História Pack Of Morons (Sterek) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Alan Deaton, Allison Argent, Bobby Finstock, Danny Mahealani, Derek Hale, Erica Reyes, Ethan, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Personagens Originais, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Vernon Boyd
Tags Abuso, Alfa Genuíno, Alfa Stilinski, Derek Hale, Hale Pack, Humilhação, Mates, Mccall Pack, Reconquistar A Confiança, Sterek, Stiles Stilinski, Stilinski Pack, Superação
Visualizações 515
Palavras 2.590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fluffy, Lemon, LGBT, Misticismo, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Flashback em itálico.
Será que chegaremos à 200💜 em apenas 5 capítulos? Desce o favorito ai meu povo.

Capítulo 5 - Fifth.


Fanfic / Fanfiction Pack Of Morons (Sterek) - Capítulo 5 - Fifth.

Depois de uma noite agradavelmente espremido entre Derek e Isaac, Stiles se prontificou a obedecer às ordens de seu pai, tendo como incentivo que um verdadeiro líder deve praticar aquilo que exige dos outros. Acabou os levando para casa consigo, já que tinham aqueles olhos de filhotes abandonados.

Fechou os olhos demoradamente ao perceber que Erica e Boyd dormiam encolhidos e encostados em sua porta. “Hey, acordem!”. Despertaram assustados, “Por favor, não me digam que dormiram aqui?"

Levantaram ainda olhando para seus pés envergonhados, “Não sabíamos onde te procurar, então decidimos esperar e acabamos caindo no sono”.

Stiles destrancou a porta, “Entrem”, sinalizou e todos entraram, “Vocês poderiam ter esperado até hoje de manhã”. Stiles viu o semblante derrotado deles e logo adicionou, “Porém reconheço o gesto”. Eles dois se olharam entre si, “Vejo que estão bem, fico feliz”.

“Nós queríamos agradecer pelo que fez pela gente, se não fosse por você, não estaríamos aqui. Muito obrigado”. Boyd disse finalmente, “E fico aliviado em saber que está realmente bem dado as circunstâncias que presenciamos”.

“Não há o que agradecer, apenas fiz o certo. Alcatéia protegendo alcatéia é assim que deve ser”.

Erica respirou fundo, “Ninguém nunca realmente nos ensinou isso”.

“Não estou o defendendo, mas ninguém nunca o ensinou também. Ninguém o ensinou os pilares imprescindíveis de ética e moral necessárias nesse meio”.

“Ninguém também nunca te ensinou, Pai”, Isaac disse ao fundo.

“Yeah, mas eu aprendi sozinho quando precisei e ninguém estava lá para me proteger”, a expressão de todos caiu consideravelmente, Stiles bateu palma, “Mas ficou no passado, bola pra frente. Que tal vocês irem tomar banho no meu quarto, pode usar algumas flanelas minhas e depois do café da manhã nos conversamos?”, Eles assentiram, “Baby, os levem até lá”. Isaac subiu a escada com eles em seu encalço.

“Bom, essa é a minha deixa”, Derek soltou ao ir para a cozinha e com agilidade colocar sobre o balcão ingredientes o suficiente para alimentar um batalhão, “Creio que seja o suficiente”.

“Precisarei trabalhar integral para sustentar essa família”. Stiles disse.

Derek riu, “Minha mãe dizia que preferia encarar uma alcatéia de ferais sozinha do que nos encarar quando estávamos famintos. Acredite quando digo que você não quer ter que lidar com um grupo de adolescentes lobos esfomeados. É um filme de terror mal produzido”.

“Pensarei em algo para mantê-los sem falir meu pai porque você preparará para um café o que era destinado para a semana inteira”.

“Dinheiro não é um problema, você sabe disso”. Derek respondeu ao virar o bacon.

“Acabei de ter uma ótima ideia, no que você acha que seríamos bons?”

“Comer e dormir?”, Derek sorriu.

Stiles o abraçou com a mão em seu quadril, “Estou falando sério, Der. Seria além de tudo uma oportunidade de formar seus caráter e ajuda-los a amadurecer”.

“Derek poderia cozinhar algo e nos venderíamos”. Erica disse vestindo uma camisa xadrez vermelha por debaixo da jaqueta de couro.

“Os brownies e tacos que ele faz deixaria qualquer um babando”. Isaac complementou.

“Poderíamos concertar carros”, Boyd ajudou, “Cuidar de crianças ou criar um clube de luta para crianças”.

“Criar uma banda”. Erica disse novamente.

“Por acaso, você sabe cantar?”, Erica negou.

 “Seria uma boa por vários motivos. Nós faríamos dinheiro, vocês aprenderiam o valor do dinheiro e a ter responsabilidade. E teríamos autonomia, pois seria algo seu Stiles”. Derek disse.

“Poderíamos comprar a Jungle”. Isaac disse, “Está abaixo do preço de mercado”.

“Não somos maiores de 21, baby. Não poderíamos trabalhar lá e o investimento seria perdido”. Erica observava a interação não tão contente, “Mas a idéia dos tacos, daycare e concerto de carros são promissoras, conversaremos mais sobre isso em breve”. Stiles se sentou e Erica rapidamente se sentou ao lado dele. “No entanto, há algumas coisas que precisamos tratar antes de qualquer coisa. Erica e Boyd, não creio que Romeo aprovará o fato de vocês estarem aqui. Sei que sabem que sou um Alfa e por mais que vocês não façam idéia do que estão fazendo, no fundo sabem a correlação entre Alfa e betas, e principalmente a disputa natural entre lideres. Eu não deixaria nenhum dos meus se bandear com os de lá, logo, não posso concordar que o mesmo aconteça aqui”.

“Fomos horríveis com você e nos arrependemos tanto. Scott é um cara legal, não me leve a mal, mas ele é uma bagunça. Estou aqui há apenas 30min e posso sentir a conexão entre vocês e nós queremos fazer parte disso. Queremos fazer parte dessa família. Também quero ser chamada de baby e poder te chamar de Pai mesmo que isso seja ligeiramente estranho sem nenhum fetiche envolvido. Boyd e eu já estávamos de malas prontas para pedir abrigo na cidade vizinha, pois estar em uma alcatéia não era nada daquilo que Scott disse que seria e ser um were também não, mas de alguma forma você é um Alfa agora e isso muda tudo. Não deveria ser tão solitário, principalmente quando estávamos rodeados de pessoas diariamente se dizendo parte de um grupo, mas ao observa-los pude ver o que eu deveria ser, o que eu deveria sentir e o mais importante, o deveríamos ser como um todo. Por favor, Stiles. Não nos mande embora”.

“Na alcatéia dele vocês faziam o que bem entendiam, não havia diferença entre ele e vocês ou entre a autoridade dele e as suas vontades. E isso não acontecerá aqui. Eu mando e vocês obedecem, gostando ou não. Só existe um Alfa nessa alcatéia e sou eu. Os antigos hábitos ruins que vocês tinham de diminuir uns aos outros, humilhar aos mais fracos, se acharem melhor do que os humanos... Acabou. Esse tipo de comportamento não será tolerado por mim. Não quero relação nenhuma com pessoas ruins e de caráter duvidoso. Quem vocês são dirá quem sou e eu não sou perverso. Hierarquia, leis e regras existem porque nada funciona sem diretrizes e normas. A democracia só é possível porque há alguém no comando pela vontade da maioria, vocês pessoalmente me escolheram como seu superior, então, arcarão com as consequências. A justiça só é real quando ela se aplica a todos, ou seja, se eu puniria alguém que humilhasse vocês porque eu não os puniria por rebaixar os outros? A verdade é uma só, querendo vocês ou não, aceitando vocês ou não. Sou justo e verdadeiro. Em minha alcatéia vocês colherão somente o que plantarem e farei questão de ter certeza que plantarão corretamente”. Derek estava abismado como Stiles lembrava sua mãe ao falar pausadamente enviando cargas pelo corpo de todos presentes. “Estar em uma alcatéia é parar de pensar só em si próprio e passar a pensar no grupo, pois seus interesses são um só. Proteger aos outros enquanto protege as costas de seu irmão. Uma batalha perdida significa se preparar para a próxima, mas perder um membro significa morrer um pouco. Farei dessa alcatéia a mais forte do pais, todos saberão e temerão o poder da Stilinski Pack, mas para isso preciso desconstrui-los e molda-los como grande homens e mulheres dignos de honra, pois com a honra virão as responsabilidades e somente guerreiros honrados poderão sobressair as barreiras e covas preparadas com seus nomes por nossos inimigos”.

Stiles se virou cautelosamente para ver olhos vermelhos o encarando e baba saindo pelas presas da criatura rosnando para ele. “Você não vai querer me comer, sou apenas pele e osso”, o rosnado ficou ainda mais grave, “Você gosta de ossos, não é? Oh Deus! Péssima hora para fazer piadas de cachorro”, garras fizeram rasgos em seu rosto, “Péssimo jeito de morrer, virgem e intocado. Deus se você, quero dizer, o senhor existir, receba minha alma pura em suas mãos”, a criatura parou e inclinou o pescoço curiosamente, “Evite o rosto, para o caso de alguém me encontrar, meu pai não morra junto comigo e seja mais fácil de reconhecer”, Ele fechou os olhos esperando o pior, “Eu deveria ter me declarado para o Derek, eu sabia que deveria”.

“De”, a criatura tentou, “Derek”.

Stiles arregalou os olhos, “Derek Hale? Você o conhece?”, sua única resposta foi um grunhido. “Vou considerar isso um sim”.

“Nós sempre o vimos como nosso líder, o único quem realmente cuidou de nós desde sempre, Stiles. Mas só pudemos realmente dimensionar a sua importância quando você não estava mais lá. Acordar e procurar por você sem saber como você estava foi a pior experiência que já passei. Foi aterrorizador. A verdade é que mesmo que você não fosse Alfa, nós te seguiríamos para onde quer que você fosse, não é o titulo, mas sim você. Você é a nossa família e nada mudará isso. Nós queremos fazer parte da sua alcatéia”, Boyd se pronunciou. “Queremos que seja nosso Alfa”.

Stiles sinalizou afirmativamente, “Sejam bem-vindos”.

• • •

“Bom dia, Pops”. Stiles disse segurando uma xicara de café assim que seu pai abriu a porta. Noah olhou para o café e para seu filho sem saber se era seguro tomar o líquido oferecido. Stiles poderia queimar água e depois de alguns desastres gastronômicos geralmente causados pela junção entre preguiça e mau humor matinal, ninguém realmente poderia culpa-lo pela desconfiança, afinal, o mesmo tinha um sorriso largo no rosto e o sol acabara de nascer. O cheiro de bacon frito e ovos recém-estralados o fez cerrar os olhos ao seguirem até a cozinha enquanto ele tomava em pequenos goles o saboroso café em sua xícara #1 Dad. Stiles gesticulou para a mesa repleta de coisas, algumas delas ele nem mesmo sabia o que era. Yeah. Não tinha jeito mesmo, Stiles tinha sido substituído por um alienígena doméstico. “Os chamei para tomar café, espero que não se importe”, Finalmente Noah percebeu os quatro sentados á mesa, “Você se lembra deles, né?”, sinalizou para o loiro.

“Lahey, Reyes e Boyd?”, os adolescentes assentiram e Noah também.

“Bom dia, Xerife”, Derek, Isaac, Erica e Vernon falaram em uníssono.

“Bom dia”, Noah apontou para a mesa, “O que você fez, Stiles?”, Stiles enrugou o cenho, "Está querendo me dizer que você fez esse banquete de novela mexicana simplesmente para agradecer o maravilhoso pai que tem e bater palmas para o sol? Corta essa, Stiles, desembucha. O que de tão grave você fez?"

"Eu não fiz nada!", Ele levantou os braços dramaticamente, "Derek apenas achou que seria legal fazer algo legal para variar, mas se você não pode enxergar isso e agradeço-lo pela gentileza...", Ele soltou o ar sonoramente controlando seu temperamento, "Não quer, não coma. Tanto faz, já estamos de saída". Pegou sua bolsa e de forma sincronizada os cinco sairam um atrás do outro.

"Stiles—espere". E Stiles já estava abrindo a porta de seu jipe após se despedir de Derek. Isaac se sentou do lado do passageiro e os dois nos bancos traseiros. O Alfa resolveu ignorar o pedido de seu pai, Stiles ainda não tirava de letra ser um were e suas emoções estavam misturadas, confusas e amplificadas. O fato de coabitar com um ser era muito novo para ele ou talvez, ele simplesmente não quisesse conversar, principalmente quando ele não poderia ser honesto e explicar o porquê aquele Stiles que tentava subornar seu pai com gorduras saturadas para sair de enrascadas inofensivas não existia mais.

Fizeram seu caminho rapidamente para a escola e ao estacionarem ligeiramente adiantados, deparou-se com toda a alcatéia reunida próximo á entrada ao longe. Isaac vestia peças de roupas de seu Alfa e não conseguiu apontar uma vez se quer, que tenha se sentido tão seguro e parte de algo... Especial, ele diria.

"Você comeu o suficiente?", Stiles perguntou enquanto saltavam do carro sem preocupação alguma. Isaac assentiu corado, mas Stiles não estava convencido, "Aqui", lhe entregou duas barras de cereais. Isaac de fato tinha comido bastante para os padrões humanos e se não tivesse o metabolismo acelerado provavelmente seria um infortúnio em longo prazo. Ele abriu as duas embalagens de uma vez e deu uma mordida. Stiles sorriu ao bagunçar seus cachos.

McCall Pack observava a interação atentamente, Scott tencionou o maxilar desnivelado enquanto assistia Lydia se aproximar de Stiles. Falaram brevemente antes de ele abraça-la e beijar sua têmpora. Não dava para ouvir o que falavam dada a movimentação enlouquecedora ao redor. Lydia timidamente tomando a iniciativa de pegar a mão dele e entrelaçando seus dedos procurando conforto direto de seu Alfa, não passou despercebido por ninguém. Lydia nunca realmente se aliou à alcatéia de Scott e isso agora era claro como o dia, pois o respeito e afeição estampados no rosto bem maquiado dela falavam por si só.

Andavam rumo à entrada enquanto Isaac estraçalhava as barras. "Que merda, Lydia? Por que você está de mãos dadas com esse perdedor?", Jackson os parou. Lydia literalmente rosnou junto com os outros e seus olhos ficaram violeta sem ligar para quem a visse. Ao longe se pôde ouvir, "Lentes legais, Martin". Stiles sorriu de lado e ao passar seu polegar pela mão dela, seus olhos voltaram ao normal.

"Sinceramente não sei o que vi em você. Sua aparência? Talvez, mas definitivamente não foi sua inteligência. Qualquer um anencéfalo poderia sentir os feromônios de perigo, força e mais perigo vindos dele, gritando ao avisar que você deveria simplesmente continuar andando", ela ajeitou seu cabelo ruivo com a mão livre, "Ainda bem que estamos terminados porque por mais que preto fique ótimo em mim e eu preveja morte, não quero ir ao seu enterro". Stiles gargalhou alto.

"Essa boca ainda me matará, princesa". A abraçou carinhosamente e ela ronronou.

Jackson se irritou de verdade, "Você está terminando comigo para ficar com ele? Que tipo de culto obscuro ele está te obrigando a participar? Pisque duas vezes se quiser ajuda".

"Você não precisa fazer isso, Lyds". Stiles o ignorou.

"Ele não é bom para mim, estar em um relacionamento com ele apenas cooperou para minhas inseguranças com meu corpo crescerem e tentando me espelhar nele, quase me tornei um monstro".

Stiles assentiu, "Não quero que faça isso por mim, mas sim, porque realmente enxerga o espírito de porco dele. Se você o ama, posso fazer vista grossa, mas para ser sincero com você não acho que ele e eu poderíamos conviver".

"Já tomei minha decisão, quero ser alguém diferente, alguém quem você sentirá orgulho. Quero me redimir e crescer como indivíduo e isso não será possível se as cordas do passado ainda me atarem. E também, duas grandezas diferentes não se comparam".

"Fiquei tocado com seu discurso, Lydia, mas a novidade é que você é danificada demais para buscar redenção agora. Nós somos perfeitos para o outro por isso. Somos iguais", pegou no antebraço dela com força, mas soltou quando Stiles brilhou seus olhos.

"Toque nela novamente e te enforcarei com seu rabo. Se aproxime dela novamente e sua calda irá parar dentro do seu rabo".

Stiles pegou na parte de trás do pescoço de Isaac carinhosamente e eles seguiram pelo corredor. Todos olhavam sem entender coisa alguma. Stiles estava diferente aos olhos até mesmo dos leigos, as roupas que usava eram escuras e mostravam seus músculos nitidamente. Seu queixo estava mais estreito e definido, seu modo de andar era sincronizado com os dos outros e certo de si.

As três primeiras aulas nenhum de sua alcatéia atual ou antiga estavam lá. Greenberg perguntou seis vezes que tipo de bomba Stiles estava tomando e pediu um autógrafo, caso Stiles estivesse se tornando ou se tornasse famoso, pois venderia posteriormente no eBay. O intervalo chegou e como esperado todos o esperavam, inclusive seu ex melhor amigo/irmão. Scott o encarava ferozmente ao sentir seu lobo querer reverencia-lo. “Nós precisamos conversar”.


Notas Finais


Quem vocês acham que reconheceu o Derek? E o que vocês acham que eles deveriam fazer para arrecadar dinheiro? E por fim, o que vocês acham que dara o encontro entre Stiles e Scott?
Até o próximo capitulo, peace.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...