História Our Secret - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lu Han, Sehun, Tao, V
Tags Baekyeol, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Kristao, Lemon, Lobos, Sobrenatural, Sulay, Taekook, Taoris, Vampiros, Vkook, Yaoi
Visualizações 370
Palavras 2.978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura.

Capítulo 18 - Trues


Fanfic / Fanfiction Our Secret - Capítulo 18 - Trues

Seus olhos foram abrindo lentamente, sentia sua cabeça doer, quando sua consciência se recobrou por completo então o pânico se espalhou por seu corpo e aquele odor forte se fez presente aquele cheiro já conhecido por si.

Lay estava sentado em uma poltrona de couro que estava no canto do quarto, Taehyung estava esticado na cama, puxou o braço e então sentiu um aperto em seu pulso, rodou os olhos vendo uma algema que prendia seu corpo à cama, puxou com força e arrebentou o metal com facilidade, Yixing deu uma risada anasalada.

-Seu irmão às vezes é um pouco ingênuo. - Sorriu. - Ele quis te prender.

-Namjoon está aqui? - Arregalou os olhos.

-Ah sim. - Sorriu sádico. - Eu creio que ele tenha contas para acertar contigo. - Taehyung abaixou a cabeça e Yixing franziu o cenho? - Envergonhado? Não era para você ter medo?

-Você não compreenderia nem se tentasse entender.

-O que você sabe sobre mim doce garoto? - Sorriu levantando e se aproximando do jovem que estava sentado na cama de solteiro.

-Somente coisas compartilhadas por quem te conhece há bastante tempo.

-Você me julga pelos outros? - Yixing sorriu levando sua destra até as madeixas do mais novo.

Taehyung riu asperso.

-Suas atitudes condizem com o que dizem. - Deixou sua cabeça tombar para o lado fitando o homem a sua frente. - Por isso disse que não entenderia.

-Tente quem sabe eu o compreenda. - Recuou o braço percebendo a falta de ação de Taehyung, o jovem lhe surpreendia por não sentir medo. - Diga-me por que se envergonha ao invés de sentir medo? Mesmo sabendo que está aqui para morrer.

-Acha que eu tenho medo da morte? - Riu. - Meu medo é das pessoas que deixarei se morrer, de como elas ficaram, mas isso é uma coisa que você também não compreende. - Sorriu atrevido arrumando sua postura. - Envergonhado por que eu o deixei, eu deveria tê-lo sempre ao meu lado, envergonhado por tê-lo feito passar por dias péssimos, mas medo não sinto, assim que ele me ver ele poderá me matar, juro aqui e agora que não haverá reação nenhuma de minha parte, eu não tenho esse direito, se ele está onde está hoje, a culpa é minha.

-Admiro sua capacidade de reconhecimento.

-Por que não se assemelha nela? - Riu debochado.

O chinês por sua vez cerrou o maxilar.

-Sinto lhe informar, você sabe muito pouco sobre mim Taehyung. - Se levantou a ponto de retirar do quarto ouviu uma risada rouca.

-Sei realmente muito pouco, mas sei que em você não a coisas boas, seus sentimentos bons morreram a partir do momento em que você o matou não foi? - Taehyung sentiu seu corpo ser empurrado com força fazendo que com sua cabeça batesse com força na parede e a cama em baixo de si se quebrar.

-Não repita essas coisas, para o seu bem garoto. Você não sabe com quem está mexendo! - Yixing disse sério.

-Se eu vou morrer a qualquer momento, por que achas que eu vou me calar? - Sorriu. - Você é puro remorso. - Empurrou a mão de Yixing que estava em seus ombros. - Dizem que você e Suho foram o único que conseguiram matar seu próprio criador sem sofrer as consequências de seus atos depois, mas eu e você sabemos que isso não é verdade. Somente Suho conseguiu isto de fato.

-Cala-se garoto. - Deu um tapa com força no rosto de Taehyung, mas assim que percebeu que havia perdido a calma se afastou. - Você não sabe nada sobre mim, nada sobre meu criador!

-Sei, sei que vive em remorso por isso não é feliz! Se você não é feliz ninguém mais pode ser, então Tao sofre as consequências de seus atos no passado.

-CHEGA! - Gritou nervoso, Taehyung por sua vez se mantia calmo. - Eu não ia deixar Namjoon te ver. - Sorriu sádico. - Eu mesmo iria acabar com isso para ser melhor para você e para ele, mas eu acho que você merece algo muito ruim.

-Eu prefira mesmo que fosse ele. - Disse para pura surpresa do chinês. - Ser morto por você... Nem a criatura mais desprezível do mundo merece isso, por que seu nível é tão baixo e sujo que qualquer um tem mais honra do que sua pessoa.

A porta do quarto voou longe e no mesmo segundo Suho estava em cima do mais novo desconfigurando todo seu rosto, ele estava irado, ele havia escutado tudo o que o garoto havia falado sobre Yixing, sua vontade de entrar no quarto estava consigo desde a primeira palavra torta de Taehyung direcionada a seu companheiro.

-Para. - Lay disse calmo, mas Suho não havia parado. -PARA! EU MANDEI PARAR!

Suho ainda estava desferindo socos contra o menino que estava em baixo de si, seu rosto já era irreconhecível, quando sentiu seu corpo ser puxado com força para trás. Olhou confuso para Yixing,

-O que você está fazendo? Você já não iria o matar de qualquer forma?

-Sai. - Yixing disse se ajoelhando em frente ao menino caído.

-O que? - Suho perguntou incrédulo vendo Yixing levantando a cabeça do menino e a colocando em seu colo.

-Saia Suho, eu não me lembro de tê-lo chamado aqui.

Suho trincou os dentes olhando Yixing olhando preocupado para o menino no chão.

-Como quiser. - Saiu do quarto com a raiva transbordando dentro de si.

Yixing pegou o menino em seu colo e o colocou na mesma poltrona que estava sentada antes. O menino estava desmaiado, analisou as feridas, seu crânio estava gravemente amassado, não havia mais dentes em sua boa, assim como seu nariz estava afundado, o lado direito de rosto era como se não houvesse mais ossos, suspirou com pesar.

-Yoongi. - Chamou baixinho, o menor prontamente apareceu na porta do quarto, deixou seus olhos se abrirem um pouco mais que o normal fitando Taehyung, uma sensação ruim tomou conta de seu corpo, ele preferia não ver o garoto que cuidou sua vida inteira totalmente desconfigurado daquela forma. - Calma ele ainda está vivo.

-Como pode estar? - Se aproximou.

-Nós somos criaturas surpreendentes. - Sorriu cálido para sua cria. - Por favor, o coloque-o em outro cômodo.

-Namjoon já irá chegar... Você vai deixar que ele o mate? Que mate o próprio irmão? - Perguntou um pouco incrédulo.

-Ninguém o matará. - Lay disse olhando para o menino.

                                      .........................................................................

-Cadê? - Baekhyun olhou sério.

-Baek...

-CADÊ ELE? - Baekhyun gritou.

-Calma, ele... - Antes que pudesse completar a frase sentiu seu corpo ser tacado na parede e uma mão pressionando seu pescoço.

Baekhyun puxou o corpo para frente e o jogou contra a parede novamente, diversas vezes, perguntando "Cadê ele?", Chanyeol e Sehun tentavam separar, mas não conseguiam tirar Baekhyun de perto de Jongin.

-Eu confiei meu filho a vocês! - Seus olhos estavam cheio de lágrimas.

Conseguiram com muita dificuldade apartar Baekhyun de Kai. Jung Kook estava quieto somente pensando no que poderia ter acontecido, tentava não pensar diretamente no pior, mas tudo direcionava para esse caminho, e isso o assustava.

-Calma Baekhyun, ele pode estar vivo e... - Luhan tentou falar.

-ELE PODE? ERA PARA ELE ESTAR AQUI! - Sua voz embargada era de cortar o coração. - Cadê meu menino, cadê?

Jung Kook explodiu em lagrimas, as quais não conseguia mais segurar. Chanyeol estendeu o braço para si que foi sem pretexto nenhum se aninhar nos braços de seu criador, Baekhyun estava sem chão.

-Você não consegue sentir? - Tao perguntou calmo se aproximando de seu filho.

-Eu senti muita dor, há algum tempo atrás. - Levou a suas mãos a seu rosto o tocando calmamente, então seus olhos se arregalaram e um soluço se desprendeu forte de sua garganta junto com o choro. - O torturaram! Torturaram-no!

Todos na sala estavam em estado de choque e compadecidos.

-Calma irmão. - Sehun segurou em seu ombro tentando passar algum tipo de conforto, ele não era alguém bom em esse tipo de situação, mas se importava de fato com sua família. - Chanyeol, D.O e Jungkook fiquem os restos, por favor, se retirem.

Todos se entreolharam, mas acharam melhor não desobedecer. Tao depositou um beijo na testa de Baekhyun antes de sair acompanhado de Kris, todos foram à casa dos lobos‎.

-Nós vamos encontrar ele! - Sehun garantiu a Jung Kook. - Ele está vivo ainda certo? 

-Como sabe? - Jung Kook perguntou tentando secar as lágrimas.

Chanyeol sentia uma forte dor vinda de sua cria, só ele sabia como Jung Kook era louco de amores por Taehyung, sentia uma forte vontade de chorar junto com sua cria, ainda mais vendo seus olhos tão claros, como nunca antes.

-Eu tenho fé. - Sehun disse massageando as têmporas. - Todos aqui precisamos ter!

-Fácil para você falara, não é a sua cria!

-Você acha que eu queria isso? Não é, mas poderia ser! Eu não queria que vocês fossem! Imagine se Luhan não estivesse junto Baekhyun?

-Desculpe-me disse sem pensar... - Disse indo em direção a Chanyeol que o acolheu em um abraço.

-Jung Kook eu sei que ficar um pouco longe de Chanyeol e Baekhyun agora pode ser ruim, mas nós temos que agir rápido, você nos entende? - D.O perguntou olhando o menino a sua frente, que assentiu.

-Eu vou ficar com Luhan, não se preocupem, por favor, só o tragam de volta...

Jung Kook saiu da casa, Luhan foi ao seu encontro, pois já sabia que o menor precisava dele, então Jung Kook deixou as lagrimas virem com vontade, antes ele tentou segurar a todo custo, pois estava na frente a muitas pessoas, mas ali somente com Luhan, deixou sua angustia definitivamente tomar conta de si. Luhan amparou o mais novo em seus braços, não disse nada por que sabia que não era disso que o mesmo precisava naquele momento.

Chanyeol, Baekhyun, D.O e Sehun ouviram os soluços sofridos de Jung Kook, então Chanyeol também derramou algumas lagrimas, por sua cria, por Baekhyun e por aquele ser maravilhoso que era Kim Taehyung.

-Nós temos que agir. - Disse.

-E iremos. - D.O respondeu, mal conseguia olhar para Baekhyun, se sentia totalmente responsável pelo ocorrido.

-Baekhyun, se ele estivesse morto, você saberia, eu preciso que você se esforce para tentar senti-lo.

-Eu não tenho certeza Sehun.

-Precisamos descobrir isso ainda hoje, nosso tempo é curto.

-O que tem em mente? - D.O perguntou.

-Vamos todos até Lay. - Sehun disse simplista.

-Como assim? - Chanyeol perguntou alarmado. - Todos?

-Só nós quatro, porém acho que precisaremos de Chen e Xiumin.

-Jung Kook irá junto. - Chanyeol disse para surpresa de todos.

-Nós já perdemos um Chan, acho melhor o Kook ficar e...

-Ninguém irá encostar-se a um fio de cabelo de minha cria Kyungsoo. - Sua voz saiu firme, dava para ver em seu olhar que aquilo era um fato incontestável.

-Se você acha melhor assim... - Sehun deu de ombros. - Acho que com Jung Kook será mais fácil de localizá-lo, porém nós não sabemos como vamos encontra-lo ou na pior das hipóteses, não sabemos se iremos encontra-lo.

-Nós iremos. - Baekhyun disse alheio, parecia que estava falando mais para si do que para os outros.

-Tudo ficara bem. – Kyungsoo afirmou, ele sentia a raiva de Sehun em cima de si e sabia que isso não era nada bom.

 .............................

Sehun sabia exatamente aonde ir, ele já estava de saco cheio do outro o atrapalhar ou se intrometer, em sua concepção o hibrido era totalmente um peso a mais, estava fazendo tudo para que eles e seus irmãos pudessem viver em paz.

-Ei você. – Disse com a voz firma caminhando até Jongin.

-Por favor, me poupe, eu sei que fiz errado e... – Antes que pudesse terminar teve seu peito empurrado, sendo arremessado contra o muro de concreto do Park.

-Me poupe? Acho que alguém que tem que poupar aqui é você, não se intrometa onde não é chamado, você deu ordens sem me consultar e agora olha o caos que estamos vivendo.

Kai cerrou os dentes e seus olhos avermelhados foi tomando conta de suas íris, ele já estava cansado de Sehun se achar o centro do mundo, caminhou até a direção de Sehun com rapidez o segurando pelo colarinho, não se surpreendeu quando o mais novo não esboçou nenhuma reação, claro que esse era um luxo que poucos conseguiam.

-Eu pedi para me deixar quieto não? – Disse entredentes.

Sehun deu um riso debochado e segurou no colarinho do hibrido.

-Acho que você não entendeu. – Disse olhando fixamente para o moreno. – Se ele não estiver vivo a sua única opção se quiser sobreviver é fugir, Baekhyun talvez possa deixar isso quieto, mas eu não irei, e mesmo que você fuja eu irei te caçar e eu mesmo terei o prazer de arrancar sua cabeça.

Jongin ergueu seu lábio em um meio sorriso que demonstrava toda sua ironia.

-Tente a sorte. – Respondeu irritando ainda mais o outro, ele sabia que aquela não era uma escolha sensata a se fazer, mas mesmo sabendo de todo o poder que o mais novo obtinha ainda sim se garantia, afinal sua natureza lhe dava auto segurança.

Sehun perdeu a paciência de vez com o moreno e o empurrou novamente, mas Jongin já esperava por isso e segurou no maior o trazendo junto consigo, os dois cairam no chão, Sehun deu um soco no mesmo o fazendo voar para longe, Kai se tranformou no ar rosnando alto e indo para cima do vampiro.

-Chega. – Kris e Tao apareceram juntos.

Sehun empurrou Jongin de cima de si com força.

-Vocês parecem duas crianças. – Kris disse olhando para cena dos dois rosnando um para o outro.

-Vocês dois são os mais fortes da casa toda, nesse momento nós temos que nos juntar, vocês dois principalmente.

-Ele não tem que se intrometer, olha tudo o que aconteceu por culpa dele! – Sehun disse entredentes.

-Sehun o Kai não fez nada por mal, a culpa não foi dele, quem imaginaria que os antigos amigos do taehyung iriam aparecer dessa forma?

-Eu imaginaria? – Respondeu ao seu criador sarcasticamente.

-Então se você falhar uma unica vez isso será motivo para fazer uma tempestade em um copo da água?

-Por isso que eu não falhei e não irei falhar. – Disse convicto.

Kai se transformou novamente, estava totalmente exposto e isso não o incomodava, mas já Sehun somente de ver o rosto do moreno já estava em chamas querendo matar o mesmo, quem dirá o corpo inteiro do mesmo.

-Sehun nós somos uma família você querendo ou não, se você quer ser o lider dela você terá que aceitar a diferença de todos, ninguém aqui é obrigado a amar ninguém, mas o respeito tem que prevalecer. – Kris disse severamente – Eu e o tao largamos a responsabilidade em cima de nossos antecessores, principalmente para você e para o Kai que são obviamente os mais poderosos aqui, mas se vocês não sabem trabalhar em grupo eu acho melhor eu e o Tao assumirmos por aqui.

-NÃO! – Os dois se pronunciaram juntos. Os dois sabiam muito bem como Tao e Kris eram.

-Se comportem meninos, por favor, Baekhyun precisa de apoio não de brigas. – Tao disse docemente Sehun se sentiu um pouco envergonhado ele sabia que Baekhyun estava passando por um momento complicado.

.

.

-Vem vamos. – D.O puxou Jongin para que subisse as escadas consigo, chegando ao quarto puxou o maior para um abraço.

Jongin respirou fundo e afagou as costas do menor, ele sabia que D.O estava com medo e se sentia culpado, no fundo ele também estava, mas no momento ele tinha que pensar em como reverter aquela situação.

-E se ele estiver morto? – Kyungsoo disse com os olhos claros e cheios de aguas, ver Kyungsoo daquela forma o atingia de uma forma intensa, ele amava demais o pequeno para o ver sofrer daquela forma.

-Ele não está morto Kyung... – Jongin levou sua mão ao rosto do vampiro fazendo um carinho ali. – Nós vamos resolver isso okay? Olha eu não vou mais passar por cima do Sehun, nós temos que trabalhar em equipe eu percebi meu erro e irei fazer de tudo para concertar.

-A culpa não é somente sua, eu estava junto, eu disse para ele ir...

-Não se culpe ta bom? Tudo vai dar certo, amanhã nós iremos resolver tudo!

-Jongin se ele tiver morto, Baekhyun nunca irá me perdoar, você sabe como ele é com o Taehyung, aliás como todos nós somos... Ele é precioso...

-Shhh... Tudo vai ficar bem. – Abraçou o menor, pelo menos era o que ele esperava, que tudo ficasse bem.

.

.

-Leve para ele. – Lay despejou o liquido dentro da taça. – Ele deve estar faminto.

Lay estava curioso demais sobre o mais novo recém chegado na casa, o menino parecia não ter medo de nada, parecia o conhecer tão bem... Ninguém nunca ousaria tanto quanto a cria de Baekhyun e pela coragem do mesmo decidiu que por hora não o mataria, ele precisava entender mais Taehyung, ele tinha sua peculiaridade que o fazia especial, ele entendia o motivo por Baekhyun ter se apaixonado por ele tanto a ponto de o transformar, Taehyung era especial em todos os sentidos.

Entregou a taça para sua cria levar até o mesmo, ele não iria deixar o mesmo passar fome, mesmo que Taehyung fosse seu rival, Lay pela primeira vez não queria ser tão maldoso com alguém. Nem ele entendia o que havia acontecido consigo, mas estava cedendo aos encantos do mais novo.

Sua cria caminhava pelo longo corredor com a taça, o mesmo adentrou o quarto do prisioneiro, Taehyung estava quase completamente recuperado das pancadas de Suho, seu rosto já estava novamente em estado perfeito, apesar de ainda sentir dor os hematomas e cortes não eram mais perceptiveis.

Levantou e fechou os olhos.

-Oi irmão.


Notas Finais


oi meus amores, eu demorei por que eu tava em processo de mudança, agora eu to morando nos Estados Unidos, então eu não pude trazer meu notebook pra cá por causa de varias normas chatinhas que tem para entrar nesse país, mas agora já consegui um pc aqui...
Gente eu sei que vcs estão esperando pelas brigas e tudo mais, sejam só mais um pouquinho paciente, afinal como vcs podem ver eu n posso ficar enrolando né...
Espero que tenham gostado comentem deixem sugestões e é isso, amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...