1. Spirit Fanfics >
  2. Our Legacy - CARL GRIMES (1) >
  3. 55. Noite mal acabada

História Our Legacy - CARL GRIMES (1) - Capítulo 56


Escrita por:


Capítulo 56 - 55. Noite mal acabada


Fanfic / Fanfiction Our Legacy - CARL GRIMES (1) - Capítulo 56 - 55. Noite mal acabada

NATÁLIE DIXON

(...)

Enid me pediu para ensina-la a rastrear. Saímos cedo da comunidade, sem ninguém nos ver, e começamos as aulas.

一 Vai, não é difícil. - estava escondida em uma árvore oca, enquanto a ouvi tentando seguir meu rastro nas folhas do chão.

Você anda em círculo por acaso? - ela ironiza, e eu seguro o riso. 一 Isso aqui sempre dá no mesmo lugar. - se referia aos rastros. 一 Você só pode estar me enganando. - ouvi a voz dela próxima, indicando que logo conseguiria me achar.

Enid parou na frente da árvore que eu me escondia, mas ficou de costas, sem conseguir me ver. Saí da onde estava e me aproximei, vagarosamente, dela.

一 Quase conseguiu. - digo, parando atrás dela e a vendo levar um susto. 一 Se eu fosse um errante, você estava morta agora. - cruzo meus braços, tentando não rir da cara que ela fez.

一 Que susto Nate! Precisava disso? - balanço que sim com a cabeça e ela me olha brava. 一 Onde você estava? - aponto o troco de árvore atrás de nós e ela faz uma expressão de desânimo. 一 Podia ter deixado...

Sua fala foi interrompida, quando ouvimos alguns grunhidos próximos. Nos entreolhamos e assentimos com a cabeça. Preparei minha katana, enquanto Enid arrumava suas facas nas mãos.

O grupo de dez zumbis começaram a se aproximar de nós. Fui um pouco para frente, chutando o peito do primeiro e depois cravando a lâmina em sua testa. Enid acertou dois com as suas facas.

Pouco tempo depois, todos já estavam mortos - definitivamente - no chão. Olhei para ela e sorri.

一 Até que formamos uma boa dupla. - digo, e ela corresponde meu sorriso. 一 Mas, vamos voltar agora. Podem ter mais deles por aí. - digo, colocando a espada na proteção.

一 Tem razão. - Enid concorda, colocando suas facas nas botas outra vez. 一 Vamos voltar.

(...)

Voltamos para Alexandria conversando, mas permanecendo em alerta. Quando chegamos próximas ao portão, ouvimos uma gritaria do outro lado.

一 É o Rick! - digo, ao reconhecer sua voz.

Entramos e eu corro até a confusão no meio da rua. Rick estava ajoelhado no local, com o rosto cheio de sangue e gritando com as pessoas. Carl - que estava próximo ao pai - me olhou sem entender, talvez por eu ter saído e não ter o avisado.

Voltei a olhar para a cena. Rick estava descontrolado e fora de si. Quando ele começou a falar sem parar, Michonne se aproximou e deu um soco em seu rosto, desmaiando o Grimes.

Carl foi ajudar a levar o pai até uma prisão temporária, onde o homem ficaria hoje. Fui para a casa dos Grimes e entrei, encontrando os nossos pequenos brincando no tapete da sala, com uma alexandriana cuidando deles.

A moça se despediu educadamente, e saiu da casa, deixando eles comigo. Me sentei no chão e comecei a brincar com eles.

A porta da frente se abriu, e Carl passou por ela. Veio até nós e sorriu ao me ver junto aos pequenos.

一 O que aconteceu? - perguntei, me referindo ao episódio de agora pouco.

一 Meu pai e o de Ron brigaram. - franzo meu cenho. 一 Parece que Pete bate na esposa e nos filhos. - Carl explica.

一 E seu pai quis dar uma de super herói, e salvar a bela dama? - pergunto tentando brincar, mas ao mesmo tempo falando sério.

一 Basicamente. Acha que foi esse o motivo? - Carl pergunta desconfiado.

一 Tenho certeza. Dá para ver como seu pai gostou de Jessie. - digo, voltando a atenção para os bebês.

一 Por que foi lá fora? - Carl diz, depois de algum tempo de silêncio.

一 Estava com a Enid. - ele me olha surpreso. 一 Qual é, eu gosto da Michonne e tals, mas eu também posso ter uma amiga da minha idade. Não acha?

一 Não disse nada. - Carl levanta as mãos e ri. 一 Então eu estava certo, ela é rebelde igual você? - ele pergunta debochado.

一 Para com isso. - resmungo e volto a montar os legos com os bebês. 一 Brinca com a gente? - faço voz de criança e ele começa a dar gargalhadas sem parar.

一 Vou brincar, só por que eu sou legal. - Carl responde, também se sentando no tapete.

Até parece. - murmuro baixo, mas que ele pudesse ouvir.

(...)

À noite, Deanna organizou uma reunião para decidir o destino de Rick. Estávamos todos em volta de uma fogueira, esperando ele chegar para começar aquilo.

一 Seu pai não vem? - pergunto ao Carl, enquanto ajeitava Jeff em meu colo.

一 Não sei. - ele responde duvidoso.

Deanna decide começar sem o Grimes. Então, a mulher pediu a opinião de cada um presente. As pessoas de Alexandria queriam nosso líder morto, achavam que ele fosse uma ameaça para nós.

Maggie, Carol e Carl deram opiniões contrárias, mostrando tudo o que Rick fez para nós proteger até aqui. Mas, Deanna não quis aceitar.

Antes da líder dar sua decisão final, Rick chegou carregando dois errantes nos ombros. O pessoal olhou para os corpos assustados.

一 O portão estava aberto, sem vigia. - Rick diz com raiva.

一 Pedi para Gabriel fechar. - Spencer explica.

一 O homem que falou mentiras de nós para vocês, quase nos matou. E ainda acham que Rick que fará isso?! - Carol questiona a todos.

Enquanto todos discutiam sobre o ocorrido, ainda em choque pela a cena, Pete aparece no local, com a katana de Michonne em uma mão e uma garrafa de bebidas em outra.

一 Nate, se afaste com o Jp. - Carl se coloca em nossa frente, e eu me afasto um pouco com o pequeno.

Em questão de segundos, o homem avança até Rick, mas Abraham o impede. Com o movimento do braço, Pete acerta a katana na garganta do marido de Deanna.

A mulher se ajoelha ao lado do marido, tentando conter o ferimento. Todos os presentes estavam assustados e, Deanna e Jessie, choravam.

一 Rick, faça. - a líder pede.

Sem pensar duas vezes, o Grimes destrava sua arma e mira na cabeça de Pete. O tiro me fez dar um pequeno pulo de susto e tampar os ouvidos de Jeffrey.

Rick?! - ouço uma nova voz no local.

Me viro para a entrada, vendo meu irmão e Aaron ali, junto com um novo homem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...