História Our Song - ShinDeku (Shinsou x Deku) e KiriBaku - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Dabi, Eijirou Kirishima, Hitoshi Shinsou, Katsuki Bakugou, Midoriya Izuku (Deku), Shouto Todoroki, Toga Himiko
Tags Dabitodo, Izutoga, Kiribaku, Shindeku
Visualizações 84
Palavras 807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Festa, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


———> ✾OIIII MEUS BEBÊS TUDO BEM COM VCS????

Gente, esse capítulo era pra ter sido postadosemana passada. Na verdade eu postei ele, porém sei erro e foi pra rascunho e eu não havia percebido, ate que alguém meio hoje me perguntar sobre att dessa fic.


———> ✾Peço desculpas pela demora e pela minha baita falta de atenção, mas antes tarde do que nunca.

———> ✾ TEM RECADINHO NAS NOTAS FINAIS, leeem please

———> ✾ Esse cap não tá betado, por ter tido esse probleminha na postagem, resolvi não mandar p bestagem, pra não atrasar mais ainda. Então perdoem os erro, e se houver algum, me avisem sem medo.




❁ Boa leitura ❁

Capítulo 7 - O Ex


Fanfic / Fanfiction Our Song - ShinDeku (Shinsou x Deku) e KiriBaku - Capítulo 7 - O Ex

 

Midoriya sentiu o corpo gelar com a pergunta de Shinsou. Não pôde deixar de ficar nervoso ao saber que ele havia presenciado o beijo dele e de Shōto.

Como ele iria falar: “Ah foi só um teste”? Shinsou era sério demais. Ficaria um tanto perplexo com a simplicidade da resposta.

Esperou que ambos descessem a pequena escada que dava acessso ao segundo andar, para enfim quebrar aquele silêncio 

— Hm... ele é meu ex, sabe?  — Falou em um tom baixo, mas alto o bastante para o maior ouvir.

— Então vocês voltaram? — Perguntou sério. — Quero dizer, caramba! Eu nem sabia que você era gay. — Tentou disfarçar a pintada de raiva que invadiu seu peito. 

Não que ele se importasse com aquilo. Claro que não. Afinal, eram melhores amigos. 

Era apenas raiva por não saber algo tão intimido do menor, mesmo os demais -que nem eram tão chegados à Izuku- sabiam de algo que ele sendo melhor amigo, não sabia.

— Como não? — Foi a vez do esverdeado o olhar incrédulo. — Eu já te contei sobre ele, varias vezes — Frisou a última parte. — Ate sobre o término e tudo mais, Hitoshi. — Falou irritado, embora sua voz estivesse doce.

— Hm...Não devo ter prestado atenção. — Falou se encostando na parede. Já estava meio tonto por conta do álcoo.

— Claro. Voce nunca me escuta. Se prestasse mais atenção em mim talvez saberia de muito mais coisa, idiota. — Estava irritado, não se referindo apenas ao assunto em questão, mas em todo o resto. 

— Então vocês voltaram ou não? — Perguntou impaciente. 

— Claro que nao. Não voltaria com ele depois de tudo que aconteceu. 

— Mesmo? — Arqueou as sobrancelhas  em dúvida.

— Nao, eu acho.. definitivamente não. — Sua voz falhou, o que fez o roxeado fazer uma careta estranha.

Izuku se perguntou o porque daquela curiosidade toda.

Shinsou tomou a frente e desceu até a cozinha. Estava incomodado com a situação, e nem mesmo ele entendia. 

— Posso pegar uma bebida? — E sem esperar a resposta abriu a geladeira e encarou seu interior.

— Fica a vontade, Shin.

— Ok. — Pegou uma cerveja cuja marca era estrangeira. — Vamos pra onde?

— Vamo lá pra trás. Montaram um tipo de pista de dança com luzes e tudo. — Falou empolgado.

— Eu não danço. — Bebeu um gole de sua cerveja e encarou os olhos esmeraldinos.

— Eu te ensino. — Sorriu malicioso o que despertou um interesse incomum no roxeado. 

Ambos já estavam bebado.

Deku pegou na mão de Shin e o guiou até os fundo da casa, passando por alguns rostos familiares e desviando de alguns bebados que de vez enquanto tentava puxar papo com o esverdeado.

Saíram onde parecia ser a piscina da casa. Era um lugar enorme com dois bar, um em cada ponta da piscina. Mais à frente tinha um tipo de campo de futebol, onde fora montando um pequeno palco para bandas tocarem. Deku reconheceu um dos rostos, era um rapaz loiro que fazia parte da banda de Jirou, porém o nome do mesmo fugiu de sua mente.

Shin estava tranquilo, apesar da música alta, seus sentidos estavam quase entorpecidos por conta do enorme teor de álcool que bebeu desde que chegou ali.

Deku arrastou o roxeado até a pista de dança, onde começaram a dançar que nem dois idiotas de circo. Sem o mínimo de coordenação no corpo.

— Se solta Shinsou! — Falou o menor rindo se aproximando do outro.

— Eu to tentando. — Shinsou estava rindo também. Já havia esquecido completamente do que havia acontecido.

— Shinnnnn — Falou arrastado. — Quero mais bebida. — Disse com os olhos fechados, se movendo no ritmo da música que tocava alto pelo terreno.

— Pega a minha cerveja. — Disse entregando a garrafa para o menor, que sorria sozinho com as bochechas rosadas — Oê! Izuku! 

— Shin, vamos pra casa? — Ele falou de repente com uma voz de choro. Seus olhos esmeradinos estavam manejados. 

— O-o que houve? Eu falei alguma coisa? — Shinsou arregalou os olhos preocupado quando a figura menor lhe abraçou com força e começou a chorar. — Deku, o que foi?

— Eu quero ir pra casa, Shincchi. — Choramingou com a cabeça escondida no tórax de Hitoshi. — Me leva pra casa.

— Tabom, mas o que houve? Consegue andar? Tá machucado? — Perguntou preocupado. 

— Me pega no colo! — Não pediu, saiu mais como um tom de ordem. 

Shinsou estava perplexo, há um minuto Izuku estava sorrindo e de repente começou a chorar como uma criança. 

O que havia acontecido para ele ficar naquele estado era uma pergunta que Hitoshi se fez enquanto levava a figura menor até o carro.

Deku se ajeitou no banco do passageiro com os olhos quase fechados. Com sua mão esquerda apertava sua blusa na altura do peito, como se estivesse com dor. Shin o olhava curioso e um tanto assustado. Não sabia o que fazer, optou por ficar em silêncio.

Ligou o carro e o único barulho que se ouvia dentro do carro, era o choramingo abafado do esverdeado.
 


Notas Finais


———> ✾ Oya oya oya oya quem está de volta? Então, tenho dois recadinhos, na verdade um spoiler e uma pergunta alakslsk

SPOILER: próx cap vai rolar uma declaraçãozinha do Izuku bebado gente. Vai ser fofo.

PERGUNTINHA: Eu to querendo focar um pouquinho nos casais secundários, o xTodo e KiriBaku. O que vocês acham?


Comentem que me ajuda muito.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...