História Our KittY- Interativa- Imagine BTS - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Block B, EXO, Jay Park, LOCO, Okasian, Simon D.
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jay Park, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, LOCO, Lu Han, Okasian, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Simon Dominic, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin, Zico
Tags Híbrido, Sadomasoquismo
Visualizações 283
Palavras 1.624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom espero que gostem desse capitulo, a cor que mais foi comentada foi branca, parabéns a Tahara_Chan que queria que branco fosse a cor do Namjoonie e é.
DESCULPA QUALQUER ERRO ORTOGRÁFICO E PELO AMOR DE NOSSA SANTA SEHUNA COMENTEM O QUE ACHARAM DESSE CAPITULO.

Capítulo 5 - Cypher 4


Fanfic / Fanfiction Our KittY- Interativa- Imagine BTS - Capítulo 5 - Cypher 4

Continuação...

Ele abriu a caixa com as gargantilhas, bom essa era a hora de escolher uma nova cor, ele pediu pra eu tirar a gargantilha e assim fiz, dessa vez tinha que escolher entre rosa, azul, vermelho, verde, amarelo e branco.

Qual eu escolho dessa vez? Branco, pensei dei a gargantilha preta na mão de Yoongi e peguei a branca da caixa, ele abriu um sorriso sem mostrar os dentes e seu olhar me dizia uma coisa “boa sorte”, ele pegou a caixa, beijou a minha testa e saiu do apartamento pegando seu telefone, provavelmente iria ligar para o número de agora a pouco.

Joguei-me no sofá meu dia de hoje foi bem cansativo e eu teria que ligar para meus empregos dizendo o porquê de eu não ter ido trabalhar hoje, ao invés de me levantar e colocar o apartamento em ordem, simplesmente liguei a televisão e deixei em um canal de noticias. Enquanto falavam sobre politica e assaltos, peguei meu celular e abri o instagram, estranhei por ter muitos seguidores pedindo solicitação, comentário e marcações, abri primeiro as marcações e eram fotos minhas na faculdade e no shopping. Os comentários eram alguns xingamentos e elogios, maior parte xingamentos e elogios para o ser ao meu lado, vulgo Min Yoongi, ele tbm tem uma conta! Entrei em seu perfil lotado de seguidores e publicações, na descrição estavam seus dados:

Min Yoongi, 22 anos, Daegu boy, CEO, horas vagas rapper.

  Um CEO rapper?! Preciso saber mais sobre isso, algumas publicações mais antigas tinham alguns vídeos dele se apresentando e ele realmente é um bom rapper. Pesquisei seu nome no Google e saíram os mesmos dados só que falando mais sobre sua carreira como CEO de uma empresa de entretenimento.  Voltei ao insta para ver os comentários sobre mim muitos eram da mesma pessoa, a garota que Yoongi praticamente humilhou na faculdade, ele me falava mal de todos os nomes possíveis, não consegui continuar lendo e coloquei meu celular na mesa de centro, desliguei a televisão e comecei a arrumar o apartamento, em algumas horas Jisso chegaria da faculdade dela, comecei pela sala, depois cozinha, meu quarto, quarto da Jisso, banheiros e por fim a varanda. Depois da casa estar arrumada fui para meu quarto separei meu pijama e fui tomar um bom banho, de banho tomado coloquei meu pijama e me deitei.

Dia seguinte

Acordei com o barulho do despertador, provavelmente Jisso trouxe meu celular para o quarto, me levantei cambaleando de sono e fui para o banheiro lavar meu rosto e escovar os dentes, voltei ao quarto separei minha roupa de hoje que seria uma jeans cinza, uma blusa branca com alguns desenhos tribais em cores um pouco chamativas, converse preto e uma jaqueta preta. Deixei a roupa em cima da cama e fui para a cozinha e Jisso havia deixado um bilhete na geladeira. “Estou em uma semana de eventos, não ficarei muito em casa, bjs se cuida.” Sempre que tinha algum evento à faculdade dela, fotografia, tinha que ir junto, comecei a separar as coisas para fazer um bom café da manhã ovos com bacon e suco de uva, enquanto fritava os ovos a campainha tocava, desliguei o fogo e abri a porta mas não havia ninguém apenas um pacote no chão com um cartão em cima, me abaixei e peguei o cartão que estava dizendo “use hoje”, peguei o pacote do chão, coloquei na sala e o abri, dentro tinha um converse vermelho vivo, coloquei ele ao lado da porta e voltei a fazer meu café, comi cantarolando algumas musicas do Exo, levei a louça e fui para o quarto me trocar. De banho tomado, vestida, com a gargantilha no pescoço e material arrumado peguei minhas chaves e carteira, calcei os tênis que ganhei hoje e fui andando para a faculdade que por mais que seja um pouco longe de casa não demoraria mais de vinte minutos para chegar lá.

Optei por não esconder minha cauda e nem minha orelha, já que ontem só por me recusar a tirar a touca Yoongi me deu um puta sermão vai saber o que me acontecerá hoje, chegando à faculdade muitas pessoas quiseram falar comigo tentando serem minhas amigas e me deram presentes, bando de falsos, fui para minha sala sem falar com ninguém e minutos depois Melyssa apareceu na sala, o que essa loca ta fazendo aqui? E veio me abraçar

-Pode começar a me contar tudo- ela começou- vou fingir que não estou chateada por você não ter me contado que é uma hibrida.

-Desculpa Mel, é que eu estou acostumada a esconder isso de muitos, eu queria muito ter te contado há tempos, mas meus pais tinham medo de sua reação, e eu também, mas agora eu já não preciso mais fazer isso. Me desculpa?

- Claro minha gatinha- ela me abraçou forte- mas e ai quem era aquele boy de ontem que viram com você?

-Posso te contar isso outra hora? Minha aula já vai começar e o que você está fazendo aqui?

-Tinha que vir te ver né, até na parte de veterinária estão falando sobre você, tudo bem nos vemos quando então?

-Quando puder te mando mensagem, ok?

-OK, beijos

Ela saiu da sala logo o professor entrou e assim se seguiu um dia cansativo anotando, dissecando, fazendo exercícios, estudando, respondendo perguntas. Na hora do intervalo peguei minha comida e fiquei na parte de dentro mesmo, mas não me sentei em alguma das mesas, fui para os corredores e me sentei perto da porta da sala, algumas meninas passaram por mim e ouvi-as conversando sobre meu irmão e eu ri, elas se viraram para mim perguntando qual era a graça.

-O assunto de vocês- reconheci a menina que estava como a líder do grupinho, era a mesma menina que foi humilhada, que implica comigo e que me falou mal no insta- O Jay não é tão foda assim.

-Claro que é! Ele é o Jay Park- uma das meninas retrucou- Como você pode falar dele sem ao menos conhecê-lo?- Não me aguentei e comecei a rir- Qual a graça?

-É qual a graça sua gata sarnenta- a líder se pronunciou

-Querida conheço ele melhor do que vocês pensam.

-Com certeza já deu pra ele- ri internamente com seu comentário

-Pelo menos ele sabe da minha existência

Dei as costas para ela e fui para o banheiro, conversei um pouco com Jay pelo Line e quando o sinal bateu voltei para a sala. O restante do dia se seguiu até que calmo por mais que algumas pessoas começassem a brincar com alguns órgãos que estávamos estudando. As pessoas já arrumavam o material para ir embora uma gritaria começou nos corredores do lado de fora da sala chamando nossa atenção, logo alguém bateu na porta e o professor a abriu e começou a conversar com alguém que eu ainda não conseguia ver, mas felizmente podia ouvir a conversa e era sobre mim, seja lá quem estivesse na porta estava perguntando se eu era dessa sala e o professor concordou, ele entrou na sala seguido de um homem com calça jeans preta, camiseta social preta também e um pouco colada em seu corpo, e uma blusa de frio cinza. Seus cabelos prateados arrumados em um topete para trás, dois anéis pretos nas mãos, colar prata com uma estrela e um brinco em uma orelha.

As garotas da minha sala começaram a gritar e a correr em direção ao homem enquanto ele apenas olhava para mim, permaneci em meu lugar e ele começou a andar em minha direção, me levantei, mas não consegui sair do lugar, ele chegou perto de mim e me puxou pela cintura colando nossos corpos.

-Oi gatinha, fiquei triste por você não ter me escolhido primeiro- gente socorro! Ele é mais alto que eu, tem o corpo visivelmente um pouco sarado e uma voz que quando ele fala baixo me arrepia- Hoje é a minha vez de ter um dia com você- Ele soltou minha cintura mas manteve nossos corpo próximos- Sou Kim Namjoon.

Enquanto eu ainda viajava em meus pensamentos ele pego minha mochila e minha mão, saímos da sala com todos nos olhando e fomos para fora da faculdade ele tirou uma chave do bolso de sua calça e apertou um botão, algumas pessoas mais a frente se assustaram e se distanciaram de um carro, uma Bugatti preta com detalhes brancos. Entramos no carro e ele me perguntou se queria ir a algum lugar, primeiramente pensei em ir a um parque, mas me lembrei de que tinha que ir a meus trabalhos dar explicações, disse a ele os endereços quando cheguei ao restaurante o senhor Kang estranhou eu estar ali e me explicou que um rapaz tinha vindo ontem e lhe contou tudo sobre mim e disse que eu não precisaria mais do emprego, me despedi do senhor Kang e voltei ao carro, fui para meu segundo emprego e a mesma história.

Namjoon estava e silencio o tempo todo apenas sorrindo, enquanto eu olhava a paisagem do lado de fora da janela percebi que estávamos indo ao centro da cidade, onde será que ele está me levando? Alguns minutos depois ele estacionou o carro em uma rua movimentada e ele me guiou até uma loja que não tinha fachada era simplesmente um prédio em que muitas pessoas entravam e saiam com sorrisos no rosto, depois de entrar percebi onde estava, uma loja com loungeries e coisas um tanto quanto proibidas para menores de dezoito anos.

-Quero que escolha algo do seu agrado- ele disse baixo perto do meu ouvido e um friozinho subiu minha espinha me arrepiando- pode pegar o que quiser, sem vergonha alguma- ele começou a acariciar minha cauda.

Onde fui me meter?


Notas Finais


Soltei essa bomba e corri, pf comentem sua opinião me ajuda demais
BJS
BULTAREONE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...