História Pack - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Alan Deaton, Allison Argent, Breaden, Brett Talbot, Claudia Stilinski, Cora Hale, Corey Bryant, Danny Mahealani, Derek Hale, Erica Reyes, Ethan, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jennifer Blake, Jordan Parrish, Kira Yukimura, Laura Hale, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Talia Hale, Theo Raeken, Vernon Boyd
Tags Jydia, Malira, Scalisson, Sterek, Stheo, Teen Wolf
Visualizações 127
Palavras 2.693
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não sei como a formatação do texto foi alterada e também não sei como fazer voltar ao que era. Sorry.
Mas também não tá tão ruim, né?
Eu já tinha os nove capítulos prontos e este terminei agorinha.
Agradeçam a minha ansiedade por já estar postando ele. haha
Boa leitura!

Capítulo 10 - Capítulo X


A merda estava feita. Stiles estava completamente enrascado.

 

Não queria de forma alguma parecer uma vadia indecisa, ou muito menos apenas uma vadia. Todos os dias que tinha passado com Derek tinham sido reais, doces e alegres. Sua indecisão tinha fundamento no seu ponto de vista. Bem, talvez nem tanto. Amava Theo com todas as forças, nunca poderia negar isso; é algo que está estampado em seu rosto e a sua reação perante o retorno dele só confirmou mais ainda os fatos. O encontro de almas com um lobo que não era o que tinha ao seu lado há quase exatos três anos o fazia ofegar, e quase se engasgar ao constatar que nem mate queria ser. Por vezes sentia um gosto amargo na língua quando desejava nem ter entrado para o sobrenatural, no fundo sempre soube que um dia algo respingaria em si. Seria egoísmo querer fugir ? Seria egoísmo deixar seu namorado, pai e amigos e fugir? A resposta ainda era duvidosa para ele. Não podia simplesmente largar tudo, Derek tinha absoluta razão e Liam também quando diziam que isso não dizia respeito apenas a eles, mas também a pack; sabia que a partir do momento em que aceitasse Derek não poderia demorar muito em formar uma aliança patrimonial, ou em ter herdeiros.

 

Mas como poderia dar a Derek herdeiros de sangue? Não aceitaria uma mulher entre eles.

 

Deveria se preocupar? Estaria fechando a sua mente?

 

Sua cabeça permanecia tão cheia, tão repleta de imagens alheias e lembranças dos últimos dias que só sabia fechar os olhos com força, com muita força e pedir a Deus que o concedesse alguma graça para resolver seus problemas. Ah, mas a quem queria enganar? Se pudesse ficar com os dois ficaria, mas sabia que isso nunca existiria e essa ideia só lhe parecia cabível em sua mente. Com toda a certeza do mundo tinha magoado Derek e se ele o queria tanto porque não tinha tirado Theo de cima dele? Porque não tinha brigado ou esperneado? Ele tinha parecido aceitar a sua até então derrota de uma forma tão indiferente que podia sim duvidar desses tais sentimentos que explodiram semanas atrás. Ah sim, Stiles estava sendo uma vadia má. 


 

Seria normal ter paralisado diante a cena que tinha presenciado? Como um lobo, um futuro alfa e principalmente um Hale, deveria ter dado as costas para o que aconteceu? Em seu interior tudo queimava e estar no canto mais obscuro de sua mente o assustava, poucas vezes tinha estado ali. Sabia que deveria se preocupar com o que poderia acontecer; um lobisomem sem controle não é um sinal positivo, nunca foi. Mas sabia que sua racionalidade tinha ganhado esta batalha, porque sim, a guerra ainda não estava ganha. Não iria bancar o troglodita e cair aos socos com Theo, em parte ele tinha razão, ele e Stiles ainda eram namorados e nada mais comum que ir revê-lo após sua volta. Só queria ter chegado um pouco mais cedo ou nem ter ido de preferência. Derek Hale não era homem de ficar lamentando ou correndo atrás de atenção e isso ele já tinha feito até demais. Se seu mate não o queria por definitivo, também não seria segunda opção. Que pelo que parecia era o que sempre tinha sido. Não, não podia julgá-lo assim de prontidão, ou podia? O que foram aqueles dias e noites e horas juntos? Uma distração? Era o que parecia e isso o magoava. E não era pouco. Se negava a aceitar e acreditar que muito provavelmente Stiles tinha brincado com ele. Não podia ser possível; em nenhum momento o garoto possuía sentimentos ruins, quando estavam juntos sempre era tomado pela satisfação do outro em estar do seu lado. Seus sentidos estavam nublados?

 

Estava há um bom tempo em sua forma de lobo escondido na reserva, precisava de tempo ou iria rasgar certas gargantas com os dentes. Tremia em não poder tomar o que era seu, o que os deuses o tinham lhe dado; se fosse apenas por seu lobo já teria feito algumas atrocidades bêbado pelos instintos mas tinha que se isolar, ficar longe do cheiro do outro para poder pensar com calma e não influenciado pelas energias do destino. Sentia-se um tolo em ter acreditado na facilidade em que as coisas estavam fluindo, em seu peito a amargura de ter visto os dois aos beijos queimava ao mesmo tempo em que batia um arrependimento em não ter quebrado Theo ali mesmo. Mas não podia pensar só em Stiles, antes de tudo tinha vindo apenas para assumir a pack; se Stiles também tinha toda uma vida antes, bom, ele também tinha.


 

Não tinha sido tão difícil obter tudo o que Petúnia havia pedido. Esperar Stiles dormir e depois furtar seu porta retrato tinha sido moleza , cortar algumas mechas também, o cabelo do outro sempre foi revolto e ele nem notaria o feito. Certeza. Já a caixa de Derek não tinha sido tão fácil assim, seu cheiro ficaria no quarto e precisaria ter cuidado e de uma boa desculpa para ter estado ali. Quando entrou no quarto do Hale já era madrugada, ele ainda não tinha aparecido desde o ocorrido no quarto do humano e todos pareciam estar dormindo devido aos seus batimentos estáveis; com todo o cuidado que não sabia que possuía abriu a porta de madeira ouvindo apenas um click quando a fechou atrás de si, o problema agora seria encontrar. Coçando seu dorso nu fez uma careta olhando em volta o quarto; já estava com preguiça só de imaginar procurar mas tinha que pensar direito antes de vasculhar qualquer coisa ali. Onde Derek guardaria um presente do pai? Colocando as mãos na cintura que tinha apenas uma calça moletom preta meio caída em seu corpo malhado; Derek nunca foi de esconder algo, então a caixa estaria em um lugar de fácil visão. Não tocou na cama, com certeza estaria mais ferrado do que já parecia estar se o fizesse; vagando os olhos pelas paredes parou em uma estante pequena de aparência antiga, continha vários livros dos quais nunca leria por tédio e ao lado de um porta retrato dele e das irmãs a bendita caixa. No final das contas também tinha parecido ter sido fácil sua missão; a pequena caixa era meio marrom e na tampa continha o símbolo da pack: um triskelion. Com a curiosidade o importunando girou a tampa para poder ver o que continha ali, uma espécie de pó colorido com apenas duas cores: azul e laranja. Não sabia para quê servia e continuaria sem saber já que sumiria com a caixa.

 

Escondendo-a atrás de si instintivamente, pôs a mão na maçaneta lentamente e estancou quando ouviu passos no corredor, passos arrastados, alguém ia ou voltava do banheiro. Esperou a pessoa se distanciar para então pôr parte de sua cabeça para fora do quarto, olhou os dois lados e saiu depressa fechando a porta em um leve baque surdo e caminhando depressa até seu quarto que não ficava muito longe dali. Respirando fundo, Theo caiu em sua cama aliviado, sem saber que a pessoa que havia passado pelo corredor o tinha visto sair do quarto de Derek.


 

Era quarta-feira quando Stiles percebeu que já não teria mais a sua carona para ir ao colégio, também não via Theo desde o dia em que tinha expulsado o mesmo de seu quarto. Sua segunda-feira tinha sido bem agitada, com certeza. Um dia completo sem ver nenhum dos dois lobos que mexiam com sua mente e coração. Pegando o jeep, e jogando sua mochila no banco carona ligou o rádio sintonizando em alguma emissora que estava tocando uma música desconhecida para si mas que agora lhe faria companhia até seu destino. Depois de algum tempo nas ruas e tendo chegado ao colégio, viu Liam com uma face não muito boa no que parecia lhe aguardar. Travando seu meio incrível de transporte foi até o beta com seu melhor sorriso em uma manhã.

 

- Hey, Liam. - o cumprimentava na expectativa de saciar sua curiosidade - E essa cara de quem comeu e não gostou?

 

- Deve ser porque Derek não aparece em casa há quase 48 horas enquanto você e Theo estão por aí.

 

- E o que você tem haver com isso mesmo, criança? - soltou a pergunta retórica estreitando os olhos afiados.

 

- Eu já disse, Stiles, isso não… - o interrompeu.

 

- Exatamente! - exclamou alto - Já disse, do que não precisa dizer mais.

 

Liam apertava sua mandíbula em contragosto. Detestava quando as coisas não estavam sobre controle.

 

- Stiles, deixa eu te explicar novamente… - o interrompeu pela segunda vez.

 

- Você parece mais interessado no Derek do quê na pack, Liam. - sorriu malicioso - Sejamos sinceros, não é?

 

Liam com certeza não esperava por essa. Nem em um milhão de anos para ser exato. Só queria cuidar da pack que tinha o acolhido tão bem, só isso.

 

- Não sabe o que diz, Stiles. - franzia o cenho em confusão - Estou muito bem com a Hayden, obrigado.

 

- Bom, não é o que parece - Stiles erguia as sobrancelhas em ironia - neste exato momento deveriam estar se pegando escondidos atrás de algum ônibus escolar e não me esperando aqui para falar sobre Derek.

 

- Não sei o que quer insinuar Stiles, mas pare com isso, somos amigos.

 

Uma salva de palmas foi ouvida pelo beta, Stiles batia palmas enquanto segurava uma risada debochada. O lobo permanecia sem saber o que fazer. Poderia estrangular o humano e depois fingir que nada tinha acontecido? Ainda seriam amigos, certo? Já tinha visto ele e Scott discutirem bobamente por menos. Mas, não deveria comparar sua amizade com a de Scott. Sabia disso.

 

- Não seja tolo Liam, agora lembra que somos amigos? - perguntava piscando os olhos em falsa inocência.

 

O lobo se segurava, obter controle de suas ações tinha sido um trabalho muito árduo para o perder agora. Viu Stiles passando por si e parando atrás de suas costas com os lábios venenosos em sua orelha direita.

 

- Amigos não mentem, Liam.

 

E saiu rindo diante a referência que tinha achado bastante engraçada, sabia que um dia a usaria. Deixando o lobo com o coração acelerado, questionando-se se as acusações que tinha recebido possuíam algum fundo de verdade. Estaria interessado em Derek?

 

As aulas como sempre tinham sido bastante interessantes para alguns, no intervalo, todos se reuniram em uma mesa do grande refeitório. O último a chegar tinha sido Liam e este continuava estranho, mas sua expressão de emburrado tinha sido substituída por uma de confusão. Estava aéreo desde a conversa de logo cedo. Enquanto todos comiam ou apenas conversavam ele tentava compreender de onde Stiles tinha tirado aquela conclusão.

 

- Então, o Theo não vem mais estudar Stiles? - perguntava Malia enquanto mastigava seu sanduíche de atum

 

- Você que mora com ele não sabe, imagine o pobre Stiles. - Erica tinha tomado sua fala enquanto cerrava as unhas pintadas de vermelho

 

- Não o tenho visto, então não sei. - disse Stiles enquanto tomava seu suco de caixinha, como adorava aquele líquido de corante cor rosa

 

- Vocês já não são mais meu casal inspiração. - dizia Malia agora deixando escapar alguns farelos de sua boca

 

Todos fizeram cara de nojo, a coyote ainda não conseguia seguir certos padrões da sociedade e Kira só sabia rir da namorada.

 

- Vocês estão bem? - era a vez de Scott

 

- Vamos ficar, não se preocupem.

 

Eles sempre ficavam bem, então tudo daria certo no final. E quanto a Liam, queria poder estar arrependido do que tinha dito mas algo em seu ser o tinha deixado arisco quanto ao interesse do beta em seus assuntos, principalmente com relação a Derek. Desistiria de entender suas ações e pensamentos, era uma promessa que cumpriria sem nenhum obstáculo.


 

Laura estava preocupada com seu irmão, Derek não aparecia em casa e tudo parecia estar normal, a não ser pelo seu sumiço repentino. Ele nunca foi disso. Cora ainda não tinha voltado as aulas e não se sentia íntima o bastante de Stiles ou Theo para colocá-los contra parede e questionar se algo tinha ocorrido. Era por essas suas dúvidas que tinha negado o posto de alfa, sua natureza era insegura, é insegura. Podia ser astuta com o que fosse, mas sua insegurança e eterna dúvida pessoal a atrapalhava bastante; no fim das contas não seria uma boa alfa. Como liderar tendo inúmeras perguntas não respondidas e cautela exacerbada? Logicamente tinha relação com proteção, mas também não se via como uma alfa, uma líder.

 

Terminou de retirar suas roupas, e as jogando em qualquer lugar no quintal de sua casa, se transformou. A pelagem negra de seu lobo tomou forma e seus olhos dourados surgiram; era um alívio estar assim. Sentia a liberdade correr em suas veias. Indo em direção a parte mais distante e isolada da reserva, pôs-se a correr. O vento batia em si como um leve carinho, a chamando cada vez mais para a natureza, a sua natureza. Em algum momento sentiu que o irmão estava por perto e seguindo o cheiro podre de tristeza que o lobo exalava o encontrou

cabisbaixo retornando a seu corpo humano. Estava sujo e parecia fraco, com certeza não tinha se alimentado. Aproximando-se, foi reconhecida e um sorriso forçado lhe foi lançado. Batendo o focinho na mão do irmão, ofereceu-lhe carona. Prontamente atendida o carregou em suas costas até sua casa. Sentiria nojo uma outra hora de ter o carregado nu. Agora precisava ajudar o mais novo, se estava assim é porque não tinha conseguido se acertar com Stiles. Era um risco que corria. Agora Derek precisava repor as energias, se não tinha se resolvido com o mate, agora tinha uma pack para liderar. Que deixasse o amor para depois. 

 

Quando chegaram na mansão Derek teria ido direto para o banheiro se sua mãe e Peter não tivessem o parado e soltado uma chuva de perguntas; Laura continuava ao seu lado também despida.

 

- O que houve, filhote? - a voz de Talia estava aflita - Onde estava?

 

- Vamos Derek, não nos deixe sem respostas. - Peter reforçou agitado

 

- Encontrei Derek na reserva - Laura tomou a voz - ele precisa descansar um pouco, depois conversamos - virou-se para mãe - pode ser?

 

Relutante, Talia assentiu e puxou Peter pelo braço se afastando e dando espaço para seus filhotes subirem a escada que era coberta por um extenso tapete persa azul marinho. Ah sim, podiam ser uma família de lobos, mas possuíam certa elegância.

 

- Viu? - cochichava Peter - Eu te disse, Talia.

 

- E o que foi que você disse, irmão? - a pergunta soava desinteressada na voz da alfa - Costumo esquecer com facilidade, para a sua felicidade, as tolices que fala.

 

- Meu sobrinho está um caco por causa do Stilinski.

 

- Isto é só uma fase.

 

- Não, não é. - se afastando disse com um falso pesar - Ele só ficará bem com o mate de lado, você sabe, e parece que a história vai se repetir irmã.

 

- Minhas ameaças não possuem valor para você, irmão? - seus passos eram leves em direção ao outro, enquanto suas garras, presas e olhos vermelhos apareciam.

 

- Apesar de tudo tenho certo apreço por Derek e não quero que o mate fique com ele por pena.

 

- Cale a sua maldita boca! - rosnava baixo enquanto seus olhos enchiam de lágrimas frustradas - Gregory me amava! Me amava! - sussurrava em pleno torpor de raiva

 

- Não Talia! - Peter pegou em seus ombros tendo uma visão assustadora da irmã com ódio de si - Gregory amava Lori!

 

Em um leve piscar de olhos e um rápido sopro em seu pescoço, Peter tinha sido arremessado as escadas com tamanha brutalidade jamais vista por parte de sua irmã. Talia queria acreditar que seu falecido Gregory a amava, porque sim, ele a amava, era seu mate; Lori era apenas uma bruxa imunda que tinha estragado todo o momento mágico em que viviam. Seu filho não passaria pela mesma situação, estava decidida a não deixar.


Notas Finais


Os capítulos reescritos acabaram!
Temos referência a série Stranger Things, que comecei a assistir e é meu novo vício.
Turn around
Look at what you see......
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...