História Over Again - Imagine (Jonghyun - Yoongi - JungKook - Bin) - Capítulo 111


Escrita por:

Postado
Categorias Amanda Seyfried, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Cara Delevingne, Chloë Grace Moretz, GD & TOP, G-Dragon, Histórias Originais, Lana Del Rey, Lee Dong Wook, Mitologia Asteca, Mitologia Grega, Mitologia Nórdica, Mitologia Romana, Park Hye Min (Pony), SHINee, Stray Kids, Yoo Seung-ho
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jonghyun Kim, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lana Del Rey, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 45
Palavras 4.405
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite meus amores💕💕💕💕
Espero que gostem!!!
Dividi o Cap.😅💕

Capítulo 111 - O Terceiro Inferno - Part. III


Fanfic / Fanfiction Over Again - Imagine (Jonghyun - Yoongi - JungKook - Bin) - Capítulo 111 - O Terceiro Inferno - Part. III

(S/N) ON

Empurro as portas do ginásio. Todos na platéia se voltam para mim e a diretora, que parecia já haver escolhido a nova líder de torcida conjuntamente com o conselho estudantil, para, ao notar minha entrada. Bin pega o pendrive no bolso e vai em direção ao DJ com um sorriso triunfal sobre os lábios.

(S/N): - Cheguei! - Sorrio.

Sunhee: - VAI LÁ S/NNNNNN!!!!! - Reconheço a voz de Sunhee na arquibancada, mas continuo encarando a diretora sorrindo.

Sunny: - Diretora, ela não pode se apresentar, a nova líder já foi escolhida! - Olha,tá com medinho, ela... Só então percebo que era a menina que topei mais cedo. Ah... Agora tudo faz sentido. Ela deve ter ouvido falar de mim! Pelo jeito, isso ia ter mais graça do que eu imaginei, realmente...

Diretora: - Sunny, pare! Todas tem direito de competir! - A diretora me encara por um momento de cima a baixo e diz: - Dê o seu melhor! Eles que irão decidir... - Pende a cabeça para a platéia e eu assinto com um sorriso venenoso. Toma-lhe safada...

A musica começa a tocar e todos saem do meio do ginásio, inclusive Sunny (sendo arrastada e me fuzilando com os olhos), abrindo alas for me. Meu mix começaria com "Crazy in love - Bey".

Todos em silêncio, com os olhos em mim. Chego requebrando ao parar no meio da quadra. Tocando meu corpo, giro minha cabeça e começo rebolar. Faço uma abertura lentamente, arqueando minha costa para trás quando chego no chão.

- WOOOOOWWWW.... - A platéia vibra. E logo começa a tocar "Run the World - Bey".

Me levanto e começo a fazer a coreografia que havia montado quando ainda estava no Brasil. Todos me encaravam fixamente, enquanto com uma batida de cabelo e a marcação de passos começava a se alongar. Faço cada curva do meu corpo ser notada quando a sonoridade de "Criminal - Britney" começa a invadir o ginásio. Deixando meu quadril maleável, começo a descer. Meus cabelos balançavam em minha costa ao serem jogados por mim.

Olhando para a arquibancada percebo o olhar devorador de Yoongi sobre mim. No início aquilo me incomodou, mas, mesmo que eu odeie admitir, aquilo ficou divertido de se ver quando "My first Kiss" tocou.

Mordia meus lábios enquanto ele encarava fixamente meu corpo se movimentando e antes que tudo termine, dou três saltos de costas no meio da quadra e firmando meus pés no chão, danço balançando meus cabelos e quando a música chega em seu auge, indo até o chão, rebolo ajoelhada. Me impulsionando com as mãos e flexionando os joelhos me ponho de pé, finalizando a coreografia quando lanço meus cabelos para trás e pouso para para a platéia com um sorriso delicioso, ao segurar minha cintura enquanto uma das mãos segurava meus cabelos. 

-UHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUULLLLL - Assim que ouço todos gritarem e Bin, que ainda estava com o DJ. Corro até Nam, que estava com Sunhee, e me lanço em seu colo.

Nam: -  EEEEEEEHHHH!!!!! - Ele girava comigo agarrada a ele. - VOCÊ CONSEGUIUUUU!!!!

Tae: - ESSA SABE REBOLAR UMA RABA COMO NINGUÉM!!!! - Gargalho ainda mais.

Jimin: - UHUUUULLL!!!! DIRETAMENTE DOS BAILES DA FAVELA PARA A CORÉIA!!!! - Ninguém sabe, ninguém viu...

Kookie: - S/N...

- S/N... S/N... S/N (...) - Abro o maior sorriso que jamais havia provado ouvir eles gritarem meu nome.

Quando Nam me coloca no chão e ao ver todos sorrirem, parecia me sentir em casa e ainda assim, faltar algo. Yoongi se aproxima com um sorriso num branco estonteante, esbanjado em seu semblante fofo. - Nem parecia ser o menino de meia hora atrás, todo tarado. - Ao me lançar uma piscadela, abaixo meu olhar, um pouco sem jeito, mas ainda assim, sorrindo enquanto todos continuavam comemorando ao redor.

De repente, alguém me puxa pela cintura e me beija. Ao sentir o perfume de Bin, sorrio. Então ele fala, no pé do meu ouvido: - Minha gostosa! - Sorrio e ele volta a me beijar.

(S/N) OFF

Suga ON

Ele a pega sobre os braços e a beija. Estantaneamente sinto raiva. - Ela era tão linda, tão... - Olho para seu corpo. - E ele, um completo imbecil -. A única vontade que tinha era tentá-la o suficiente para que assim, ela percebesse que ele era só mais um merdinha. - Sim, aquela garota sorridente, de corpo escultural, cabelos ruivos, jeito ora meigo, ora bruto, iria ser minha.... Quando eu começasse a ditar todas as regras desse jogo.

Suga OFF

(...)

(S/N) ON

Ao me trocar, vestindo a mesma roupa que estava quando cheguei, Bin me leva até minha sala enquanto Nam e os outros voltam para a sua. Ao se despedir de mim com um beijo na testa e um sorriso lindo de se ver, Bin me deixa para trás com Sunhee. Ela ia voltar para a casa deles e Bin ia para a empresa.

Aceno os vendo se distanciar e entro na sala, pedindo licença para o professor de biologia que já havia começado a aula. Me sento ao lado do menino que havia tirado minha foto mais cedo. Jon não me olhou desde que sentei ao seu lado. Me senti bem ignorada por ele. Tiro a foto que ele havia tirado de mim do bolso do casaco e usando um clipe, a coloco na capa do caderno.

Vejo Jon sorrir, de relance. E finalmente, ele diz algo: - Você foi ótima hoje! - Ao encará-lo, lhe entrego meu melhor sorriso.

Logo voltamos a prestar atenção na aula e depois de três horários de biologia, tivemos aula de matemática e história. Na aula de história, o professor desligou as luzes e nos mandou sentar em dubla para passar um vídeo no slide. Me senti tão sonolenta, que sem querer peguei no sono.

(...)

Acordo com alguém me cutucando. Quando vi que era Jon e que eu havia adormecido no ombro dele, solto um grito. Ele se assusta comigo e cai da cadeira.

Jon: - Você quase me matou, criatura! Calma... - Diz gargalhando ainda caído no chão.

(S/N): - Desculpa! - Todos à volta nos encaravam e dou um sorriso de: "Juro que não sou louca! Juro, juro, do fundo do coração...".

Jon olha para mim e gargalha ainda mais. Começo a dar tapinhas nele, mas mesmo assim ele continua a rir de mim enquanto se esquivava das minhas tentativas mal sucedidas de lhe acertar. Estávamos parecendo duas crianças. Mas de repente, alguém vem andando atrás de mim sem que eu percebe-se. Jon, que estava rindo, parou e se levantou olhando para trás de mim. Ao me virar, Jungkook estava parado encarando Jon, sério. Senti um pouco de medo ao ver seu olhar sobre Jon. - O que é, agora tá aprendendo com Bin ou o quê?! -. Ele volta sua atenção para mim. Com ar repreensão,  diz: - É intervalo.

(S/N): - Eu sei disso, escutei a campa! - Só queria saber onde tá essa intimidade que eu não dei pra ele?!

Kookie: - Então vamos! - Diz rancorosamente.

(S/N): - Desde quando eu recebo ordens suas? - Ele rir.

Kookie: - Se quiser ficar com ele tudo bem, mas os meninos estão nos esperando. Então... - Ele se vira e vai em direção a porta. - Olho para Jon que estava meio desajeitado com a situação.

(S/N): - Até logo!

Jon: - Até. - Ele me dá um sorriso murcho ao dizer isso, e vai ajeitar os livros que havia derrubado quando caiu.

Me virando, corro, tentando alcançar JungKook e assim que o faço, já no lado de fora da sala, ele me puxa pelo braço e me arrasta pelos corredores enquanto eu optei pelo silêncio, para ver até onde aquilo ia. Ao chegarmos em um dos corredores vazios, não aguentando mais aquela situação, paro.

(S/N): - O que é isso? - Digo em um tom áspero.

Ao se voltar para mim, indaga, fingindo não entendimento: - O que?

(S/N): - Por que você está sendo idiota comigo?  Dá pra parar com essa merda?!

Kookie: - Não! - Me encara fixamente. O quê?

(S/N): - Olha aqui JungKook, eu não sei o que te deu e nem porquê tá fazendo isso! Mas se quiser ter uma boa convivência comigo, para com essa porra!

Kookie: - Para! - Me assusto com seu tom. Respirando fundo, diz em um tom mais calmo: - Só... Cuidado com quem você faz amizade e não seja fofa ou sorridente com todos S/N! Por favor... - Começo a rir do pedido. Ele parecia mesmo bravo e até... Fofo? Ele nem é meu namorado gente, por quê tô achando essa atitude fofa?

Kookie: - Você está achando isso engraçado?

(S/N): - Sim! Você parece tão fofinho... - Aperto suas bochechas. - Ele não controla um sorriso nascente sobre os lábios. - Como você consegue? - Bagunça meu cabelo e aperta minhas bochechas.

(S/N): - Consigo o quê, Kookie?

Kookie: - Kookie? - Ele sorrir ainda mais e noto suas bochechas ficando vermelhas.

(S/N): - Sim, é assim que eu vou chamar você, toda vez que ficar com raivinha! - Ao parar de rir, diz:

- Eu não quero que os outros meninos tenham sua atenção S/N. Eles não merecem isso!

(S/N): - Só você merece? - Cruzo os braços e faço pose de má.

Kookie: - Exaaaatamente!

(S/N): - Só espero que não esqueça que eu tenho namorado! - Ele dá de ombros e sorrir. 

Kookie: - Vamos, os meninos estão nos esperando! - Entrelaço meus braços ao dele e o acompanho. No caminho até a sala de música, que era onde os outros estavam, fomos conversando.

(...)

Ao entrarmos na sala, vejo Yoongi escrevendo e os outros ensaiando.

Jimin: - Olha quem está aqui... - Tira minha atenção de Yoongi, que vai diretamente para ele.

(S/N): - Oi meninos!

Tae: - Kook ia só te chamar, mas demoraram tanto... O que estavam fazendo? - Sorrio com seu tom suspeito.

(S/N): - Conversando como duas pessoas normais. Por que Tae, tá com ciúmes? - Tae se surpreende com minha resposta e os meninos começam a rir.

Jin: - Tá vendo? Por isso que é bom ficar quieto! - Diz lhe dando leves tapinhas na costa.

Hope: - Vai ensaiar com a gente S/N? - Pergunta estando perto da parede com  espelho. Hope estava completamente suado, supus que tivesse passado a mesma coreografia repetidas vezes, antes que eu chegasse.

(S/N): - Sim! Falando em ensaiar, onde está Nam?

Hope: - Ele foi pegar nossas roupas, aquelas que mandamos encomendar!

(S/N): - Ah sim... Vamos começar?

Jimin: - Vamoooos...

(S/N): - Vou só trocar de roupa. Quando sair, a gente começa! - Todos concordam e eu vou em direção ao banheiro.

Ao passar na frente do sofá onde Yoongi estava sentado, vejo o título do que escrevia "4 o'clock", paro onde estou. - Eu já vi isso em algum lugar... - Tento me lembrar, tento de alguma forma alcançar esta lembrança, mas não consigo e é quando continuo meu caminho até o banheiro.

(S/N) OFF

Suga ON

S/N se aproxima, indo em direção ao banheiro. Ao passar em minha frente, estranhamente para. Ergo meu olhar até ela e a vejo pensativa. - Por que ela parou? - Depois de um tempo, ela parece voltar do estado de transe e retoma seus passos até o banheiro.

Assim que entra no banheiro, volto novamente a minha atenção para a música que estava escrevendo. - Eu não conseguia achar algo, não conseguia completá-la, era estranho, parecia a música mais difícil que já havia escrito antes.

Ouço o barulho da porta da entrada da sala que estávamos. Ao olhar para a mesma, vejo Nam entrando com várias embalagens em mãos. Me levanto, para ir ajudá-lo.

Suga OFF

(...)

(S/N) ON

Assim que o ensaio termina, estávamos todos exaustos. Organizamos toda a coreografia hoje e dei algumas dicas para Nam, quanto ao foco dos meninos quando estiverem em palco.

Nam: - Vai tomar banho no vestiário feminino? - Diz passando uma toalha no rosto.

(S/N): - Fica aberto até essa hora? - Ele sorrir.

Nam: - Você que é dona da chave! Pode pedir a hora que quiser na sala da coordenadora.

(S/N): - Ah, então se é assim...

Nam: - Acho que vamos limpar aqui e aproveitarmos pra tomar uma ducha no vestiário masculino. Já guardou sua mochila no armário?

(S/N): - Sim. Eu acho que vou lá então... - Ele assente e eu pego minha bolsa, indo até a saída, enquanto Nam e os outros começavam a organizar a sala.

Hope e Kookie estavam levando algumas caixas de som para o carro. Chegando até a porta, abro para que eles passem e sigo meu caminho pelo corredor, já vazio, da escola.

Ouvia só meus passos em toda a extensão do caminho, com os armários azuis. Assim que dobro o outro corredor, me sinto observada. Olho para trás, mas não vejo ninguém, então continuo caminhando, mas agora, mais rápido.

Escuto um barulho atrás de mim e corro como se não houvesse amanhã. Viro no corredor a esquerda e continuo correndo, até que as luzes de todo corredor se apagam. Meu ar me falta, meu sangue para de circular - Puta que pariu, e agora? - . Ouço mais barulhos pelos armários atrás de mim e é quando ao virar mais um corredor, alguém me puxa e antes que eu possa gritar, tampa minha boca ao me pressionar na parede. Yoongi estava parado em minha frente, parecia apreensivo, então diz apenas com os lábios: - Fica quieta!

Ele me solta e se vira, para ir até lá. - Ele tá louco? - Eu o puxo, ao se voltar para mim, me encara sério.

(S/N): - Você tá louco? Não vai lá não!!!! - Sussurro. Ele fita minha mão em seu braço e depois volta a me encarar com um ar risonho. Yoongi tira minha mão de seu braço e não me escutando, toma o rumo de onde vinha todos aqueles barulhos - Meu Jesus amado... E agora Cristo?? Aaaah... O que eu faço? -.

Começo a ouvir estrondos ainda mais altos que antes, e a cada um que escutava, parecia que estavam enfiando uma estaca dentro de mim. Meu coração tripidava e eu, de tão nervosa, começo a me tremer toda.

De repente, todas as luzes são acesas de uma só vez, e escuto o grito de meninas. Saio de onde estou e vou até o corredor onde Yoongi havia dobrado. O vejo puxar duas meninas pela blusa e as empurrar sobre os armários.

Suga: - QUEM FOI QUE MANDOU VOCÊS? - O corpo delas dá um leve salto, assim como o meu, ao tão repentinamente vê-lo furioso. - FALA! - Fico paralisada onde estou.

- Fo-foi a Su-Sunny... - Denuncia uma das meninas, enquanto choramingava com a outra. Ele bate no armário e elas se assustam, estremecendo o corpo inteiro. Ele agarra seus pescoços e os aperta, então sibila: - Se voltarem a fazer algo, ou ao menos assustá-la e eu souber... Eu vou ser bem pior da próxima vez! - Elas se debatiam tentando tirar as mãos dele de seus pescoços.

Ele as solta, as jogando no chão. As meninas correm ao se arrastarem e assim que conseguem firmeza, se levantam correndo.

Elas estavam tão desesperadas, que em menos de um minuto, somem no corredor. Ao olhar para Yoongi,  o vejo me encarar.

Suga: - Você está bem? - Engulo a seco, não conseguindo responder. Ele vem em minha direção e eu dou alguns passos para trás. - S/N? - Diz incrédulo com minha atitude.

(S/N): - De...Desculpa... - Os olhos de Yoongi eram tristes. - Me perdoe... Eu tô só assustada. As meninas... Você...

Suga: - Tá tudo bem, eu assustei você... - Desvia o olhar.

(S/N): - Não, Su... - Ele me olha incerto. -Suga!

Suga: - Suga? - Dá um meio sorriso murcho.

(S/N): - Sim.

Suga: - Por que Suga?

(S/N): - Porque você é assim comigo! E às vezes, parece ser só comigo. - Ele me encara tão fixamente que eu nem mesmo consegui me conectar à minha realidade novamente.

Suga: - E quando eu te assustar, vai me chamar como?

(S/N): - De Yoongi! - Ele sorrir. Um sorriso meigo e doce.

Suga: - Ok. - Consente. - Você estava indo para onde?

(S/N): - Para o a coordenação, quero pegar a chave do vestiário feminino, para tomar banho.

Suga: - Eu te levo até lá! - Assinto, então começamos a caminhar no pelo corredor, em passos lentos, lado-a-lado.

Suga se aproxima um pouco, olhando para os armários. Eu olho para o lado contrário, então sinto sua mão próxima a minha.

Respiro fundo e me sinto envergonhada. - Como é que é? Envergonhada????? Cadê eu? Onde eu tô??? -. Em um simplista movimento, nossas mãos se cruzam. Olho para elas e contenho uma risadinha. Suga acaricia minha mão com seu polegar e continuamos o percurso todo caminhando dessa maneira.

Ao chegarmos na frente da coordenação, entramos, então peço a chave para o senhor que estava sentado na cadeira, voltada para a mesa do computador. Ele me entrega e olha brevemente para nossas mãos cruzadas. Me sinto intimidada, mas ninguém diz nada.

Yoongi abre a porta e eu saio, depois ele a fecha, sem tirar sua mão da minha. Caminhamos mais um pouco, mas em pouco tempo chegamos na frente do vestiário. Eu olho para chave em minhas mãos e depois para Yoongi. Ele parecia ler meu olhar e mesmo assim não tomar uma só parte, em nada.

Suga: - Quer que eu te espere? - Quero que entre comigo... Mas ok. Continuo a lhe encarar e tomando minha voz, digo: - Se puder!

Suga: - É, vai que aparece mais algumas daquelas meninas...

(S/N): - Sim, verdade, você está certo... Tem toda razão! Elas podem aparecer a qualquer momento!

Suga: - Sim...

(S/N): - Então é melhor eu ir logo! - Ele assente me encarando e eu me viro para entrar. Que porra é essa, meu Deus? O quê que eu tô fazendo da minha vida?

(S/N) OFF

Suga ON

Me sento no chão do corredor para esperar S/N. Olhando para minha mão, ao lembrar de seus dedos entrelaçados aos meus, sorrio. - O que ela tem? Eu pensava que era só a beleza, mas não... Não é isso, é algo a mais; é algo que eu não consigo explicar; é algo que eu senti quando a alcancei e ao vê-la assustada, poder protegê-la. - Lembro do caminho até o vestiário, nossas mãos dadas e seu olhar se desviando do meu enquanto eu fazia o mesmo e ria da situação. - Eu nunca desviei meu olhar de uma garota, nunca tive um meio termo, por quê com ela tenho? S/N tem algo... E eu quero descobrir o que é!

Ouço o ranger da porta. A encaro sem entender, e não vendo S/N, me levanto.

Suga: - S/N? - A chamo, mas ao não obter resposta, começo a caminhar lentamente em direção à porta. Chegando na entrada, escuto o barulho da água do chuveiro ao cair. Ao olhar para dentro, o banheiro era tomado pela neblina do vapor de água quente e em meio a toda neblina,  no último chuveiro, S/N.

Seus cabelos molhados, recaíam sobre seus seios; seus olhos fechados, mostravam o quanto ela estava se deliciando ao sentir a água cair sobre o rosto; seu corpo, nú; seus seios, grandes e eretos e suas curvas, expostas à mim, marcadas por hematomas, chupões e o que pareciam serem marcas de palmadas. Fico parado a encarando, queria levar comigo cada parte dela, cada pequena parte dela gravada em minha memória, mesmo que com marcas feitas por um outro homem.

Suga OFF

(S/N) ON

Passo as mãos sobre o rosto e ao sentir seu olhar sobre mim, abro os olhos. Yoongi me encarava tão fixamente, que por um momento tive a impressão de sentí-lo perto. Ele parecia tocar-me e tudo estava ali, explícito em seu olhar. Seus olhos brilhavam em desejo e assim, eu o mantinha meu refém. A água continuava a cair em meu ombro e escorrer por toda a extensão do meu corpo, enquanto eu o fitava, esperando seu próximo passo, sem ao menos piscar. - Estávamos a apenas alguns metros de distância, minha mente pairava sobre aquele momento, em que me neguei a medir todas consequências e levei como irrelevância a própria razão.

Yoongi dá um passo para trás, encarando o chão, então se vira e sai, batendo a porta logo atrás. Ao ouvir o barulho da porta, pareço despertar de uma vez da minha inconsciência consciente.

(S/N) OFF

Suga ON

Bato a porta do banheiro e saio - Acho que... Agora a merda foi literalmente jogada no ventilador. - Seguro minha cabeça com as duas mãos, prevendo o turbilhão de pensamentos que me envadiriam a mente. Me reencostando sobre a porta, desço, deslizando sobre a mesma, até chegar no chão. - Eu não posso voltar lá... Eu não posso voltar lá... Não, não faz isso... - Tecia aquele dizer como um mantra, sabendo que por mais que o certo nunca houvesse me chamado atenção, voltar lá agora, colocaria muita coisa em jogo, inclusive o resto da minha sanidade.

Suga OFF

(...)

(S/N) ON

Saio do banheiro e após trancar a porta, me viro. Ao olhar para frente, vejo Yoongi sentado no chão com a cabeça deitada nos joelhos. Ao ouvir o barulho feito por mim, levanta a cabeça e o vejo tão... - O que é isso? Ele tá tão murcho que que ao invés de ter me visto nua, parece que acabou de sair de um enterro -.Vou em sua direção e paro na sua frente. Ele ergue o olhar e eu sorrio docemente. - Por que é tão boooom tentá-lo?

(S/N): - Vamos? - Yoongi parecia nem acreditar o quão naturalmente eu agia, mesmo após tudo o que eu havia feito. - Sim? Você vem ou não? - Ele continua me encarando. - Então tá! - Me viro e começo a fazer meu caminho em direção a sala de música. Ouço seus passos trás. Sorrio para mim mesma, mas assim que ele me alcança, fecho a cara.

Suga: - O que foi? - Pergunta ao analisar minha expressão. Arqueio minhas sobrancelhas e respondo: - Nada!

Suga: - O que foi? - Acho que pelo menos um elogio, né? Aliás, não saio mostrando meu corpo por aí, para todo mundo!

(S/N): - Nada! - Acelero os passos, deixando-o para trás novamente.

Suga: - Ei, espera aí! - Puxa meu braço com força, o que me faz ir de encontro a ele. Suga ergue meu queixo, me obrigando a enviará-lo. Sentia seu coração disparando, ainda estando reencostada sobre seu corpo. Resultado do puxão que havia me dado. Seu braço me segurava com força enquanto sua respiração instável incindia sobre minha pele e seu semblante me afogava na mais completa dúvida: "O que ele quer e por quê, por quê não faz nada?"

(S/N): - Se não vai fazer nada, acho melhor me soltar! - Ele me semicerra com os olhos e me solta. Fico pasmem. Ele tá me rejeitando de novo? - Você é um completo idiota! - Esbravejo. Seus olhos se arregalam com o susto que leva. Eu lhe acerto um tapa no rosto, fazendo-o virá-lo. Cubro minha boca com uma das mãos, não acreditando no que havia feito. Lentamente Yoongi se volta para mim e agora, seu olhar me fazia temer o que faria.

(S/N): - Me-me-me... - Gaguejo. Ele começa a se aproximar e eu, a dar passos para trás, enquanto Yoongi me tragava em uma expressão rígida e irada. - Me-me desculpa!!! -  Fecho meus olhos ao ser imprenssada na parede e sentindo-o tão próximo. Quanto mais ele vinha para cima de mim, mais eu me comprimia. De repente, sinto seu nariz sobre meu pescoço; sua mão puxando minha coxa e ele me apertando contra ele. Sua ereção era evidente e grossa contra mim. Yoongi começa a espalhar beijos por meu pescoço. Cada pelo de meu corpo se arrepia e deliro ao receber seu toque. Ele direciona seus beijos até chegar em minha orelha, mordendo o lóbulo. Meus lábios se entreabrem e eu solto um gemido baixo. Seu corpo quente envoltava o meu; suas mãos me apertavam com tão bruscamente, que me fazia querer mais - Um mais, talvez mais carnal do que ele pudesse imaginar -. Yoongi repuxa o lóbulo da minha orelha com os dentes incisivos, eu me agarro aos seus ombros e estava pronta para ser entregue a ele. Seus lábios molham a ponta da minha orelha e ele diz em uma voz rouca: - Você não vai conseguir me enlouquecer assim. Você não mediu as consequências do que me pede. Não quero ninguém saindo da cama comigo, chorando. - Ele está... Se preocupando comigo? E com o que eu vou sentir ao transar com ele? O que? Então continua: - Não me tente mais assim! Você pode se arrepender da próxima vez! Seu namorado parece fazer marcas pequenas demais... - Ele viu... Porra, eu esqueci das marcas! - Eu não tenho piedade... - Não me movo. Abro meus olhos e vejo seu olhar sobre mim.

Então ele me larga e eu o encaro sem compreender. - Na verdade eu não sabia como me sentir tendo conhecimento de que ele, em toda sua postura de moleque e cachorro sem dono, estava se importando com uma menina que... Comigo? Eu entendo Bin, mas... Suga? -.

Evitando contato visual, Yoongi pega minha bolsa, que havia deixado cair no chão e colocando a alça sobre o ombro, ergue seu olhar e o direciona até mim. Dando um sorriso descabido, diz: - Acho melhor fingirmos que nada disso aconteceu por enquanto! Não quero que acorde amanhã e esteja estranha comigo sem motivos compreensíveis. - Ele tá me chamando de bipolar? - E não, eu não estou dizendo que você é bipolar! Eu só quero evitar problemas futuros, que podem ser evitados. - Continuo quieta, analisando suas palavras e o encarando com uma imensidão infindável de "Por quês?" a me cercar. Ele se aproxima e pega minha mão.

Suga: - Eu nunca tinha andado assim com uma menina, e gostei! - Tento controlar um sorriso tosco, mas não consigo, então apenas encaro o chão por um momento. Espera aí, eu tô com vergonha? Suga aperta minha bochecha com um sorriso encantador esboçado nos lábios.

Suga: - Os outros devem estar nos procurando.

(S/N): - E com razão!

Suga: - Estava salvando uma ruivinha! - Bagunça meus cabelos e antes que perceba meu ato, mordo seu ombro.

Suga: - Aaaaii!!!! - Começo a gargalhar. Não largando minha mão, passa a outra no lugar que parecia doer.

(S/N): - Que frescura! Pensava que aguentava mais que isso... - Lhe lanço uma piscadela e ele gargalha.

Suga: - Você realmente não presta!

(S/N): - Para, que eu sou sensível! - Rimos, então direcionamos nosso olhar para nossas mãos. Ao encarar Yoongi enquanto ele ainda parecia incrédulo e um tanto, esquisitamente feliz com aquilo, era estranho e bom ver aquele sorriso. Um sorriso quadradinho e gengival, com um tom tão branquinho, quanto o de sua pele. Seu olhar sorria conjuntamente e seus cabelos recaíam sobre a testa, enquanto um sorriso nascia novamente em meu rosto.

Continua...


Notas Finais


O que acharaaaam?????😯😯😯😯


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...