1. Spirit Fanfics >
  2. Pacto Com Demônios >
  3. Lembranças

História Pacto Com Demônios - Capítulo 3


Escrita por: e Tia__Giiih


Notas do Autor


Oiê! Como estão? Espero que bem, fiquem com mais um capítulo... Boa Leitura!

Capítulo 3 - Lembranças


Hoseok’s POV

Eu havia acabado de fazer o bolo e me encaminhava a tal cabana. Assim que cheguei reparei que a mesma se encontrava vazia.

— Estranho, vou aguardar. — Fiquei sentado em um banquinho que havia por ali por algumas horas e nada — Ah, amanhã eu volto. Vou deixar o bolo bem aqui nesse banquinho. — Assim que eu ia sair escuto alguns passos — Tem alguém aí? — Somente escutei silêncio novamente — Vou ligar para o Jin, quem sabe ele pode me ajudar. — Assim peguei o celular e disquei o número do mesmo que logo atendeu — Jin? 

— Pode falar.

— Eu fiz um bolo e trouxe aqui na cabana já que me levaram para a casa. Agora eu estou escutando passos, mas não tem ninguém. Você poderia vir aqui? 

— Deve ser coisa da sua cabeça Hoseok, mas estou indo. Aonde fica?

— Na floresta, ao lado de casa, já te disse.

— Não estou me referindo a isso, e sim se ela fica no meio ou na entrada. Perto de onde?

— Tem a minha casa, você vai pela lateral e anda reto, não vira em momento algum, só reto até você ver a cabana. É bem afastado.

— Tá bom. Estou indo, me espere. — Desligou a chamada.

Demorou cerca de 30 minutos até escutar os passos novamente.

— A não, cadê o Jin nessas horas? — Escutei alguém correndo — Por favor, não me assuste, apareça.

— Sou eu bobo, dessa vez sou eu. — Jin adentrou na cabana — Nossa, mas é a cabana dos sete anões? É muito baixa — Escutamos passos.

— De novo não... — Logo vimos um moço adentrar na cabana, o mesmo se assustou quando nos viu.

— Q-quem são vocês? E o que estão fazendo aqui?

— Eu sou Jung Hoseok, queria lhe agradecer por me levar em casa ontem. Eu estava em outro mundo. Aqui, fiz um bolo pra você. — Entreguei o bolo ao mais baixo que se mostrou confuso.

— O-o que é isso? Magia? 

— Você não sabe o que é um bolo? — Jin se pronunciou.

— Não.

O que você está segurando é um bolo, esse tem cobertura de chocolate, espero que goste.

— Oh, obrigado. E não fui eu quem te salvou, foi meu irmão.

— E onde ele está? Queria agradecê-lo, eu estava fora de mim ontem.

— Eu que o diga. — Jin revirou os olhos.

— Ele não mora aqui.

— Oh, que pena. Então agradeça a ele por mim, por favor.

— Se você quiser, posso te levar até ele.

— Mas você mesmo disse que ele não mora aqui.

— Não aqui, nessa cabana, mas posso te levar. — Jin me olhou com ar de reprovação — Calma, é tranquilo. Ele mora aqui perto.

— Temos um compromisso e, inclusive, já estamos atrasados. — Jin inventou uma desculpa.

— Oh, é verdade, acabei me esquecendo.

— Uma pena. — O garoto ficou cabisbaixo.

— Eu vou. Se você quiser pode ir, Jin. — Ele suspirou.

— Tudo bem, eu vou junto.

 

Autora’s POV

O garoto apagou a memória de ambos enquanto os levava por um portal, de onde nunca mais sairiam.

— Consegui Yoongi, aqui estão. — Jimin fez uma magia com brilho colocando os dois deitados em camas separadas.

— Ótimo Jimin, obrigado. — Pensou um pouco — Maninho...

— Foi como dar carne à um cachorro. — O mesmo ia saindo, mas parou em seu percurso — Você tem certeza disso, Yoongi? Se você se converter, eu… 

— Tenho Jimin, não nasci para ser assim. — Olhou para si mesmo — Perfeito… Eu sou perfeito demais, se confundiram, não era pra eu ser assim… — Seus olhos se encheram de lágrimas ao lembrar das palavras de sua mãe:

“— Você, Yoongi, não deveria ter nascido, não assim. Yoongi queria morrer.Eu tentei te matar, mas você sobreviveu. Apodreça, Min Yoongi, morra!”

Assim, a mesma jogou o adolescente de apenas 14 anos em um poço, um poço sem fundo. Ele permaneceu dentro daquele poço por anos e anos, preferindo não ter existido. Mas então, quando o mesmo completou 18 anos, um anjo caiu do céu para construir um mundo mágico, onde Yoongi se transformou em um garoto perfeito assim que tocou o solo.

Anos se passaram desde então, mas o mesmo continua remoendo essa mágoa que tem de sua mãe. Ele só queria ser amado pela mesma, não queria tudo isso. Ele só queria ser amado e ganhar um carinho de sua própria genitora. Ela o rejeitou por nascer paraplégico. E Jimin? Ele é o anjo que caiu do céu e que aos poucos foi se mesclando com o mundo real.

— Eu só queria que minha mãe me amasse. — As lágrimas caíam sem cessar.

— Ela pode voltar a te amar, você sabe.

— Se eu pisar no mundo real eu volto a ser paraplégico, Jimin.

— Eu posso tentar lhe ajudar com isso e… — Yoongi o interrompeu.

— Você já não tem mais tantos poderes, anjo. — As lágrimas estavam parando de escorrer — Mesmo se tivesse, como eu já disse centenas de vezes... — Deu uma pausa — Eu quero que ela me ame do jeito que eu sou, do jeito que eu era quando ela me rejeitou.

— Mas você não precisa se converter por causa disso, você sabe.

— Anjo, meu anjo da guarda... — Às vezes ele o chamava assim — Eu achei alguém, e esse alguém merece estar no meu lugar. E ainda tem mais um, vai ficar tudo bem. Eu vou conversar com ambos e vai ficar tudo bem. Eu sempre estarei com quem ficará em meu lugar, iremos ter uma conexão. Você sabe disso.

— Oh ok. Fique bem, por favor.

— Ficarei, estarei sempre cuidando de você. Obrigada por tudo, meu anjinho da guarda. — O mesmo sorriu com lágrimas nos olhos e se foi. 

— Vou testar a humildade, o mais humilde poderá escolher entre voltar e viver normalmente ou assumir meu lugar. — Yoongi estava falando sozinho dentro da sala onde Hoseok e Jin permaneciam desacordados.

Yoongi vestiu uma roupa simples, fez uma magia para que estivessem no deserto e colocou garrafas d’água na mão de cada um fazendo ambos acordarem e o mesmo se afastou dos rapazes, o bastante para observá-los. Da mesma forma, mudou sua aparência para uma mais pálida.

— Oh, garotos. — Se pôs a rastejar em direção aos mesmos — Po-poderiam me dar um gole de água, e-eu estou quase morrendo de sede.

— Nos desculpe senhor, mas também estamos com muita sede — Jin negou, assim bebendo um pouco de sua própria água.

Yoongi sabia que o mesmo negaria, assim fingiu ficar magoado e abaixou sua cabeça e voltou a rastejar quando alguém lhe chamou a atenção.

— Meu senhor. — Yoongi virou-se novamente, fitando ambos — Fique com minha garrafa, ela é toda sua. — Hoseok a entregou ao mesmo.

Assim que pegou a garrafa fez com que voltassem para suas camas, enfeitiçando Jin para que continuasse desacordado novamente, acordando somente Jung Hoseok.

— O-onde estou? E cadê aquele moço?

— Você deve estar falando do meu irmão.

— Oh, então foi você que me salvou? O que posso fazer por você?

— Sim, fui eu. Tenho uma proposta para você.

— Que tipo de proposta?

— Uma com duas alternativas. — Hoseok iria interromper, mas Yoongi continuou sua fala — Ser um líder. Um líder de um mundo totalmente mágico, com unicórnios, fadas, doentes, enfim… Seres mágicos, você comandará tudo.

— Mas se você está me oferecendo isso, é porque você é o líder e está desistindo disso.

— Eu vou me converter.

— Como assim?

— Vou virar um demônio. — Hoseok quase teve um infarto ali mesmo — E seremos conectados um com o outro. Você será do bem e eu do mal.

— Mas por que isso? Você não pode ser do bem também?

—  A história é longa. Vamos fazer o seguinte: passe uma semana comigo, só eu e você. Se você gostar, ou não, poderá escolher entre ficar ou ir embora.

— Isso envolve sua conversão? Se você realmente quiser se converter escolherei a opção que não lhe permitirá fazer isso. — Hoseok possuía mesmo um coração de ouro, Jimin tinha razão.

—  Não, eu me converteria de qualquer jeito. Então ficará comigo por uma semana?

[...]

Havia se passado uma semana, hoje seria o dia em que Hoseok escolheria entre os dois mundos. O mundo real ou o mundo mágico.

— Vamos lá, levante Hoseok. — Yoongi tentava acordar o rapaz, este que fingia dormir para que não tivesse de fazer a temida escolha e nem que Yoongi tivesse que se converter — Eu sei que está fingindo e já lhe digo que isso não adiantará. Irei me converter até mais rápido, aí você ficará preso aqui para sempre.

  — Por que tem que ser assim, Yoonie? — Hoseok começou a chamá-lo desta forma no curto período de tempo — Todas as pessoas que eu já amei foram embora. E daí? Eu estou bem hoje.

— Você ficará bem também, estarei sempre com você.

— Mas você não. E eu te amo de verdade, os outros foram em vão, por favor não me deixe. — Selou os lábios do mesmo — Yoongi...

— Não dá, Hoseok. Vivi anos em um poço escuro. Eu comia bichos, insetos. Passei a minha vida inteira sendo rejeitado.

— Agora você tem tudo, não precisa ser assim.

Me desculpe Hoseok, mas não consigo. Já decidiu? O mundo real ou o mundo mágico?

— Você. — Hoseok queria chorar.

— Hoseok, por favor, você tem que escolher.

— O que de errado em ser feliz? Em ser perfeito? Você foi abençoado e agora está rejeitando a benção. — Yoongi fechou os olhos em negação.

— Vou repetir. O mundo real ou o mágico? 

— O mundo mágico, pelo menos você vai estar sempre comigo. — As lágrimas do mesmo desciam sem cessar e Yoongi o abraçou. 

— Um dia. — Hoseok o encarou sem entender — Um único dia, após anos e anos, séculos, voltarei para lhe visitar e se for para ficarmos juntos eu estarei transformado para todo o sempre. Me garanta que vai me levar para um jardim neste dia, um jardim cheio de flores e iremos nos beijar lá. Assim eu, e quem estiver comigo, ficaremos preso neste mundo feliz para sempre.

— Eu prometo com todas as minhas forças. — O abraçou — Só espero que esses anos passem o mais rápido possível. — Sorriram e se beijaram pela última vez.

Assim Yoongi desapareceu.

[...]

 

Hoseok’s POV

É hoje, é hoje. Hoje eu preciso levar o Yoongi até o campo de flores que preparei durante todos os séculos que se passaram. Preciso levá-lo antes do pôr-do-sol, é diante dele que nos beijaremos e, se tudo der certo, ele voltará. Será novamente Min Yoongi, o Min Yoongi que eu conheço e amo

— Yoongi? — entrei no quarto procurando pelo mesmo, assim que o vi notei que estava chorando sem cessar — O que foi meu amor?

— Hoseok, eu estou morrendo...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...