História Over Again - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Cristiano Ronaldo, Gareth Bale, James Rodríguez, Karim Benzema, Luka Modric, Marcelo Vieira, Sergio Ramos, Toni Kroos
Personagens Personagens Originais, Sergio Ramos
Visualizações 59
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu voltei agora é pra ficar, irra! boa leitura e bem-vinda sarinha, mi amor! 💕

Capítulo 9 - Primeira vez que vi Sergio Ramos chorar


Fanfic / Fanfiction Over Again - Capítulo 9 - Primeira vez que vi Sergio Ramos chorar

Julia Hyun-Moon 


- Sergio? — Grito animada indo até ele — Mi amor! — O abraço deitando nós dois na cama. 

- Cariño — Ele me abraça de volta e todas as minhas energias voltam aos poucos — Senti tanta saudade, meu anjo! Onde você estava? 

- Trabalhando — Olho para o Ramos e sorrio, o mesmo me olha franzendo o cenho. 

- Trabalhando? E sua doença, anjo? Você não pode — Ele diz sentando na cama comigo no colo dele.

- Até você, Ramos? — Respiro fundo e levanto.

- Não, amor — Ele pega minha mão e se levanta, o olho ainda séria — Perdão, eu não queria ter falado assim, é que eu me preocupo contigo. 

- Tudo bem — Passo a mão pelo seu tronco forte — Eu só vou tomar banho baby, trabalhei o dia inteiro. 

- Quer companhia? — Ele diz rindo — Estou brincando anjo, pode ir — Sorrio e fico na ponta dos pés pra dar um selinho em seus lábios. 


(...)

Saio do banho cantarolando uma das músicas preferidas do Ramos, vou direto para o meu closet, pego uma roupa qualquer e me troco por ali mesmo. 

- Eu senti tanta falta do seu cheiro — Sinto as duas mãos do Sergio me abraçando por trás — Senti tanta falta da sua voz cantando — Ele beija todo o meu pescoço e eu suspiro. 

- Eu também senti a sua falta, meu anjo — Coloco minhas mãos em cima das dele — Muita! — Viro-me e coloco os braços em torno do seu pescoço. 

- Quer ir pra minha casa? Você nunca foi lá — Arregalo os olhos — Ah cariño... Eu pensei que fosse uma boa ideia — Sinto algo peludo nas minhas pernas, olho para baixo e vejo o flop ali. 

- Olha o bebezão — O pego no colo — Sentiu falta do papai também — Sergio acaricia os pelos brancos do Flop e sorriu — E sim, eu aceito ir lá na sua casa — Vejo o sorriso dele se intensificar. 

- Vou falar com seus pais, tudo bem? — Assinto e ele sai com o Flop nos braços. 


(...)

Esfrego as mãos na calça que eu vestia para disfarçar o nervosismo que eu sentia, respiro fundo por não saber o que esperava ali dentro. 

- Cariño — Sergio pega minha mão — Não precisa ficar nervosa, meus amigos são super de boa, irão amar você. 

Eu assinto e forço um sorriso, Ramos abre a porta e nós dois entramos dando de cara com três homens rindo entre si, o clima muda quando entramos. 

- E aí, mano — Sergio sai cumprimentando os amigos — Essa é a Julia, minha... minha... 

- Pode falar namorada, Ramos, a gente sabe — Benzema, um dos amigos dele falam — Prazer, Julia, sou Karim — O mesmo estica a mão e eu a pego, sorrindo sem graça. 

- E eu sou o Carvajal — Outro deles levanta a mão.

- Francisco — Aceno para os dois. 

- É um prazer conhecê-los, garotos — Sorrio sem graça e aperto um pouco a mão do Sergio. 

Ramos senta em uma poltrona e bate a mão na sua perna fazendo menção para que eu sentasse ali. Faço o que ele pede encostando a minha cabeça em seu ombro, suspirando ao sentir o cheiro familiar do meu homem. 

- Eu vivi pra ver essa cena de novo — Karim fala rindo, eu o olho desconfiada — Ramos com uma mulher linda assim. 

- Ei — O repreendo — Pare com isso! Não é legal mexer com o passado dos outros, muito menos de um amigo tão próximo assim. 

- Desculpa patroa — Ele levanta as mãos em rendimento. 

(...)

Bul buteun nae simjange deo bueora neoran gireum, kiss him will I diss him I, don’t know but I miss him jungdogeul neomeoseon I sarangeun crack — Saio do banheiro cantando e vejo Ramos derramando algumas lágrimas olhando pro celular — Amor? — Largo a toalha e vou até ele, subo na enorme cama e tiro o celular da mão dele.

- Eles estão me culpando — É a única coisa que ele diz, bloqueio seu celular e subo em seu colo passando uma perna em cada lado do seu corpo.

- Não amor, não — Colo minha testa na dele — Você não tem culpa, eu assisti o jogo, sei que você tentou, eu vi — Enxugo as lágrimas que caía do seu rosto. 

O abraço forte, escondendo seu rosto em meu pescoço.

- Cariño — Ele sussurra e eu beijo sua cabeça, meus olhos enchem d'água — Eu tentei.

- Eu sei anjo, eu sei que tentou — Respiro fundo — Tá tudo bem, tá tudo bem chorar, meu amor! 

O meu coração estava partido, em meses que eu conhecia o Sergio eu nunca havia visto tão vulnerável assim, ele sempre havia se mostrado forte, que não se abalava com nada se mostrava agora como um garoto perdido. 

- Eu estou aqui, anjo — Dou um selinho em seus lábios — Eu estou aqui com você, tudo vai ficar bem.

- Obrigada por estar comigo — Ele levanta a cabeça e olha dentro dos meus olhos — Gracias, cariño — Ele fala com seu sotaque maravilhoso.

- Você é incrível, amor — Sussurro — Eu jamais te deixaria sofrer desse jeito sozinho, eu tô contigo.

- Namora comigo, Julia? — Ele pergunta segurando forte minha cintura — Namora comigo, casa comigo, mora comigo, por favor... Eu não quero viver em um mundo que não tenha você.

- Oh, uau — Rio de nervoso — Sim, sim! — Sorrio animada — Claro baby! Eu namoro, caso, moro contigo! O que quiser — O abraço novamente e Sergio nos gira na cama fazendo-me rir. 

- Você é minha namorada — Ele diz apertando minha cintura e selando nossos lábios — Você é minha. 

- Sempre sua, amor — Falo com os lábios roçando nos dele — Sempre.


Notas Finais


até maisssss bjssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...