História Our Love - Park Jimin (BTS) - Capítulo 60


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Park Jimin (Jimin)
Tags Hot, Romance
Visualizações 72
Palavras 1.695
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 60 - 60


Criei um grupo para contar sobre minha sorte na banca de jornal. Com Mary, Jungkook, Hae, Min Yoongi e Im Eunha. Senti uma vontade absurda de incluí-la.  

 

Me: Olhem para isso! Ganhei 50.000 won seis vezes!  

Im Bitch Eunha: Onde sto? 

Bolacha do Mal: Ótimo, devolva meu cartão de crédito :) 

 

Me: Tu é tão mão de vaca man  

 

Maryane(meu mel): Parabéns! ❤❤❤ Você sempre reclamava que nunca ganhava e agora ganhou Seis Vezes!  

 

Bolacha do Mal: Olha ela Mary, com certeza tá me xingando!  

 

Meu nenê(Hae xuxu): Não se preocupe Jungkookie oppa, eu pesquisei e posso afirmar que ela não te xingou. Dependendo do ponto de vista... 

 

DeleGado Cara Amarrada: Vindo dessa aí, tudo que ela diz em outra língua é tudo xingamento  

 

Me: Ninguém te perguntou -_- deleGADO

 

Maryane(meu mel): Ah, oi Yoongi. Fiquei me perguntando de quem eram os outros números  

 

DeleGado Cara Amarrada: Olá Mary, estou aqui contra minha vontade :) 

 

Im Bitch Eunha: O botão sair está logo ali :)  

 

Me: Amo sua brutalidade Eunha ❤ 

 

Im Bitch Eunha: ❤ 

 

DeleGado Cara Amarrada: -_- 

 

Bolacha do Mal: Ei, você ganhou seis vezes na raspadinha? Ou seja, duas vezes seguidas?  

 

Me: Você leu a primeira mensagem?  

 

Bolacha do Mal: Por que você não pode me responder direito uma vez na vida?  

 

Me: Minha missão de vida é te irritar :))) 

DeleGado Cara Amarrada: Pensei que fosse a mim  

 

Me: Silêncio mortal! E me passe o catchup!  

 

DeleGado Cara Amarrada: Está na sua frente, pegue você  

 

Meu nenê(Hae xuxu): Posso tomar um sorvete no palito?  

 

DeleGado Cara Amarrada: Pode, eu pago 

 

Meu nenê(Hae xuxu): Obrigado senhor min (๑˃̵ᴗ˂̵)و  

 

DeleGado Cara Amarrada: De nada, antes de sair diga a sua queridíssima mãe para parar de fazer careta e me chutar a cada cinco segundos  

 

Maryane(meu mel): Vocês estão juntos?  

 

Bolacha do Mal: eoq (Ò ‸ Ó) 

 

Me: Sim (~suspiro triste~)  

 

Im Bitch Eunha: Mãe?  

 

Meu nenê(Hae xuxu): Mama, quero mais batatinhas, posso pedir mais?  

 

Me: Não acha que você já comeu besteiras demais mocinha? (。-`ω-)ー 

 

Meu nenê(Hae xuxu): Não, preciso de mais (-ω-;) 

 

Im Bitch Eunha: Mama?  

 

DeleGado Cara Amarrada: Vejo que alguém está desatualizada 

 

Maryane(meu mel): também quero batatinhas  

 

Me: Vou levar para você  

 

Maryane(meu mel): ( ✧Д✧) YES!! 

 

Bolacha do Mal: Também quero  

 

Me: Vou passar no seu cartão as batatinhas (☞ ͡ ͡° ͜ ʖ ͡ ͡°)☞ 

 

Bolacha do Mal: Por que você é assim? ༼;´༎ຶ ۝ ༎ຶ ༽ 

 

Me: Porque você é mão de vaca  

 

— Unnie, podemos ir naquele parque bem ali? — Ela colocou o dedo no vidro da janela apontando.  

— Como você conseguiu enxergar até ali? — O parque de que ela falava estava tão longe que dava para ver apenas umas duas cadeiras da roda gigante e só. — Desde quando você sabe que há um parque bem ali?  

— Desde cedo, vi dois garotos comentando sobre terem ido na melhor montanha russa que eles viram na vida que está naquele parque. Por favor?  

— Você gosta de montanha russa? — Ela acenou animada. Bem, se ela está tão animada pra ir, não tenho motivos para impedí-la — Quer chamar a Dong Sun? 

— Jura?! Mas ela mora longe e... 

— Diga para ela pedir um carro, eu pago quando chegar aqui.  

— Vou dizer a ela! — Hae praticamente saiu correndo para fazer a ligação.  

— E você? — Olhei para Min Yoongi que já olhava para mim. — Irá conosco ou tem algo melhor para fazer? 

— Estou de folga, não tenho nada melhor para fazer. — Ele tomou um último gole da sua coca diet, fazendo isso, sua mandíbula e garganta chamaram minha atenção. São tão branquinhas, um chupão naquela região ficaria devidamente marcado... Merda! Pare com isso idiota! 

— Vou pagar a conta. — Levantei rapidamente, para afastar aquele pensamento de mim.  

— Débito. — Yoongi deu seu cartão a senhora enquanto eu procurava o dinheiro. 

— Não, espere. — Eu disse a senhora, a ele eu disse: — O combinado não foi esse. 

— Não houve combinado. — Ele me olhou como se fosse óbvio.  

— Eu irei pagar, com licença. Aqui está.  

— Você é tão cabeça dura. — Yoongi pegou o dinheiro de minhas mãos e me impediu de pagar, colocando o dinheiro no seu bolso traseiro. — Estou tentando ser cavalheiro, apenas aceite. 

— "Apenas aceite" é meu ovo. — Eu coloquei a mão no bolso que achei que o dinheiro estava, mas estava vazio. Os olhos dele dispararam de mim para a senhora. Peguei no outro bolso e meu dinheiro estava lá. Bem, eu estava com as duas mãos no traseiro dele, a situação é a pior possível, mas não exatamente. Ele estava parado, me olhando com olhos esbugalhados e eu estou me aproveitando. A senhora parecia que não havia percebido e muito menos o restante do restaurante. E já que estamos aqui, por que não aproveitar mais ainda?  

Essa cicatriz na altura do maxilar sempre esteve aí? Ah, ela estava escondida esse tempo todo, por dera, a pele dele é tão malditamente branca... Deve ter uma história. Toda cicatriz tem uma história boba ou importante, feliz ou angustiante. Eu gostaria de ouvir qualquer coisa que tenha sido motivo para uma imperfeição nesse rosto. Só para ouvi-lo falar.  

Porra, será que estou me apaixonando por ele mesmo depois de toda a omissão? Ele pareceu não se importar com o que eu sentia, mas...  

— Olha — ela limpou a lágrima que caiu —, talvez ele tenha tido um bom motivo para não dizer. 

— Eu não quis machucar você.  

Talvez... se tudo tivesse acontecido dentro da mesma semana, eu teria morrido. Ser humilhada pela mãe de Jimin, a pessoa que eu pensava que me receberia com carinho e me contaria as histórias de quando seus filhos eram pequenos enquanto tomávamos chá, era a imagem que eu tinha. O tapa vindo dela, o desprezo vindo de seus olhos. Logo depois a notícia em que fui amante de Jimin por um longo tempo, os olhares das pessoas que achavam que fui pivô de uma quase separação do solteiro mais cobiçado e sua misteriosa noiva. Se eu tivesse mesmo a confirmação de seu casamento, talvez eu tivesse falhado com a Hae, mas não só ela, com Mary e Jungkook também. E se, o que Yoongi fez me ajudou a não fazer uma loucura? Sim, eu soube por aquela nojenta da Kim Sohye do casamento, quando eu estava mais calma e pensando no bem-estar da Hae, talvez saber nesse momento não causou tanto impacto, talvez por eu ter aceitado o casamento e aceitado um pouco a possibilidade de Jimin não ser mais meu. Mas não significa que eu não o ame mais, eu o amo e muito, e por amá-lo meu subconsciente se nega parcialmente a aceitar Yoongi. Minha cabeça prefere o crucificar por sua decisão, prefere continuar amando Jimin. Mas Jimin está casado, como podemos ficar com ele, subconsciente? Precisamos seguir em frente, ele não vai voltar tão cedo e não há nada que possamos fazer sem que ninguém saia ferido. Você não esqueceu da ameaça de morte que a mãe de Jimin nos fez, não é subconsciente? Quer mesmo arriscar a segurança da Hae, da sua irmã e do seu cunhado? Não, não vale a pena, ele está casado, é um risco bobo a se correr. Vamos, Yoongi está logo aí, você está com as mãos no traseiro dele, por que não pode amá-lo e continuar sua vida? Ele parece querer seu bem, dê uma chance a ele, Jimin não... não... não... vai voltar para você.  

— Ei, não chore. — A voz de Min Yoongi me despertou. Chorando? Sim, parece que estou. — Desculpe, acho que fiz algo que você não gostou.  

— Não, você não fez nada, é que eu...  — tirei as mãos de seu traseiro para limpar o rosto — estou chorando, porque queria amar você. 

— A mim? — Ele recuou. Ótimo, agora ele acha que eu sou insana. Limpei outra lágrima que caiu e sai. Vai abrir a boca, sua idiota, com certeza ele está constrangido e nunca mais vai querer olhar na sua cara.  

Consegui chegar na porta, não encontrei Haeyoung, era estranho ela estava aqui na última vez que olhei. Me assustei quando fui puxada bruscamente pelo braço para frente, e por Yoongi. Seu rosto estava um misto de confusão e raiva. 

— Diga outra vez. — Ele disse, com voz baixa. Ao ver minha confusão suas sobrancelhas franzidas se encolheram ainda mais.  

— Não. — Lágrimas se formaram quando vi que meu braço estava totalmente preso a ele. Porra, não, eu não vou me confessar para ele. Não agora nesse momento tão turbulento de minha vida. 

— Eu sabia, era bom demais para ser verdade. — Me espantei ao ter o pulso amassado. Sim, ele estava apertando sem dó meu braço, mas, por que... será que ele... parece decepcionado? 

— O está dizendo?  

— Você não pode ser tão lerda e eu muito menos. Eu sei o que ouvi e você sabe muito bem que disse, vamos, repita, eu quero que você repita o que disse. 

— Eu já falei que não. — Droga, ele está apertando tanto... 

— Não? Ótimo, você pode usar essa resposta na pergunta que irei fazer, está bem? 

— Não, me solte, você enlouqueceu.   

— Sim, tem toda a razão. É por isso que preciso dizer o que quero antes que eu me arrependa depois por não ter falado. 

— Se é tão importante diga, mas diga de uma vez, preciso procurar a Hae, não estou vendo ela em lugar nenhum. 

— Você pode procurá-la assim que me ouvir, posso esperar por uma resposta. 

— Diga vamos, pare de enrolar. 

— Estou apaixonado por você, S/N. Eu sei que você ama o Jimin e ele te ama, mas as circunstâncias atuais fizeram meus sentimentos por você ainda maiores, não consigo evitar, eu te quero mesmo sabendo que não posso e que não tenho chances. Mas você disse bem ali que queria me amar, e eu já  te amo. É por isso que eu preciso perguntar aqui e agora, você quer casar comigo?  


Notas Finais


T_T


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...