História Our Little World - (Imagine ChaeLisa) - Capítulo 6


Postado
Categorias Black Pink
Personagens Lisa, Rosé
Tags Amy_cementinowa, Blackpink In Your Area, Chaelisa, Double J, Lésbica, Lgbt, Lisa, Madhatter_baby, Romance, Rose, Sexo, Yuri
Visualizações 435
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura :v

Capítulo 6 - O Ciúmes De Rosé.


Fanfic / Fanfiction Our Little World - (Imagine ChaeLisa) - Capítulo 6 - O Ciúmes De Rosé.

— Quem é "chennie"? — ela pergunta, pronunciado o nome de Jennie errado, porém saia de um jeito fofinho de seus lábios.

— Jennie? Como você sabe da existência dela? — pergunto surpresa.

— Isso não importa agora. Quem é ela? — me olhava séria.

— Ela é uma amiga minha, por que?

— Então por que há o nome dela escrito nessa "partizinha" aqui?

Ela aponta pro meu bumbum, especialmente no cós da calça que estava usando, na parte inferior ela me mostra a etiqueta branca, marcado de caneta rosa, o nome "Jennie Kim", era a marca que Jennie colocava em suas coisas para que eu não usasse e confundisse as suas coisas com as minhas -mas do mesmo jeito, eu usava as suas coisas-.

— Isso não está certo! — diz indignada.

— Desde quando você sabe ler, Rosé? E por que em tantos lugares do meu corpo, você reparou logo na minha bunda?! — perguntava aos risos.

— Só porque estou aqui há anos, não significa que eu seja burra! E eu sei ler sim! — ela diz corando de raiva (?). — e outra, eu vi isso ontem, quando você estava chacoalhando a sua traseira na água! — ela cruza seus braços, franzindo o cenho.

— Ata... Entendi, Sra. Enciclopédia! — sorrio. — assédio é crime, Rosé!

— Tô nem aí! — emburra seu lindo rosto.

— Ah, Rosé... Não seja tão ciumenta!

E ela continua emburrada, sem me responder.

___________________________________

Ela continuava a me ignorar até agora. Eu observava ela sentada de um canto, com seus cabelos batendo ao vento, de frente para o luar. E meu coração estava a mil, era tão bom contemplar a sua beleza... Mas não era tão bom saber que estávamos brigadas por causa da sua incrível disposição para xeretar o "butido" dos outros.

Eu tinha que admitir que, embora seja recente as nossas interações, e embora seja recente a nossa briga tosca, fico triste por estarmos brigadas.

Ao invés de ficar me lamentando muito, fui até ela, me sentando ao seu lado e observando o mesmo que ela.

— Se importa de eu me sentar aqui do seu lado? — ela não me responde. E então, aceito aquele silêncio vindo da parte dela como um "sim" e me sento ao seu lado.

"Eu tenho que me desculpar com ela, mas não sei como... Bom, pelo menos eu irei tentar. Estarei fazendo a minha parte, certo?" pensei.

Olho para ela e quado iria me desculpar com ela, ela se levanta e vai para longe de mim.

___________________________________

(Dia seguinte)

Foi chato ter que aguentar os desafios da natureza hoje, Rosé nem se quer falou comigo hoje, nem a vi hoje. Esse "Não a vi hoje" muda, quando eu a vejo fazendo algumas coisas de barro em pé. Logo vou até ela.

— Ou, vem cá, garota! — viro Rosé pelo ombro, fazendo ela me encarar, ela ainda estava com o rosto emburrado e minha roupa que a cobria, estava toda suja de barro. — Por que está fazendo isto comigo?! — pergunto aumentando meu tom de voz.

— "Isto" o que?! — e ela faz o mesmo, me respondendo com outra pergunta, com o mesmo tom de voz que eu. — eu não fiz nada com você!

— COMO NÃO?! — ela continua me encarando. — você está me ignorando por coisa boba desde ontem a noite!

— E daí?! Isso é tão importante pra você?! — tira as palavras da minha boca por um momento.

— É sim... É importante para mim... — digo cabisbaixa, abaixando a minha cabeça por conta da frustração.

Rosé segura em meu ombro, olhando para o meu rosto.

— Por que?

— Se eu contasse, acho que você me rejeitaria... — olho para seu rosto.

— Tudo bem, pode contar para mim!

— Sei lá... Eu acho que estou gostando de você... — digo meio receosa.

— Eu também, Lisa! — ela me abraça.

— Sério mesmo? Mas de que jeito você gosta de mim, Rosé? — pergunto corada.

— Lisa Eu, Eu Lisa = melhores juntas! — ela diz, fazendo desenhos no ar junto.

— Eu não entendi. — digo com uma expressão de: "cê tá me fazendo de trouxa, é?". E ela apenas solta uma risada fofa para mim. — vem cá! — dessa vez, eu que início um abraço.

Separo o abraço, vendo a minha barriga toda suja de barro, devido a minha camisa suja que Rosé estava vestindo.

— Opa! — digo ao olhar para minha barriga suja de barro.

— Sujei você! — ela diz alegre.

— É, tô vendo! — digo sorridente.

Me distancio dela, indo até a saía e quando eu iria sair, ela me pergunta.

— Aonde vai?

— Tô indo me banhar!

— Atá... — ela me olha por um mísero tempo, como se estivesse pensando em algo.

— E então... Eu já volto, ok?

— Ok, Lisa~

E assim eu vou ao infinito e além.

                        (...)


Notas Finais


Bye-bye guys! 🌚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...