1. Spirit Fanfics >
  2. Our Legacy - CARL GRIMES (1) >
  3. 54. Uma nova amiga

História Our Legacy - CARL GRIMES (1) - Capítulo 55


Escrita por:


Capítulo 55 - 54. Uma nova amiga


Fanfic / Fanfiction Our Legacy - CARL GRIMES (1) - Capítulo 55 - 54. Uma nova amiga

NATÁLIE DIXON

Após eu ir para a casa, tomar um banho, e finalmente colocar o meu colete de volta, fui andar pela comunidade, na tentativa de procurar alguma coisa para fazer.

Jeffrey e Judith estavam com Carol, em casa, então não me preocupei. Glenn havia saído com um grupo, para procurar peças para os geradores de energia. Maggie foi até Deanna, já que minha mãe se tornou a ajudante da nossa líder.

Enquanto caminhava, vi Enid indo até a parte de trás da igreja. Corri para alcança-la e depois a chamei.

一 O que vai fazer? - pergunto curiosa, a observando começar a subir o muro.

一 Sair. - ela responde o óbvio. 一 Quer ir? - olho para os lados, e depois aceno com a cabeça, concordando com sua pergunta.

(...)

Estamos sentadas no chão, com nossas costas encostadas em um troco de árvore, enquanto líamos gibis.

一 Sempre vem aqui? - pergunto, me virando para ela, que faz o mesmo em minha direção.

一 Sim, não gosto de ficar lá dentro. Gosto de saber o que acontece aqui fora. - ela responde, voltando a olhar para frente.

一 Sei como é. - voltamos a ficar em silêncio.

一 Fez um estrago e tanto na cara do Ron. - ela comenta, em um tom divertido.

一 Vocês não namoram? - pergunto confusa.

一 Mais ou menos. Ficamos algumas vezes, mas não é nada sério. - Enid balança os ombros. 一 Fica tranquila, não vou roubar o Carl de você. Ele não faz o meu tipo.

一 E qual seria seu tipo de garoto, nesse fim de mundo? - ergo uma sobrancelha debochada.

一 Carl é muito certinho, comportado. - ela faz uma careta, e eu dou risada. 一 Prefiro alguém mais rebelde sabe? - Enid me olha.

Até parece que ele não é assim. - murmuro para mim mesma. 一 Acho que sei. - digo a ela.

一 Pensei que você fosse fechada no seu próprio canto, igual ao seu irmão. - olho para Enid surpresa. 一 Daryl e você são parecidos, em tudo. Até quem vê pela primeira vez, sabe que vocês dois são do mesmo sangue. - ela explica.

一 Mas, eu sou igual a ele mesmo. - digo, olhando para frente. 一 Não gosto de lugares com muitas pessoas, me sinto desconfortável.

一 Igual ontem? - assinto com a cabeça, ainda sem olhar para sua direção. 一 Seja lá o que você já passou, saiba que eu não ligo.

一 Como assim?! - pergunto, olhando confusa para ela.

一 Quero ser sua amiga. De verdade. - Enid confessa sincera. 一 E se você achar que seu passado vai prejudicar nisso, está errada. Eu nunca te julgaria, ou pediria para contar algo que não te faz bem. - a olho e dou um sorriso de lado.

一 Obrigada. - dou um suspiro profundo. 一 As únicas pessoas que sabem o que minhas cicatrizes significam são Daryl, Maggie e o Carl. Não gosto de lembrar como as ganhei. - sussurro a última parte.

一 E nem precisa. - a garota diz, e eu fico em silêncio. 一 Então... somos amigas?! - a olho e dou um sorriso.

一 Somos. - ela também sorriu. 一 Pode me chamar de Nate ou guerreira.

一 Guerreira?! - ela pergunta rindo.

一 É! Glenn e Michonne me chamavam assim no começo. Com o tempo, todos do grupo começaram a fazer isso também. - explico.

一 Até que faz sentido. - Enid diz sorrindo.

(...)

Passamos um bom tempo fora de Alexandria que, quando voltamos, já era noite. Pulamos o muro no mesmo local e começamos andar lado a lado pelas ruas.

一 Vou sair de novo amanhã, pode ir comigo se quiser. - Enid diz, ao pararmos na varanda da minha casa.

一 Eu quero. - sorrio. 一 Até amanhã então! - ela acena e saí.

Entro na casa e encontro minha mãe no sofá. Ela estava com as mãos sobre o rosto, como se estivesse chorando. Me aproximei, sentando ao seu lado.

一 Graças à Deus, você está bem! - Maggie me abraça. 一 Onde estava?!

一 Eu e Enid ficamos o dia todo lendo gibis no sótão de uma casa, que acabamos perdendo a hora. - minto. 一 Aconteceu alguma coisa?

一 Glenn voltou da ronda. Aiden e Noah morreram, e Tara está gravemente ferida. - me espanto com as notícias.

一 E onde o japa está agora? - pergunto preocupada.

一 Deanna está falando com ele e com Nicolas. - assinto. 一 Jeffrey está no seu quarto dormindo, ele e Judy brincaram o dia todo na casa do Rick. - Maggie da um sorriso curto.

一 Imagino. Vou subir, qualquer coisa você me fala? - peço.

一 Claro! - ela me dá um beijo na testa e sorri. 一 Boa noite querida.

一 Boa noite mãe. - deixo um beijo em sua bochecha, antes de ir para meu quarto.

Abro a porta devagar. Jp estava no berço, coberto e com sua chupeta na boca, além de estar abraçado com a sua inseparável girafa. Sorri, e deixei um leve beijo em sua testa.

Coloquei minha faca no criado mudo e tirei o colete, o jogando na cadeira. Tirei minhas botas e fui até o banheiro. Tomei um banho rápido e coloquei uma roupa confortável. Me deitei na cama e coloquei o braço apoiado na minha testa.

Meu pensamento foi direto ao meu irmão, que havia saído com Aaron. Eu não estava brava com ele, o show de mais cedo foi apenas brincadeira. Estava preocupada. Sempre que ele saía, na prisão, atrás de suprimentos, eu me preocupava. E agora, isso está voltando.

Daryl sabe se cuidar, mas não custa nada eu me preocupar. No momento tudo o que eu quero, é que meu irmão volte logo e à salvo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...