1. Spirit Fanfics >
  2. Our Presnete- Armin Arlert x Reader. >
  3. -Single Chapter-

História Our Presnete- Armin Arlert x Reader. - Capítulo 1


Escrita por: iludidamarya20

Notas do Autor


•Bom eu trouxe essa fanfic do Armin para vocês.
•Acho que ficou boa.
•Então espero que gostem.

•Aproveitem.
•Boa leitura.
🌾💛

Capítulo 1 - -Single Chapter-


Fanfic / Fanfiction Our Presnete- Armin Arlert x Reader. - Capítulo 1 - -Single Chapter-

Armin avia mudado, em seus olhos eu não via mais alegria, eu não via mais sua vontade de ver o mar e conhecer coisas novas.
Eu entendia, todos nós aviamos mudado.
As coisas se tornaram diferentes, nossos amigos, crescemos, amadurecemos eramos outras pessoas.
Mais sempre continuavamos juntos.

Eu sempre fui apaixonada pela gentileza, e inteligência de Armin, pelos seus dons de sempre ajudar um amigo.
Por tudo...
Eu era apaixonada por aquele garoto.
Mais o tempo passou.
E ele mudou.
Seus cabelos estavam em um corte diferente, ele estava forte e mais bonito doque nunca. Ele avia mudado bastante.

O único problema é que eu não via mais aquele sorriso pelo qual me apaixonei, eu não via mais aquele brilho em seus olhos.
Eu adimito que as coisas e circunstâncias fizeram com que ele mudasse e eu também.
Depois de tudo que ele passou entendo que não seja o mesmo de antes.
Mais eu só queria poder fazer algo para ajudá-lo, para que ele não carregasse aquele peso todo sozinho.
Pois eu o amava...
Mais talvez eu nunca avia dito.
Por medo?
Por ele talvez não sentir o mesmo?
Mais eu sempre estive lá ao lado dele, ajudando ele.
As vezes eu me perguntava se ele percebia, tudo que eu fazia por ele.
Se ele lembrava daquele beijo...
Aquele primeiro beijo que demos.
No mar.
Quando vi que era o dia o qual Armin esperou por anos finalmente avia chegado.

[...]

Era mesmo incrível a sensação daquela água batendo em meus pés.
A brisa leve.
Armin tinha razão, o mar era mesmo lindo e enorme.
Eu olhava aquele vasto mar de água salgada a minha frente.
Quando eu me dequilibro.
E quase caio, mais por sorte não cai.
"Você está bem S/n?."
Diz Armin preocupado.
"Estou sim, só me desequilíbrei um pouco."
Digo com um sorriso e ele retribui.
O sorriso de Armin era lindo, seus olhos adimirando o vasto mar azul, eu me sentia feliz apenas por vê-lo feliz.
Eu queria admitir o quanto eu gostava dele, e tive medo de perdê-lo.
Sem antes mesmo de eu lhe contar tudo que eu sentia.

Aramin vem até mim e me entrega uma espécie de pedra? Mais ela era diferente.
"Oque e isso?."
Pergunto sem entender.
"E uma coisa que eu achei aqui no chão, ela se chama concha."
Eu observo ele explicar sobre, aquela tal concha.
Os olhos de Armin brilhavam, enquanto ele contava sobre aquilo tudo.
Como ele gostava de falar sobre aquilo, sobre o mar.
Eu amava ver o sorriso de Armin.
Ver ele alegre, mesmo depois de tudo aquilo de ruim que aconteceu com ele.

Então eu apenas aproximo meu rosto para perto do dele e colo meus lábios nós dele derrepente.
Ele parecia assustado no começo mais ele retribui o beijo.
Que era doce, sem maldade, sem nada, apenas tranquilo e calmo assim como o barulho do mar, mais com um amor profundo como o fundo do mar.

Logo paramos o beijo pela falta de ar presente em ambos.
Vejo Armin completamente vermelho e assustado.
"Desculpa."
Digo, logo sentindo minhas bochecas ficarem vermelhas, então eu olho para o lado.
"Tudo bem."
Diz ele também olhando para o lado completamente vermelho de vergonha.
Eu dou um sorriso nervoso, com a situação.
E começamos a rir.

Sei que Armin não esperava aquilo, mais no fundo ele sabia que eu gostava dele, ele só não tinha coragem de me perguntar ou dizer algo.
Aquele dia foi o dia qual eu me senti mais feliz.
Ao lado dele...
Eu me sentia bem, alegre e feliz, eu confesso que queria ficar apenas naquele momento, onde não avia problemas.. nem nada, apenas aquele momento feliz e inesquecível.

[...]


Sentada olhando pela janela, dou um suspiro com essas belas lembranças.
Sinto as lágrimas tomarem conta de meu rosto.
E droga como eu odiava chorar.
Quando derrepente.
"S/n?."
Diz Armin tímido entrando na sala.
"Oque foi Armin?."
Digo tentando limpar as lágrimas.
"Por que está chorando S/n?."
Pergunta Armin vindo até mim.
"Não e nada."
Digo limpando as lágrimas rapidamente.
Eu simplesmente odiava chorar na frente de Armin, com tantos problemas que ele tinha, não gostaria que ele se preocupasse comigo.
Armin apenas se senta na cadeira de frente para mim, em silêncio.

Armin avia mudado, ele não era mais aquele garoto sorridente, ele estáva sério, e em vez de ver seus olhos brilhando eu apenas via tristeza em seus olhos, des daquele dia do mar, eu e ele nos afastamos um pouco com tantas coisas e problemas.
Dava para ver que Armin avia mudado, afinal ele estava se tornando um homem, e ele não era mais aquele garoto de antes.

Eu sentia saudades do Armin o qual eu me apaixonei.
Mais des daquele beijo, aquele dia quando vimos o mar, não conversamos muito.
Sempre fomos amigos muito próximos.
Mais eu sentia algo além de uma amizade por ele.
Ele estava em silêncio a minha frente.
Eu não sabia oque dizer.

"Armin?."
Eu digo baixo ainda olhando pela janela.
"Oque foi? S/n."
Eu dou um suspiro.
"Você lembra daquele dia?, no mar?."
Pergunto ainda sem olhar em seus olhos.
"Claro que sim S/n, mais por que a pergunta?."
Ele diz calmo.
"Por que des daquele dia você  não falou direito comigo, eu pensei que você talvez não... sentisse o mesmo por mim e que eu fui uma tola em te beijar tão impulsivamente."
Digo logo criando coragem para olhar em seus olhos azuis, que estavam assutados com oque eu disse.
Eu desvio o olhar rapidamente olhando para o chão.

Armin dá um suspiro.
Vejo ele se levantar de sua cadeira e vir até mim, ele se agacha  a minha frente.
E pega minha mão que estáva sobre meu colo.
Eu o olho sem entender.
Ele estava completamente vermelho, mais não me olhava diretamente nos olhos.
Ele acaricia minha mão.
E solta um suspiro.
"S/n.. eu... sinto.."
Ele suspira.
Pareciam que era difícil para ele dizer aquelas palavras.
"Eu sempre.. senti o mesmo.. por você.. mais."
Ele suspira, ele estáva nervoso dava para perceber.
"Mais eu tenho medo... você sabe que eu tenho poucos anos de vida, que nós dois não sabemos oque pode acontecer no futuro, e eu.. simplesmente não consegui te dizer isso tudo, por medo, eu sei que você sente isso tudo por mim, e me mostrou isso aquele dia no mar, mais não só aquele dia, você vem me demonstrando isso des de muito tempo atrás, mais eu não pude eu simplesmente não pude te dizer oque eu sentia... pois eu não quero te ver sofrer por isso me afastei de você, não quero que você fique ao lado de alguém que logo vai morrer e não pode ter um futuro ao seu lado."
Ele diz aquilo tudo e finalmente olha em meus olhos.
Meus olhos estavam com lágrimas.
Eu não sabia dizer se eram de alegria ou tristeza.

Eu apenas dou um sorriso.
E Armin me olha sem entender.
"Armin... você não sabe o quanto eu esperei para ouvir essas palavras."
Eu digo logo colando meus lábios nós dele.
Armin retribuiu o beijo que e calmo, e com muito amor.
Aquilo era tudo que eu gostaria de ouvir.
Eu não me importava com o futuro eu apenas queria ficar ao lado dele no presente hoje e agora.
Eu amava aquele garoto..
Sempre amei.
E agora, saber que ele também sente o mesmo por mim..
Por que perder mais tempo?.


[...]



Já fazia alguns meses que eu e Armin estávamos namorando, com tantos problema era difícil encontrar alguns momentos para ficarmos juntos e a sós, sempre quando Armin podia ele ia até meu quarto, e ficávamos horas conversando e depois ele dormia a noite toda abraçado comigo.
Eu simplesmente amava a companhia de Armin e ouvir ele contar como foi o dia dele e todas as outras coisas.
Não conversávamos sobre o futuro pois nós dois não gostávamos de pensar sobre isso ou pensar que Armin vai morrer algum dia por causa da maldição.
Ele tinha medo disso também.
Então apenas aproveitavamos a companhia um do outro.
E aproveitavamos o amor que sentimos um pelo o outro.
Nois dois sabíamos que em um mundo como o que vivíamos era complicado tudo que sentíamos um pelo outro e nunca ter a certeza de até quando ficaríamos juntos.
Mais eu tentava não me importar, eu apenas queria sempre estár ao lado dele.
Eu o amava intensamente.

Eu achava que nosso relacionamento poderia evoluir, eu queria ser dele, ser amada por ele.
Eu estáva pensando em como fazer isso, sei que Armin quer também mais ele nunca pediria ou ia me dizer, ele e muito tímido.
Mais essa noite eu ia tentar.

Eu estáva deitada na cama quando escuto leves batidas na porta.
"Pode entrar."
Eu digo, pois já sabia bem de quem se tratava.
Ele abre à porta me olha tímido e entra,  logo depois fechando a porta.
"Oi."
Ele diz com um sorriso.
"Você veio."
Eu digo animada.
Ele fica meio que sem jeito.
"Claro que sim."
Ele sorri para mim.
"Vem, se sente aqui."
Eu digo me referindo a cama.
E ele vem e se senta.
Eu o abraço por trás.
Ele apenas fica quieto.
"Armin. "
Eu digo baixo.
"Oque foi?."
Ele pergunta calmo.
"Sabe... eu estáva pensando, demoramos tanto para ter oque temos hoje. E tantas coisas que passamos, eu acho que já está na hora de darmos um passo à mais no nosso relacionamento."
Eu digo baixo e calma com meu rosto enfiado em seu pescoço apenas sentindo seu doce perfume o qual eu amava.
Meu coração estáva acelerado.
Com medo da resposta dele.
Armin apenas solta um suspiro.
Eu paro de abraçá-lo.
Ele se vira e me olha, com aqueles lindos olhos azuis.
Ele passa sua mão sobre meu rosto o acariciando delicadamente.
"Eu.."
Ele respira fundo antes de me dizer algo.
"Eu também quero isso S/n, mais eu não sei como."

Eu entendo Armin, ele e fofo delicado e se importa comigo e como eu me sinto, tudo isso e muito importante para ele, apesar dele querer isso também ele se sente meio sem jeito.
Eu apenas dou um sorriso para acalmá-lo.
E então eu apenas colo seus lábios  nós meus, ele retribui o beijo que e lento e calmo, mais com muito amor.
Armin passa sua mão sobre meus ombros e minha cintura com delicadeza.
Depois que separamos nossos lábios pela falta de ar.
Ele me encara com aqueles olhos azuis.
"Você confia em mim?."
Eu pergunto acariciando o rosto de Armin.
"Claro que sim S/n.."
Eu dou um sorriso.
"Então deixa comigo, vai dar tudo certo."
Ele sorri e afirma que sim com a cabeça.
"Então eu vou desligar a luz tá bom?, para você se sentir mais a vontade"
Digo me levantando da cama.
Mais sou parada por ele segurando delicadamente em  meu pulso.

"Pode deixar acesa, quero ver seu rosto a todo momento"
Ele diz tímido.
"Tudo bem."
Eu digo me sentando novamente na cama.
Armin adimira meu rosto enquanto o acaricia.
Eu apenas colo meus lábios nós dele em um  beijo cheio de amor novamente.
Assim eu puxo seu corpo lentamente para que ele se deite na cama, e eu fico por cima dele.
Eu me sento em sua cintura ainda o beijando.
Um beijo que era carinhoso ficou mais excitante.
Ele deixa que eu comandase o beijo.
Ele apenas segura minha cintura.
Enquanto minhas mãos.
Estão sobre a blusa dele já abrindo os botões devagar.
Quando separamos nossos lábios pela falta de ar.
Armin me observa, enquanto em seu rosto vejo que ele  ainda está todo vermelho de vergonha por eu ter tirado sua blusa.
Eu passo minhas mãos sobre seu peitoral definido.
Armin está todo envergonhado.
Eu vou até o pescoço dele e distribuo leves beijos, e vejo ele se arrupiar, sua pele e quente.
Eu deixo algumas marcas.
Logo eu encaro aqueles olhos azuis novamente.
E o beijo novamente.
E começo a me mecher em seu colo para provocá-lo um pouco.

Armin dá alguns suspiros durante o beijo.
E segura firme minha cintura.
Enquanto minhas mãos passam pelo seu peitoral.
Quando paramos o beijo pela falta de ar.
Eu levo minhas mãos até minha blusa e desaboto os botões.
Enquanto Armin me adimira.
Quando eu tiro a blusa toda.
Ele olha meu sutiã e meus seios com vergonha, ele nunca me viu assim.
Armin e bastante tímido.
Mais ele pega o jeito rápido.

Ele lentamente me tira de seu colo e me deita sobre a cama.
Ficando assim por cima de mim.
Ele me observa por um pequeno momento.
Armin leva sua cabeça até meu pescoço e o beija.
Com carinho e devagar como se quisesse  aproveitar cada canto de minha pele e cada lugar.
Aqueles beijos fazem minha pele se arrupiar, seus lábios sobre minha pele eram quentes.
E me faziam soltar suspiros.

"Está gostando?, se quiser eu paro."
Pergunta Armin calmo.
"Pode continuar."
Eu digo baixo, passo uma de minhas mãos sobre alguns fios de seus cabelos acariciando eles.
Ele vai descendo os pequenos beijos quente sobre minha pele, para todo meu corpo.
Até chegar na minha barriga.
Ele para e me encara novamente.
Eu o puxo para um beijo.
Dessa vez o beijo era excitante e com desejo.
Então consigo sentir o membro de Armin já duro no meio de minhas pernas.
Então eu levo minhas mãos até o zíper de sua calça e  abro juntamente com o botão.
Armin durante o beijo solta um suspiro.
Quando separamos nossos lábios pela falta de ar.
Ele me olha com aqueles lindos olhos azuis e suas bochechas um pouco vermelhas.
"Tá tudo bem?."
Eu pergunto preocupada com ele.
"Está sim... e que você sabe isso tudo e novo para mim."
Eu acaricio suas bochechas.
"Vai dar tudo certo."
Dou um sorrio para acalmá-lo.

Armin está um pouco envergonhado.
Mais ele leva suas mãos até minha calça e devagar desabotoa o botão e abre o zíper.
Ele está tímido e com vergonha.
Mais eu sei que eu e ele queremos aquilo, e que ele está se esforçarcando por mim.
Então eu o ajudo a tirar minha calça.
Ele observa todo meu corpo quase nu.
E passa seus dedos sobre ele.
O adimirando.
Armin leva seus lábios até meu pescoço e o beija.
"Armin.."
Eu digo em um suspiro.

Armin para e me olha e eu o puxo para um beijo novamente.
Assim eu o ajudo a terminar de tira seu calça por completo.
O beijo que era calmo se transformou em um beijo excitante, cheio de desejo e apaixonado.
Quando nós separamos.
Vejo seus lábios vermelhos pelo longo beijo.
Armin leva seu polegar até meus lábios e passa ele sobre eles.
"Você e tão perfeita S/n.. seu corpo e perfeito, eu simplesmente amo tudo em você."
Eu dou um sorriso.
Ele passa seus dedos sobre minha barriga até chegar ao meu sutiã.
Ele me olha.
"Eu posso?."
Ele pergunta timidamente.
"Sim."
E assim ele tira meu sutiã devagar e tímido.
Vejo suas bochecas ficarem vermelhas.
Enquanto ele adimira meus seios.
E delicadamente ele beija ao redor de meus seios até finalmente beija um de meus seios, fazendo com que meu corpo se arrupie.
Seus lábios quentes sobre minha pele me fazia arrupiar toda.
Depois de dar alguns beijos calmos sobre minha pele e em meus seios.
Armin me encara e passa seus dedos sobre meu rosto.
E cola seus lábios nós meus em um beijo, enquanto ele acariciava meu seio com uma de suas mãos, ele o apertava delicadamente.
Me fazendo soltar gemidos baixos durante o beijo.
"Se quiser eu paro."
Diz Armin tímido durante o beijo.
"Não para..."
Eu digo em meio ao beijo.
E assim Armin acariciava meus seios, me fazendo dar suspiros altos.
Eu já me sentia minha intimidade molhada.

"Armin?."
Eu digo baixo.
Armin para o beijo e me olha.
"Eu quero sentir você, eu quero você, quero ser sua."
Eu digo passando minhas mãos sobre seu peitoral.
Ele me olha tímido.
"Tudo bem."
Ele leva uma de suas mãos até minha coxa e passa seus dedos devagar sobre ela.
Ele leva sua cabeça até minha coxa e dá um beijo nela perto de minha intimidade.
"Eu posso?."
Diz ele se referindo a tirar minha calcinha.
"Sim.."
E assim ele faz ele tira minha calcinha me deixando completamente nua.
Eu o puxo para um beijo, calmo e quente.
Enquanto eu levo minhas mãos até seu box.
E começo o puxar para tirá-lo, Armin da um suspiro e me ajuda a tirar.
Eu mordo seu lábio inferior com carinho.
Após ao beijo Armin olha todo meu corpo completamente nu, ele está vermelho de vergonha.

Armin leva sua cabeça até meu pescoço e destrui beijos carinhosos.
E posiciona seu membro na minha entrada.
"Eu vou devagar ok?."
Diz ele perto da minha orelha.
"Ta bom."
E assim ele entra dentro de mim, me fazendo soltar um gemido baixo.
Ele me olha no fundo de meus olhos.
"Me avisa se doer, está bem?."
Diz ele indo um pouco mais rápido.

Eu não sentia dor, apenas uma sensação boa de estár conectada a ele.
De sentir ele assim dentro de mim.
Eu amava ele tanto.
Armin acaricia meu rosto olhando dentro de meus olhos.
"Eu te amo tanto S/n."
Diz ele me dando um selinho.
E logo aumento as estocadas.
Armin não era experiente, mais ele aprendeu rápido.
"Armin um pouco mais rápido."
Eu digo em seu ouvido.

E assim ele faz.
"Assim?."
Ele pergunta.
E eu balanço a cabeça em um sim.
A cada som de que nossos corpos faziam, Armin ficava cada vez mais vermelho.
Eu estáva com minhas mãos em sua nuca enquanto ele beijava minha bochecha e meu pescoço.
"Está bom?."
Ele pergunta preocupado.
"Sim..."
Digo mordendo meu lábio inferior.
Armin me olhava diretamente nos meus olhos.
Mais algumas estocadas lentas.
Eu sentia que estáva quase gozando.
"Eu estou quase lá, um pouco mais rápido Armin."
Digo manhosa e assim ele faz.
Armin as vezes deixava escapar alguns gemidos baixos e roucos de sua boca.
Armin e carinhoso comigo, e a todo momento me pergunta se ele não está me machucando.
Ele se preocupa comigo.
Ele vai mais rápido enquanto olha em meus olhos.

A sensação de ser dele era incrível, de ser amada por ele.

Armin da mais algumas estocadas, Até eu finalmente gozar em seu membro.

Armin não demorou muito também, ele deu mais algumas estocadas e logo tirou seu membro para fora de mim e gozou em minha barriga.
Assim ele se deitou ao meu lado.
Tentávamos recuperar o fôlego.
Quando eu olho para seu rosto, o qual estáva vermelho.

Armin se levanta e pega sua blusa,  ele olha bem em meus olhos e em silêncio me limpa.
Ele me limpa com carinho e amor.
Enquanto adimira meu corpo.
Quando ele termina ele se levanta e veste seu box.
Em silêncio.
Eu apenas me levanto também e visto minha blusa branca social e minha calcinha.
"Vai vestir toda a roupa?."
Pergunta Armin.
Eu olho para ele sem entender.
"Vou por que?."
Pergunto confusa.
"Não, fica assim eu gosto de olhar seu corpo."
Diz ele tímido, suas bochechas estavam vermelhas e ele olha para o lado.
Eu vou até ele.
"Se você quiser, eu posso ficar assim está bem?."
Digo beijando sua bocheca.
Ele não me reponde.
"Você quer que eu fique assim?."
Pergunto o abraçando e olhando em seus olhos.
"Quero."
Diz ele segurando em minha cintura.
Eu dou um sorriso tímido.
"Vai dormir aqui comigo?."
Eu pergunto olhando seus lindos olhos azuis.
"Claro."
Ele sorri e me olha, e passa suas mãos em meu rosto.

Eu me solto de seu abraço e puxo ele para que ele se deite na cama e assim ele faz, eu não perco tempo e me deito por cima dele.
Me aconchegando em seu peito.
"Isso foi incrível, eu te amo,  obrigado por essa noite tão especial."
Diz ele beijando minha testa.
Eu olho nos olhos azuis dele e colo meus lábios nós dele em um beijo calmo e carinhoso.
Após o beijo ser interrompido pela falta de ar presente em ambos.
Eu observo o rosto dele.
Suas bochecas estavam vermelhas.
Eu me aconchego sobre seu peito.
Ele me envolve em um abraço apertado e carinhoso.
E faz carinho em meus cabelos.
"Eu amo você... e sempre vou amar até o último dia de minha vida."
Diz ele passando seus dedos sobre meus lábios.
"Eu também te amo, sempre amei e sempre vou amar."
Digo logo sorrindo para ele que retribui o sorriso.
Armin entrelaça sua mão na minha.
E me observa.
"Você é tão perfeita."
Diz ele tímido.
Eu dou um leve beijo em sua bocheca vermelha e logo eu o abraço forte.

Aquela noite foi especial e incrível, eu esperei por tanto tempo, para ter ele perto de mim, para que ele me amasse como eu o amava e agora aquilo era real, ele estáva ao meu lado.
E ele me amava.
Sei que aquele amor não duraria para sempre.
Mais independente de tudo eu apenas queria aproveitar o presente, o nosso presente.




Notas Finais


Bom foi isso.
Espero que gostem.
Comentem para eu saber oque vocês acharam, vou ficar muito feliz em ler seus comentários.
❤🛐
Desculpa se aver algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...