História Our Moon - Markson - Capítulo 17


Escrita por: e MIKASUALOKA

Postado
Categorias 4Minute, Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, Dahyun, Ga Yoon, Hyun A, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Ji Hyun, Ji Yoon, Jihyo, Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sana, So Hyun, Tzuyu, Youngjae, Yugyeom
Tags Amizade, Bangtan Boys, Comedia, Escola, Got7, Jackmark, Jackson, Lemon, Mark, Markson, Namoro, Viagem, Yaoi
Visualizações 44
Palavras 2.508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Já vou logo avisando que não tenho nada pra botar aqui lsksksks, Sorry gente :3

Posso falar que eu me esforcei bastante pra escrever esse capítulo, eu não tô me sentindo mto bem ;-;

Capítulo 17 - Capítulo sem título 16


Fanfic / Fanfiction Our Moon - Markson - Capítulo 17 - Capítulo sem título 16

Capítulo 16

Fazem exatamente três dias que estou passando as férias aqui.

O tio do Jackson é bem legal, divertido, típico de tio que a gente encontra no Natal e no ano novo, não para de fazer piada.

O sobrinho dele é um fofo, e realmente parece ter 10 anos ainda não acredito que ele tenha 16.

Hoje os garotos vão vir aqui, o hotel em que eles estavam hospedados quando a gente chegou, passou das três noites que eles tinham alugado e para ficar lá mais tempo Eles teriam que pagar caro, então eles vão passar aqui pelo menos dois dias até chegar o dia de eles irem para o hotel que ele já tinha alugado bem antes da nossa viagem.

Não boto nenhuma fé de que vai dar certo 9 adolescentes em uma casa.

Eu falo 9 pois tem o luhan, e ele vai trazer aquele amigo dele para ele não ficar sozinho enquanto Jackson vai estar com os "amigos" dele.

O tio dele nem liga para isso, até porque a casa é grande e da espaço para todo mundo, eu só não durmo num quarto sozinho pois tenho medo.

Não medo de dormir sozinho, medo pela casa ser grande mesmo.

Da qui a mais ou menos 1 hora os garotos já vão estar aí, enquanto isso o Jackson quis arrumar os quartos que eles vão ficar, ele separou 3.

Um para o Bambam e o yug, mais um para o youngjae, Jaebum e Jinyoung.

O terceiro quarto era para o sehun, que Jackson de jeito nenhum queria que dormisse junto com o luhan.

ㅡ Jackson! Em nome de Jesus! O garoto não é um estrupador que vai machucar teu sobrinho. ㅡ Falei seguindo os passos do Jackson com os olhos, o mesmo estava limpando o quarto e eu estava sentando na cama.

ㅡ Mas eu não confio nele, o luhan é só uma criança. ㅡ Ele falou parando de varrer e me encarando.

ㅡ O luhan não é mais uma criança ㅡ me levantei pegando a vassoura de sua mão ㅡ e você não é o pai dele ㅡ ameacei de bater nele com o cabo da vassoura, mas só fui limpar um tufinho que ele tinha esquecido.

Eu e Jackson estávamos conversando sobre luhan como se eu conhecesse ele a anos.

Tudo bem que o Jackson tem motivo para se preocupar, mas eu só estou tentando fazer ele parar de ser chato, aliás, luhan e sehun são apenas amigos, nada poderia acontecer entre eles.

ㅡ Mesmo assim Mark, eu não acho isso certo ㅡ ele me olhou e eu andei em sua direção deixando a vassoura de lado.

ㅡ E você acha isso certo? ㅡ Peguei seu celular no seu bolso e desbloqueei o mesmo, logo amostrando para ele uma foto dele com a namorada na tela inicial  ㅡ hm?

Como o Jackson é apenas um ano mais velho que o luhan, pude tirar proveito disso, aliás, Jackson também é menor de idade.

ㅡ Ah.. ㅡ ele ficou constrangido e pegou seu celular bloqueando o mesmo é colocando devolta no bolso ㅡ então, o que você quer que eu faça?

ㅡ Quero que você deixe seu sobrinho quieto, se você pode ele também ㅡ falei aquilo e fui em direção a porta ㅡ vou comer, depois eu volto.

E sai do quarto.

Depois de ter comido horrores, voltei para o quarto com um pão na mão.

ㅡ Ai Jackson, teu tio comprou pão, tá muito crocante olhei iss- ㅡ fui interrompido por um grito dele.

ㅡ SAI DAQUI, VAI SUJAR O CHAO QUE EU ACABEI DE LIMPAR, DESGRAÇA, TU VAI LIMPAR COM A LÍNGUA.

ㅡ Ain Jackson para ㅡ terminei de comer fora do quarto e logo adrentei me sentando na cama de novo.

ㅡ Para nada, você já acabou de comer? ㅡ Falou se virando pra mim assim que percebeu que eu tinha subido na cama ㅡ ok, só procura não sujar tá? Os meninos já vão fazer bagunça o suficiente hoje..

ㅡ Não é só hoje não, não se esqueça que eles vão ficar dois dias aqui!

ㅡ Não fala nisso! Eu já tô vendo que vou ter que limpar até o quintal depois disso. ㅡ Suspirou e eu me deitei, logo senti o mesmo se deitando ao meu lado.

ㅡ Mas eles não fazem tanta bagunça assim... Bem, as vezes não.. ㅡ me virei para ele e ri.

ㅡ Não confio.. ㅡ ele me olhou e riu junto a mim.

Quebra de tempo 

Depois de eu ter ficado um bom tempo conversando com o Jackson, logo ouvimos alguém batendo na porta como se fosse o fim do mundo.

Eu e Jackson nos levantamos e fomos correndo até o andar debaixo da mansão.

ㅡ Já sabe quem é, ne? ㅡ Perguntei ofegante por estar correndo,e ele só concordou comigo.

Quando chegamos na em baixo, eu fiquei tentando respirar com as mãos apoiadas no joelho enquanto ele abria a porta.

ㅡ JACKSAO! HAHAHA! ㅡ Ouvi alguém gritar, então logo olhei para frente vendo Bambam abraçando o Jack.

Ele retribuiu o abraço, bem, Bambam sempre disse que gostava muito do Jackson (como amigo obv) então eu não estranhei quando eles se abraçaram, mas logo aquele abraço veio pra mim.

Eu ainda estava me recuperando de ter corrido a escadaria toda e quase ter rolado por ela, e ele ainda me apertou bem forte, o que me fez perder mais ainda o fôlego.

ㅡ Tu vai me matar... Viado ㅡ falei um pouco pausado e logo o senti me largar ㅡ é... Bom ver você... Também..

ㅡ Hey! Como é que está? O Jackson ainda é legal? Hm, ele está com cara de quem cometeu um suicídio! ㅡ Bambam falou e começamos a rir, logo me virei para ele e o questionei.

ㅡ Um suicídio senhor Bambam? Não seria homicídio? ㅡ Ri me aproximando dele colocando as mãos em seus ombros.

ㅡ É isso aí que você falou, ah, e eu tenho boas novas! ㅡ Quando ele disse aquilo yugyeom rapidamente virou a cabeça para ele e apontou para o Jackson fazendo barulho de "shhh" ㅡ qual foi yug! Boas novas é para todos! ㅡ Ele gritou e se virou para mim.

ㅡ Vai falar ou não? ㅡ Trombei minha cabeça para o lado.

ㅡ Ah, sim! Eu vi o youngjae e o Jaebum se beijando! ㅡ Gritou e eu o olhei surpreso, vendo que o mesmo atraiu olhares mortais de todos do grupo ㅡ foi só um selinho, mas de qualquer jeito não foi por desafio! Ninguém pediu aquilo selinho! Haha!

ㅡ Hey! Chega! Estão com fome, vamos comer! ㅡ Falei ao perceber o constrangimento dos dois "pombinhos", então comecei a puxar Bambam pelo braço até a cozinha ㅡ você só pode ter enlouquecido...

ㅡ Eu não fiz nada demais! ㅡ Ele falou se defendendo e eu tampei a boca dele antes que ele falasse mais alguma coisa, pelo menos 2 segundos depois yugyeom entrou na cozinha.

ㅡ O que a gente te falou kunpi? ㅡ Ele disse pegando o Bambam pela cintura e colocando o mesmo em cima do balcão ㅡ sh, não diga mais nada, evite dizer merda..

Eles ficaram conversando por um bom tempo, aparentemente yugyeom estava brigando com ele por ter dito aquilo na frente do Jackson.

Sai da cozinha para deixar os dois sozinhos e fui para a sala vendo que eles ainda estavam bem constrangidos.

ㅡ Jaebum, youngjae e Jinyoung, venham comigo, vou amostrar o quarto de vocês. ㅡ Falei quebrando aquele clima de "ninguém se fala aqui não?" E fui subindo as escadas puxando Jinyoung.

ㅡ Me desculpa Mark, agora o Jackson vai interpretar mal.. ㅡ disse youngjae indo atrás da gente, e quando eu cheguei no quarto dele, soltei o Jinyoung e me sentei em uma das camas.

ㅡ Querem me contar o que exatamente aconteceu? ㅡ Perguntei e vi youngjae se sentando do meu lado. 

ㅡ Essa vai ser minha.. ㅡ ele sussurrou se referindo a cama e eu concordei ㅡ então.. eu só queria saber como era beijar um homem, só que eu não tive coragem de continuar o selinho, mas foi só curiosidade.

Ficamos conversando por mais um tempo, até que alguém entrou no quarto, todos os nossos olhares foram desviados para a porta, mas era só o kunpi e o yug.

Eles entraram na conversa também e o baby bam pediu desculpas.

Ah, eu acho que nunca cheguei a falar desse "baby bam" , hihi.

Bem, enquanto a gente ainda estava estudando,o kunpimook brigou com a professora e eles ficaram discutindo por muito tempo até a professora falar que ia tirar 4 pontos dele e ainda ia mandar ele para a diretoria.

Aí ele disse "não faz isso não que eu sou um bebê!" E assim surgiu o belo apelido "baby bam"

Mas voltando ao assunto da sala, ele pediu desculpa para os dois que aceitaram as mesmas.

Depois eu levei yugyeom e Bambam para o quarto deles.

ㅡ Tem certeza que eu posso confiar em deixar vocês dois sozinhos? ㅡ perguntei assim que abri a porta e vi a cama de casal.

ㅡ O que você acha que a gente faria ficando sozinho? Hm? Fica tranquilo, eu e o Bambam somos só amigos ㅡ ele riu olhando a cama ㅡ por que só a gente tem cama de casal?

ㅡ Na verdade, eu estou com medo de vocês iniciarem um incêndio.. ㅡ suspirei e me virei para eles ㅡ não é só vocês que tem, o Jackson e o tio dele também tem.

ㅡ Ah sim.. ㅡ Bambam disse se jogando na cama ㅡ parece aqueles colchão d'água, é bem macio. 

Como o kunpi não tinha dito isso para mim, eu decidi os deixar sozinhos de novo, então logo sai do quarto.

Cerca de 5 horas da tarde e a casa está esse silêncio... As paredes dos quartos são grossas, não dá para ouvir se quer um pio dos meninos.

O Jackson já não estava mais na sala e o luhan havia saído para buscar o amigo dele.

Suspirei pesado e entrei no quarto que eu ficava com ele.

Me sentei na cama e peguei meu celular que estava na cabeceira desde que Jackson começou a arrumar os quartos.

Comecei a mexer em meu celular não ligando para mais nada, aliás, nas mãos eu já tinha tudo, RS.

Quando se passaram por volta de 20 minutos pude ouvir a porta rangendo, nem olhei pois já sabia que era o Jackson.

Eu estava bem certo, logo o mesmo se deitou ao meu lado e me abraçou de lado fazendo meu celular cair no chão, mas não estava tão alto então não me preocupei.

ㅡ O que foi, hm? ㅡ Perguntei esticando o braço pegando meu celular e o colocando na mesinha, assim que feito coloquei minhas mãos no cabelo de Jackson e fiquei acariciando.

ㅡ Cansaço... Estou acordado desde as 10 ㅡ suspirou ㅡ meu tio vai me matar quando chegar do trabalho.. o Bambam rachou o balcão.

ㅡ Ele o que? ㅡ Segurei o riso ㅡ ele está tão pesado assim? 

ㅡ Deve ser uma orca.. deve ter ficado pulando no balcão.

ㅡ Uhum, quer dormir um pouco? ㅡ Perguntei e vi ele concordar com a cabeça, soltei uma risada fraca.

Peguei meu celular e entrei nas mensagens, logo passando uma para o Bambam.

Bambam socorro corre aqui no quarto do jackson ->

Não demorou nem 18 segundos para o mesmo aparecer com o cabelo todo bagunçado no quarto.

ㅡ O que aconteceu aí? ㅡ Me referi ao seu cabelo.

ㅡ O youngjae tacou uma toalha na minha cabeça e saiu assim, mas o que você quer?! ㅡ Falou um pouco preocupado.

ㅡ Ah sim, apaga a luz aí pra mim

ㅡ Seu viado eu juro que eu vou te mat- 

Quebra de tempo.

Eu e Jackson dormimos por 3 horas, era apenas para ele ter dormido, mas eu não me segurei também.

Bambam ficou cheio de graça para apagar a luz então eu tive que apagar, e assim que apaguei eu tinha me jogado na cama e sem querer caído em cima do Jackson, parece que doeu.

Mas fora a isso dormimos muito bem, ele normal e eu todo torto na cama.

Quando passou um certo horário, eu acordei primeiro e logo comecei a decidir Jackson para perguntar as horas.

Óbvio que ele ficou meio bolado, mas a gente estava com tanto sono que voltamos a dormir.

E acordamos agora, exatamente sete e quarenta da noite com uns gritos vindos da sala.

Eu me levantei assustado e ele também, logo a gente tomou coragem para sair do quarto e ir ver o que estava acontecendo.

Quando chegamos na sala com os cabelos bagunçados, as roupas amarrotadas e descalços, os garotos olharam para a gente de uma forma estranha.

Eu logo pude perceber uma garrafa no chão apontando para o Jaebum, que estava ligando para sua mãe pra cumprir o desafio passado.

ㅡ Querem brincar? ㅡ Yug perguntou batendo no chão para a gente se sentar, não exitamos e logo nos sentamos.

Foram muitos risos durante o jogo, até a garrafa parar virada para o Jackson, Bambam iria perguntar. 

ㅡ Verdade ou desafio? ㅡ Baby perguntou e ajeitando aonde estava sentado, ficando de joelhos.

ㅡ Desafio ㅡ Jackson disse sem ânimo, mas logo percebeu o sorriso diabólico de Bambam.

ㅡ Te desafio a dar um beijo na Mark! ㅡ Falou animado e eu virei Minha cabeça para ele.

ㅡ O que?! Por que eu?! 

ㅡ Tem mais alguém aqui para ele beijar? ㅡ Perguntou irônico.

ㅡ Caralho Bambam, tem 7 pessoas nessa roda.

ㅡ Mesmo assim, desafio dado tem que ser comprido!

Fechei meus olhos expressando desgosto, e minha cabeça foi mudada para baixo.

Pude ouvir eles conversando, mas não quis raciocinar para entender o que estava sendo dito.

Logo senti meu rosto ser puxado para cima por uma mão em meu queixo, e quando abri meus olhos pude perceber que minha boca já estava colada na de Jackson.

Eu queria muito separar a gente, mas não podia, pelo que eu lembrei da conversa deles o beijo teria de ser de pelo menos 30 segundos, passou disso já ficaria tudo mais pesado.

Suas mãos foram para trás de meu pescoço segurando minha nuca, parece que ele sabia que eu iria separar.

E quando eu finalmente pude perceber de novo, eu já estava totalmente vulnerável a ele.

Aquele beijo estava tão simples em Deus 10 segundos, mas Jackson melhorou aquilo encostando sua lingua em meus lábios.

Entre-abri a minha boca e todos na sala perceberam que aquele beijo estava ficando sério, e melhor foi quando eu comecei a ficar com um belo de um fogo no rabo e tentar ir para cima dele, mas por conta da minha posição eu não consegui.

Minha língua explorava cada cantinho de sua boca, e a dele fazia o mesmo.

Ninguém parou a gente mesmo quando bateu o tempo combinado.

As mãos de Jackson desceram mais um pouco indo para a minha cintura e ele puxou ela, quando eu estava quase conseguindo o que queria fomos dispersados pelas vozes.

ㅡ Isso que eu chamo de beijo.. ㅡ disse alguém e eu me separei de Jackson ofegante, quando olhei para a porta vi luhan com algumas sacolas na mão.

ㅡ Hey... Aonde.. você estava? ㅡ Jackson perguntou sem ar, sendo aquele mesmo Jackson chato de sempre, mas aparentemente seu ar voltou na hora que viu sehun ao lado de seu sobrinho.

Quando ele estava prestes a passar um questionário a luhan sobre, onde ele estava, o que ele estava fazendo ou porque o sehun estava ali, eu me desliguei do mundo.

Aish, eu tenho que confessar...

O Jackson beija bem..






Notas Finais


Eae, gostaram da notícia que o baby bam deu?
Gostaram do beijão que eu insisti em botar nesse cap? Hehehe, por aí vem mais tiro.

Ah, e sobre eu ter postado bem tarde.
Foi mal, esqueci de postar na quinta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...