História Ouro Selvagem - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias RWBY
Personagens Weiss Schnee, Yang Xiao Long
Tags Cyberpunk, Freezerburn, Prostituição, Relacionamento Aberto, Yang X Weiss
Visualizações 27
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Ficção Científica, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aviso para meus leitores de outras fics, eu sei que estou a muito tempo sem atualizar O Preço da Fama, peço mais paciência de vcs, estou planejando fazer um super intensivo durante minhas férias e escrever vários capítulos e finalizar O Preço da Fama. Então espero que esse hiato valha a pena.


Sobre Vengeance, eu quero reescrever essa fic, então pretendo apagar ela e repostar em 2020 depois que O Preço da Fama estiver finalizado e assim vou me dedicar totalmente ao AU de Vampiro, eu prometo a vocês que a fic vai ficar muito melhor do que está agora.


Fim dos avisos, essa fic nova é de um desafio de escrita do grupo que participo. O desafio é juntar natal e ficção científica! Não vai ser uma fic muito longa, mas vou dividir em pequenos capítulos para ser mais fácil gerenciar isso.

Alguns temas vão ser um pouco escuros, o maior deles será a questão da prostituição que vai será abordada, mas não vai ser excessivamente pesado a ponto de ficar desagradável de ler. Só avisando porque pode ter pessoas que não gostam de tal temática.

É isso. Dúvidas, xingamentos, surtos, podem deixar nos comentários.

Capítulo 1 - Capítulo 01


Fanfic / Fanfiction Ouro Selvagem - Capítulo 1 - Capítulo 01


Weiss 


Weiss deu uma última olhada na aurora pintando o céu noturno de colorido, antigamente, todas as noites se podia ver a luz boreal, mas a poluição luminosa da cidade havia apagado o brilho. E quem precisava mesmo se com um simples toque em um botão se podia reproduzir a aurora dentro de seu próprio quarto através de LEDs?

O próprio vestido que Weiss usava naquela noite tinha tal tecnologia, o corpete sem mangas e com decote em coração era de um tom de azul escuro profundo, mas a saia cheia e rodada tinha diversas luzinhas brancas que piscavam de cima para baixo criando um efeito de pequenos flocos de neve caindo na noite escura. A vestimenta dava um lindo contraste contra sua pele alva de porcelana e seus olhos azul celeste e seu cabelo branco platinado. 

O braço que envolveu o seu a trouxe de volta a realidade, Weiss olhou para o lado e para cima, apesar de esta usando um salto bastante alto, ela mal chegavam a altura dos ombros de seu noivo, Neptune.

— Está preocupada com algo? — Ele perguntou gentil.

Weiss negou com um aceno de cabeça.

— Vamos entrar logo, quanto mais rápido irmos, mais rápido podemos ir embora. — Ela disse colocando seu melhor sorriso no rosto, era totalmente falso, mas ninguém notaria.

Os dois entraram no salão de festas, era um baile de fim de ano, bastante tradicional que sua família dava todos os anos para a alta sociedade da Atlas, tudo impecável, tudo bem planejado, sem nenhuma única taça de gelo fora do lugar. Weiss deveria agir de acordo, como a herdeira da maior e mais poderosa empresa do país, todos estavam de olho nela. Aquilo significava uma grande carga de responsabilidade e estresse diário.

Sua família, os Schnee enriqueceram rapidamente e de forma inflada em pouco tempo graças a descoberta de um minério chamado dust, esses cristais coloridos tinham diversos efeitos dependendo de sua cor, o que revolucionou várias áreas e fez Atlas crescer enormemente nos últimos 50 anos. Ou seja, sua família não era só muito rica e famosa, eles eram parte da história do país.

Ela gastou sua noite cumprimentando convidados e tomando o máximo possível de taças de champanhe, Weiss mal podia conter sua expressão de tédio naquele momento, foi quando Neptune a puxou pela cintura e sussurrou algo em seu ouvido.

— Quer ir naquele lugar que eu te falei antes? 

Weiss o olhou com cautela.

— Agora?

— Sim, ouvi que vai ter um evento especial essa noite, e vamos combinar que essa festa aqui está um tédio.

Ela ainda hesitou.

— Eu não sei, não é perigoso?

— Relaxa, eu já fui lá várias vezes, tem um espaço discreto e o cara que toma conta de lá, tem experiência com clientes famosos.

Ela ainda deu uma última olhada na festa, os homens e mulheres ricos daquela cidade em seus ternos e vestidos caros bebendo drinks com folhas de ouro ao som de música clássica. Weiss fez uma careta.

— Vamos.


~**~


O local era chamado de Arena Cyber, oficialmente um lugar onde lutadores melhorados com robótica lutavam para a diversão daqueles que gostam de violência como entretenimento. Ela nunca foi deste tipo de pessoa, mas seu noivo falou tantas vezes deste lugar que Weiss não podia deixar de ficar curiosa. 

Quando sua nave passou ali, ela viu um grande aglomerado ao redor do prédio, mas como eles eram “clientes especiais” seu veículo pousou na pista no alto do edifício, quando Weiss e Neptune saíram, um homem ruivo e vestido em um terno branco, calças pretas e um chapéu tipo coco enfeitado com uma pena vermelha os recebeu. 

O homem sorriu e fez uma reverência exagerada. 

— A herdeira Schnee, que alegre surpresa essa noite, permita-me. — Ele se aproximou com a mão aberta e Weiss deixou sua mão pousar sobre a dele. 

— Suponho que seja, meu noivo falou bem desse lugar. — Ela respondeu olhando com indiferença ele beijar a palma de sua mão. 

— Oh, sim, sim, eu garanto que farei de tudo para diverti-la, senhorita Schnee. — Ele falou sorrindo e se inclinando para perto, Weiss imediatamente sentiu cheiro de charuto e whisky caros. — Meu nome é Roman Torchwick, não hesite em me chamar caso deseje algo… qualquer coisa mesmo. 

O jeito que ele falou aquilo, soou malicioso e macabro. 


~**~


Weiss, Neptune e Roman entraram em um elevador espaçoso feito de aço inoxidável e coberto por luzes que mudavam de cor conforme os andares iam passando. Eles pularam no andar 30, onde seguiram Roman até uma sala privativa onde tinha sofás, mesas, um bar e na frente uma grande janela de vidro, através dela se via um local cheio de arquibancadas lotadas em baixo, e mais ao fundo uma grande quadra cercada por uma proteção de energia branca. 

Weiss conhecia a tecnologia que a empresa de sua família patenteou, o dust de luz sólida, funcionava como uma cerca, tão eficiente como um muro de tijolos. 

Logo serviçais faunos apareceram para servi-los. Massageando seus pés e oferecendo bebidas.

Os faunos são uma raça bem particular, foram criados na época da grande guerra, os cientistas acharam que era uma boa ideia criar soldados melhorados misturando humanos com animais, assim nasceram os faunos. Só que a nova raça não era tão mais eficiente que guerreiros nascidos humanos, apesar de um pouco mais rápidos e mais fortes, poderem verem no escuro e terem uma audição e olfato mais apurados, nada indicava que soldados faunos eram mais efetivos em combate que um soldado humano.

Depois da guerra, não tardou para muitos se preocuparem com o futuro da nova raça e eles foram rapidamente marginalizados, jogados em guetos e forçados em subempregos que beiravam a escravidão, tudo porque possuíam alguma parte do corpo animal. A jovem fauna que lhe serviu uma taça de champanhe tinha longas orelhas de coelho no topo de sua cabeça.

— Então, quando esse show vai começar? — Ela perguntou um tanto aborrecida para seu noivo Neptune.

— Acho que agora.

Weiss olhou para o vidro, ela podia ver a plateia fazendo barulho, mas o isolamento acústico da sala era perfeito e nenhum som passava. Ao fundo, a quadra piscou com luzes verdes, pequenos cubos pretos de arestas brancas começaram a se mover se empilhando e organizando em blocos, no início, parecia algo aleatório, como um cubo mágico sendo montado.

De repente uma tela holográfica piscou em sua frente, acoplada na poltrona que ela estava sentada, a de Neptune fez o mesmo, na tela dividida as duplas que lutariam foram apresentadas. 

De um lado tinha dois loiros, a mulher tinha o cabelo longo e selvagem de cor ouro, uma cicatriz cortava seus lábios do lado esquerdo terminando no queixo, havia outra cicatriz bastante visível na bochecha direita, seus olhos eram de um tom violeta intenso, seus braços eram próteses permanentes de aço, a prótese do braço direito era mais longa cobrindo o ombro direito e todo o pescoço terminando em uma mandíbula metálica, a prótese da esquerda terminava um pouco acima do cotovelo.

O seu nome estava identificado na ficha do monitor:

Nome: Xiao-Long, Yang

Idade: 28 anos

Peso: 80 kg

Altura: 1.73

Raça: Humano

Status: Classe B

O rapaz ao seu lado era fauno, não usava camisa e era bastante musculoso, sua cauda de macaco de cor dourada balançando na base das suas costas, seu cabelo bagunçado tinha um igual tom de amarelo, atendia pelo nome de Sun Wukong e tinha todos os parâmetros parecidos com o de sua parceira. Weiss se perguntou se eram parentes ou até mesmo irmãos.

A dupla atendia pelo nome de Tempestade Solar.

— Isso vai ser interessante. — Weiss murmurou sorrindo.

— Sabia que ia gostar. — Neptune respondeu lhe dando um sorriso de cumplicidade. — Você gostou deles? 

— São… interessantes.





Notas Finais


Se eu postar uma original, vocês leiam?ou só tem interesse em fics de RWBY? 🤔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...