História Our secret - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Inosaku, Narusasu, Sakuino, Sasunaru, Shoujo-ai, Shounen Ai, Yaoi, Yuri
Visualizações 59
Palavras 3.859
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha eu aqui com capítulo novo! Eu já falei que amo SakuIno? Eu não me aguento com essa fofura, nesse capítulo então...
Enfim, boa leitura!

Capítulo 4 - Um encontro clichê


Our secret

 

Capítulo 4 – Um encontro clichê

 

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

 

Narrador POV’s on

 

 Era uma manhã normal de sexta-feira, Ino e Sakura esperavam seus “namorados” na saída da estação, quando ouviram uma vez animada muito conhecida.

— Bom dia! – Tenten correu na direção delas, Hinata a seguiu.

— Caramba, não corra de repente. – Hinata reclamou e a morena riu.

— Bom dia! – Sakura sorriu abertamente para as duas.

— O que há com ela? – Tenten sussurrou para Sakura.

 Ino estava de braços cruzados, olhar mortal e batia o pé no chão impaciente.

— Naruto está atrasado. – Sakura respondeu no mesmo tom.

 Ino odiava atrasos, independente de ser ou não, o seu falso namorado. Era por isso que ela ia para a escola com Sakura, a Haruno não faria isso. É claro que Naruto era desligado com seus horários, era irresponsável e barulhento. Como é que Sasuke aguenta isso?– pensou. O Uchiha era organizado e metódico, e com certeza não era barulhento, então como ele tinha paciência para isso?

— Ah, Hinata, seu primo devia ser processado por ser tão bonito.– Tenten falou atraindo a atenção delas para onde a menina de coques olhava, praticamente babando.

 Neji estava caminhando e lendo, seguindo calmamente na direção da entrada do colégio.

— Eu já falei para você dizer para ele o que sente, não adianta nada ficar babando a vida toda. – Hinata disse, em um tom calmo que contradizia o tapa na cara que aquela frase era.

— Não posso fazer isso! Se eu for rejeitada vou ficar chata e ferrar a minha imagem agradável de uma colegial cheia de energia! – Ele falou como se fosse óbvio.

— É esse o problema? – Sakura perguntou incrédula.

 Tenten estava tentando chamar atenção com sua personalidade alegre e saltitante, ela estava tentando ao máximo ser mais feminina, já que quando era criança era do tipo que brincava com os meninos e vivia suja e suada de correr por ai ou jogar bola, claramente ela não dava a mínima para como as pessoas a enxergavam. Elas não eram amigas nessa época, mas souberam por Lee que ela foi rejeitada por um garoto na quinta série por ser “muito masculina”.

— Se quer saber, ele falou mais de você quando você ainda esbarrava nele e o xingava do que agora. – Hinata riu.

— Aquilo aconteceu uma vez! E foi culpa dele que anda com a cara no livro! Espera... Ele fala de mim? – Ela notou, enfim o final da frase da Hyuga.

— Não mais. – Hinata sorriu vendo a morena fazer uma careta desapontada.

— Acho que devia voltar ao normal, eu não vejo motivo para continuar fingindo. – Sakura disse.

 Logo seu argumento morreu em sua mente, ao perceber que era exatamente o que ela e Ino estavam fazendo. Não tinham escolha, seus pais ficariam magoados se soubessem, e o pai de Ino ficaria furioso, ele não era do tipo mente aberta.

— Bom dia! – Disse uma voz masculina animada.

Sasuke murmurou a mesma coisa quando se aproximou do grupo.

— Por que demorou tanto?! Não tem despertador no celular ou qualquer merda do tipo?! – Ino reclamou se aproximando do loiro que recuava a cada passo.

Ele ainda estava um pouco traumatizado do incidente com Sai.

— Bem... Nós vamos na frente então. – Disse Tenten, empurrando Hinata pelos ombros para longe dos casais.

— Desculpe, perdi a hora. – Naruto riu coçando a nuca.

— Dessa vez foi culpa minha. – Sasuke disse com um sorriso de canto.

 Ele saiu andando deixando o loiro corado para trás. Sakura riu e correu para alcançar o Uchiha. Ino e Naruto seguiram logo atrás.

— Francamente... Vocês são coelhos ou o que? – Ino murmurou sem-graça. Ainda estava irritada, mas agora não sabia bem o que dizer.

— Ah, você sabe como é... E-espera... Vocês não... Quer dizer, vocês, tipo... Não fizer- Naruto dizia tão constrangido quanto surpreso.

— Não. – Ela disse corada, encarando as costas de Sakura.

 Estava se sentindo quase uma puritana ao lado daqueles dois. É claro que queria chegar lá... Mas ainda precisavam conseguir se beijar sem ficarem com vergonha demais para se olharem nos olhos.

— Vocês já devem ter feito algo, qual é... Não? – Naruto perguntou, incrédulo, recebendo uma negação com a cabeça.

— Nós começamos a namorar há pouco mais de uma semana... E não está sendo fácil fazer isso escondido de todo mundo... Como conseguem?– Ino comentou.

— Bem... Eu estou com o Sasuke há quase um ano, e nós só não assumimos por causa da família dele, que... Bem... Eles meio que expulsaram o irmão mais velho dele de casa por estar namorando um garoto, não acho que seria diferente com Sasuke. Meus pais sabem, e guardam bem o segredo, os nossos amigos não sabem de nada, até onde eu sei. Não é como se eles fossem conseguir esconder muito bem, então não arriscamos. – Ele disse.

— Isso é tão complicado... Meu pai não aceitaria isso, ele é das antigas, ele quase seguiu a tradição de escolher um namorado para mim, os Yamanaka faziam isso há muito tempo atrás, mas a minha mãe conseguiu me livrar dessa parte. — Ino falou entre risos.

Tinha que rir da situação, era melhor do que se lamentar, ela pensava.

— Uma semana... Vocês já conseguiram sair tipo, em um encontro? – Naruto perguntou, pensativo.

— Ainda não. – Ela disse.

— Ah, então, por que não vamos a um encontro duplo amanhã? – Naruto sugeriu, falando mais alto que antes, resultado de sua animação, que fez os dois à sua frente pararam e os encararam.

— Tipo os aqueles que casais melosos vão? – Sasuke perguntou com uma careta.

— Isso! E vai ser suspeito se formos todos juntos. – Disse o loiro.

— Vamos, vai ser legal! Que tal no shopping? Mais clichê impossível! – Sakura disse animada.

 Ino sorriu, dando o braço a torcer.

— Certo, por mim tudo bem. – Disse a loira.

Logo todos os olhares se viraram para o Uchiha, que suspirou derrotado.

— Então amanhã nos encontramos lá, na frente do cinema. – Sakura disse.

— Espera, vou criar um grupo para a gente combinar tudo. – Naruto sorriu pegando seu celular no bolso.

Adicionou todos eles ao grupo “clichê de drama adolescente”

— Ainda bem que você sabe disso. – Disse Sasuke olhando a tela de seu celular.

Ouviram o sinal soar e se olharam em pânico, começando a correr para o portão.

 

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

 

Sakura POV’s on

 

Acordei animada aquele dia, eram quase 12:00 quando eu levantei, almocei e tomei  um bom banho. Já estava jogada na minha cama quando abri as mensagens no celular.

Clichê de drama adolescente

Sasukemo:

“Vamos que horas?” – 11:42

Lamen boy:

“Duas horas? Aí podemos escolher um filme pra ver.” –11:42

Porquinha<3:

“Certo, eu só preciso dar um jeito de sair da floricultura mais cedo.” – 11:50

Você:

“Certo, então está combinado!”  – 12:13

 

 Sorri ao ver a foto que Ino mandou, ela estava debruçada no balcão da floricultura com cara de tédio. Suspirei bloqueando a tela e levantando da cama, eu precisava achar uma roupa! Revirei o guarda roupas inteiro, separando duas opções. Encarei o conjunto de blusa azul de mangas longas com uma saia jeans de botões de cintura alta e tênis allstar cano alto, logo encarei o conjunto do lado, short jeans de cintura alta com uma blusa listrada vermelha e branca de gola alta e allstar branco com uma jaqueta jeans.

Decidi que precisava escolher sozinha, já que Ino estava no grupo com as meninas, eu queria que fosse surpresa. Fazia um bom tempo desde a última vez que me preocupei com o que vestiria, desde as férias, quando eu arrumava desculpas esfarrapadas para ir à floricultura conversar com a porquinha.

 Decidi que escolheria a segunda opção. Já separei as roupas e corri para o banheiro, me despi e liguei o chuveiro. Não demorou para eu escutar a voz da minha mãe, gritando.

— Vai sair hoje? – Ela gritou.

— Vou! Eu avisei ontem! – Respondi.

Segui com o meu banho até ouvir novamente.

— Com o namorado? Eu já conheço ele? – Ela perguntou. Abafei o riso.

— Sim! É o Sasuke-kun! – Respondi.

— Ah, o Sasuke! Tudo bem, traga ele aqui depois, certo? Vamos marcar um jantar! – Ela disse.

— Certo! – Falei.

 Minha mãe era realmente exagerada, mas era fofo. Me perguntava se ela ficaria assim se soubesse quem eu realmente namorava. Provavelmente não. Terminei o banho e deixei o Box enquanto me enxugava, aproveitei para abrir o grupo, conferir as novas mensagens.

Clichê de drama adolescente

Lamen boy:

“Estou saindo de casa antes que minha mãe decida me interrogar” – 13:02

Sasukemo:

“É bom mesmo, se você chegar atrasado vai se arrepender de ter nascido” –13:03

Eu ri com respeito. Continuei lendo enquanto secava o cabelo de secador.

Porquinha <3:

“Também estou saindo, consegui convencer minha mãe que ajudaria mais amanhã” – 13:03

Sasukemo:

“Acho que estou pagando meus pecados” – 13:05

“Itachi disse que vai me deixar no Shopping, ele vai encontrar o namorado lá” – 13:05

“Ele está se aproveitando para descobrir quem é a minha falsa namorada, esse idiota curioso” –13:06

Lamen boy:

“Ele vai te zoar legal, mas a culpa é sua que não contou, você sabe como ele é” – 13:07

Sasukemo:

“Eu só tentei fazer ele tirar o nariz da minha vida, só para variar um pouco” – 13:07

“Estou saindo daqui a pouco” –13:08

Você:

“Já que vocês vão todos mais cedo, eu também vou sair já já” – 13:07

 Enviei e sai do celular para me vestir. Escovei os dentes e passei máscara nos cílios e depois um batom rosa claro, me encarei um tempo no espelho, eu realmente me superei. Sorri deixando o banheiro com o celular na mão, me sentei na cama, calçando os sapatos e pegando uma bolsa, joguei a carteira e o casaco lá dentro. Estava saindo quando vi o lenço vermelho que eu usava no cabelo, foi um presente de Ino há muito tempo atrás. Sorri o pegando e colocando, amarrando com um laço, como sempre fazia. Deixei meu quarto e já corri em direção à porta, pegando minhas chaves.

— Estou indo! – Gritei.

— Se divirta! – Minha mãe respondeu de algum lugar da casa.

 Saí fechando a porta às minhas costas e seguindo para a estação. Depois de estar no metrô, foi bem rápido, em dez minutos eu já estava caminhando para o shopping. Quando cheguei à frente do cinema, já podia ver Naruto e Sasuke conversando com Itachi e um outro garoto que eu não conhecia. Me aproximei acenando para eles.

— Oi, Sakura, esse é meu irmão, Itachi, e esse aí é o Deidara, namorado dele. – Disse Sasuke de modo quase entediado.

Ouvi o loiro de cabelos longos rir da animação impressionante de Sasuke.

— Prazer em conhecer. – Sorri para os dois.

— Igualmente. – Itachi disse simpático, o loiro apoiava seu braço no ombro dele, escorado ali confortavelmente.

— Ótima escolha de namorado em. – ele disse para mim, sarcástico.

Todos rimos, com exceção de Sasuke que xingou o irmão. Eu me lembrava de Itachi da escola, ele era do último ano e era o presidente do conselho estudantil e da sua classe, só não me lembrava do Deidara. O encarei tentando me lembrar do seu rosto.

— Ele é do clube de artes, deve ter ouvido falar dele por ter explodido umas esculturas. – Itachi disse. Me assustei com a resposta de uma pergunta que eu sequer fiz.

— Oi. – ouvimos e nos viramos.

 Ino acabava de chegar, e eu já estava congelada ali secando ela. Ela estava com os cabelos soltos – como raramente usava – e usava um vestido rosa bebê de alcinhas e corte reto com estampa xadrez em cinza, usava uma meia calça preta fina e coturnos. Segurava um sweater preto nas mãos, a bolsa preta no ombro e tinha um colar prateado com pingente de lua, que eu dei a ela de aniversário no ano anterior. Eu acho que babando era pouco para descrever como eu estava.

— Ino-chan, esse é o Itachi, irmão do Sasuke, e ele é o Deidara, namorado dele. – Disse Naruto sorridente, apresentando-os.

 Depois de alguns cumprimentos e conversas triviais, nos separamos do casal e seguimos para a bilheteria. Eu andava atrás de Ino, em silêncio. Eu queria elogiar ela, mas as palavras não saiam.

— Ação nem pensar... Terror? – Sasuke perguntou olhando para as opções.

— Por mim tudo bem. – ouvi Ino dizer.

 Ela morria de medo de filmes assim, era só para fingir que era fodona? Eu ri e confirmei com Sasuke acenando positivamente para a escolha do filme. Demos o dinheiro para ele, que foi para a fila, seguido por Naruto que choramingava que não queria ver um filme de terror.

 Olhei em volta, confirmando que não tinha nenhum conhecido ali, então, dei um passo a frente, segurando a mão dela. Ela me encarou surpresa, mas não me afastou.

— Você está linda. – Falei quase em um sussurro, pude vê-la sorrir e fiz o mesmo.

— Você também está. – Ela disse.

Vimos os dois brigando na frente da atendente do caixa, rimos da expressão derrotada de Naruto quando eles voltaram com os ingressos para o filme de terror.

— O filme é só 15:30, vamos achar algo para fazer. – Disse Sasuke.

 Soltei a mão de Ino quando começamos a andar, seguimos uma do lado da outra, enquanto os dois estavam na frente.

— Você escolheu de propósito, não foi Teme?– Naruto reclamava enquanto Sasuke apenas ria, esclarecendo que realmente foi intencional.

— Não sei do que está falando. – Sasuke falou calmo.

— Ah, você vai pagar caro por isso, muito caro. – Naruto falou cerrando os olhos na direção dele.

— Mal posso esperar. – Sasuke disse e sorriu... Aquilo foi um sorriso malicioso ou eu estou vendo coisas?

Os ignorei me aproximando de Ino encostando nossos ombros.

— Ah, quero sorvete. – Ino disse de repente me puxando para um quiosque de sorvete.

 Quando vi, estávamos saindo com dois sundaes de baunilha com chocolate. Não demorou para Naruto ver o fliperama e ficar animado, ele nos arrastou para lá parecendo uma criança na Disney.

— Ino, vamos apostar quem ganha no street fighter só com uma mão? – Sorri.

— Vamos, a perdedora compra algo para a outra. – Ela disse com o sorriso competitivo.

Ah, então vamos apostar? Sorri e nós fomos pra o videogame. A regra era clara, segurar o sorvete com a mão esquerda e lutar com a direita. Começamos e eu notei que seria mais difícil que eu imaginava, principalmente os ataques especiais.

— Droga testuda! Como conseguiu essa sequência? – Ino reclamou quando acertei um golpe combo.

— Achou que seria fácil ganhar de mim? Vai precisar de mais do que isso porquinha! – Falei sorrindo com o resultado atual, ela perdia por pouco, mas era uma vantagem.

Alguns segundos se xingamentos mais tarde, ganhei por pouco, diferença de um golpe. Respirei profundamente me acalmando e então me virei para ela sorrindo. Ela riu me direcionando o dedo do meio.

— Parece que alguém vai me comprar um presente! – Falei voltando a tomar meu sorvete, a encarando fazer o mesmo, só que com uma expressão chateada.

— Já sei o que vou comprar, vamos agora? – ela perguntou e eu assenti, já curiosa.

— Onde vão? – Sasuke perguntou curioso nos vendo sair. Ele estava ao lado de Naruto que parecia ocupado demais matando zumbis para perceber.

— Em uma loja aqui perto, a gente se vê no cinema daqui a pouco. – Ela disse e Sasuke assentiu.

Segui ao lado dela. Terminei o meu sundae e me livrei do copinho NE lixeixa mais próxima. Ino ainda tinha o dela, durou dois corredores, e logo também foi para uma lixeira.

— Ali. – Ela disse sorrindo.

Segui ela para uma loja de roupas e assessórios femininos, realmente curiosa sobre o que seria.

— Certo, eu vou escolher, você fecha os olhos, só abre quando eu falar. – ela falou e eu assenti, me sentando em um puff da loja, de olhos fechados e sorriso bobo no rosto.

 Poderia ser qualquer coisa, desde algo ridículo até uma roupa cara, Ino tinha um conflito interno, a dúvida era entre me zoar em todas as oportunidades ou ser fofa. Pouco tempo depois notei seus passos se aproximando, parando na minha frente. Senti-a pegar meu pulso, levantá-lo à sua altura, e depois senti algo em volta dele.

— Pode abrir. – ela falou e eu o fiz.

Meus olhos brilharam ao ver uma pulseira de correntinha prateada cheia de pingentes de estrelas e planetas. Sorri abertamente. O lado fofa venceu.

— Agora estamos combinando. – Ela disse levantando o próprio pulso, vi a pulseira brilhante igual à minha.

— Droga, você é incrível, eu já falei isso? – Perguntei me levantando e a envolvendo em um abraço. Senti as suas mãos em volta do meu corpo, além do quentinho agradável do abraço, era tão bom que eu poderia dormir ali mesmo.

Logo senti um beliscão inesperado nas minhas costas e me separei.

— Já sei... Abraço muito longo. – Eu ri a puxando para fora da loja.

 

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Naruto POV’s on

 

Sorri fechando a porta às minhas costas, encarando Sasuke me olhar incrédulo, mas ainda com um sorriso de lado.

— Você realmente não consegue se controlar, não é? – Ele falou e eu ri.

Aproximei os lábios de seu rosto, desviando um caminho para o pescoço propositalmente ao vê-lo tentar me beijar. Eu ainda estava com raiva pelo filme. Ouvi um Tsk e mordi a pele pálida ouvindo um suspiro.

— Você deve ter alguma fixação por banheiros, não é? – Ele perguntou em tom divertido.

— Se tiver uma ideia melhor eu aceito sugestões. – Sorri aproximando meus lábios dos dele os juntando.

 Sentia a maciez de sua boca contra a minha, movi os lábios e ele me acompanhou entreabrindo os lábios me dando passagem para minha língua. Nos movimentávamos em um ritmo que beirava o violento, sorri quando afastei meus lábios prendendo o lábio inferior dele entre meus dentes. Respiramos por um breve instante antes de eu me sentar sob a tampa do vaso e ele ocupar o lugar no meu colo. Senti as unhas na minha nuca me forçando um novo beijo, o correspondi na mesma intensidade apertando os dedos em sua cintura. Estava ficando perigosamente quente. E pelo empurrão no meu rosto, não era só eu.

— Odeio quando faz isso. – Falei recuperando meu fôlego.

— Então não comece com isso em banheiros públicos, Dobe. – Ele sorriu maldoso se levantando e me puxando.

— Mas é difícil evitar! – Reclamei.

— Eu durmo na sua casa hoje, certo? – Sorriu e beijei seus lábios rapidamente.

Ouvimos a porta ser aberta e congelamos ali. Sasuke tirava seus pés do campo de vista pelo vão da porta quando ouvimos uma voz conhecida.

— Mas você já sabia que seria caro quando alugou, Hm! – Com certeza era Deidara.

— Eu sei, mas estou fazendo hora extra, vou morrer cedo desse jeito. – e então a voz de Itachi soou.

Abri a porta, ouvindo um xingamento de protesto atrás de mim, mas já era tarde.

Os dois que estavam à pia nos encararam sem reação. Sasuke me empurrou com certa violência para fora da cabine e passou por mim. Itachi sorriu maliciono para ele, que corou e franziu o cenho, claramente irritado – não tinha certeza qual era a minha parcela de culpa naquele momento.

— Devia controlar os hormônios irmãozinho. – Itachi zoou.

— E você devia parar de prestar atenção na minha vida. – ele soou irritado.

— Não foi culpa minha, eu só vim mijar, o problema é de vocês que decidiram se pegar aqui dentro, isso é lugar para vir se pegar? – Itachi falou.

— Ah... Tachi, nós fazíamos isso no colégio. – Disse Deidara.

— É mesmo? Que interessante, né, Naruto? – Sasuke falava divertido.

— Isso não vêm ao caso. – Itachi falou.

— Eu detesto atrapalhar o casos de família... Mas o filme vai começar em cinco minutos. – Falei coçando a nuca.

— Vamos. – Sasuke disse chutando a minha canela. Abafei um grito.

— Até mais. – Deidara acenou amigável, fiz o mesmo saindo do banheiro atrás de Sasuke.

Chegamos à entrada do cinema, vendo as duas já segurando refrigerantes e pipoca.

— Demoraram, onde estavam? – Sakura perguntou quando seguimos para comprar pipoca.

— Isso não é importante. – Sasuke disse e eu ri.

 Pegamos uma pipoca média para mim e uma pequena para Sasuke, e dois refrigerantes. Entramos na sala escura e eu já senti minha espinha gelar em antecipação. Droga de filme idiota, droga de Sasuke idiota.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Narrador POV’s on

 

 Eles entraram na sala escura, já percebendo que estava quase vazia, a maioria das pessoas estavam assistindo o filme de herói na sala a lado. Sentaram-se no meio de uma fileira alta, mais distante da tela. Sentaram Sasuke, ao lado dele, Naruto, em seguida Sakura e na outra ponta, Ino. Decidiram que não tinham por que se sentarem em casal sendo que ninguém os veria no escuro.

 As mãos de Sakura suavam, e não era de medo do filme, ela sequer conseguia prestar atenção, só conseguia checar as reações de Ino de minuto em minuto. Depois de um susto em particular, Sakura entrelaçou seus dedos aos de Ino.

— Devia ter admitido que não queria ver esse. – Sakura sussurrou.

 Estavam com as cabeças quase juntas, a cada susto pareciam mais próximas, Sakura estaria adorando isso, mas estava ficando com pena de Ino fechando os olhos e se encolhendo.

— Eu sei... Achei que eu conseguiria ver esse. – Sussurrou de volta.

 Sakura perdeu-se encarando os lábios avermelhados de Ino, estava tão perto, conseguia sentir o cheiro de cereja vindo do liptint dela, perceber isso fez seu coração acelerar.

— Então... Não olha para o filme. – Disse Sakura, fazendo a outra se virar lhe encarando. Os olhos azuis claros cintilavam na fraca luz da sala.  

 As testas estavam quase juntas, podiam ver o rosto avermelhado uma da outra, o coração de Sakura estava disparado, o de Ino não estava muito diferente. Sakura se aproximou, sentindo a respiração quente em seu rosto, quando quebrou a distância que separava seus lábios o filme pareceu ficar distante e desinteressante. Ino apertou um pouco a mão da outra, que aproveitou a reação para mover seus lábios nos dela, sentiam a maciez de suas bocas, sentiam os lábios quentes, assim como seus rostos. Separaram-se brevemente, se encarando com olhos brilhantes e ansiosos antes de quebrarem novamente a distância, encaixando suas bocas perfeitamente, moviam os lábios calmamente aproveitando a nova sensação. Não demorou para a língua de Sakura encostar nos lábios avermelhados que se entreabriram prontamente.

 Seus dedos entrelaçados se apertavam e folgavam a medida que as línguas moviam-se explorando a boca da outra de forma cautelosa e até um pouco desajeitada. Quando se separaram para respirar, se encararam com as testas juntas, tão próximas que pareciam em transe, presas nos olhos uma da outra como se fossem a coisa mais linda de todo o universo.

— Ainda está com medo? – Sakura sussurrou.

— Sim... – Ino respondeu.

 Ela não estava, sequer ouvia o filme, não tinha noção de quanto tempo estavam e beijando, e não tinha vontade de interromper isso para descobrir que a protagonista do filme se recusava a deixar a casa amaldiçoada, de repente, todo o filme pareceu ridiculamente entediante perto dos beijos da Haruno.

 E o próximo não demorou a acontecer. Os lábios já se moviam mais precisos e o ritmo acelerou, queriam mais, queriam se beijar de todas as formas, e se possível, não parariam nunca mais. Os narizes frios roçaram um no outro quando se separaram respirando pesadamente. Sakura sorriu, sendo acompanhada pela loira, enquanto parecia interessada em descobrir até que ponto conseguiria deixá-la vermelha. Perguntava-se se estava no mesmo estado. Não importava, quando juntaram seus lábios mais uma vez, nada seria mais interessante. No fim, o encontro clichê não foi chato como imaginaram.

 


Notas Finais


Só queria dizer que tô muito feliz com esses favoritos e comentários, eu não estava esperando tanto em uma fic de um ship não muito popular, então, obrigada! <3
Me digam o que acharam, estou curiosa!
PS: Estou com uma fanfic nova de haikyuu, do ship Kuroo x Kenma, olha lá no meu perfil se tiver interesse <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...