1. Spirit Fanfics >
  2. Our lolita;. Diabolik lovers >
  3. Can you keep a secret?

História Our lolita;. Diabolik lovers - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Como vocês sabem, eu desisti de uma das minhas fica por ter baixa autoestima em relação ela, mas pretendo voltar com ela após terminar essa e uma outra sobre mukamis, que também será um yaoi, mas de 15 capítulos.
Aguardem um pouco que depois que acabar essas duas voltarei com o Shiro, nosso bebezinho.

Boa leitura 🖤🌈

Capítulo 6 - Can you keep a secret?


Fanfic / Fanfiction Our lolita;. Diabolik lovers - Capítulo 6 - Can you keep a secret?


Artemis suspirou profundamente, Reiji tinha saído do quarto junto com os outros irmãos, deixando-a sozinha com seus pensamentos confusos. Ele tinha a dito para tomar banho no banheiro que estava incluso no quarto e que pediria para os empregados deixarem uma muda de roupas em cima da cama, mas em hipótese alguma a lolita poderia sair do quarto sem ser permitida.

-Mas que absurdo, o mundo só pode estar conspirando contra mim novamente! -A acastanhada praguejou jogando seu corpo no sofá azul. -Que confortável...-Murmurou, permitindo-se relaxar por alguns segundos.

-Senhorita? -Uma voz feminina ecoou através da porta. -Posso entregar?

Aquela pergunta despertou os sentidos de defesa da jovem de novo, fazendo seu corpo automaticamente de endireitar e enrijecer, mas ela apenas disse um "sim" em alto e bom som. Observou uma senhora de mais ou menos quarenta anos entrar no cômodo com uma muda de roupas, muito bem dobradas por sinal, nos braços.

-O mestre Reiji pediu para deixar suas roupas em cima da cama, mas já que está ainda está aqui vou lhe entregar logo. -A mulher mantinha a cabeça baixa, nunca olhando nos olhos de Artemis e ainda falava suavemente. 

-Obrigado...?-A mais jovem pegou as roupas e fez menção de querer saber o nome da mulher.

-Meu nome é Ísis, senhorita.

-Certo, obrigada Ísis. 

A lolita observou Ísis se distanciar, saindo do quarto tão delicadamente como quando entrou. Ela suspirou. Queria sair dali, mas não conhecia o território inimigo, poderia se perder tentando achar a saída ao sair do quarto.

-Bem, agora só me resta tomar um banho. -Declarou para sí.

O banheiro ficava na porta creme à direita do guarda-roupa. Era um cômodo espaçoso que possuía uma banheira delicada desenhada com anjos e nuvens, a privada era enfeitada com adornos em dourado, o espelho enorme possuía um formato de coração, já a pia era coberta por desenhos de nuvens em um tom azul céu. "

Eles são religiosos fanáticos, não é possível.", ela pensava diante da decoração excêntrica, mas ainda sim bela.

Artemis ligou a torneira que rapidamente enchou a banheira com a água morna, logo estando na temperatura correta para a jovem ficar submersa na água. Os músculos relaxaram por minutos e a tensão esvaiu-se de seus ombros, por um breve tempo ela esqueceu-se da situação em que estava envolvida.

-Não seria tão ruim se eu ficasse submersa para sempre. -Ela pensou ao afundar completamente na água.

Os longos fios castanhos flutuavam pela água cristalina, os joelhos firmes junto ao corpo em forma de defesa, e as pálpebras fechadas, bolhas de oxigênio escapando por suas narinas formavam a cena final de um filme. Afinal, sua vida de repente tinha se tornado como uma história do universo cinematográfico.


{...}


Artemis suspirou profundamente, estava irritada e assustada, as roupas eram exatamente do seu tamanho e gosto, mas como? Era como se eles estivessem observando seus hábitos, gostos e tamanho, a idéia disso acontecer deixou um gosto amargo na boca dela.

-Aparentamente não vou sair daqui tão cedo. -Ela murmurou enquanto ajeitava o laço do cardigã rosa-pastel.

O conjunto de roupas que Reiji tinha pedido pra lhe entregarem era vintage, com uma saia florida, blusa de mangas longas e bordado francês, com um cardigã rosa longo acompanhando. Era exatamente o estilo suave que estava acostumada a usar. A lolita aproveitou para pentear seus cabelos e fazer duas tranças, quais prendeu com fitas brancas.

-Perfeito! -Ela se elogiou e deu uma volta.

Toc...Toc.. 

-Entre. -Artemis disse ao ouvir as batidas na porta.

-Sou eu, Senhorita Artemis. -Reiji adentrou no quarto, com sua expressão rígida. 

-...-Artemis nada disse, apenas observou em silêncio o homem se aproximar.

-Peço que me acompanhe até o jardim de trás.

A acastanhada não pestanejou em ficar de pé e seguir o vampiro até a porta.


{...}


Os olhos verdes encaravam fixamente os olhos rosados, ela queria transparecer sua raiva, mostrar que estava muito irritada com a situação, entretanto isso só fez o moreno rir, ele achava graça as tentativas fracas de o intimidar. 

-Não desperdice belos olhos com uma fúria passageira. -Ele comentou divertido.

-Idiota. -Ela retrucou levando a xícara até os lábios, bebericando o chá com aroma e sabor delicioso.

Artemis tinha sido levada pelo moreno até um pequeno local no jardim atrás da casa, lá estava pôsta uma mesa de mármore redonda na coloração coral, em cima dela havia um bule de chá branco extremamente delicado e muito bem adornado com dourado e coral. 

-Então...vai me dar a honra de saber o motivo da minha ilustre presença nessa casa? -Artemis usou todo seu sarcasmo e levou uma colherada do bolo de sorvete á boca.

Reiji tinha preparado uma sobremesa para eles comerem enquanto conversavam, mas na verdade eles estavam comendo mais que conversando e isso já estava irritando-a profundamente. Odiava saber que estavam enrolando ela.

-Infelizmente você não é uma mulher manipulável, não é mesmo? -O moreno ajeitou seus óculos e sorriu, ele gostava do atrevimento de Artemis. 

-Felizmente, sou decidida. -A acastanhada largou a colher, colocando suas mãos em cima da mesa, próximo a xícara.

-Eu serei direto: somos vampiros. Somos seres nortunos que se alimentam de sangue...-Uma breve pausa surgiu na sua fala. -Sangue humano.

Artemis tombou a cabeça levemente para o lado, em uma forma evidente de confusão, e aquele gesto inocente fez Reiji sorrir mais ainda, ele gostava do jeito da garota, infelizmente tinha se sentido atraído pela forma como ela podia ser rebelde, suave, gentil, infantil, confusa, atrevida, e algo que o intrigava: a lolita tinha tudo que ele repudiava e mesmo assim, o atraía para sua teia de sedução.

-Vampiros? Por favor, não quero piadas bobas. -A menina disse um pouco baixo. -Eu não gosto que zombem de mim.

-Não é nenhuma piada, estou falando sério. -A expressão suave fugiu do rosto do vampiro.

-Certo...-A doce menina engoliu seco, tinha medo de perguntar mais. -E o que eu tenho haver com isso?

 -Você foi escolhida para ser a nossa nova noiva de sacrifício, senhorita Artemis.

Por alguns segundos, que pareceram horas, aquelas palavras ecoaram na cabeça dela, seus olhos verdes ficaram perdidos e a visão do desespero na face delicada fez um sorriso malicioso surgir nos lábios do homem sentado em sua frente. 

"Qual será sua reação a seguir, humana tola?", pensava Reiji enquanto Artemis abria e fechava a boca, sem uma resposta para aquela baboseira.

-Isso é um absurdo! Está me dizendo que eu sou sua  nova noiva de sacrifício? -Ela disse incrédula. -Onde está minha opinião nisso!?

-Do que está reclamando? Não deveria se sentir honrada por ter esse privilégio? -Reiji sorria sádico diante do desespero dela.

-Privilégio? grande merda.

-Você não tem nenhuma escolha, Artemis.

O que era essa reviravolta na vida dela? Era pra ser apenas uma universitária normal, por que a vida tinha que brincar assim com ela? E ainda por cima com algo inacreditável?

-Então, consegue guardar esse segredo? -Reiji sorria enquanto levava a xícara aos lábios, sua nova diversão era maravilhosa.

-Sim...-Artemis disse por fim, suspirando pesadamente.

Afinal, o que poderia acontecer de pior agroa?

-Oh, esqueci de lhe dizer uma coisa. -Reiji falou rígido.

-Hm? 

-Você terá de morar conosco.

-O QUE?




Notas Finais


Finalmente chegando na reta que eu quero.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...