1. Spirit Fanfics >
  2. Owatte Inai >
  3. Uma realidade

História Owatte Inai - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Uma realidade


Uns Cactus sumonam dos lados do mapa e logo cobre todo os lados, uns começaram a arracar suas cabeças que serviam pra uma espécie de bomba de espinho e o mapa foi subindo com os Cactus sumonando automaticamente nas paredes e uns começaram a criar barras dos lados.

A música muda o ritmo, o mapa começa a subir rápido, enquanto que eles se explodiam e voltavam saiam faíscas do chão e umas bolas espinhentas descendo de cima.

Paredes levantaram os Cactus apertando o espaço e se moviam fazendo um zig-zag enquanto que lasers eram atirados dos lados, uma sequência rápida de que os lasers foram atirando e se aproximando e no meio soltou um maior enquanto as faíscas ainda atrapalhavam e as bolas espinhentas continuavam descendo.

Eles conseguem sobreviver aos ataques e tudo se acaba, uma energia deixa os Shapes alertas com um sensação térmica alta, a corrupção em níveis catastróficos deixava o ar muito pesado, vários lasers se atiram pro chão e o Boss começa a se formar.

Dos lasers desce o maho gigante corrupido e um pouco maior do que o normal, uma coroa aparece se encaixando com o maho e um sorriso se forma de linhas e dois olhos se formam dentro do contorno, uma maior e o outro menor, o menor ficava como tivesse tique nervoso na bola branca que tinha dentro dos olhos pra imitar a iris, uns Cactus retiram a coroa e ela diminui soltando uns raios ao redor, do nada ele vira UMA FUCKING BOLA COM TRÊS CANHÕES E NO MEIO UM BOLA GRANDE COM OUTRA BRANCA NO MEIO, QUANDO ATIRAVA UM RAIO PARECIDO COM UMA SETA QUE FAZIA UM DEGRADÊ DO ROSA-CHOQUE AO BRANCO, ele era repartido pelas cores e TAMBÉM SAIAM UMAS BOLAS ROSAS, e ele ficava mudando de posição a cada tiro. (Socorro)

Os Cactus aparecem de novo na parede e o boss começa a subir enquanto atirava no mesmo ritmo, quando ele desequilibra rodando um lasers da mira pelo mapa e volta a subir novamente, eles estavam quase morrendo quando o Boss se escorrega e CAI soltando uma onda de choque, nessa hora uma luz acabou tomando conta do local.

Square abre os olhos, ele estava em cima da torrre e não via os seus amigos, eles tinham terminado de se quebrar. Mas a coroa estava no chão com o maho do lado com uns glitches. Square coloca a coroa em si e ela se torna azul, os Cactus acabam perdendo a corrupção e voltam a serem Flowers puros, felizes e saltitantes, ele joga o maho que havia pegado e quando o maho maior iria se descorrupir, o boss aparece FLUTUANDO e joga Square pra longe.

Blixe não sabia o que tava fazendo, ela já tava nem aí pro que iria acontecer, só queria matar Square de uma vez.

Baron sente o que vai acontecer e já pula fora com Lycantrophy.

Lycantrophy- por que estamos fugindo?!

Baron- Blixe enlouqueceu!!! Ela vai-- dane-se, vamos embora!!–puxa Lycantrophy–

Lycantrophy- EI!!!

Uma explosão de luz aparece de novo, a única coisa deu para ver foi o desespero de Blixe, depois uma explosão maior e o ar se densa em fumaças, e uma luz vermelha se forma em forma de olhos, e depois: outro barulho, dessa vez como se fossem pernas de insetos andando pelo lugar.

Square- IDIOTA!! O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO?!

Os olhos de Blixe mostravam perfeitamente o que sentia, Square olhava o maho perfurado na sua cabeça enquanto umas partículas de corrupção subiam pelo poder, sua expressão ainda de boca aberta, imóvel e chorando era uma marca de que ela tava se arrenpendendo a cada segundo.

Seus olhos estouram e seus mega-braços se desfizeram em várias bolas que estouravam enquanto centopeias saiam rastejando e saindo das pernas, barriga, braços, de todo o corpo.

Square- você… tem o poder da centopeia.

Blixe- surpreso?…

Square- você vai ser difícil!

as centopeias já maiores começaram a destruir a torre, Square foi pulando pelos destroços enquanto que Blixe se cobria de centopeias, ele pensa num instante sobre seus amigos mas já era tarde demais, a parte da sala já estava destruída, dando a entender que eles já estavam mortos.

Square- ah não… não isso não é verdade!!

Square tenta chegar perto mas acaba se atrapalhando no caminho e se choca no chão de um salão gigante, provalvemente o meio da fábrica, ele sai se arrastando com a perna esquerda destruída e parte de suas costas estavam quebradas, era uma dor inimaginável o que ele sentia.

O teto desaba mais uma vez, Blixe já estava totalmente sem noção, seus olhos não eram mais do que duas bolas escuras sangrando um líquido também rosa escuro e sua cara totalmente suja de sangue, seus cabelos mais espetados do que o normal e suas costas com seis fileiras de bolas gigantes e espinhosas que se balançavam sem controle, Square estaria morto se não fosse mais um surto de Blixe que a fez se ajoelhar com as mãos na cara e as fileiras se prenderam nas paredes, seu som era como o de um bebê chorando, mas totalmente distorcido e doloroso.

Square- o que eu faço, Deus?–Diz colocando suas mãos numa posição de reza–

Square- só você… Você pode ao menos salvar minha vida dessa catástrofe…

Blixe solta mais um rugido e vai pra cima de Square, suas bolas se desprendem agora dando liberdade de movimento, ela levanta sua mão já transformada numa garra e se prepara pra atacar Square.

Square abre seus olhos em um espaço parecido com um jardim grego, a sua frente havia um casal que estavam a conversar alguma coisa, pareciam ser seus pais, mas não dava pra ouvir, eram simples imagens que rapidamente sumiram.

Square- eu morri?

??- ainda não.

Uma voz que vinha do além o assusta, ele se vira pra todos os lugares mas não via ninguém além de si.

??- eu não estou aí, eu estou no céu.

Square- quem é você?

??- me chame de "Além". Meu nome não importa nesse momento.

Além- o que você precisa nesse momento é parar o colapso de corrupção no corpo da garota. Você possue um dom o qual poucos shapes nascem, apenas você pode para-la.

Square- mas… como… eu praticamente perdi tudo…

Além- vai perder sua vida agora? Nada mais importa Square, você apenas possue um objetivo; salve Blixe de sua maldição.

Square- maldição? Blixe?

Além- o nome dela é Blixe, ela é mais nova que você, apenas oito anos de idade.

Square- m-mas como?!

Além- o que ela possui é mais que um poder gigantesco, ela possue um coração amagoado.

Além- seu desafio será para-la antes que se transforme completamente.

Square- certo!

Ele é curado rapidamente e teletransportado pro espaço preto, ele espera Blixe aparecer e acontece pro seu azar, seu monstro tinha a mesma forma, só que os dois olhos agora eram contornos que sangravam corrupção e também a circunferência da forma sangrava e do lado as duas fileiras de bolas. Era agora ou nunca.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...