História P e r f e c t - Justin Bieber - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 277
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - 02


- Oh meu Deus - Emily fala olhando em direção a porta da enfermaria.

Levantando minha cabeça, olho em direção onde a mesma estava com os olhos vidrados. Vejo Justin Bieber atravessar a porta juntamente de três meninos que o seguiam, cruzo o cenho em confusão. 

- Ow ow ow, que falta de privacidade é essa aqui - reclamo assim que todos estão dentro do quarto - Já não baste ter me atropelado, ainda trouxe plateia para ver minha humilhação? 

Bieber revira seus olhos e então um loiro que estava ao seu lado murmura algo em seu ouvido, mas consigo fazer a leitura labial. 

- Eu sou chata? - pergunto irritada - Chata é a tua...

- Bella... - Emily fala em tom de repreensão e eu me calo. - Me desculpem ela gente, a coitada só está nervosa pelo acontecido. 

Bieber e seus amigos acentem ao que ela fala. 

- Esses são o Ryan, Christian e Chaz - Bieber aponta para cada um - Meus amigos.  

Reviro meus olhos e volto a prestar atenção ao que a enfermeira fazia em meu joelho. A mesma estava a limpar o ferimento e logo passaria um remedio que o médico havia indicado. Tive que fazer uma tomografia da cabeça devido a pancada, mas não havia dado em nada. 

Pelo menos isso! 

Vejo Emily ser levada ao canto da sala por Justin onde os dois conversavam tranquilamente. Os três papatetas estavam a minha frente me olhando como se eu fosse de um outro planete. Eu mereço! 

- O que foi? Tem algo sujo no meu rosto? - pergunto passando minhas mãos pelo mesmo. 

O moreno com um bigode escroto nega com a cabeça e eu bufo. 

- O que é então? - pergunto um pouco mais irritada. 

- Ele só está conferindo se você é bonita e gostosa. - o de aparencia mais nova fala enquanto tira o cabelo que caia em seus olhos. 

Sorrio. 

- E então? - volto minha atenção para o de bigode escroto e ele sorri. 

- Na escala de um a dez, vou de cem. - fala e eu pisco pro mesmo. 

- Gostei de você. - falo no momento em que Emily e Justin voltam para perto de nós. 

- Gosta de quem? - Justin pergunta e eu reviro meus olhos. 

- Só não é de você.- falo e resto dos meninos tentam reprimir o riso. 

Bieber fecha a cara e eu sorrio satisfeita. 

Emily aproxima-se mais de mim e senta na cadeira ao lado. A enfermeira enfaixa meu joelho com uma atadura e se levanta, pega meu prontuário assindando algumas coisas lá e me olha.

- Bom Isabella, você não teve nenhuma sequela na cabeça devido a pancada, o que é bom. Você só irá precisa cuidar desse ferimento no joelho para que ele não infeccione. - ela fala e eu assinto. - Não vejo motivos para continuar aqui, você já pode ir embora. 

Ela fala e eu suspiro aliviada, odeio hospitais, esses lugares não ne trazem boas lembranças. 

Justin Bieber, Point of View. 

Assim que chegamos no corredor que dava para a porta do hospital, de loge podia-se ver a quantidade de paparazzes acampados ali a minha espera. 

Bufo impaciente. 

- Eles não me deixam em paz por uma hora. - reclamo e logo escuto uma risada baixa. 

Olho para o lado e vejo que a mesma vinha da garota mais chata que eu já havia conhecido. Vejamos bem, qualquer garota ficaria feliz em ser atropelada por mim, não é mesmo? Eu sou Justin Bieber, todos gostam de mim.

Ou nem todos. 

Decido ignora-la e logo volto minha atenção para o loiro ao meu lado. 

- Ryan! - o chamo e ele logo me olha. 

- Já sei - fala - Quer eu que pegue meu carro e leve para a saída de trás. 

Sorrio em concordância e ele logo vai fazer o que havia pedido. 

- Para onde o bonitinho foi? - Isabella pergunta.

- Levar o carro para a saída de trás - respondo brevemente e ela me olha confusa.

- Porque? 

- Você não quer ter sua cara estampada em todos os jonais e canais de tv, quer? - estreito meus olhos em direção a mesma.

- Não. - fala. 

- Foi o que pensei. 

Giro com meus calcanhares em direção contraria de onde estavamos e logo o rstante do pessoal nos segue. Pode onde passamos todas as pessoas ficam a nos olhar e cochichar sobre nós. Poderia dizer que estou acostumado com isso, mas na realidade, nunca irei me acostumar. 

Eu apenas suporto, é uma consequência do meu sonho realizado. 

Charles e Chris entram no carro uma vez que Ryan estaciona o mesmo em nossa frente, logo atrás do carro dele está o que havíamos vindo. 

- Emily, vai com o Ryan, ele te deixa em casa. - sugiro - Eu posso deixar a Isabella na casa dela, já que eu causei isso tudo. 

Falo e logo vejo a morena negar com a cabeça ao meu lado.

- Não não não, chade de Justin Famoso Bieber por hoje. - ela fala e a Emily a olha repreensiva. 

- Meu Deus Bella, o garoto só tá querendo te ajudar. Ele está cendo atencioso. - fala e eu murmuro um obrigado baixinho e ela acente em minha direção. - Tudo bem, eu irei com seus amigos e você pode levar a Bella com você. 

Emily logo entra no carro e Ryan não pensa duas vezes antes de arrancar com o mesmo, saindo logo em seguida. 

- Hum... - passo minha língua entre meus lábios - Você quer que eu te ajude a levantar da cadeira? - pergunto e a morena me olha. 

- Infelizmente sim - ela murmura e eu logo a puxo pela braço, a apoiando em meu corpo. 

Coloco a mesma no corro e dou a volta para entrar no outro lado e uma vez que estou dentro, Rick dispera com o mesmo saindo dali. 

- Olha... - falo tentando chamar sua atenção, mas a mesma nem se que me olha - Me desculpe, eu não queria atropelar, não deu tempo frear e você apareceu derrepente em minha frente. - termino e ela logo me olha.

Bufa. 

- Tudo bem - ela murmura e eu a olho surpreso - A culpa também foi minha, eu e meu costume de não olhar para os lados antes de atravessar. 

Sorrio e ela retribui de leve. 

- Então estamos kits? - pergunte e ela revira os olhos. 

- É, estamos. - me solta uma piscadela - Mas ainda não gosto de você e nem de suas músicas. 

É a minha vez de revirar os meus. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...