História Our First Kiss - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Jisung
Tags Chensung
Visualizações 76
Palavras 491
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


e ai, finalmente to postando, comecei a escrever no ano passado e terminei esses dias, espero que gostem :3

Capítulo 1 - Único; First Kiss


—Chenle hyung! Me ajuda com a matéria de matemática?- O loirinho pediu — implorou na verdade — para o chinês á sua frente.

O Zhong suspirou. Não era a primeira vez que o mais novo pedia ajuda com a matéria, na verdade, ele sempre pedia quando a época de provas se aproximava; porém, eles acabavam repassando duas ou três páginas e o mais novo pedia um descanso, daí eles passavam o resto do dia jogando videogame. Hoje não seria diferente.

—Tá bom, mas dessa vez vamos estudar pra valer, ok?- Arqueou as sobrancelhas para parecer ameaçador, sendo que ficou muito fofinho.

O loirinho assentiu freneticamente e abraçou o menor.

—Você é o melhor, hyung!




─────✿◦✿◦✿─────




Ao fim da aula, Chenle esperava Jisung arrumar suas coisas dentro da mochila.

—Minha casa ou sua casa?- O chinês perguntou e teve sua mão agarrada e um Jisung correndo para fora do colégio como resposta.

Quando chegaram na residência do mais novo, foram direto para o quarto, recebendo um "não corram na escada" de Bae Joohyun, amiga de Park Sooyoung, irmã de Jisung, que estava pouco se importando para o fato de os meninos estarem correndo.

Jisung largou a mochila em um canto e se jogou na cama. Chenle franziu o cenho.

—Pode ir pegando os livros, Sr. "Pwark".- Disse fazendo o coreano bufar e estirar a língua para fora.

O loiro retirou os livros de matemática e os pôs sobre a cama. O chinês de cabelos rosados fez o mesmo.




─────✿◦✿◦✿─────




Os dois garotos passaram praticamente a tarde inteira estudando. Quando Jisung começou a bocejar, Chenle decidiu que já era tempo de encerrar os estudos.

—Acabamos por hoje.- Decretou ao fechar o livro em seu colo.

—Já?- O coreano questionou. Estava entretido demais em reparar o quanto seu hyung ficava bonitinho concentrado.

—Sim. E acho que já vou indo.- Respondeu já guardando o material usado dentro da mochila.

O coração do mais novo se atiçou. Não queria que Chenle fosse embora. Queria mais da companhia do menor.

Por isso, abriu a boca, e quando se deu conta, não havia como voltar atrás.

—Hyung...- O chinês olhou-o por cima do ombros, acenando com a cabeça para que o mais novo prosseguisse.- Eu posso...?

A terminação da frase não pode ser ouvida pelo mais velho, o que o fez franzir o cenho, em uma careta.

—Pode repetir? Eu não escutei.

—E-Eu... Posso te beijar?- Perguntou brincando com os dedos. Seu olhar era baixo e seu rosto vermelho. Chenle sorriu, como seu dongsaeng era bonitinho, pensou.

O chinês segurou as bochechas do mais novo, tocando os lábios sobre seus semelhantes em seguida.

Jisung sentiu os pelos de todo o corpo arrepiarem com o toque repentino. Quando Chenle se afastou, o Park o puxou de volta, quase em desespero. O toque era tão delicado que Jisung queria passar o maior tempo possível ali.

Infelizmente, a sessão de beijinhos foi interrompida pelo toque de celular do chinês, que teve que ir embora, a pedido de sua mãe. Antes de deixar a casa dos Park, Chenle prometeu que outro dia, eles continuariam a trocar carinhos.


Notas Finais


tchau

twitter: @robocopcake


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...