História Our Dream - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, RenJun
Tags Chensung, Markhyuck, Menção Noremin, Noren, Remin
Visualizações 113
Palavras 818
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fui tirar sangue '-' não ligo muito, mas odeio acordar às SEIS HORAS DA MANHÃ PARA ISSO

Então cá estou eu para um capítulo em pleno sábado, antes das oito °-°

Capítulo 23 - Now or Never


Mark estava tão nervoso que só faltava sair correndo.

Sim, ele jogara todos esses três anos, o time ganhou grande parte dos jogos, mas esse em especial eles tinham que ganhar.

Mark faltou dois dias do clube de dança a pedido do NamIl, o capitão do time. Lee era sua arma secreta não tão secreta.

O rapaz era rápido, e com isso, conseguia tirar a bola do adversário antes mesmo que ele percebesse.

Sendo assim, Mark estava com medo de falhar. Se perdessem esse jogo, não iriam para as finais. E eles precisavam. Nesses anos em que o canadense está no time, justo nesse jogo, o time não conseguia sucesso. Eles precisavam ganhar esse.

O jogo ocorreria em outra escola, mas muitos alunos da sua estavam lá. Mark sabia que seus amigos, em especial, deviam ter lutado pelos melhores lugares.

E de fato, os seis meninos estavam sentados no meio das arquibancadas, onde podiam ver tudo, com o melhor detalhe possível.

— Certo time! – NamIl grita e todos os rapazes o encaram – eu não vou fazer discurso, porque todo mundo sabe o que tem que fazer. Não se sintam precionados terceiros – ele encara os garotos do último ano – estamos aqui e vamos lutar com tudo que temos, se sairmos com o prêmio ou não, o que vale é que estamos juntos nessa. Vamos lutar juntos.

— Vou chorar Ji – Mark fala do fundo e o rapaz sorri para ele.

— Certo caras – ele bateu palmas – se as coisas começarem a dar errado...

— Podemos fingir ser o Troy e cantar na quadra – alguém gritou e NamIl fechou a cara.

— Eu tô tentando ser um cara com um discurso legal – Ji solta bravo.

— NamIl – um dos seus amigos reclama – você não disse que não tinha discurso?

Ji NamIl estava quase desistindo do jogo.

— Quer saber, eu tinha feito um discurso muito legal, todo mundo ia chorar, mas que se dane também, vamos jogar então!

E saiu com passos pesados, sendo seguido pelos amigos, que se jogaram em cima do capitão.

Mark fez o mesmo.

E mesmo a cena sendo estranha e o treinador achar que estavam matando o líder do time, todos os jogadores estavam, de um jeito só deles, mostrando que estavam ali, e que não precisavam de prêmios para provar que eram um time. Que eram como um só.

🍰


O placar estava a favor ao time de Mark, o canadense joga os cabelos para o lado, não surgindo muito efeito, já que muitos fios já estavam grudados em sua testa.

Embora estivessem dois pontos na frente. Isso não era nada em um jogo de basquete.

Mark estava cogitando a ideia de começar a cantar. Quem sabe Haechan não levantasse e cantasse também.

Lee soltou uma risada baixa em imaginar a cena. Haechan não iria cantar, apontaria para o mais velho e diria algo como "que que você está fazendo?"

O canadense voltou a realidade assim que JinSun jogou a bola para ele, Mark sentiu o impacto e começou a correr.

Como NamIl uma vez disse, Lee era rápido como o flash (embora, pela série, geral fosse mais rápido que o protagonista) tudo que eles puderam ver, foi o canadense recebendo a bola em um canto na quadra, e depois, arremessa-la para SangHoon no outro lado. O mais novo pegou a bola e jogou em direção à cesta.

E agora estavam quatro pontos na frente.

— Isso! – Mark solta alegre e procurando os amigos na arquibancada. Os rapazes sorriram para o mais velho e acenaram, entre gritos de comemoração.

🍰


Era o último tempo.

E Mark estava quase chorando, se o time adversário ganhasse esse, mais um tempo seria adicionado, já que eles empatariam.

— É o seguinte – NamIl soltou – eu disse que não era para nos preocuparmos em ganhar, mas se deixarmos aqueles filhinhos de papai ganharem essa, vamos ter que jogar mais um tempo – ele olha para cada um dos membros – e ninguém quer jogar mais um tempo certo?

Todos concordaram e juntaram as mãos, depois voltaram para a quadra.

— Mark – NamIl chama – se quiser sentar você sabe que pode, eu não gosto de ver ninguém jogando todos os tempos direto.

— Eu tô legal Ji – Mark solta sorrindo – juntos até o final lembra?

Ji NamIl sorriu, e talvez esse fosse o combustível que ele precisava para pegar todas a bola do time adversário tantas vezes, arremessa-la e fazer tantos pontos.

E no último segundo, NamIl jogou a bola no aro.

E fez cesta.

Levando seu time direto para as finais.

E como recompensa, de todo o trabalho que teve, de todas as tardes que treinou duro e nos final de semana que jogou aquela maldita bola laranja no aro em sua casa, como recompensa de todas as lágrimas derramadas de não conseguir levar seu time, seus amigos para as finais.

Ji NamIl ouviu a explosão de gritos de alegria dos alunos de sua escola, os abraços dos meninos do seu time, dos grandes sorrisos satisfeitos, e das falas sobre estarem indo para as finais.

Eles iam para as finais.

E seria agora ou nunca.







High school musical – Now or never


Notas Finais


Sim, do high school musical

Adoro as músicas

E sim, o flash sempre fala que é o mais rápido e blá blá blá e sempre surge alguém melhor.

Não briguem comigo, briguem com o roteirista de Flash.

Vlw flw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...