História Our Love - Capítulo 5


Escrita por: e Bee26h

Postado
Categorias Antoine Griezmann, James Rodríguez, Mats Hummels
Personagens James Rodríguez, Personagens Originais
Tags Futebol!, James Rodriguez, Romance, Triângulo Amoroso, Troca De Casal
Visualizações 66
Palavras 1.635
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltamos, como vocês pediram!

Capítulo 5 - Hospital


Fanfic / Fanfiction Our Love - Capítulo 5 - Hospital


Giovana P.O.V

Flashback on

Eu e Danielle saímos do bar e fomos para pista com nossos drinks, do nada uma menina esbarra em mim fazendo eu derrubar o meu drink para trás, e olho desesperada para ver onde ele caiu, e dou de cara com a mulher que James estava falando quando deixou eu e minha amiga.

Ela estava com ira nos olhos quando me olhou.

- OLHA POR ONDE ANDA SUA RIDÍCULA - Ela gitou parecendo uma louca.

- Me desculpa, deixa eu te ajudar a limpar - Falei me aproximando tentando pegar no seu braço.

- NÃO ME ENCOSTA - Ela gritava cada vez mais alto.

- Eu só quero ajudar - Falei em um tom gentil.

- Vai se fuder sua vadia - Falou um pouco mais baixo agora.

- A ÚNICA VADIA AQUI É VOCÊ, QUE FICA SE ESFREGANDO NOS HOMENS - Gritei muito alto me retirando dali correndo e indo embora junto com Danielle.

Flashback off

Hoje eu acordei e fui para o trabalho. Quando voltei vi um bilhete de Dani dizendo e ia sair com um amigo que ela fez aqui e voltaria mais tarde. 

Tomei um banho, me arrumei e fui para um café perto da pensão, para comer alguma coisa.

Logo que entrei avistei James, e quando ele me viu, chamou minha atenção, cheguei perto da mesa em que ele estava.

- Oi, você tinha me prometido uma conversa lembra? - Eu sorri e me sentei na sua frente.

- Oi, tinha mesmo - Sorri sinceramente.

- Me conte um pouco sobre a sua vida - Falou se encostando na cadeira - Quero saber mais sobre você, linda!

- Por onde posso começar? - Perguntei para mim mesma - Então... Meu nome é Giovana, sou Australiana e estou aqui a apenas uma semana, tenho 24 anos, e minha melhor amiga se chama Danielle. Tenho uma personalidade forte, nunca fiz nada de errado, sou uma menina de família, e amo ajudar as pessoas. E vou te contar um segredo.. Meu maior sonho era te conhecer - Falei um pouco envergonhada.

- Nossa que legal - Ele falou um pouco nervoso.

- Não precisa me falar sobre você, eu já sei de tudo o que a mídia sabe - Falei - Ou você quer meu contar sobre outras coisas que nunca falou publicamente?

- Quero sim - Disse se apoiando na mesa - Eu tenho fetiche por australianas gostosas, como você - Falou sussurrando.

- Por essa eu não esperava - Fiquei muito envergonhada.

- Você quer ir para minha casa? - Falou se levantando - Ou para algum outro lugar mais especial? - Pegou na minha mão.

- E-eu não posso - Disse soltando a não dele - Desculpa mas tenho que esperar minha amiga em casa, ela está sem chave, me desculpe.

- Você não quer minha companhia? - Falou triste - Vai dar desculpas mais uma vez? Se é isso que você quer, eu entendo... - abaixou a cabeça - Mas tome aqui meu número, para quando mudar de ideia.

Peguei o papel e fui para casa, não estava acreditando que James queria transar comigo, eu não iria ser fácil com ele, como ele esperava, se realmente quisesse teria que lutar muito para conseguir ter meu corpo.

Bettina P.O.V

Ja era quase 20 horas da noite e depois que eu fui embora da casa ou melhor, mansão do James, meu dia se resumiu em filmes, mensagens com Bárbara (para explicar oq aconteceu) e mensagens com aquele cara que eu conheci, João, ele até que é legal.

Havia marcado de me encontrar com ele e com Bárbara, iriamos comer um lanche. Nós fomos, comemos e conversamos bastante, descobri que João veio de Berlim e se mudou pra cá para fazer faculdade de Medicina, pois aqui em Munique tem uma faculdade de medicina realmente boa, descobri também que ele tem uma namorada em Berlim chamada Chloe, mas pelo o que falou, o namoro não iria durar muito mais tempo. João se despediu de mim e de Bárbara e foi embora. Eu e ela estávamos a pé e sem dinheiro para pedir uber, então tivemos que voltar para casa andando, o caminho que pegamos era um pouco deserto, pois quase nenhum carro passava por la.

Teve uma hora em que eu atravesei correndo e quando olhei para a rua vi um carro surgir do nada e bater de frente com a Bárbara, o corpo dela voou e o carro nem ao menos parou para ajudar. Naquela hora meu coração parou, entrei em desespero, fui correndo em direção ao corpo dela, estava desacordada mas continua respirando. Peguei meu celular e vi que tinha uma mensagem de Michael "Gostou da surpresa amor? Da próxima vez eu faço uma exclusiva para você." Quando eu li meu mundo desabou, eu não conseguia parar de chorar, e eu não conseguia ligar para o hospital pois não tinha sinal.

Ja fazia uns 10 minutos que Bárbara estava desmaiada, seus rosto sangrava, e eu estava completamente desesperada, eu não conseguia falar com ninguém. De repente um carro passou por nós e parou logo a frente, percebi que ele iria ajudar. Vi um homem saindo do carro, não consegui identificar quem era, até que ouço aquela voz.

- Bettina? - James perguntou parando na minha frente. Eu apenas o olhei e continuei a chorar - Eu vou chamar uma ambulância! - Ele disse pegando o celular.

- Não da, não tem sinal - Falei com a voz chorosa.

- Merda - Ele se abaixou do meu lado e sentiu o pulso de Bárbara - Vamos leva-la para o Hospital.

Ele falou a pegando no colo, e a levando para o carro, mas eu não tinha forças para o seguir, eu estava assustada e com medo do que Michael é capaz.

- Bettina olha pra mim - James disse se abaixando do meu lado, e eu o olhei - Se vc quiser salvar a vida da sua amiga, precisamos sair daqui agr - Eu apenas concordei com a cabeça, ele me ajudou a levantar e fomos até o carro.

Quando foi ver ja estavamos no hospital e Bárbara ja estava sendo socorrida.

James P.O.V

E la estava eu, no hospital, com Bettina, ela estava quieta sentada na cadeira e fitando o chão, percebi que algumas lágrimas escorriam de vez em quando, nem parece a msm mulher que eu conheci a uns dias atrás, ela realmente parecia mal. Eu queria ajuda-la mas não sei como, não sei como fazer esse tipo de coisa. Só acho algo muito estranho, eu nunca a tinha visto e agr a vejo em todo lugar, até em meus pensamentos, resolvi quebrar o silêncio e tentar conforta-la.

- Ei - Ela me olhou e eu percebi que ela tinha voltado a chorar - Vai ficar tudo bem.

Ela ficou em silêncio por um tempinho mas logo disse.

- Não, não vai - Ela disse me olhando - A minha vida ja era, literalmente.

- Calma Bettina, sua amiga apenas se machucou, logo ela ficará bem - Falei enxugando as lágrimas dela.

- Não é só isso James, tem muito mais coisa envolvida - Ela se exaltou.

- Tipo oq?

- Michael - A olhei surpreso.

- Mas ele não é seu "namorado"? - Perguntei confuso.

- Não, ele apenas faz com que as pessoas pensem isso, e agr ele esta disposto a acabar com a minha vida, por motivos desconhecidos - Eu percebi que tinha muito mais coisa envolvido nisso, mas resolvi não perguntar mais. Conversamos mais um pouco sobre assuntos aleatórios, e realmente eu e ela somos como cão e gato, até que ela adormeceu em meu ombro, e nada de notícia da Bárbara.

Depois de alguns minutos, senti meu celular vibrar e vi que era um número desconhecido me mandando mensagem:

"Oi, sou a Giovana, da cafeteria, eu resolvi te chamar, pois estava entediada kkkk"

Na hora que eu li abri um sorriso de vitória, sabia que essa gostosinha não ia resistir a mim.

"Oi, haha, vamos conversar então"

Conversamos por quase 1 hora e meia, ela é uma garota muito interessante, percebi que ao mesmo tempo que ela tenta resistir a mim ela me da bola, talvez não seja tão difícil assim conseguir alguma coisa com ela.

- Ta boa a conversa com a Giovana? - Ouvi a voz de Bettina e levei um puta susto.

- Puta que pariu, você quer me matar? - Perguntei e ela tava toda debochada, agora sim parecia a Bettina que eu conheci, resolvi entrar no joguinho dela - Tava ótima a conversa com ela, mas você me atrapalhou.

- Poxa vida, estou super me importando se eu atrapalhei ou não - Falou no mesmo tom de deboche.

- Você ta com inveja, porque ela eu quero pegar, você eu ja não quero - Na hora ela soltou uma gargalhada.

- Meu amor inveja eu tenho da Beyoncé, dela eu tenho é pena. E não minta para você mesmo, porque eu sei te deixar louco apenas com um pequeno gesto - Essa última parte ela falou sussurrando no meu ouvido, me arrepiei todo e senti um tesão enorme, ela falou e foi ao banheiro.

Ja era 3 horas da manhã e o médico tinha acabado de nos informar que Bárbara ficaria bem, mas teria que ficar mais dias no hospital e ainda não pode receber visitas.

Foi um sacrifício convencer Bettina de leva-la pra casa, mas eu consegui.

Fomos o caminho em silêncio, ela apenas ia dizendo o caminho de seu apartamento.

Por motivos desconhecidos ela me pediu para que eu descesse do carro junto com ela, ela parecia assustada então obedeci.

Antes de ela entrar fui surpreendido com um abraço, retribui sem hesitar.

- Muito obrigada James, to te devendo uma - Falou se separando de mim.

- Ja sei como você pode me pagar - Falei sorrindo malicioso e dando uma piscadinha.

- Cala a boca seu idiota - Respondeu rindo - Boa noite.

- Boa noite - Respondi e ela entrou no prédio.

Ja estava deitado e meus pensamentos se dividiam entre Bettina e Giovana, mas afinal eu apenas queria sexo com as duas. Logo depois peguei no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...