História Our Love - Capítulo 3


Escrita por: e Bee26h

Postado
Categorias Antoine Griezmann, James Rodríguez, Mats Hummels
Personagens James Rodríguez, Personagens Originais
Tags Futebol!, James Rodriguez, Romance, Triângulo Amoroso, Troca De Casal
Visualizações 102
Palavras 2.093
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - A Briga


Fanfic / Fanfiction Our Love - Capítulo 3 - A Briga

Giovana P.O.V

Eu ainda não estou acreditando que James é uma pessoa tão fria como ele foi comigo e com Danielle hoje pela manhã, apenas queríamos saber um pouco mais sobre a sua vida, e ele já saiu todo apressado e foi muito grosso. Mas tudo bem, pode ter sido apenas um dia ruim, pois não queria acreditar que ele era realmente aquela pessoa chata.

Eu estava triste pelo o que havia acontecido mais cedo, mas muito feliz pois tinha conseguido um trabalho em apenas dois dias aqui. Hoje era o meu primeiro dia e eu estava muito ansiosa, e ainda era a minha primeira vez sendo babá.

Fui para o trabalho e foi muito bom, me apaixonei pela criancinha que eu cuidava. Quando deu o meu horário, fui para a pensão em que estava ficando por enquanto. Cheguei, abri a porta e me deparei com Danielle, toda arrumada.

- Uau - Falei fazendo uma cara de surpresa - Como você está linda, quais são seu planos para hoje? - Perguntei deixando minhas coisas sobre o sofá.

- Muito obrigada - Disse Danielle envergonhada - O que você acha de ir em uma boate aqui perto, muito conhecida, que fiquei sabendo que vai vários famosos? - Perguntou se aproximando de mim.

- Ótimo! Gostei da ideia, vou me arrumar. - Falei indo em direção ao meu quarto e deixando Dani sozinha.

Durante o meu banho, fiquei imaginando quem eu poderia encontrar lá, será que encontraria James novamente? Acho que não, pois pelo que li em alguns sites de curiosidade dos famosos que James não gosta muito de baladas e boates, ele prefere mil vezes os barzinhos. Mas ok, se fosse apenas uma noite legal com Dani, já seria ótimo.

Sai do banho, me troquei e passei uma maquiagem bem leve. Me retirei do quarto e vi Danielle sentada no sofá me esperando.

- Você está muito linda - Declarou ela quando percebeu que havia saído - Vamos? - Perguntou.

- Muito obrigada! - Disse pegando minha bolsa, saindo da pensão e trancando a porta.

Chamamos um táxi. E assim que chegamos na boate, pagamos nossa entrada e sentamos no bar para pedir um drink. Danielle pediu uma batida de frutas com vodka, e eu um Martini.

- Vamos para a pista de dança? - Perguntou ela, quando acabou seu drink, se levantando.

- Vai você, eu ficarei aqui por mais um tempo, logo te encontro - Falei e vi Danielle andar até a pista de dança e fiquei observando.

Após um tempo vi James tentando conversar com duas mulheres, aquela hora me bateu um ciúme imenso, mesmo sabendo que aquilo era errado, pois nós dois não temos nada e eu não deveria ficar triste com isso. E logo vi uma delas se aproximar de Danielle e puxar assunto com ela.

Perdi James e a outra menina de vista, mas estava tudo bem, queria saber o que estava acontecendo entre Danielle e a outra menina, porque elas pareciam estar se dando muito bem. Então senti alguém me cutucar e quando me virei era James.

- Oi, eu sou James Rodríguez. Você e sua amiga me pediram uma foto hoje mais cedo certo? - Perguntou ele muito gentilmente.

- S-s-sim - Falei muito surpresa por ver James falando daquele jeito - Eramos nos mesmo.

- Eu queria muito pedir desculpas, pelo jeito que tratei vocês, não estava em um bom momento e não queria que você tivesse uma má impressão de mim - Disse encarando fixamente a minha boca.

- Está tudo bem, eu achei um pouco estranho, mas nada demais - Falei dando um sorriso falso.

- Quer conversar agora? - Quando ele falou, ainda encarando minha boca, fiquei espantada pois não sabia como puxar assunto.

- Pode ser mais tarde? - Disse me levantando - Eu preciso encontar minha amiga.

- Ok, mais tarde eu te procuro, e posso até levar você é sua amiga para casa quando acabar tudo por aqui - Ele disse de virando e indo para direção contrária.

MEU DEUS!! O que havia acabado de acontecer? Estava em choque! Como assim James Rodríguez lembrou de mim e veio puxar assunto ainda? Mas ok, se controla e encontre Danielle para poder contar para ela.

Procurei ela por todo canto, então entrei em um corredor, que não tinha ninguém além de Danielle beijando a menina que havia conversado com ela na pista de dança, quando vi aquilo me virei e voltei para o bar e me sentei na mesma cadeira de antes. Pedi mais um drink e fiquei processando na minha cabeça o que tinha acontecido, mas principalmente com Danielle.

Pelo que eu sabia Danielle era hetero, mas ver ela beijando aquela menina fez eu duvidar sobre isso, mas o que eu poderia fazer? Essa escolha é toda e exclusivamente dela. 

Meu drink havia chegado, experimentei um pouco, e me virei para olhar o movimento quando me deparei com Danielle e James atrás de mim.

- Ai nossa, o que fazem os dois juntos aqui? - Falei um pouco assustada.

- O que acha de irmos embora? - Disse Danielle me olhando - Acho que já deu por hoje.

- Eu posso levar as senhoritas? - Falou James pegando na minha mão - Já vão agora?

- Vamos sim - Bebi meu drink rapidamente e me levantei.

Estávamos indo em direção a saída, quando James ficou com o olhar fixo em uma mulher que ele havia tentado puxar assunto na pista de dança, pediu para esperarmos um pouco. Logo ele voltou pedindo desculpas pois não poderia nos levar embora hoje, teria que ficar mais um tempo na boate para resolver algumas coisas, se virou e saiu andando em direção a mulher que ele havia conversado, pegou na cintura dela e saiu andando.

- Dani, podemos ficar mais um pouco eu preciso de mais um drink. - Falei ao ver aquilo que acabara de acontecer.

- Podemos amiga, mas só mais um - Falou Danielle andando e se sentando em uma cadeira no balcão.

Bettina P.O.V

Quando eu acordei a primeira coisa que fiz foi ligar para a Bárbara e chamar ela pra ir tomar café da manhã em uma padaria, resolvi não contar para ela sobre oq aconteceu ontem, por mais que eu esteja muito mal em relação a isso, acho melhor guardar para mim, porque se eu contar para ela, vai dar muita merda...

Já havia se passado 1 hr e eu estava esperando Bárbara em uma mesa, não demorou muito para que ela chegasse.

Tomamos café da manhã e conversamos bastante.

- Be você tem certeza que ta bem? - Ela ja tinha me perguntado isso umas 4 vezes.

- Ja disse que to bem - Respondi sendo meio estúpida, percebi que depois disso ela ficou um pouco mais quieta, não a culpava por isso, pois eu realmente estava muito estranha, só queria sair dali e chorar. Me despedi de Bárbara pois ela disse que tinha uns negócios para resolver.

Comecei a andar sem rumo pelas ruas de Munique e ja sentia minhas lágrimas cairem, até que esbarrei em alguém, era um menino, aparentava ter mais ou menos a minha idade:

- Me desculpa - Falei e ja ia saindo, quando senti ele segurar meu braço.

- Você esta bem?- Fiquei encarando ele com uma cara de tipo "ué" - Me chamo João - Ele disse gentilmente.

Resolvi trata-lo bem.

- Bettina - Respondi sorrindo de canto e enxugando minhas lágrimas.

- Você precisa de ajuda?

- Não, eu to bem, mas obrigada - Falei tentando ser educada, mas tava louca pra xingar.

- Eu sei que eu to parecendo um louco, mas é que sou novo na cidade, e to tentando fazer amigos - Ele se explicou.

- Legal, mas acho que não serei uma boa amizade para você - Eu ja ia sair andando, mas ele me puxou denovo.

- Me passa seu número? - Eu não queria passar, mas acabei passando mesmo assim, era só não responder depois, acho que to com problemas demais pra ficar fazendo amigos novos, pagando de boa moça, me despedi de João e resolvi ir para casa andando mesmo.

Cheguei e fiquei pensando que eu precisava voltar a trabalhar, cansei de ser bancada por traficante, mas eu vejo isso na próxima semana.

Horas depois resolvi chamar Bárbara para sair, ir em uma boate, eu precisava ficar bem, e nada melhor do que bebida para esquecer os problemas. Tomei um banho rápido, coloquei um vestido dourado e colado, afinal essa boate é bem cara para ir vestida de qualquer jeito. Quando era 22 horas da noite Bárbara me ligou e disse que tava me esperando com o carro na frente do prédio.

Chegamos na boate e entramos pelo vip porque o segurança é "amigo" de Michael.

Fomos direto para o bar, Bárbara disse que não ia beber ainda, mas eu tava bem disposta a beber, acabei pedindo uma batida de frutas com vodka. Peguei meu drink e fomos para a área vip. Fiquei conversando com Bárbara quando de repente avistei ninguém mais ninguém menos que James Babaca Rodriguez, e percebi que ele vinha em minha direção com aquele sorriso sedutor dele.

- Eu mereço - Falei baixinho para a Bárbara e ela apenas riu da minha cara - Se vc me deixar sozinha com ele, eu te mato.

- Relaxa ow.

- Olha só quem esta aqui - James falou me olhando - Bettina Schmitz, não estou surpreso, ja esperava te encontrar em lugares assim - Revirei os olhos.

- E olha só quem esta aqui, James Rodriguez, também não me surpreendo em te encontrar aqui - Falei o desafiando, e percebi que ele estava gostando.

- Bom ja que eu to sobrando aqui, vou dar uma volta por ai - Disse Bárbara ja saindo, eu iria matar ela depois disso.

- Quer dançar mamacita? - Ele falou estendendo a mão para mim, fazendo uma voz sexy.

- Apesar de você ser um idiota, eu quero sim 6- Dei minha mão para ele e fomos dançar. Dançamos várias músicas de vários estilos e eu podia confessar que James é um homem até que interessante.

Ele disse que ia pegar uma bebida e ja voltava, mas eu sabia que ele não voltaria tão cedo. Fui até o bar e comecei a beber muito, até que avistei James e ele falava com uma outra menina, ela parecia ser mais nova que eu, tinha cara de inocente e era impressão minha ou James Rodriguez estava tentando ser bom moço perto dela? Ri com o meu pensamento e voltei a beber.

Senti a presença de alguém do meu lado e vi que era James:

- O que você quer? - Perguntei meio enrolado, acho que bebi demais.

- Você ta bebada? - Ele perguntou rindo.

- NÃO! - Dei um grito e comecei a rir depois e ele riu junto.

- Onde esta a sua amiga?

- Como eu vou saber? Tenho cara de mapa por acaso? - Falei rindo.

- Bettina, eu não to brincando com você - Ele falou em tom meio preocupado (?)

- Ain papi, para de ser chato - Falei rindo.

- Não saia daqui - Ele falou saindo, apenas obedeci porque eu não tinha aonde ir.

Percebi que ele tinha ido falar com aquela menina que tava falando antes, e tinha uma outra junto agr, não fui com a cara da que ele estava dando em cima.

Ele voltou, me pegou pela cintura e começou a me levar para o banheiro da boate. Entramos e James trancou a porta.

- Vomita - Ele falou olhando para a minha cara.

- Ta louco? Eu to me sentindo bem - Falei exaltada.

- Você ta bêbada Bettina, vai acabar passando mal uma hora ou outra - Não dei ouvidos ao que ele falou. Destranquei o banheiro e sai rápido dali, sentindo minha cabeça girar, nem vi se James estava vindo atrás, mas não ligo se ele não estiver. De repente sinto um líquido molhar o decote dos meus peitos e o resto do meu vestido, quando vi que quem tinha feito aquilo comigo foi a sonsa da menina que falava com o Rodriguez um pouco antes, me sangue ferveu de raiva.

- OLHA POR ONDE ANDA SUA RIDÍCULA - Gritei feito uma louca.

- Me desculpa, deixa eu te ajudar a limpar - Falou tentando pegar no meu braço.

- NÃO ME ENCOSTA - Cada vez eu gritava mais alto.

- Eu só quero ajudar - Falou se fazendo de boazinha.

- Vai se fuder sua vadia. - Falei mais baixo agr.

- A ÚNICA VADIA AQUI É VC, QUE FICA SE ESFREGANDO NOS HOMENS - Gritou.

Não hesitei e quando eu fui ver ja tava em cima dela puxando seu cabelo, quando de repente fui puxada pela cintura e vi que era James, ele me tirou rapidamente de la e quando eu vi, ja estavamos em seu carro, minha cabeça doia muito. Percebi que ele estava dirgindo e acabei pegando no sono.


Notas Finais


Iremos postar todo dia!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...