História Our Song - Shawn Mendes - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Visualizações 179
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NOVA FANFIC
gente eu tô preparando essa fanfic há um bom tempo com todo carinho possível💙
Espero que vocês gostem😊

Na capa temos nossa maravilhosa Anne.
Todo final de capítulo com música vamos ter um escrito "caderno" no final o que é a letra que o Shawn escreveu no dia ok?

HOJE É ANIVERSÁRIO DAQUELE CANADENSE CARALHO

Boa leitura❤

Capítulo 1 - 01- nervous -


Fanfic / Fanfiction Our Song - Shawn Mendes - Capítulo 1 - 01- nervous -

 A menina de origem brasileira  e canadense estava realmente atrasada.  Lucy, sua amiga de tempos provavelmente já estava no café  a esperando para terminar de resolver todos detalhes sobre seu vestido. As duas  garotas se conheceram durante a mudança de Anne. Lucy é apenas dois anos mais velha que a amiga, com 22 anos, seus lindos cabelos ruivos e a típica  origem francesa.
 
    Decidida a não  deixar a amiga esperando mais ainda, Anne saiu de casa o mais rápido o possível terminado de passar seu rímel dentro do elevador. Ela sabia que  Lucy confiava em seus dons de moda, aliás as duas convivem juntas desde os primeiros anos canadenses da brasileira. Mas ainda estava chocada com o convite para fazer o vestido  de casamento da ruiva.

     Seus passos eram atrapalhados e rápidos enquanto procurava seu celular na bolsa. Quando  achou o aparelho viu mais de 20 mensagens de Lucy avisando que não poderia mais ir por que teria de terminar de montar o cardápio da festa  com seu noivo.

    Mesmo sem motivo, resolveu continuar seu caminho pro café. O Jimmy's era uma cafeteria muito agradável em Toronto que Anne e sua amiga costumavam frequentar todos os domingos. Até já tinham feito amizade com os donos e funcionários.  Elas não sabem ao certo porque amam o lugar. Simplesmente criou uma importância, ainda mais quando alguns trabalhos de Anne foram expostos lá.

    Apesar de seu foco  ser design de moda, ela amava desenhar, então  fez um acordo e passou a fazer alguns designs para o cardápio além de pequenos quadros do local. Ela não poderia estar mais grata por isso.

    O lugar estava menos movimentado  que o normal, talvez por ela ter chegado um pouco depois do horário que das fornadas saírem.

   Comprimentou  Josh, que era o mais novo atendente, e trabalhava lá para conseguir bancar seu curso de fotografia. E se sentou na mesa do canto, onde ela poderia observar as poucas pessoas  que estavam lá para um novo projeto particular de sua cabeça.

     Ela desenhava estranhos em seu caderno e tentava  captar suas expressões, escrevendo em baixo o que ela pensava  que eles estavam sentindo. Até agora, seu preferido foi de uma garotinha   no ponto de ônibus que estava de fones de ouvido e olhos fechados curtindo a música. A menina parecia ter em torno de 9 anos e estava acompanhada de um menino mais velho  que Anne julgava ser seu irmão. Embaixo estava escrito:

   "Ela parece  tentar absorver  cada pedaço da música, buscando coisas que ela não  tem na vida real para dentro de si. A menina de cabelos  cacheados quer sentir a música, ela quer sentir a magia, ela quer se sentir  viva." 

   E hoje no café ela desenhou todos mais rápido do que o normal.  Ela parecia inspirada com alguma  coisa que iria acontecer.

    Josh trouxe o café para Anne, a mesma agradeceu e tomou olhando para porta, esperando que alguém  chegasse para ela desenhar mais.

   E foi isso que aconteceu. Um garoto alto  de cabelos castanhos entrou no local. Ele usava uma calça  preta e um moletom azul, que ressaltavam suas bochechas rosadas. Por mais que não  se lembrasse a menina já tinha o visto em algum lugar. Ele podia ser um desconhecido para ela, mas não  era um total estranho.

   Esse garoto que ela ainda não  sabia o nome, pediu um muffin e alguma bebida quente,e se sentou na mesa de frente a Anne. Ela automaticamente separou uma folha limpa do seu caderno de começou a desenhar. Aquilo saía  tão naturalmente de suas mãos que o desenho ficou pronto antes mesmo do menino comer seu muffin. E em baixo escreveu :

  "Ele parece preocupado  com alguma coisa ou com alguém. Dá para perceber em seu olhar que ele tem tentado esconder que tem algo  o incomodando . Ele parece estar feliz . Mas tem algo de errado com ele. Algo faltando? "

   Anne era realmente boa em ler as pessoas. Seu pai, que era psiquiatra, a ensinou linguagem  corporal. E desde então ela tenta ler as pessoas sempre que pode. Mas aquele menino era diferente. Ele parecia muito feliz por fora. Mas seu olhar, estava implorando  por ajuda. Ele implorava por alguém. 


    Ela estava o encarando, e sem vergonha de fazer tal ato. 

    Provavelmente  sentindo o olhar  de Anne, o garoto indecifrável  levantou seu olhar para ela. Ele estava com a xícara  na mão, mas ao seus olhos castanhos se encontrarem com os da outra, ele acabou tremendo e derrubando café na mesa.  

  Anne deu uma risada percebendo o nervosismo do garoto. Suas bochechas tomaram um tom mais avermelhado mas ele continuou com o contato visual.

     Josh não  notou a troca de olhares e foi até a mesa do garoto para limpar o café derramado e pedir uma foto para um de seus ídolos musicais.

   -Com licença,  se importa se eu limpasse? - o fotógrafo  estava nervoso mas não deixava isso espairecer. O moreno ainda sem nome assentiu sorrindo. - e se não for incômodo, posso tirar uma foto com você?  Sabe eu sou muito fã do seu trabalho.

     - Claro -  Anne só analisava a situação.  Fã do seu trabalho? De onde ele era conhecido?

     - Anne? Você  pode tirar a foto para  mim? - Josh perguntou para a menina que estava em seus devaneios.

   A menina levantou e pegou o telefone de Josh apontando  para os dois que agora estavam em pé. Ela continuava a olhar os olhos do menino tentando decifrar aquilo.  

   - Obrigada Shawn, continue sendo esse cantor maravilhoso  que você é. - óbvio! Shawn Mendes o principal modelo que a chefe de Anne queria contratar. Ele era um cantor mundialmente  conhecido que seria ótimo para a propaganda da empresa.

    - Obrigada cara - ela viu que ele falava com sinceridade, mas o seu olhar ainda estava perdido em algo.

    Shawn pagou seu lanche e saiu da cafeteria, mas do lado de fora olhou nos olhos da garota. O vidro poderia ter atrapalhado esse olhar, mesmo assim a menina correspondeu muito bem até ele sair de sua vista .

   Os dois não  se conheciam. Mas eles tinham a estranha sensação  que não seria a última vez que eles se veriam. Alguma  coisa os fazia acreditar que aquela troca de olhares aconteceria novamente. E seria mais rápido do que eles pensavam. 


Caderno


I saw you on a Sunday in a cafe
And all you did was look my way
And my heart started to race
And my hands started to shake, yeah

...


I get a little bit nervous around you
Get a little bit stressed out
When I think about you
Get a little excited
Baby, when I think about you, yeah


Notas Finais


E aí? Deixem suas opiniões 💙
20 ANOS EU NÃO TO BEM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...