História Outro mundo com Sistema Anime - Capítulo 90


Escrita por:

Visualizações 33
Palavras 979
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 90 - Metronome


Sem motivos para continuar naquele local, Lucas começa a caminha em direção a Aincrad junto com sua serpente que continuava enrolada em volta de seu corpo.

– ...Magikarp, você não pode nos levar voando ou com teleport?

O Pokémon olha para seu dono e depois balança a cabeça, negando.

– ...Não pode ou não quer? – O jovem pensou enquanto suspirava. – Ha... Pode então me dar um pouco de espaço? Não consigo andar direito assim.

Ouvindo o que Lucas disse, Magikarp solta o jovem por um momento antes enrolar sua cauda na cintura de Lucas e deixar a cabeça ao lado da dele.

– ...Agora eu devo conseguir. – Ele murmura, percebendo que não conseguiria mais nenhum espaço. – ...Ah, não te perguntei antes, mas você é fêmea?

A serpente olha para o jovem um pouco irritada por ele ainda não saber e balança a cabeça em confirmação.

Notando o humor do seu Pokémon, Lucas tenta mudar de assunto.

– ...Alias, Magikarp, você tem mais habilidades além daquelas duas?

O Pokémon confirma balançando a cabeça.

– Pode me mostrar?

Ela balança a cabeça em negação.

– ...Você realmente segue minhas ordens? – Essa duvida percorreu a cabeça do jovem enquanto andava em direção a Aincrad.

[...]

Depois de caminharem por um tempo, os dois finalmente chegaram no local.

– É realmente grande... – Lucas murmurou enquanto olhava para Aincrad. – ...Me pergunto quantos andares já devem ter subido.

Magikarp também olhava para cima, na mesma direção que seu dono.

– Lucas! Aqui!

O jovem olha para a direção em que foi chamado e encontra uma pequena garota loira pulando enquanto balançava as mãos no alto. Chegando lá, encontra as outras garotas.

– Você finalmente chegou! – A loira fala agitada.

–Alguma coisa aconteceu?

– Não, nada. – Mumei responde tranquilamente.

– Ok... – Ele responde com o rosto um pouco estranho

– Então, Lucas, você encontrou Atlântida? – Saeko pergunta.

– ...Não. – Ele responde decepcionado. – Atlântida não existia mais.

Eles conversavam normalmente até que finalmente perceberam que estava faltando alguém.

– Asuna, por que você está em silencio... – O jovem então percebeu o motivo.

A garota foi toda enrolada pelo Pokémon de Lucas, até mesmo impedindo-a de falar.

– Depois de mim, aquela quem mais cuidou de magikarp foi Asuna...– Ele pensou vendo a situação. – ...Ela deve ter teleportado no momento em que cheguei aqui.

– ...O que é essa serpente, Lucas? – Mumei perguntou, já que tinha visto ela com o jovem quando estava chegando.

Saeko e Roka foram tentar tirar a serpente de Asuna, mas acabou sendo enroladas juntas.

– ...É a evolução de Magikarp.

– Essa é a evolução daquele peixe? Eu pensei que seria um dragão...

– Sim, eu também, mas acho que prefiro está.

– Vocês dois, venha nos ajudar! – Asuna grita na direção deles quando finalmente conseguiu falar.

– Vou tentar! – O jovem fala e vai até a cabeça de Magikarp. – Pode ir mais com calma? – Ele diz enquanto acariciava a cabeça da serpente. – ...Notei que ela realmente gosta de ser acariciada na cabeça enquanto andávamos, até mesmo afrouxava seu aperto para isso.

O Pokémon lentamente soltou-se das garotas e voltou a se enrolar ao redor de Lucas.

– Parece que se acalmou. – O jovem fala com um sorriso em direção a Asuna. – Deve ter sentido muita falta de você para agir desse jeito.

Mumei foi até o jovem e começou a acariciar o Pokémon.

– Aquele peixe se tornou muito bonito.

Asuna também vem acariciar o Pokémon depois de ter se recuperado.

– Não esperava que Magikarp fosse virar uma linda serpente.

Logo depois Roka e Saeko também começa a acariciar o Pokémon antes de resolverem entrar novamente na caverna por onde chegaram.

[...]

Eles fizeram uma busca por toda caverna antes de Lucas falar.

– Parece que realmente não há nenhuma dica de como voltar para Aincrad aqui... – O jovem comenta. – ...E Magikarp não deve conseguir nos teletransportar para lá. – Murmurou no final.

– Devemos voltar a procurar por outras civilizações? – Mumei perguntou.

– Acho que é a única alternativa... – O jovem fala antes de olhar para o Pokémon e ter uma idéia. – Magikarp, você não pode usar uma de suas habilidades para nos levar lá para cima?

A serpente apenas sacode a cabeça em negação.

– Habilidades? Magikarp possui habilidades!? – Mumei faz a pergunta que todas as outras estavam interessadas.

– Sim, ela me mostrou duas delas.

– Quais são!? – Roka pergunta entusiasmada.

– Teleport e Metronome.

– Teleport!? Então foi assim que ele conseguiu me prender em um instante. – Asuna diz enquanto finalmente entendeu o motivo não ter percebido Magikarp.

– O que seria o poder chamado Metronome? – Saeko perguntou curiosa e as outras também pareciam querer saber.

– Metronome é uma habilidade em que Magikarp vai utilizar um poder aleatório.

– Que tipo de poder aleatório? – Roka pergunta interessada.

– Não tem um tipo especifico, por isso é imprevisível.

– ...Nos mostre! – Ela diz com os olhos brilhantes.

Vendo que as garotas estavam interessadas, Magikarp resolveu dar uma chance enquanto Lucas falava.

– Magikarp, use metronome.

As pontas da cauda de magikarp começa a brilha enquanto ela balançava lentamente por tempo até que finalmente parou e começou a escurecer.

– O que será que vai ser a habilidade... – O jovem estava se perguntando quando algo finalmente ocorreu.

A caverna começou a tremer violentamente e todos caíram no lago que existia lá.

– O que está acontecendo!? – A loira pergunta.

O jovem olha tudo tremer e responde.

– ...Parece que o poder foi terremoto.

Quando as garotas queriam falar alguma coisa, pedras começaram a cair do teto da caverna.

– Magikarp, proteja-nos.

A serpente da um leve aceno e segura todos juntos enquanto usava seu teleport para esquivar das pedras.

[...]

O tremor se acalma e as finalmente param de cair. Todos agradecem o Pokémon e depois voltam a conversar.

– ...Parece que não podemos mais sair da caverna. – Lucas diz enquanto olhava para o caminho bloqueado pelas pedras. – Magikarp, pode nos levar para fora com teleport?

O Pokémon balança a cabeça em negação.

– E nós também não sabemos a maneira de subir.

– Isso significa que só podemos contar com o metronome...

 

[Continua...]


Notas Finais


Tive que escrever este capitulo duas vezes, pois o computador desligou no momento em que já estava terminando e perdi tudo o que tinha escrito.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...