História Our Dream - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, RenJun
Tags Chensung, Markhyuck, Menção Noremin, Noren, Remin
Visualizações 218
Palavras 813
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Postando cedo sim

Capítulo 19 - Shut Up And Dance


Mark apareceu na casa de Haechan logo depois que chegou de viajem. Fora visitar sua avó, e o canadense já se sentia alguns quilos mais pesado.

Afinal, ela não parou de dizer coisas como:

"— Olha só meu neto, todo desnutrido."

O rapaz ama a comida da mais velha, e ama acima de tudo, o tempo que os dois passam juntos. Ela, talvez, seja a única pessoa na qual Mark confiou dizer que escrevia músicas, embora a mesma nunca tenha lido nenhuma letra.

Nessa viajem, quando os dois estava do lado de fora da casa da mais velha, conversando sobre as músicas escritas pelo moreno, Mark soltou que mostrara seu caderno para Haechan. E depois disso explicou a história.

A avó do canadense não parou de sorrir. Viu o brilho nos olhos do neto e perguntou:

— Esse Haechan... É seu namorado?

Mark cuspira o chá que estava tomando e engasgou, tossindo e tentando respirar. Sua avó batia em suas costas rindo pela situação.

— Vó! – O mais alto reclama de cara fechada e com a camiseta agora, manchada de chá.

A mais velha só riu e disse que tudo bem Mark gostar de garotos.

E Mark, na frente da casa do mais novo, refletiu sobre isso.

Afinal? Ele gostava de Haechan?

Seu coração batia forte? Sim.

Ele corava quando muito perto do mais novo? Sim.

Queria ver ele sorrindo sempre? Sim.

O achava uma das pessoas mais lindas que ele já vira?

Ora, claro que sim.

Com as mãos suando, depois de apertar a campainha e se deparar com a mãe de Donghyuck, que lhe direcionou o quarto do filho, Mark parou na frente da porta do mais novo.

— Pode entrar querido – a senhora Lee diz gentil – fico contente que tenha vindo vê-lo. Donghyuck disse que não está tão ruim, mas é só para bancar o durão.

Mark abriu a porta do quarto e a fechou assim que passou pelo batente. O local estava com as cortinas fechadas, mas não completamente escuro. Haechan estava na cama, com fones de ouvido e com cara de cansado.

O mais novo arregalou os olhos ao ver Mark ali. Depois, pensou em cavar um buraco com as mãos e se esconder no núcleo da Terra. Sua cara devia estar horrível para que o Lee mais velho pudesse vê-lo.

Mark, por outro lado, não achou nada de diferente além de uma expressão de cansaço. Porque para ele Haechan é lindo de qualquer jeito.

— Oi Haechan – Mark fala se sentando na beira da cama, o mais novo se move pegando uma máscara na gaveta. Embora isso não fosse mudar muita coisa.

— Por que veio me ver? – Haechan pergunta – você tem jogo de basquete essa semana e não pode ficar doente.

Mark sorri e pensa em uma desculpa bem ruim.

— É que estava com dificuldade em um passo de dança e queria ajuda.

Silêncio.

— Você está me trolando que eu sei Lee – Haechan observa – Jeno estava de boas na casa dele e ele é o coreógrafo.

Mark sorriu sem graça.

— Ok, eu só queria te ver mesmo – o mais velho diz – queria saber se você estava bem, você quase não fala no grupo.

Mark se levantou e se aproximou de Haechan, o mais novo quis correr dali. As mãos do mais alto tocam a testa de Donghyuck.

— Você já me viu Mark – Haechan solta em um sopro de voz – é melhor ir antes que pegue o resfriado também.

— Dongsaeng – o canadense solta – nós nos formamos esse ano, e queria saber se você não quer ir comigo na formatura.

— Quê? – O de cabelos castanhos avermelhados solta surpreso. Tanto pelo convite, quanto pela coragem de querer ir com ele. Estar acompanhando de um garoto.

— Não pode? Seus pais são homofóbicos? – Haechan nega – então por que não? – O mais novo continua calado, ainda em choque – não sabe dançar valsa?

As bochechas do mais baixo coram. Era vergonhoso para ele saber fazer aqueles passos de dança elaborados que Jeno passava, e não saber algo como valsa.

— Idiota – Haechan fala. Mark está acostumado com essas falas de Haechan, quando o rapaz não sabe o que falar. O canadense tira a máscara do Lee mais novo, que continuo corado.

— Vem – Mark puxa o outro pela mão – espero que não se sinta mal, se não, me avise e volte a deitar.

— Quê??

Mark segurou a mão de Haechan e a colocou em seu ombro, depois, a sua foi para a cintura do mais novo.

— Ok – o canadense fala – eu te conduzo.

— Por que você me conduz? – Haechan pergunta meio grosso.

— Porque eu que sei dançar – o mais velho diz e Haechan tenta se soltar do rapaz. Mark o puxa para mais perto, suas respirações se mesclam e os dois se encaram por uns segundos.

— Mark...

— Haechan, cale a boca e dance comigo – o mais alto manda em um sussurro.

E mesmo gripado, mesmo não querendo passar para Mark. Haechan se calou. E os dois ficaram naquele quarto meio escuro, onde Mark ensinou valsa para Haechan.





Walk The Moon - Shut Up and Dance


Notas Finais


Essa música é muito boaaaaa

Quero agradecer minha irmã que apresentou ela para mim ^^ faz tempo e e estou agradecendo só agora

Sorry


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...