1. Spirit Fanfics >
  2. Our Paradise in the Apocalypse >
  3. Capítulo 8

História Our Paradise in the Apocalypse - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Hi!!

👋😝

Capítulo 9 - Capítulo 8




carl


sophia e eu tinhamos meio que discutido sobre ela ter falado com a alexa,ela disse pra mim que isso era implicância com ela.


talvez fosse não sabia dizer…


quando entrei na mini van,so vi Beth com Maggie, Alexa não estava la,olhei pra frente do carro e ela estava conversando com Daryl e depois subiram pra cima da mini-vam não consegui ouvir direito sobre o que falavam,depois de um tempo Daryl desceu mais ela não.


acabei entrando na mini-van e dormindo, acordei quando meu pai me chamou pra ficar de olho na Judy que eles tinham que arrumar as coisas pra irmos,vi Sophia subir no capo da mini-van e chamar Alexa.


ela dormiu mesmo ali?


logo ela desceu ainda mancando um pouco,mais não demonstrava sentir dor,a primeira coisa que ela fez foi checar Beth e Maggie falou com ela,alexa comcordou em alguma coisa e logo maggie a abraçou.


depois maggie saio e sophia foi falar com ela junto com carol,meu pai foi até la e os dois conversaram a sós,ele parecia mais tranquilo de algum modo,logo foi falar com daryl e sophia deu a ela o café da manha.


-carol - chamei - aconteceu alguma coisa? 


ela sorriu - alexa decidiu que vai conosco para virginia


-serio?mais...ela não gosta de grupos nem nada do tipo,tem certeza mesmo?


-poise,ela disse que vai conosco ate virginia,não que fazia parte do grupo,mais talvez nos possamos fazer ela mudar de ideia. -parecia esperançosa


-hum...talvez - ainda estava meio perdido.


seria uma longa viagem…


alexa


estavamos arrumando as coisas nos carros pra seguir viagem,ainda estava surpresa comigo mesma por ir com eles,mais só os acompanharia queria ver se tinha mesmo a tal comunidade.


sophia falava animada do meu lado sobre conhecer virginia,parecia que estamos indo fazer uma viagem de familia,ou passar as ferias la e visitar pontos turisticos,so pelo modo como ela falava,ri quando ela disse que tinha lido que la haviam varias fazenas e que queria ver um cavalo de verdade.


ela era bem ingênua...talvez nunca tivesse nem matado um walker,pra mim aquilo era ruim...mais era Carol a mãe ela que sabia o que estava fazendo,mais comfesso que aquilo me imcomodava.


´´´no mundo que vivemos garota não se pode ser ingênua se não eles te matam - apontou pra mim - eles te comem viva e enterram suas sobras depois,não esqueça disso garota´´ - lembrava perfeitamente do meu pai dizendo isso pra mim e do que veio depois.


fui tirada dos meus pensamentos quando Maggie me chamou - ela acordou e esta tossindo tem sangue no curativo também - disse nervosa.


fui ate ela - não se mexa muito -ela me olhou - eu...vou examinar ok?

 

ela assentiu.


beth:você - me olhou nos olhos - vi você no hospital...pensei que eles tinham te matado - falou devagar.


-poise,não conceguiram ainda - troquei o curativo - olha o corte e na horizontal da sua bochecha ate emcima da sua orelha vai ser dificil pra você mastigar pelos próximos 5 dias então vai ter que tomar sopa.


-posso ver meu rosto?


maggie deu a ela um espelho e ela olhou melhor - os outros dois cortes ja estão quase sarados mais 3 ou 4 dias e posso tira-los.


-obrigada...naquela hora eu me deixei levar pelo impulso se não tivesse aparecido acho que o tiro teria atravessado minha cabeca - sorriu de leve - sou a beth.


-alexa, ta tudo bem espero que da proxima vez acerte seu alvo - ela sorriu - olha não vai ficar uma cicatriz grotesca e feia,so precisa se cuidar achamos algumas pomadas e analgesicos pra dor,precisa passar a pomada 2 vezes ao dia e trocar o curativo pra evitar infecções beleza?


ela concordou,maggie começou a falr o que tinha acontecido naquele tempo que ela esteve no hospital então eu sai de la pra terminar de arrumar as coisas,percebi que Daryl estava perto do outro carro apesar de ser durão podia ver que parecia indeciso.


´´aposto que sei sobre o que.´´


-porque não vai falar com ela? - me escostei no carro - ja é a nona vez que você limpa a mesma flecha - ele parou.


 Ele não disse nada - esta com medo que ela diga que é culpa sua ? - ele me olhou - Carol me contou o que aconteceu - tenho ccerteza que ela não vai te culpar,parece boa demais pra isso.


-você acha?


-voce ja esta se culpando mesmo - olhei pra ele - Daryl,olha pra mim - ele ficou de frente comigo - Nos conseguimos achar ela,fomos ate a cidade enfrentamos o inferno pra acha-la e você nos tirou de la entendeu?


-ela e você e Carol não teriam passado por nada daquilo se eu tivesse conseguido impedir eles de levarem ela antes. 


-mais não conseguio...não adianta ficar se culpando por algo que ja aconteceu,porque aconteceu...não vai mudar so porque nos queremos,pensa no agora, pensa no que aconteceu e que ela esta aqui..que nos estamos aqui carol,eu e beth estamos aqui,voce chamou o pessoal e nos tiraram de la entendeu?


ele respirou fundo - entendi...so não acho que seja uma boa hora pra falar com ela..eu não sei o que devo dizer - parecia bem desconfortável falando disso,não o culpo,eramos bem parecidos mesmo.


sentimentos e emoções não eram nosso forte e pior pra ele que era homem…


´´´sabe mana pra nos homens é dificil essa coisa de confessar seus sentimentos sabe - tomou mais um pouco de milkshake - ne Kenshin?


Kenshin assentiu - precisava ver o Kevin quando a Jessie pediu pra ele dizer alguma coisa bem romântica -riu - ele parecia um robo ti juro.


ri podia imaginar a cena,eles dois começaram a discutir enquanto eu apenas ria e roubava mais batatinhas do kenshim ´´garotos´´ neguei com a cabeça ´´


pisquei os olhos bem forte com as lebranças.


-bem - tentei me consentrar - não tente pensar muito nisso...tenho quase certeza que mesmo que tente formular alguma coisa a conversa não vai sair como deseja.


porquê? - parecia curioso.


palpite - dei de ombros,ele resmungou alguma coisa sobre não acreditar que tava comversando sobre esse tipo que coisa com uma pre-adoscente e saio com a besta pra ajudar Rick com o outro carro,so ri disso.


Sophia veio com Judith pra perto de mim e recuei um pouco, bebês não eram meu forte.


sophia:olha so parece que ela gostou de você - riu -quer pegar ela?


a garotinha estava estendendo os braços pra mim parecia que ia chorar a qualquer momento - não sei se é uma boa ideia - argumentei.


sophia disse que era bobagem e me deu ela,me ajeitei pra pegar ela no colo ,era bem cheirosa,cheirinho de bebê, imediatamente as mãozinhas dela foram pro meu cabelo e puxou uma mexa colorida vermelha que se destacava no meio do cinza.


-ela é bem curiosa…


sophia riu - não e? ela coloca tudo que encontra na boca então sempre temos que ficar de olho, Carl dise que os dentinhos dela ja estão nascendo então ela ta bem chorosa.


-hum.. - sorri quando ela sorriu pra mim e a abraçei,sentindo vontade de chorar pela primeira vez em muito tempo,fechei meus olhos com força.


sentia saudade dos meus irmãos,da minha irmazinha que so tinha 1 ano quando isso tudo aconteceu...não consegui salvar ela,não consegui salvar nenhum deles…


respirei fundo tentando me concentrar e ignorar minha cabeça dizendo que era culpa minha o que tinha acontecido.


não precisava lembrar.


eu sabia que era....



carl


vi ela sorrir pela primeira vez de verdade enquando judy sorria pra ela,minha irmã não se dava bem com estranhos...mais eu acho que ela não era mais uma estranha,vi ela e sophia conversarem e rirem até meu pai nos chamar.


nós reunimos e ele ressaltou pra onde iriamos,que seria uma viagem longa,ele iria na frente com noah,tyress,michonne e gleen pra verificar o lugar.


fui no outro carro vermelho junto com daryl,maggie,alexa,e sasha,estavamos esperando o meu pai falar algo pelo walk-tok.


judy parecia empenhada em tentar puxar o cabelo da alexa,maggie riu quando notou,alexa olhava atenta pela janela e so percebeu quando judy consegui puxar uma mecha azul do cabelo dela,não parecia irritada apenas deu um leve sorriso e não soltou o cabelo da mão da judy.


ela gosta de você - escutei maggie dizer do meu lado.


judy inclinou o corpo pra ela e estendeu os braços,alexa olhou pra mim como se perguntasse se podia pegar ela,e assenti,ela pegou minha irmã e sentou ela de frente no colo,judy começoua puxar os cabelos dela de leve e brincar com eles.


escutamos quando meu pai disse que a comunidade ja era,que merda,logo depois tyress morreu e tivemos que enterra-lo.


Não era pra isso ter acontecido,sasha estava em choque dava pra ver,o padre disse algumas palavras bonitas,e meu pai terminou de enterrá-lo.


tinhamos que seguir em frente.


Não tínhamos tempo pra nós lamentamos,isso era coisa do passado.


ficamos na estrada por um tempo,não estamos conseguindo nada,nem água direito,meu pai disse para irmos para washintom.


como eu disse seria uma longa viagem.


alexa


não conseguimos nada ainda e de acordo com maggie faltavam 96 kilometros pra chegarmos em whasintom,estavamos definhando.


daryl,sasha,maggie e eu saimos mais não encontramos água, Daryl comeu algumas minhocas e fomos pros carros.


o combustivel acabou depois de um tempo,então fomos ape mesmo, Rick foi na frente com Daryl levando Judy,stavamos cansados e com sede e fome sabia que não iamos durar muito.


sorte minha que meu joelho ja estava bom,se não estava bem ferrada pra andar isso tudo.


Maggie tinha me empresado umsa roupas pra que eu trocasse as do hospital,eram um pouco largas pra mim mais... melhor um pouco do que nada.


vi quando Dayl saio pra mata e segui ele.


-temos que achar alguma coisa..ou eles vão morrer de fome -o olhei.


-eu sei..temos que achar pelo menos um esquilo…


-Daria tudo por um esquilo...assado - minha boca salivou.


-talvez um coelho -ponderou.


rimos de leve,depois ficamos emm completo silêncio.


mais não achamos nada, então voltamos pro grupo e andamos mais Michonne e Sasha tiveram um desentendimento quando estavamos matando alguns walkers,mais continuamos andando chegamos na parte da estrada onde haviam muitos carros, Daryl daria a volta pela mata.


começamos a vasculhar,mais não achamos nada,nós sentamos sophia ficou perto de mim.


até que um grupo de cães apareceu,e Sasha conceguio matar eles.


sophia: o que ele esta fazendo? - apontou para Rick que estava com um graveto na mão.


-garantindo a janta - me levantei pra ajuda-lo,ela parecia meio horrorizada - vou pegar madeira.


Rick assentiu então eu sai sophia veio comigo -mais eram cachorros.. - parecia trite.


-não sei se voce percebeu mais eles iriam nos atacar.


juntamos o maximo que deu e voltamos pro grupo.


fizemos a fogueira e nos sentamos pra comer,depois voltamos a caminhar.


tinhamos bem pouca água então economizavamos o maximo possível,ouvi Michonne brigar com Rose sobre a água e ela dizer que estava com sede.


-todos nos estamos - me virei - não se esqueça disso.


ela me olhou meio irritada,mais devolveu a garrafa para michonne.


Rick achou uma carta dizendo ser um amigo junto com água,que encontramos na estrada.


eles discutiram sobre ser uma armadilha,era bem provável mesmo, Eugene tentou beber e habraram impediu,estavam prestes a discutir quando eu ouvi…


o barulho da chuva...amava esse som.


o pessoal começou a rir alguns ate se deitaram no chão,pegamos as garrafas e colocamos pra encher, Carl tentou proteger Judith da chuva com o chapéu.


fui ate ele colocando a mochila emcima da cabeça dela, Daryl disse que tinha um celeiro perto dali então corremos ate la.


era uma tempestade e das grandes,eles checaram o lugar fiquei do lado de fora junto com os outros emtramos quando Rick liberou.


fizemos fogo e tentamos nos secar,me sentei ao lado de Beth perto da fogueira,ela estava com judith que chorava um pouco.


-acha que ela vai ficar doente?


-dificil dizer - chequeui ela - não esta febril...mais é bom ficarmos de olho.


-voce é mais nova que eu ne?tenho 18 agora e voocê ?


-acho que 15...não ligo muito - dei de ombros.


-como sabe tudo isso?


-tudo isso o que? - perguntei tirando meu sapato que estava molhado.


-voce sabe caçar, sabe suturar e pra que serve cada remedio,vi voce treinar naquela noite também - sorriu - também sabe pra que serve cada árvore e ate as raizes que podemos comer,sabe quando vai chover tambem...como sabe tudo isso?


pensei seriamente em não responde,mais quando ergui a cabeça vi que Daryl , Carl e gleen me encarando ate rick pareciam bastante curiosos sobre isso..


ri de leve estendendo os braços e Judith imediatamente se inclinou e a peguei no colo - memória fotografica - respondi.


que? - escutei Daryl perguntar.


olhei ao redor pareciam prestar bastante atenção em mim - tudo que eu vejo, ouço,leio eu não esqueço. - pareciam surpresos.


tipo tudo mesmo -gleen perguntou - tipo...ce sabe a tabela periódica toda?


-sei sim,posso falar ela de có pra você se quiser,ouve um momento no inverno em que nos passamos em uma biblioteca...eu li tudo, ja que não tinha muita coisa pra fazer...tinham vários livros de medicina, veterinário,arquitetura e tals, ate de cirurgia tinha la,medicamentos também...lembro de cada palavra dos livros,cada imagem e os passos e instruções sobre tudo que li.


beth:então você não esquece nada?


-basicamente…


gleen:então...se eu tider um mapa você consegue..tipo decorar todas as informações dele?


-sim,é como se meu cerebro tirasse uma foto da coisa e guardassse,se me der um mapa decoro ele e depois posso recrialo identicamente em outro lugar.


gleen parecia animado os outros meios surpresos,nunca tinha falado pra alguém antes sobre isso desde que o apocalipse começou,mais me senti a vontade pra falar e isso era bem raro.



rick:você disse nós...que nós?


parei um pouco,todos ficaram em silêncio esperando uma resposta,podia sentir eles me olharem - vou colocar minhas botas pra secar - dei Judith para Carl e me levantei saindo dela .


tinha assuntos que eu realmente não gostava de falar.


que eu queria esquecer com toda minha força.


estava tudo tão bem e quieto,até que ouvi Daryl chamar um palavrão na porta do celeiro.


Me levantei e percebi o que era,walkers.


-merda -corri ate ele e seguramos as portas,maggie correu pra ajudar também,logo todo mundo acordou e começamos a empurrar,carl deixou Judith no chão e correu pra ajuda senti ele praticamente ficar sobre mim - me empurra -sugeri,foi o que ele fez..


não lembro por quando tempo fizemos isso,so sei que mesmo depois deles pararem eu não dormi mais,nem o Daryl.



pela manha maggie e sasha sairam.



ajeitei minha mochila e peguei o casaco que tava seco,quando maggie e sasha chegaram com um cara.


aaron,todo mundo apontou as armas pra ele Daryl o verificou na hora,sasha disse que ele tinha uma cominidade aqui perto e nos queria la,ele deu fotos da comunidade, Rick acabou apagando o cara com um soco.




ok...mais problemas pra nós.








Notas Finais


Obrigado por lerem 🍜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...