1. Spirit Fanfics >
  2. Overflow >
  3. Nem tudo são flores

História Overflow - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Como prometido mais um capítulo!

Capítulo 6 - Nem tudo são flores


Jaehyun POV 

Chegamos no meu escritório e todos os funcionários se curvaram nos cumprimentando, agradeci a reverência e direcionei Juniper que estava segurando o Tae, até uma sala de descanso que tinha ao lado da minha.

- Você pode ficar aqui com o Tae, por enquanto? – eu perguntei sentando ao seu lado no sofá enorme que tinha na sala.

- Claro! – ela falou sorrindo. – Jae? 

- Oi? – perguntei já me levantando.

- Tá tudo bem? – era essa pergunta que eu não queria responder.

- Tá tudo ótimo! Eu já vou indo, tá? – beijei sua testa e a de TaeHee. – Se precisar de alguma coisa pode ligar para a Sunhaa. O número dela está aqui do lado. – mostrei um livro que continha números das secretárias do prédio. 

Me despedi escutando um “boa sorte!” dela, eu realmente iria precisar. Eu estava um pouco nervoso com essa situação. As coisas aqui no escritório estão indo muito bem, mas com a carga de trabalho que eu estava tendo nas últimas semanas acho meio difícil o Taeil me liberar esse mês. Taeil era o meu secretário que me ajudava com tudo que acontecia aqui. Ele realmente trabalhava muito bem mas era um pouco exigente demais com si mesmo e comigo. 

Assim que entrei em sua sala o encontrei com uma cara horrível, acho que ele vai me matar.

- Onde você estava? – eu já esperava essa pergunta.

- Eu te avisei que iria demorar um pouco. 

- Um pouco? – ele estava mais nervoso que os outros dias.

- Calma Taeil, eu preciso conversar com você. – eu disse me sentando em sua frente.

- Eu estou calmo Jaehyun, mas não temos muito tempo pra conversar. – pelo visto ia ser mais difícil do que eu imaginava.

- Taeil, me escuta. – chamei sua atenção para os meus olhos. – Eu não pretendo trabalhar hoje. 

- Como assim? 

- Eu vim aqui hoje te avisar que preciso me ausentar por um mês.

- Um mês?! – ele falou alterando a voz, quando percebeu o que fez respirou fundo e perguntou de novo. – Um mês Jaehyun? 

- Eu sei que é muito repentino mas eu realmente preciso. – expliquei a situação de Ana e Juniper e de como eu não poderia deixar ela sozinha nesse momento. Apesar de muito exigente, Taeil é uma pessoa muito amável. Ele compreendeu e disse que me ajudaria mas não seria nada fácil.

- Jaehyun, preciso que você passe essa semana comigo me passando tudo que poder para eu saber lidar com alguns casos. Esse mês vamos trabalhar só com os processos que já estavamos cientes, nenhuma novidade tudo bem? – ele me disse e eu só conseguia imaginar como seria essa semana. – Só assim para você se ausentar completamente, entende?

Claro que eu entendia. Eu me orgulhava muito de ter me tornado um dos melhores advogados de Seul, me orgulhava de ter uma equipe tão boa ao meu lado. Mas nem tudo são flores.

- Claro, entendo perfeitamente Taeil. A partir de amanhã vou me dedicar ainda mais em trabalhar ao seu lado. – falei o fazendo rir.

- Parece até que quem manda aqui sou eu. 

- E não é? – continuamos rindo igual duas crianças. – Você quer conhecer ele?

- O TaeHee? Ele está aqui? – ele perguntou espantado.

- Está na sala de descanso com a Juniper.

- A Sra Juniper também? – ele se levantou e começou a ajeitar o seu blazer.

- Continue se arrumando, vou chamar ela. Cuidado pra não ficar bonitão demais – eu saí da sala escutando sua risada alta.

Quando entrei na sala de descanso encontrei Juniper sentada no sofá cantarolando e balançando o TaeHee que estava dormindo sereno em seus braços. A cena era tão linda que poderia virar um quadro.

- Se eu tivesse o seu talento, desenharia vocês nesse exato momento. – falei baixinho chamando sua atenção.

- É mesmo? Eu já fiz isso com você.

- Sério? Quando? – eu não estava acreditando.

- Quando você pegou no sono com o TaeHee nos braços naquela madrugada.

- Eu quero ver! – Juniper é um potinho de surpresas!

- Depois eu te mostro. – ela disse rindo. – Você já conversou com o Taeil?

- Ah, já sim. Ele quer conhecer o TaeHee. – falei ajudando a se levantar, mostrando o caminho da sala. Quando ela entrou o Taeil já tinha preparado a sala para receber eles. Abriu as janelas, trouxe xícaras com café e aromatizou a sala.

- Bom dia Sra Juniper! – ele falou muito empolgado mas depois que percebeu que o Tae estava dormindo pediu desculpas e começou a cochichar. – Esse é o pequeno TaeHee?

- Bom dia Taeil, é sim! Ele está dormindo mas se quiser posso colocar em seu colo. – ela falou fazendo o Taeil corar. Não sei porque ele ficava tão sensível perto da Juniper. 

- Não precisa Sra Juniper! Não quero o acordar. – falou ainda corado. – Ele realmente é muito lindo. 

- É sim, ele vai ser um galã na escola. – eu disse acariciando a cabeça do Tae. 

- Vocês parecem bem felizes. – Taeil comentou fazendo a Juniper me olhar com seus doces olhos. – Espero que aproveitem cada momento com esse anjinho. 

Nos despedimos do Taeil saindo de sua sala, indo em direção ao elevador. Quando entramos ele falou

- Tchau Sra Juniper! Até amanhã Jaehyun, me mande fotos do TaeHee. – quando ele terminou de falar o elevador fechou. Meu coração gelou.

- Você vai trabalhar amanhã? – Juniper me perguntou com uma expressão confusa.

- Ahm... V-vou...- eu não conseguia terminar uma frase sequer. – Quando chegarmos em casa eu te explico tudo.

- Tudo bem. – ela falou simples mas ainda sim me deixou nervoso.

Chegamos em casa em silêncio, Juniper colocou o Tae no cercado e foi tomar um banho. Eu perguntei se ela queira comer alguma coisa mas ela negou dizendo que não estava com fome. Fiquei esperando ela sair do banheiro na cama, pensei em terminar o livro que ainda estava no mesmo lugar que eu deixei da última vez. Peguei meus óculos, me aconcheguei na cama e quando já estava na penúltima página eu dormi. Não sei o que deu em mim nos últimos dias que quando me sinto confortável demais apago na hora.

Me acordei e olhei no relógio que horas eram, 16:40h. Procurei Juniper pelo quarto mas não encontrei, fui no quarto do Tae e ele também não estava mas aí escutei a risada gostosa dele vindo do banheiro. Fui em sua direção encontrando ele fazendo a festa na banheira, deixando a Juniper toda molhada. Quando eu apareci na porta o Tae já foi me denunciando.

- Então você acordou. – ela falou fazendo uma careta porque o TaeHee jogou água em seu rosto. – TaeHee! 

- Ele gosta de bagunçar. – falei me aproximando e jogando água no rosto dele.

- Cuidado Jae! Ele pode engolir água! – ela falava passando a mão no rosto dele tirando a água.

- Olha a cara dele Juni! Ele está amando isso. – o Tae não parava de bater os braços na água querendo que eu o continuasse.

- Tá bom, vocês dois juntos me dão muito trabalho! – ela disse rindo pegando a toalha, tirando o Tae da água e o enrolando na toalha.- Você pode trocar ele? Preciso fazer algo pra ele comer.

- Claro. Vem cá amigão! – peguei ele e o levei para o quarto. Coloquei uma roupinha de dinossauro que tinha um rabinho nele e o levei para a cozinha. 

- Oh meu Deus Tae! Você está tão fofo! – Juniper deixou o prato com verduras cozidas e amassadas no balcão e foi se aproximando com os braços esticados para pegar ele. 

- Nossa, acho que vou comprar uma roupa dessa também...- falei fazendo um biquinho sendo ignorado completamente por ela que só pensava em abraçar o Tae, pensei até que ela não tinha escutado mas ela escutou sim.

- Você é muito dramático. – disse rindo, se sentando no banco em frente ao balcão e colocando o Tae no colo. – Trás esse prato com uma colher pra mim, por favor.

- Claro, o dramático aqui vai ajudar você. – ela riu de mim, quando a entreguei o prato e a colher ela apertou minha bochecha.

- Você é um fofo! – sorri pra ela e sentei em sua frente, observando ela alimentar o Taetae. – Como foi sua conversa com o Taeil?

- Não foi como eu imaginei. – me senti um pouco nervoso enquanto falava. – Ele disse que a única forma de me liberar de tudo pelo resto do mês era ficando o resto dessa semana com ele passando todo o trabalho para ele. 

- Nossa, então você vai ficar muito ocupado não é? – ela me perguntou com um expressão de preocupação que eu não queria ver em seu rosto.

 – Não precisa se preocupar Juniper. Não vai ser difícil. Taeil já conhece a maioria das minhas obrigações, eu prometo que essa semana vai passar rápido e eu fico mas tempo com vocês. 

- Eu estou preocupada com você, é muita coisa pra administrar. – ela foi tocando em mim com sua mão livre. – Não quer que eu te ajude?

- O que? Não! Não precisa Juniper, eu consigo lidar com isso. – eu falei da maneira mais positiva que existia já que ela parecia acreditar em mim. – Você não confia em mim?

- Claro que eu confio! 

- Então, não precisa se preocupar tá? – segurei sua mão. – Sabe, eu estava pensando em caminhar um pouco no parque aqui na frente, o que você acha?

- Acho ótimo, você espera eu tirar essa roupa molhada? – perguntou me entregando o TaeHee.

- Claro, vai lá! Eu e o bebê dinossauro vamos te esperar aqui. – Ela saiu rindo com o que eu disse.

- E você rapazinho, vai cuidar dela enquanto eu estou fora, não é? – perguntei a ele escutando sua risada gostosa, concordando comigo.

- Ótimo! Você será meus olhos e ouvidos. 

- Ouvidos de quem? – Juniper falou me assustando, entrando na cozinha.

- Juniper! Por que você faz isso comigo? – perguntei colocando a mão no peito.

- Isso o quê? Hahaha. – eu amava ver ela sorrindo.

Saímos os três pra curtir um pouco esse momento que eu sentiria muita falta já que essa semana vai ser um caos. Espero que tudo isso passe logo e eu possa voltar para essa nova rotina que eu estava amando. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...