História Over Again Second Season - Capítulo 50


Escrita por:

Postado
Categorias Magcon, Nate Maloley
Visualizações 30
Palavras 1.066
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


(1/3).

Capítulo 50 - Fifty


   Dei uma arrumada na sala e fui para a cozinha, Nathan já tinha ligado para a Lívia e pedi para que ele falasse que estava sozinho, se ela soubesse que eu estava em casa poderia não querer vir e precisamos conversar com ela.

- Falou com o Alec? - perguntou.

- As crianças vão passar o dia com os meus pais. - falei e ele concordou - Acho que eles estão namorando.

- Seus pais? - perguntou meio surpreso - Sério?

- Alec teve a mesma reação. - falei rindo - Na próxima vez que ver eles, presta atenção no jeito deles.

- Vou fazer isso. - falou e a campainha tocou - Ela chegou, vou lá atender, você consegue?

- Pelo meu casal sim. - falei e ele me deu um beijo.

- Eu te amo. - falou e concordei.

- Te amo mais. - falei me apoiando na bancada.

   Apenas conseguia ouvir seu choro, ela falava que precisava de ajuda e o Nathan perguntava o motivo, perguntou o motivo de ela ter procurado o Jack e ela não respondia, só chorava e falava que ele precisava ajudá-la.

- Jack me falou que está grávida. - ele falou já impaciente - Quem é o pai?

- Nate, você precisa me entender. - falou chorando e me aproximei da porta da cozinha.

- Não Lívia, eu não tenho que te entender! - falou - Você que precisa me entender, você precisa me ajudar se quer ser ajudada!

- EU ESTOU COM MEDO! - gritou e ele riu.

- Com quem você transou Lívia? - perguntou.

- Com muitos. - falou e o Nathan concordou.

- Eu sei disso, pelo menos conhece? - perguntou e ela concordou - Pode me falar os nomes?

- Johnson, Sammy, o Swazz, uns amigos meus e... - ela travou.

- E quem Lívia? - perguntou - É alguém importante?

- Não, não é importante. -falou e ele a olhou.

- Então por que não me conta? - perguntou - É alguém que eu conheça?

- Você precisa me ajudar. - falou e senti o olhar dele em mim.

- É alguém próximo de mim. - ele falou e meus olhos se arregalaram.

- Você transou com o Aiden? - perguntei saindo da cozinha e ela me olhou assustada.

- Você falou que ela não estaria aqui! - olhou par ao Nathan.

- Estamos de lua de mel. - falou mostrando a aliança.

- Eu deveria saber que você não queria me ajudar! - falou e me aproximei deles.

- Senta, vamos conversar. - falei - Na paz, vamos esquecer tudo o que aconteceu por um tempo.

- Por que você quer me ajudar? - perguntou secando as lágrimas - Por que justo você vai me ajudar?

- Esse bebê pode ser um Hubsel. - falei e ela cruzou os braços - Ou um Wilkinson, qualquer um dos dois eu vou querer ajudar.

- Por que quer me ajudar? - perguntou e a encarei já sem paciência.

- Porque dos dois jeitos vai ser meu sobrinho, porque não vou deixar que atrapalhe o que o Sammy tem com a Stass! - falei me aproximando dela - E se esse bebê for do Aiden, não vou deixá-la usar meu irmão para você sair dessa "vida"!

- Ela não sabe quem é o Aiden? - perguntou olhando para o Nathan que a encarou com raiva.

- Cala a boca Lívia! - falou.

Alec Hubsel Pov

   Erick estava extremamente um saco hoje, tudo reclama, nem a secretária dele estava aguentando, por duas vezes entrou na minha sala e pediu para ficar um pouco ali para "tomar um ar". Ajudou-me com alguns documentos e voltou para seu posto.

   Já tinha marcado tudo para a nova tour dos garotos e por eles terem se casado e pela situação da Kathie, marquei shows em poucas cidades, eles viajariam por um mês e depois ficariam em casa, até tudo se acalmar.

- Alec, seu irmão está lá fora. - a secretária do Erick falou e estranhei Aiden sempre liga.

- Fala pra ele entrar. - pedi e a olhei - Erick já saiu?

- Ele está gritando com alguém. - falou e ri.

- Coitada da pessoa. - falei antes de ela sair e vi Aiden entrar na sala - Por que não avisou que vinha?

- Esqueci o celular. - falou.

- Falando nisso, por que não está no hotel com os nossos pais? - perguntei e ele riu.

- Vai ficar me monitorando? - perguntou rindo - Você não é o meu pai não Alec e perdeu o direito de qualquer coisa quando foi embora.

- Então por que me procurou? - perguntei encarando-o - Se eu não posso te monitorar ou qualquer coisa também não posso te ajudar.

- E pode ajudar a Alina? - perguntou - Você colocou praticamente essa gravadora toda no nome dela.

- Aonde você quer chegar Aiden? - perguntei vendo-o fazer sinal de dinheiro com a mão.

- O dinheiro que você pegou para reconstruir isso aqui era meu. - falou e concordei - Então eu quero metade de tudo isso.

- "Isso" não é meu Aiden. - falei e ele negou - Eu passei para o nome das crianças, essa gravadora pertence aos gêmeos e ao Tobias.

- Eu quero metade. - falou e neguei.

- O que posso te dar é o dinheiro que peguei. - falei e ele riu - Era um bom dinheiro, só posso fazer isso.

- E se eu cobr... - o interrompi.

- Aiden, estou no meu local de trabalho. - falei e ele me olhou - Posso te dar o valor que peguei, mais do que isso só um trabalho, vai querer?

- Não me trate desse jeito Alec. - falou e sorri.

- Está me ameaçando? - perguntei.

- Só estou dando um aviso. - falou.

- Eu sei no que você está envolvido Aiden. - falei e ele me olhou um pouco surpreso - Quando você estava no começo eu já estava no fim.

- Você não sabe do que está falando. - falou e sorri.

- Você não sou eu Aiden. - falei olhando-o - Você pode pensar que é só que está enganado.

- Por que trata a Alina de um jeito e eu de outro? - perguntou.

- Alem de ela ser a nossa caçula? - perguntei e ele concordou - Ela se formou e foi à procura de um emprego, você alguma vez trabalhou na sua área?

- Você sabe com o que eu trabalho. - falou e neguei.

- Não Aiden, eu não sei. - falei - Por favor, se retire.

- Está me expulsando? - perguntou.

- Quero trabalhar. - falei e ele se levantou saindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...