1. Spirit Fanfics >
  2. Pack do Pé - SasuSaku >
  3. Você iria ao baile comigo?

História Pack do Pé - SasuSaku - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


VOLTEI GLR kkk
Sei q tava sumida por aqui mas voltei, essa fanfic deve acabar no próximo capítulo e eu ainda tenho muitas outras ideias para botar em prática.
Caso não saibam, eu escrevi outras fanfics de Naruto, é só dar uma olhadinha no meu perfil se quiserem ler.
Muito obrigada pelos 120 favoritos, comentários, visualizações e tudo mais! O apoio de vocês é muito importante pra mim.
Espero que gostem do capítulo.
Aproveitem.

Capítulo 13 - Você iria ao baile comigo?


(Sakura Haruno)

Ele sorriu cínico pra mim, um sorriso que eu adoraria arrancar de seu rosto.

- O que você está fazendo aqui Sasori? Seus bonequinhos fugiram de casa?

Não pude evitar de dar uma zoada com seus fantoches do belzebu.

- Na verdade não, e você? Resolveu arrumar um emprego pra criar seu filho?

Depois que fui comprar a pílula do dia seguinte, Sasori não para de encher o meu saco sobre filhos. Fala sério! Nem terminei o ensino médio, não tenho tempo pra ter filho nenhum agora, por isso comprei a pílula.

- Por que estão falando sobre criar filhos? – Itachi apareceu atrás do ruivo magrelo.

Droga! A língua solta desse idiota pode fazer com que mal entendidos ocorram. Tenho que consertar isso logo, antes que a situação pareça ser algo que não é.

- Filhos? Ah, sim. Sasori estava falando sobre como ama os seus fantoches... Sabe, como se fossem seus filhos.

- Fantoches não! MA-RI-O-NE-TES!

E tem alguma diferença? Os dois são assustadores.

- Tanto faz.

- Entendi, bom, pelo visto vocês já se conheceram, chamei o Sasori para uma entrevista aqui também.

A não!

- Entrevista?

- Sim, se tudo der certo, talvez vocês trabalharão juntos. – Sasori sorriu vitorioso para mim, eu realmente vou ter que aguentar essa peste até aqui? Que merda! – Vamos, Sasori, temos um horário marcado agora.

- Ah, que pena, já vai tão cedo?

Já vai tarde!

Itachi saiu da sala, e eu puxei Sasori pelo ombro.

- Se eu ouvir a palavra “filho” saindo da sua boca de novo, eu juro que boto fogo nas suas fantoches. – ameacei.

- MARIONETES!

- Ninguém se importa!

Após Sasori sair, Sasuke entrou na sala.

- Oi, está muito ocupada? – ele perguntou se escorando na mesa mais próxima.

- Na verdade não.

- Ótimo, podemos almoçar juntos então! – ele sorriu e se levantou.

- Claro, por que não? – eu nunca negaria passar um tempo a mais com meu namorado.

Saímos do prédio e fomos até uma lanchonete que tinha na mesma rua, era bem agradável, e quando se trata de comida, eu sempre aceito. Sasuke segurou minha mão durante todo o trajeto, eu admiro o quanto ele consegue ser fofo as vezes.

Sentamos numa mesa dentro do estabelecimento, e pedimos um lanche com uma bebida para cada um. Olhei para o meu namorado e sorri, alguns dias atrás, nunca imaginaria que estaríamos aqui, juntos.

- Por que está sorrindo? – ele perguntou.

- Você me faz feliz. – eu estou cada dia mais boiolinha por esse garoto!

Ele sorriu, me fazendo amá-lo mais ainda.

- Para com isso, vai me fazer corar desse jeito.

Rimos e voltamos a comer nossos lanches.

O resto do tempo correu normalmente, fiz o meu trabalho corretamente e não fui interrompida por mais nenhum parente chato. No final do meu primeiro turno, guardei todos os papéis e documentos e fui até a recepção para esperar os rapazes chegarem. Aproveitei para bater um papinho com a recepcionista super simpática, se não me engano seu nome é Izumi.

- Então, você trabalha aqui já faz muito tempo? – perguntei, jogando conversa fora.

- Ah, já tem um tempinho sim.

Ficamos de papo furado até Sasuke e Itachi chegarem.

- Vamos?

Entramos no estacionamento e eles me levaram de volta para casa.

Essa rotina se repetiu durante vários meses, até o final do ano letivo, onde meu estágio havia acabado e a temporada de baile estava começando. Na escola não se falava sobre outra coisa, todas as meninas estavam ansiosas para o baile. Eu não ligava muito, seria mais um dia normal, mas com roupas extravagantes e ponche.

Enquanto eu estava guardando meus materiais no armário, Ino planejava uma maneira de descobrir o que ela ganharia de aniversário de namoro, já que faz um ano que ela e Sai estavam namorando.

Não sei se esse aniversário contava, já que eles terminaram mais vezes do que posso contar. Enfim, se ela está feliz eu também estou.

- Gente, se o Sai não tiver preparado nada de especial pro nosso aniversário, eu juro que paro de seguir ele no Instagram.

Pode parecer patético, mas essa era a forma dela de demonstrar que estava chateada com as pessoas. No último aniversário dela, eu havia esquecido de comprar o presente e ela quase me bloqueou no Instagram. Tive que escrever um textão pra postar no stories pra ela e tudo se acertou.

- Acho que ele não esqueceria, é uma data muito importante para ele também. – Hinata tentava ser positiva, como sempre.

- Se não for algo grande, prefiro que ele nem faça.

Revirei os olhos.

Tenten deu um gritinho de felicidade, parecia surpresa com algo que havia encontrado no seu armário. Um bilhetinho em forma de coração.

- GENTE! Olha isso!

- Deixa eu ler! – Ino intrometida, tomou o bilhetinho da mão dela e leu em voz alta.

- “Você aceitaria ir ao baile comigo?”

A escrita em letras brilhantes fazia meus olhos doerem, quem diria que o Neji faria algo tão brega assim. Se não fosse tão fofo, eu vomitaria.

- Que romântico! – Hinata sorriu, aprovando a atitude do primo.

Dito e cujo, Neji apareceu logo atrás da namorada, com um buquê de flores. Naruto e Shikamaru seguravam uma faixa com a mesma escrita do bilhete.

- Você aceita?

- É claro que sim!

Tenten sorriu alegremente, pulando nos braços do namorado. Eles se beijaram docemente, sorrindo um para o outro.

Naruto não ficou para trás e tirou uma caixa de bombons escondida, dando para a Hinata, que ficou vermelha com a surpresa.

- Hinata! Você iria ao baile comigo? – ele perguntou sorrindo animado

- Sim. – a voz dela soou baixa e envergonhada, mas ele havia entendido a resposta.

Naruto gritou comemorando e abraçou a namorada fortemente.

Estão todos inspirados hoje.

- Por que você nunca faz essas coisas românticas pra mim? – Temari deu um soco no braço de Shikamaru, claramente chateada por ser a única a não receber uma surpresa.

- Como você é problemática! Não podemos simplesmente apenas ir ao baile?

- Você estragou o clima!

Eles são um casal bem diferenciado.

- E o Sai? Vocês viram ele?

- Não, mas vamos encontra-lo em breve. – Naruto olhou com um olhar cúmplice para Neji, que sorriu de volta.

Logo escutamos uma voz familiar nos autofalantes da escola.

- Querida Ino!

- AI MEU DEUS! – Ino praticamente berrava ao meu lado.

- Hoje, nesse dia do nosso aniversário de namoro, aceitaria ir comigo ao baile?

- É LÓGICO! – ela gritou como resposta.

Pelo menos ela não quis postar nada no stories.

- Vou até postar no stories gente, que emocionante.

Falei cedo demais.

As aulas seguiram normalmente e eu nem percebi que algo estava sendo tramado por debaixo do meu nariz. No final da última aula, após o sinal da saída, peguei minhas coisas e fui saindo da escola, mas o Naruto começou a me barrar.

- O que você está fazendo Naruto? – perguntei enquanto ele continuava entrando na minha frente quando eu tentava dar qualquer passo.

- Espera ai! Tem alguém que precisa te perguntar algo. – ele segurou meus ombros me virando para trás.

Olhei para trás e lá estava ele, meu emo, Sasuke.

- Tá brincando comigo? Vocês armaram isso tudo? – perguntei chocada, realmente não esperava mais nada hoje.

- Achou que eu fosse te deixar sem nenhuma surpresa? – Sasuke perguntou sorrindo.

Na frente da escola, alguns alunos vestiam camisas com letras na estampa, formando a frase:

“SAKURA, QUER IR AO BAILE COMIGO?”

Esse menino tá querendo acabar com meu coraçãozinho frágil.

- Acho que sim é a única opção. – sorri e abracei ele.

Ele segurou meu rosto entre as mãos e me beijou carinhosamente. Nós separamos do abraço mas continuamos de mãos dadas.

- Quanto você pagou pra que eles fizessem isso? – perguntei para Sasuke.

- Você sabe, fiz o Suigetsu pagar uma quantia para cada aluno.

- Você é mal! – dei uma risada.

Eu nunca tinha ido ao baile por que na maioria das vezes eu não tinha um par, mas dessa vez, tudo é diferente.

Esse foi de todos, o melhor ano da minha vida!


Notas Finais


Agradeço por terem lido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...