História Overdose (Markson Version) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Fluffy, Madison, Romance, Yugbam
Visualizações 347
Palavras 1.223
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Tredici


Mark On

Esses dias estavam sendo muito felizes, eu aprendia cada dia mais com Jackson e o amava de verdade, nos sentimos prontos para contar aos meninos e assumir nosso namoro, ele parecia um pouco mais nervoso do que eu como se fosse encarar a minha família, nem parece que eram apenas os meninos.

-Calma, é só dizer que estamos juntos, nada mais.

-Eu sei, parece mais fácil na teoria mas, ah esquece eu estou parecendo um bobo. -Chegamos na sala e Jae nos olhou e sorriu, era o único que sabia de fato sobre o namoro, os outros tinham desconfianças apenas.

-Eu estou curioso. -Jinyoung foi o primeiro a abrir a boca e eu ri pelo jeito afobado que ele falava.

-Bom, eu sei que foi muito repentino, mas, assim, eu e o Mark passamos por um processo que vocês tem conhecimento, e nesse meio nós passamos a sentir coisas diferentes e hm... -Jackson travou no meio da fala, eu quis rir do modo bobo como ele interpretava isso.

-Estamos namorando. -Completei e as reações foram diversas. Jinyoung ficou de boca aberta, enquanto Jae e Jaebum vieram nos abraçar correndo, Yugyeom e Bambam apenas tinham olhares perdidos e estranhos.

-Sério isso? -Jinyoung perguntou e assenti e vi ele sorrir feliz. -Eu desejo muitas e muitas felicidades.

-Obrigado domgsaengs, a gente fica muito feliz pelo apoio de vocês.

-Lógico que aceitamos isso. -Jin disse disse sorrindo.

-Estamos felizes se vocês estiverem também hyungs. -Meu coração se aqueceu com as declarações dos meus bebês, por que eu sabia que era sincero o sentimento que eles tinham e diziam. Eu amava muito essa família e devia muito à eles.

***

Depois de toda a felicidade e festa eu estava sozinho na cozinha comendo doce que Jaebum tinha feito quando Yugyeom entrou e sentou na mesa, confesso que fiquei muito desconfortável com sua presença, mas também não iria sair só por que ele estava ali. 

-Eu deveria te parabenizar pelo namoro? -Ouvi sua voz soar e sem me virar eu respondi.

-Faça o que quiser.

-O quê aconteceu com você para me tratar desse modo tão rude?

-Você não espera que eu responda isso não é? Eu acho que não devo nenhuma satisfação da minha vida Yugyeom, você perdeu o direito de se preocupar e você sabe bem o que fez.

-Você já não está namorando? Por quanto tempo essa mágoa vai durar? -Ele disse parecendo chateado, mas eu pouco estava me importando já que ele também não ligou para os meus sentimentos antes.

-Por quê você não pensou nisso antes de se envolver com Bambam.

-Mark, naquele momento, eu confesso que fiz a besteira de não terminar com você antes de fazer isso, eu deveria ter me sentado e explicadl a situação, mas meu corpo cedeu, eu sinto muito.

-Sente mesmo? Você disse palavras rudes, me magoou ainda mais ao insinuar aquelas coisas sobre mim e Jackson.

-Eu só não estou acostumado a ver alguém que me pertencia sorrir tão facilmente para outro, acho que o ciúme não some tão rápido quanto o amor ou paixão que sentimos.

-Eu também não estava acostumado, mas a diferença é que eu nunca te traí, sempre fui fiel e sequer olhei para para o lado, só aconteceu por acaso, com o tempo. Eu fiquei frágil, sozinho, e ele cuidou de mim, me deu carinho, amor, compreensão e estava tão frágil quanto eu. Você já não pode dizer o mesmo. -Sentei na mesa e o encarei, seu olhar era perdido e por mais que eu estivesse sendo um pouco duro nas palavras eram coisas que ele tinha de escutar, já que não tivemos essa conversa antes.

-Um dia você poderá me perdoar hyung?

-Provavelmente sim, só não está na hora ainda. -Falei e ele assentiu. -Não é tão fácil quanto parece ser.

-Eu sei disso, sei que fui muito cafajeste e de todos nessa casa você é o que menos merecia ser tratado daquela forma.

-Vocês estão felizes juntos?

-Sim hyung, mas isso não significa que eu também não tenha sido com você, eu fui, e muito, eu me apaixonei por você meses dois anos. As investidas que eu fiz foram muito erradas, eu peço perdão por isso também, mas não era de propósito. Eu fui até mesmo ao médico, não era normal eu querer tanto transar com você assim, sei lá, eu tentava toda hora.

-Médico? O quê ele disse?

-Quando começamos a namorar, eu era bem mais novo do que você, estava em fase diferente e ele me disse que era normal, meus hormônios estavam aflorados e pessoas nessa idade têm esses desejos mesmo, essa curiosidade de conhecer o outro corpo. Me desculpe por te pressionar nesse sentido, eu deveria ter sido muito mais compreensivo e não ter feito esse tipo de coisa, eu não sabia o que fazer.

-Você poderia ter sentado e conversado comigo sobre isso, antes de seu namorado eu era seu amigo, eu imaginei mil coisas, mil motivos do por quê você queria tanto, você não me ajudou, não estava nesse relacionamento tanto quanto eu e sinceramente não adianta nada eu ficar aqui discutindo com você. Boa noite.

-Boa noite hyung. -Saí da cozinha um pouco mais leve com minha mente depois do que tinha acontecido. Cheguei no quarto vendo Jackson deitado olhando o teto, ele parecia perdido em seus pensamentos.

-Eu vi você e Yugyeom, achei melhor não interferir. -Ele se pronunciou.

-Olha, eu não fiz nad...

-Eu sei, confio em você, só acho que vocês tinham mesmo que conversar. Foi bom? Ele insinuou mais alguma coisa para você?

-Não, só tentou se explicar e pedir desculpas mas eu disse que as coisas não são tão fáceis assim.

-Com o tempo tudo vai se ajeitar, não precisa ficar preocupado com isso. Agora, vem aqui amor. -Ele me puxou e eu caí em cima dele. Senti seus lábios juntarem nos meus em um selinho simples mas carregado de sentimentos, apertei sua cintura e ele sorriu entre o beijo. -Eu senti saudades.

-A gente se viu não tem nem uma hora. -Revirei os olhos com seu drama.

-E daí? Eu sinto falta do meu namorado quando ele não está aqui, esse lugar fica um vazio inexplicável. -Ele disse fazendo bico e eu ri.

-Eu te amo. -Falei e me aconcheguei em seu peito, a sensação de estar nos braços dele era impossível de definir, ele era quente, intenso, doce, talvez tudo o que eu tenha procurado a vida inteira e nunca encontrei antes, alguém que me perturbava o tempo todo e eu só precisava enxergar.

-Eu também te amo. Jaebum, Jae e Jinyoung vieram me colocar medo dizendo que se eu te magoasse eles me jogariam pela janela e tacariam fogo em mim, aqueles traíras.

-Calma amor, se eu fizesse isso com você garanto que também me matariam, mas acho que estamos de acordo sobre o fato de que não queremos isso não é?

-Sim, eu só quero cuidar de você.

-Eu estava pensando, na verdade, pela primeira vez eu, isso é difícil.

-O quê foi?

-Você me ouviu no banheiro ontem não foi? -Perguntei sentindo minhas bochechas queimando quando ele assentiu com um sorriso divertido.

-Eu ouvi você se masturbando amor.

-E-eu nunca fiz isso antes, nunca quis fazer mas, droga, eu preciso mesmo de você e não posso esperar muito tempo mais, toda vez que te vejo, tpda vez que você me toca parece que eu estou no meio de um incêndio, é algo que eu não consigo mais controlar dentro de mim.

-Você sabe que eu só estou esperando por você, só espero você pedir.

-Me faça seu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...