetive, beijando-lhe calmamente. Os níveis de estresse do moreno foram abaixando aos poucos. Logo o androide acaba com o toque, olhando nos olhos do detetive.


- Caramba Gavin... Eu estava pensando tanto nessa coisa do meu irmão, que me esqueci o quanto eu amo os teus beijos. – Colin fala e da uma risada abafada.

- É bom saber, detetive. – O androide sorri.


Os dois se beijam mais uma vez e decidem sair do carro, indo para dentro do departamento. Colin decide avisar Amanda que iria ficar um tempo e que poderia ajudar nos casos. Ela concorda que ele seria de grande ajuda e o da permissão para ajudar nos casos. Colin agradece e se retira da sala, Gavin o segue. Eles andam até a mesa de Connor, que estava animadamente conversando com Hank.

Logo que os olhos de Connor se focaram no mais novo, seu sorriso desapareceu. Colin pega uma cadeira e se senta ao lado do irmão, que vira a cara.


- Eu ainda te odeio. – Connor olha nos olhos do irmão.

- Eu sei! Eu também! – Colin sorri sarcástico.


O mais novo levanta o dedo mindinho para o irmão, que o olha confuso.


- Irmãos que se odeiam e não podem ficar longe um do outro? – Colin apoia o rosto sobre a outra mão, ainda mantendo o mindinho levantado.


Connor revira os olhos e suspira. O mais velho deixa um pequeno sorriso se formar em seu rosto.


- Irmãos que se odeiam e não podem ficar longe um do outro! – Connor junta seu mindinho ao do irmão, completando a promessa.


Os dois androides olham confusos para os irmãos. Eles tinham um relacionamento bem estranho, mas pareciam não se importar. Os dois morenos logo já estavam trabalhando em silêncio. Os androides decidem fazer o mesmo e ficam trabalhando em silêncio, apenas trocando informações “mentalmente”.

 

- Sabe aquela coisa de encontro de família, lá? Que dia vai ser? – Connor pergunta sem tirar os olhos do tablet em suas mãos.

- Vai ser no domingo. Chloe disse que é melhor ir bem arrumado. – Colin fala segurando o riso.

- Haha. Muito engraçado, senhor Colin. – Connor dá uma risada sarcástica. – Eu acho que vou comprar alguma coisa para levar para a mamãe... Faz tempo que eu não vejo ela...

- Ela adora flores de tons azuis... Quem sabe você pode comprar algumas para ela... – Colin sugere.

- É... É uma boa ideia...


Os dois continuam olhando os casos e conversam sobre assuntos aleatórios.


- Tenente, acabei de ser informado de um novo caso. – Hank fala olhando para Connor.

- Deixe aí. Tem vários outros casos para a gente resolver.

- É um caso no Clube Éden... Achei que o senhor se interessaria...


Connor pigarreia e revira os olhos.


- Quem sabe... Acho que podemos ir investigar esse primeiro. – Ele fala com um sorriso sem graça no rosto.


Colin acaba rindo do jeito do irmão e todos os quatro saem do departamento.



Continua...


Notas Finais


Beijo no rabo e até u3u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...